Mensagem da Primeira Presidência

A Voz do Senhor


Henry B. Eyring

A Voz do Senhor

Doutrina e Convênios convida todas as pessoas do mundo inteiro a ouvir a voz do Senhor Jesus Cristo (ver D&C 1:2, 4, 11, 34; 25:16). É um livro repleto de mensagens, advertências e exortações encorajadoras do Senhor, dadas por revelação a profetas escolhidos. Nessas revelações, vemos como Deus pode responder a nossas orações fervorosas com mensagens de instrução, paz e advertência.

Em nossas orações, procuramos saber o que Deus deseja que façamos, como devemos proceder para ter paz e felicidade nesta vida e na vindoura e o que nos está reservado. Doutrina e Convênios está repleto de respostas a perguntas como essas feitas por pessoas comuns e por profetas em humilde oração. Pode ser um guia precioso para ensinar-nos como receber respostas para dúvidas sobre nosso bem-estar temporal e nossa salvação eterna.

A humildade e a fé no Senhor Jesus Cristo são o ponto-chave. Oliver Cowdery recebeu uma resposta do Senhor sobre seu desejo de ajudar na tradução do Livro de Mórmon: “Lembra-te de que sem fé nada podes fazer; portanto pede com fé. Não trates essas coisas levianamente; não peças o que não deves” (D&C 8:10).

Repetidas vezes em Doutrina e Convênios, o Senhor exige fé e humildade antes de conceder Sua ajuda. Um motivo disso é que Suas respostas podem não vir da maneira que esperamos. Tampouco serão sempre fáceis de aceitar.

A história da Igreja e a vida de nossos antepassados ilustram essa realidade. Meu bisavô Henry Eyring orou fervorosamente para saber o que devia fazer quando ouviu o evangelho restaurado em 1855. A resposta veio num sonho.

Sonhou que estava sentado à mesa com o Élder Erastus Snow, do Quórum dos Doze Apóstolos, e com um élder chamado William Brown. O Élder Snow ensinou os princípios do evangelho pelo que lhe pareceu ser um período de uma hora. Em seguida, o Élder Snow disse: “Em nome de Jesus Cristo, ordeno que sejas batizado, e este homem [o Élder Brown] (…) vai batizar-te”.1 Minha família sente muita gratidão pelo fato de Henry Eyring ter tido a fé e a humildade de ser batizado às 7h30 da manhã, em um reservatório de água de chuva em St. Louis, Missouri, EUA, pelo Élder Brown.

A resposta a sua oração não veio como uma voz audível do Senhor. Veio em uma visão e um sonho como aconteceu com Leí (ver 1 Néfi 8:2).

O Senhor nos ensinou que as respostas também podem vir na forma de sentimentos. Em Doutrina e Convênios, Ele ensinou a Oliver Cowdery: “Eis que eu te falarei em tua mente e em teu coração, pelo Espírito Santo que virá sobre ti e que habitará em teu coração” (D&C 8:2).

E incentivou Oliver, dizendo: “Não dei paz a tua mente quanto ao assunto? Que maior testemunho podes ter que o de Deus?” (D&C 6:23).

Doutrina e Convênios, a história da Igreja e a história registrada por Henry Eyring de sua missão, pouco depois de seu batismo, ensinaram-me que as respostas podem chegar ao coração na forma de avisos ou como uma sensação de paz.

Em abril de 1857, o Élder Parley P. Pratt, do Quórum dos Doze Apóstolos, assistiu a uma conferência num lugar que hoje fica em Oklahoma, EUA. Henry Eyring registrou que o Élder Pratt “tinha a mente cheia de pressentimentos sombrios (…) , sem conseguir discernir o futuro ou nenhum meio de escape”.2 Henry registrou logo a seguir a triste notícia do martírio do apóstolo. O Élder Pratt tinha prosseguido sua jornada, apesar do sentimento de perigo, assim como fizera o Profeta Joseph ao ir para Carthage.

É meu testemunho que o Senhor sempre responde à humilde oração feita com fé. Doutrina e Convênios e nossas experiências pessoais nos ensinam a reconhecer essas respostas e aceitá-las com fé, sejam elas uma orientação, uma confirmação da verdade ou uma advertência. Oro para que sempre procuremos escutar e reconhecer a voz do Senhor.

Ensinar Usando Esta Mensagem

1. Leiam juntos os parágrafos sobre a oração nesta mensagem. Ao lerem, peça aos membros da família que escutem cuidadosamente para saber como Deus responde às orações. Preste testemunho da importância da oração.

2. Doutrina e Convênios está repleto de respostas a perguntas feitas por pessoas em suas orações. E se as respostas de suas perguntas (as revelações) não tivessem sido registradas? Incentive a família a aprender a reconhecer e a seguir os sussurros do Espírito. Sugira que registrem no diário deles os pensamentos que tiverem a respeito da oração.

Jovens

Procurar Ouvir os Sussurros

Certa noite, minha prima pequena fugiu de casa, e me apressei a procurá-la. Ao dirigir meu carro, orei para que o Espírito me ajudasse. Eu sabia que Deus me responderia e me orientaria, por isso procurei ouvir os sussurros do Espírito. Mas como não ouvi nada, comecei a me desesperar e a sentir que o Espírito não me inspirava.

Embora quisesse ir mais longe para procurá-la, senti que devia permanecer nos arredores da casa de minha prima. Assim, decidi percorrer a área com meu carro novamente. Ao parar em um cruzamento, vi a silhueta de uma menina caminhando. Eu tinha encontrado minha prima!

Ao descer do carro e correr em sua direção, dei-me conta de que o Espírito me orientara o tempo todo, fazendo-me sentir que devia permanecer naquela área. Como estava tentando ouvir uma voz mansa e delicada, quase ignorei os sussurros do Espírito. Compreendi então que muitas vezes não ouvimos uma voz, mas sentimos algo no coração.

Fiquei imensamente grata pela orientação do Espírito. Ele realmente está sempre a nosso lado! Como dizem as escrituras: “O Espírito Santo será teu companheiro constante” (D&C 121:46).

Se formos dignos da orientação do Espírito e prestarmos atenção, podemos ser instrumentos nas mãos de Deus para fazer o bem para muitas pessoas. Com a companhia constante do Espírito, saberemos o caminho que devemos seguir.

Crianças

Uma Aventura com a Oração

O Presidente Eyring ensinou que as orações podem ser respondidas de muitas maneiras diferentes. Você pode realizar uma aventura examinando as escrituras para descobrir algumas dessas maneiras.

Use este mapa para começar sua jornada de aprendizado. Procure cada escritura do mapa. Nas linhas em branco, escreva algumas palavras que descrevam o que as escrituras ensinam sobre as respostas à oração.

Ao longo do caminho, você pode escrever em seu diário o que está aprendendo e relatar suas próprias experiências pessoais nas quais suas orações foram respondidas.

Exibir Referências

    Notas

  1.   1.

    “The Journal of Henry Eyring: 1835–1902” [Diário de Henry Eyring] (manuscrito não publicado em posse do autor).

  2.   2.

    “The Journal of Henry Eyring: 1835–1902.”