Mensagem das Professoras Visitantes

Obra Missionária

Ouvir Baixar Imprimir Compartilhar

Estude este material em espírito de oração e, conforme julgar conveniente, discuta-o com as irmãs que você visita. Use as perguntas para ajudar no fortalecimento das irmãs e para fazer com que a Sociedade de Socorro seja parte ativa de sua própria vida. Acesse reliefsociety.LDS.org para mais informações.

Selo da Sociedade de Socorro

Fé, Família, Auxílio

Os santos dos últimos dias são enviados para “trabalharem [na] vinha [do Senhor] para a salvação da alma dos homens” (D&C 138:56), o que inclui o trabalho missionário. Não precisamos de um chamado formal para pregar o evangelho. As pessoas que terão sua vida abençoada pelo evangelho estão a nosso redor, e à medida que nos prepararmos, o Senhor vai usar-nos. As professoras visitantes podem abraçar suas responsabilidades espirituais e ajudar a “levar a efeito a imortalidade e vida eterna do homem” (Moisés 1:39).

Quando o Profeta Joseph Smith organizou a Sociedade de Socorro em 1842, disse que as mulheres deviam não apenas cuidar dos pobres, mas também salvar almas.1 Esse ainda é nosso propósito.

“O Senhor (…) confia um testemunho da verdade aos que Ele sabe que irão compartilhá-lo com outros”, disse o Presidente Dieter F. Uchtdorf, Segundo Conselheiro na Primeira Presidência. “O Senhor espera também que os membros de Sua Igreja, ‘[abram] a boca em todas as ocasiões, declarando [Seu] evangelho em tom de regozijo’ (D&C 28:16). (…) Às vezes, uma única frase de testemunho pode colocar em movimento algo que influenciará a vida de alguém por toda a eternidade.”2

Das Escrituras

Doutrina e Convênios 1:20–23; 18:15; 123:12

De Nossa História

A história de Olga Kovářová, da antiga Tchecoslováquia, é um exemplo de trabalho missionário de membro, extraído da história de nossa Sociedade de Socorro. Na década de 1970, Olga era estudante de Medicina e ansiava por uma vida espiritual mais profunda. Chamou-lhe a atenção um homem de 75 anos, Otakar Vojkůvka, que era santo dos últimos dias. “Ele tinha a aparência de um homem de 75 anos, mas o coração estava mais próximo dos dezoito e cheio de alegria”, disse ela. “Isso era extremamente incomum na Tchecoslováquia, naquela época de ceticismo.”

Olga perguntou a Otakar e à família dele como encontravam alegria. Foram-lhe apresentados outros membros da Igreja, e deram-lhe um Livro de Mórmon. Ela o leu com avidez e logo foi batizada e confirmada. Desde aquela época, Olga tem sido uma influência positiva num mundo de opressão política e perseguição religiosa. Ela serviu como presidente da Sociedade de Socorro em seu pequeno ramo e ajudou a salvar a alma de outros, levando-os a Cristo.3

Ilustração fotográfica: Matthew Reier

Exibir Referências

Notas

  1. 1.

    Ver Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph Smith, 2007, p. 476.

  2. 2.

    Dieter F. Uchtdorf, “À Espera, na Estrada para Damasco”, A Liahona, maio de 2011, p. 70.

  3. 3.

    Ver Filhas em Meu Reino: A História e o Trabalho da Sociedade de Socorro, 2011, pp. 101–104.