Como Dar Presentes a Cristo

Extraído do discurso “A Dádiva de um Salvador”, do Devocional de Natal da Primeira Presidência de 2010.


Henry B. Eyring

O Espírito de Natal traz-nos ao coração o desejo de partilhar alegria com os outros. As comemorações do Natal ajudam-nos a cumprir nossa promessa de sempre nos lembrarmos Dele e de Suas dádivas. Essa lembrança cria em nós o desejo de dar presentes a Ele.

Ele nos disse o que podemos ofertar-Lhe para proporcionar-Lhe alegria. Primeiro, graças a nossa fé Nele podemos ter um coração quebrantado e um espírito contrito. Podemos arrepender-nos e fazer convênios sagrados com Ele.

Segundo, podemos ofertar-Lhe a dádiva de fazer pelos outros o que Ele faria. Há uma longa lista de possibilidades no livro de Mateus, onde lemos as palavras de nosso Redentor, as que todos esperamos ouvi-Lo dizer quando O encontrarmos após esta vida:

“Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?

E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?

“E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?

E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes” (Mateus 25:37–40).

Com essas palavras, o Senhor mostra com clareza quais dádivas podemos dar-Lhe em agradecimento. Cada ato de bondade para alguém torna-se uma dádiva a Ele porque Ele ama a todos os filhos do Pai Celestial. E, por trazer alegria a Ele, essa dádiva também traz alegria a Seu Pai, com Quem temos uma imensurável dívida de gratidão.

father and son in kitchen

Ilustração fotográfica: Christina Smith

Muitos de vocês, na ocasião do Natal, encontrarão meios de alimentar os famintos. Ao fazê-lo, darão alegria ao Senhor. No entanto, Ele ensinou que há uma maneira de ofertar um presente ainda mais precioso e duradouro. Ele disse: “Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede” (João 6:35). Dentre todos os atos de bondade que podemos dar a Ele, o maior que podemos ofertar é o de conduzir a Ele aqueles a quem amamos e servimos, a Ele que é a única fonte de Vida Eterna.

Compartilhe Suas Experiências Pessoais

Compartilhe suas experiências pessoais na aplicação destes princípios e leia as experiências pessoais de outros jovens visitando LDS.org/go/dom12.

Como os Jovens Já Aplicaram Isso

“Convido um amigo a ir Igreja, a uma atividade da Mutual ou até mesmo a um jantar. Um pouco de carinho e atenção pode ser muito proveitoso para ajudar alguém a se sentir amado.”

Armand F.

“Escrevo para os missionários de minha ala.”

Jenny R.

“Às vezes basta ser amigo de alguém que precisa de ajuda.”

Ryan B.