Preparação para o Sacerdócio

Richard M. Romney

Revistas da Igreja

Imprimir Compartilhar

    Hansen Prabhudas, de 11 anos, do Ramo Bangalore II, Distrito Bangalore Índia, estava muito entusiasmado. Depois das reuniões da Igreja, os meninos mais velhos do ramo iriam ensiná-lo a preparar, abençoar e distribuir o sacramento.

    Primeiro, os meninos que são mestres no Sacerdócio Aarônico mostraram a Hansem como eles preparam as bandejas de pão e enchem os copinhos de água.

    Em seguida, os sacerdotes leram as orações sacramentais e explicaram como dobram as toalhas de mesa.

    Por fim, os diáconos mostraram onde eles costumam ficar, como distribuem o sacramento para a congregação e como ajudam todos a ficarem reverentes.

    “O Sacerdócio Aarônico é muito importante”, diz Hansen. “Há muitas coisas que preciso fazer para preparar-me para recebê-lo.”

    Além de aprender a respeito do sacramento, Hansen lê as escrituras e procura cumprir os mandamentos e obedecer aos pais. Também aprende sobre a Igreja na Primária e dá um bom exemplo para seu irmão de nove anos, Gideon.

    As Bênçãos do Sacerdócio

    Hansen aprende muito a respeito do sacerdócio com o pai, que possui o Sacerdócio de Melquisedeque e serve na presidência do quórum de élderes. “Meu pai me batizou e, depois, batizou o Gideon”, conta Hansen. “Quando mamãe está doente, ele ajuda a dar-lhe uma bênção do sacerdócio para que fique boa logo.”

    Aliviar o Fardo

    O pai também ajuda a mãe de Hansen a fazer compras e a cozinhar. “Ele faz todo o possível para ajudar-nos”, explica Hansen. E tanto o pai quanto a mãe ajudam muitas pessoas, especialmente na Igreja.

    A mãe de Hansen está sempre ocupada com seu chamado como presidente da Primária do ramo. Hansen alivia o fardo dela, indo comprar verduras e legumes ou lavando os pratos.

    “Amo meus pais”, diz Hansen. “Realizamos a noite familiar todas as semanas, lemos as escrituras em família e oramos juntos em família.”

    Uma Vida Inteira de Serviço

    Aos 11 anos de idade, há muitas coisas para as quais devemos nos preparar. “Preciso aprender a ouvir mais atentamente o Espírito Santo”, diz Hansen. “Ele vai me guiar ao estudar o evangelho em meu quórum do sacerdócio, nos Rapazes e, mais tarde, no seminário. Todas essas coisas ajudam a preparar-me para ser um missionário de tempo integral. E eu preciso aprender a ajudar os pobres e prestar melhor serviço a eles”, diz Hansen. “Preciso preparar-me para uma vida inteira de serviço, porque o sacerdócio significa servir ao próximo da forma como Jesus Cristo faria, se estivesse aqui.”

    A história das escrituras favorita de Hansen é a de Noé. “Adoro ver como os animais obedeceram a ele quando era hora de entrarem na arca.” Ele sabe que Noé teve de fazer muitas coisas a fim de preparar-se para o futuro, assim como Hansen tem muito a fazer a fim de preparar-se para o sacerdócio.

    Os Passatempos de Hansen

    Esportes: O esporte favorito de Hansen é o badminton [semelhante à peteca, jogado com raquetes], mas ele também gosta muito de críquete, de futebol ou simplesmente de apostar corrida com o irmão e os amigos que moram na mesma rua. “Tanto no badminton quanto no críquete ou no futebol, o trabalho de equipe é muito importante”, diz Hansen. “É como o sacerdócio, porque num quórum do sacerdócio precisamos trabalhar em equipe.”

    Criação de peixes: Hansen cria peixinhos num balde cheio de água de chuva que ele guarda nos fundos do apartamento da família. Depois, ele os transfere para um pequeno aquário. “Gosto das cores bonitas e de como os peixinhos brincam uns com os outros”, diz ele.

    Cantar: “Fala-se com Amor” (Músicas para Crianças pp. 102–103) é o hino da Primária favorito de Hansen. Ele e Gideon gostam muito de cantar a respeito de Jesus, especialmente hinos. “Os hinos nos ajudam a manter o amor em nossa família”, diz Hansen.

    Onde Fica Bangalore, Índia?

    Índia

    Bangalore

    Fotografia: Richard M. Romney; mapa: Mountain High Maps, © 1993, Digital Wisdom, Inc.

    Hansen aprende a dar um bom exemplo em muitas situações: com os portadores do Sacerdócio Aarônico em seu ramo, na reunião de noite familiar, jogando futebol e preparando a comida com seu irmão caçula, Gideon.