Mensagem da Primeira Presidência

Chamado por Deus e Apoiado pelo Povo


Henry B. Eyring

Chamado por Deus e Apoiado pelo Povo

Como membros da Igreja, com frequência somos convidados a apoiar pessoas em seus chamados para servir. Há alguns anos, um estudante de dezoito anos de idade mostrou-me o que significa apoiar os servos do Senhor. Ainda hoje me sinto abençoado por seu humilde exemplo.

Ele estava no início do primeiro ano de faculdade. Tinha sido batizado havia menos de um ano antes de sair de casa para começar a estudar numa grande universidade. Eu servia como bispo lá.

Com o início do ano letivo, fiz uma rápida entrevista com ele na sala do bispado. Lembro-me de pouca coisa daquela primeira entrevista, exceto que ele me falou das dificuldades que enfrentava numa cidade diferente, mas jamais esquecerei nosso segundo encontro.

Ele me pediu que o recebesse em minha sala. Fiquei surpreso quando ele disse: “Podemos orar juntos, e permite-me oferecer a oração?” Por pouco não lhe disse que já havia orado e esperava que ele também, mas em vez disso concordei.

Ele começou a oração com seu testemunho do fato de o bispo ter sido chamado por Deus. Pediu a Deus que me orientasse sobre o que ele devia fazer quanto a um assunto de grandes consequências espirituais. O rapaz disse a Deus que tinha certeza de que o bispo já sabia quais eram suas necessidades e que lhe daria os conselhos que precisava ouvir.

Enquanto ele falava, os perigos específicos que ele enfrentaria me vieram à mente. Os conselhos eram simples, mas deviam ser dados com grande clareza: orar sempre, obedecer aos mandamentos e não temer.

Aquele rapaz, com apenas um ano de Igreja, ensinou pelo exemplo o que Deus pode fazer com um líder que é apoiado pela fé e pelas orações daqueles a quem é chamado a guiar. Aquele jovem demonstrou para mim o poder da lei de comum acordo na Igreja (ver D&C 26:2). Embora o Senhor chame Seus servos por revelação, eles somente agem depois de serem apoiados por aqueles a quem são chamados a servir.

Por meio de nosso voto de apoio, fazemos promessas solenes. Prometemos orar pelos servos do Senhor para que Ele os guie e fortaleça (ver D&C 93:51). Comprometemo-nos a buscar e esperar sentir a inspiração de Deus quando eles derem conselhos e sempre que agirem em seu chamado (ver D&C 1:38).

Essa promessa precisa ser renovada com frequência em nosso coração. Seu professor da Escola Dominical tenta ensinar pelo Espírito, mas assim como vocês, ele pode cometer erros diante da classe. Contudo, vocês podem decidir ouvir e prestar atenção aos momentos em que podem sentir a inspiração chegar. Com o tempo, observarão menos erros e provas mais frequentes de que Deus apoia aquele professor.

Ao erguermos a mão em sinal de apoio a alguém, comprometemo-nos a trabalhar pelo propósito para o qual a pessoa foi chamada pelo Senhor a realizar, seja ele qual for. Quando nossos filhos eram pequenos, minha mulher foi chamada para ensinar as criancinhas de nossa ala. Eu não só ergui a mão para apoiá-la, mas também orei por ela e depois pedi permissão para ajudá-la. Aprendi a valorizar o trabalho das mulheres e o amor que o Senhor tem pelas crianças, e aquelas lições ainda hoje abençoam minha família e minha vida.

Recentemente conversei com aquele rapaz que apoiou seu bispo há vários anos. Soube que o Senhor e o povo o haviam apoiado em seu chamado como missionário, como presidente de estaca e como pai. Ao fim de nossa conversa, ele disse: “Ainda oro por você todos os dias”.

Podemos decidir orar diariamente por alguém que foi chamado por Deus para nos servir. Podemos agradecer a alguém — homem ou mulher — que nos abençoou com seu serviço. Podemos dar um passo adiante quando alguém que apoiamos solicitar voluntários.1

Aqueles que apoiam os servos do Senhor em Seu reino serão amparados por Seu poder incomparável. Todos nós precisamos dessa bênção.

Ensinar Usando Esta Mensagem

Depois de deixar esta mensagem, você pode ler a seguinte citação: “O Senhor o tornará um instrumento em Suas mãos se você for humilde, fiel e diligente. (…) Você receberá força renovada quando for apoiado pela congregação e designado” (Ensino, Não Há Maior Chamado, 2009, p. 20). Reúna a família em volta de um objeto pesado e peça a alguém que o erga. Chamando uma pessoa por vez, convide outros membros da família para ajudar a levantar o objeto. Pergunte o que acontece quando todos ajudam. Se julgar oportuno, ressalte também o conselho do Presidente Eyring sobre algumas maneiras práticas de apoiarmos as pessoas em seu chamado.

Jovens

Gratidão por Minha Professora da Escola Dominical

Minha classe da Escola Dominical nem sempre é reverente. Adoro participar da aula todas as semanas, mas às vezes parece que os demais alunos não sentem o mesmo. Estão sempre conversando entre si ou brincando com joguinhos eletrônicos enquanto a professora tenta nos ensinar. E, infelizmente, há momentos em que também faço parte do problema.

Certa vez, a classe estava pior do que nunca e, no final da aula, nossa professora estava em prantos porque ninguém prestou atenção à aula. Ao sairmos da sala, senti remorso.

No domingo seguinte, nossa professora explicou-nos que havia orado muito durante a semana, buscando orientação, e ocorreu-lhe que precisava mostrar um filme da Igreja. A apresentação começou. Era um filme sobre a vida de Jesus Cristo e os milagres que realizou.

Ao refletir sobre aquele filme no final do dia, senti algo mudar dentro de mim. De repente, percebi que estava sentindo o Espírito, mais do que nunca antes. Imediatamente, decidi fazer mudanças em minha vida para ser mais semelhante ao Salvador e percebi que a experiência daquele dia na Escola Dominical havia fortalecido muito meu testemunho. Sou muito grato por minha professora da Escola Dominical e por tudo o que ela faz por nossa classe todas as semanas.

Crianças

Apoiar Significa Ajudar

O Presidente Eyring disse que, quando erguemos a mão para apoiar alguém, prometemos ajudar aquela pessoa a fazer o serviço para o qual foi chamada.

Quais das crianças acima estão apoiando um líder ou um(a) professor(a)?

Aqui estão algumas pessoas a quem apoiamos: profeta, membros do bispado ou da presidência do ramo, líder da missão da ala ou do ramo, professora da Primária, líderes da Primária.

Escreva ou converse com seus pais a respeito de algumas coisas que você pode fazer para apoiar essas pessoas.

Exibir Referências

    Nota

  1.   1.

    Ver Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph F. Smith, 1998, pp. 211–212.