Qual é a posição da Igreja em relação ao homossexualismo? Há algum problema em fazer amizade com pessoas que tenham sentimentos homossexuais?

Imprimir Compartilhar

    A Igreja se opõe ao comportamento homossexual, mas estendemos a mão com compreensão e respeito para as pessoas que sentem atração por pessoas do mesmo sexo.

    Se você conhece pessoas que sentem atração por pessoas do mesmo sexo, siga os mesmos princípios que segue com outras amizades: “Escolha seus amigos com cuidado. Eles vão influenciar grandemente seu modo de pensar e de agir e até ajudar a determinar a pessoa que você vai se tornar. Escolha amigos que compartilhem seus valores para que possam fortalecer e encorajar um ao outro a viver padrões elevados. Um amigo verdadeiro vai encorajá-lo a ser o melhor que você pode ser. (…) Tratem a todos com bondade e respeito” (Para o Vigor da Juventude, livreto, 2001, p. 12).

    A Igreja ensina que a sexualidade humana tem um propósito no plano do Pai Celestial. Para que sejamos felizes e cumpramos esse propósito, foi-nos ordenado que cumpramos a lei da castidade. O comportamento homossexual é contrário a esse propósito e viola os mandamentos de Deus.

    Contudo, se alguém se sente atraído por pessoas do mesmo sexo, mas não coloca em ação esses sentimentos, não cometeu pecado. O padrão de moralidade da Igreja é o mesmo para todos, independentemente do sexo pelo qual a pessoa se sinta atraída. Nem o Senhor nem Sua Igreja podem aceitar qualquer conduta que viole Suas leis. Repetimos, porém, que condenamos o comportamento imoral, não a pessoa.

    Para saber mais sobre o assunto, leia Élder Jeffrey R. Holland, “Ajudar Os Que Lutam Contra a Atração pelo Mesmo Sexo”, A Liahona, outubro de 2007, p. 40.