Mensagem da Primeira Presidência

Ele Ressuscitou


Henry B. Eyring

Ele Ressuscitou

Um testemunho da realidade da Ressurreição de Jesus Cristo é uma fonte tanto de esperança quanto de determinação. E pode ser essa fonte para todo filho de Deus. Foi para mim, num dia de verão de junho de 1969, quando minha mãe morreu, e tem sido em todos os anos desde aquela data e será até que eu a veja novamente.

A tristeza da separação temporária foi imediatamente substituída por felicidade. Era mais do que a esperança de um feliz reencontro. Como o Senhor revelou tantas coisas por intermédio de Seus profetas e como o Espírito Santo confirmou a veracidade da Ressurreição para mim, consigo visualizar na mente como será o reencontro com nossos entes queridos santificados e ressuscitados:

“Estes são os que surgirão na ressurreição dos justos. (…)

Estes são aqueles cujos nomes estão escritos no céu, onde Deus e Cristo são o juiz de todos.

Estes são os que são homens justos, aperfeiçoados por meio de Jesus, o mediador do novo convênio, que efetuou esta expiação perfeita pelo derramamento de seu próprio sangue” (D&C 76:65, 68–69).

Como Jesus Cristo rompeu as cadeias da morte, todos os filhos do Pai Celestial que nasceram no mundo ressuscitarão com um corpo que jamais morrerá. Assim, nosso testemunho dessa verdade gloriosa pode afastar a dor da perda de um familiar ou amigo querido e substituí-la por uma alegre expectativa e uma firme determinação.

O Senhor ofertou a todos nós o dom da ressurreição, por meio do qual nosso espírito será colocado em um corpo livre de imperfeições físicas (ver Alma 11:42–44). Minha mãe aparecerá jovem e radiante, pois os efeitos da idade e os anos de sofrimento físico serão removidos. Isso acontecerá com ela e conosco como um dom.

Mas aqueles de nós que anseiam por estar com ela para sempre precisam fazer escolhas que os tornem dignos desse convívio, para viver onde o Pai e Seu amado Filho ressuscitado habitam em glória. Esse é o único lugar em que a vida familiar pode continuar para toda a eternidade. Um testemunho dessa verdade aumentou minha determinação de qualificar-me e de qualificar aqueles a quem amo para o mais alto grau do reino celestial, por intermédio da Expiação de Jesus Cristo que opera em nossa vida (ver D&C 76:70).

O Senhor nos oferece um guia nessa jornada para a vida eterna nas orações sacramentais que me ajudam e podem ajudar vocês. Somos convidados a renovar nossos convênios batismais em todas as reuniões sacramentais.

Prometemos sempre nos lembrar do Salvador. Os emblemas de Seu sacrifício nos ajudam a valorizar a magnitude do preço que Ele pagou para quebrar as cadeias da morte, para oferecer-nos misericórdia e para conceder-nos o perdão de todos os nossos pecados, se decidirmos nos arrepender.

Prometemos guardar Seus mandamentos. Ao ler as escrituras e as palavras dos profetas vivos e ouvir os oradores inspirados em nossas reuniões sacramentais, somos lembrados dos convênios que fizemos. O Espírito Santo nos traz à mente e ao coração os mandamentos que mais precisamos cumprir naquele dia.

Nas orações sacramentais, Deus promete enviar o Espírito Santo para estar conosco (ver Morôni 4:3; 5:2; D&C 20:77, 79). Descobri que naquele momento Deus pode conceder-me o que me parece ser uma entrevista pessoal. Ele traz a minha mente o que fiz que O agradou, minha necessidade de arrependimento e perdão, e o nome e o rosto das pessoas a quem Ele deseja que eu sirva.

Ao longo dos anos, essa experiência pessoal se repetiu, transformou a esperança em um sentimento de caridade e me deu a certeza de que a misericórdia estava a meu alcance graças à Expiação e Ressurreição do Salvador.

Testifico que Jesus é o Cristo ressuscitado, nosso Salvador e nosso perfeito exemplo e guia para a vida eterna.

Ensinar Usando Esta Mensagem

Devemos “[aplicar] todas as escrituras a nós, para nosso proveito e instrução” (1 Néfi 19:23). Você pode ler as orações sacramentais, encontradas em Doutrina e Convênios 20:76–79. Depois de ler os ensinamentos do Presidente Eyring sobre as orações sacramentais, você pode convidar as pessoas a quem está ensinando a pensar em maneiras pelas quais essas orações podem guiar nossa vida e ajudar-nos a voltar a viver com o Pai Celestial e Jesus Cristo.

Jovens

Sua Entrevista Pessoal com Deus

O Presidente Eyring ensina que, ao ouvirmos as orações sacramentais, podemos sentir que estamos tendo uma entrevista pessoal com Deus. O Presidente Eyring fala de três áreas de sua vida. Você pode escrever essas perguntas em seu diário e ponderá-las a cada domingo deste mês. Ao refletir e receber impressões do Espírito Santo, você pode anotá-las também em seu diário.

  • O que fiz que agradou a Deus?

  • Do que preciso me arrepender ou pedir perdão?

  • A quem Deus gostaria que eu servisse?

Crianças

Lembrar-se Sempre de Jesus

Tiago está procurando lembrar-se sempre do Salvador (ver D&C 20:77). Dê uma olhada em seu quarto. Consegue ver algo que possa ajudá-lo a se lembrar sempre de Jesus?