Aprender a Ser uma Luz para o Mundo

O autor mora na República Dominicana.

Ouvir Baixar Imprimir Compartilhar
missionary and candle

Nasci na República Dominicana e fui criado na Igreja. Cresci cercado de grandes líderes que tentaram ajudar-me a seguir o caminho certo. Sonhei em servir missão e ajudar as pessoas.

Como meu pai se mudou para os Estados Unidos para tentar encontrar uma vida melhor para nós, minha mãe criou minhas irmãs e eu sozinha. Às vezes me sentia só, mas na verdade nunca estava, pois podia conversar com meus líderes da Igreja sobre quaisquer dificuldades que tivesse na vida.

Quando nos mudamos para os Estados Unidos, comecei a enfrentar grandes provações. Frequentávamos um pequeno ramo e tive excelentes líderes que queriam me ajudar, mas meus colegas de escola tentaram tirar-me do caminho do evangelho. Infelizmente, comecei a falar de modo rude com minha mãe e raramente ouvia o conselho dela.

Eu ia à Igreja todos os domingos, mas sem a menor vontade de ir e não sabia mais se queria fazer missão.

Numa manhã, peguei o Livro de Mórmon, e ele abriu exatamente na página de minha escritura favorita, 3 Néfi 12:14–16:

“Em verdade, em verdade vos digo que eu vos concedo serdes a luz deste povo. Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.

Eis que acendem os homens uma candeia e colocam-na debaixo de um alqueire? Não, colocam-na em um velador e ela dá luz a todos os que estão na casa.

Portanto, fazei brilhar vossa luz diante deste povo de tal forma que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está no céu”.

Senti grande alegria ao lê-la porque isso me ajudou a lembrar o que havia aprendido no Seminário e como é maravilhoso o plano de nosso Pai. Assim, decidi tentar ser uma luz para o mundo.

Convidei dois primos a irem à Igreja. Um era menos ativo e se tornou ativo. O outro não era membro, e pude batizá-lo.

Um ano depois, recebi meu chamado para a missão para servir na Califórnia, EUA. Ao servir, vi sem sombra de dúvida que este é o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo. Ao ajudar as pessoas, meu testemunho cresceu cada vez mais e, toda vez que lia as escrituras, sempre recitava a passagem de 3 Néfi sobre ser uma luz para o mundo.