Abril

Jesus Cristo É Meu Salvador e Redentor

Esboço para o Tempo de Compartilhar de 2016: Sei que as Escrituras São Verdadeiras

Música de sua escolha tirada de Músicas para Crianças


Complemente as ideias apresentadas aqui com outras de sua própria autoria. Planeje maneiras de apresentar a doutrina para as crianças e ajude-as a compreendê-la e aplicá-la em sua vida. Pergunte a si mesma: “De que atividades as crianças participarão para aprender e como vou ajudá-las a sentir o Espírito?”

Semana 1: Jesus Cristo foi escolhido para ser nosso Salvador.

Apresentar a doutrina: Escreva no quadro: “Jesus Cristo foi para ser nosso Salvador”. Espalhe as letras e, s, c, o, l, h, i, d, e o pela sala. Deixe as crianças chegarem à ordem certa das letras para formar a palavra e completar a frase. Peça-lhes que leiam Moisés 4:2 para confirmar a resposta. Leiam juntos a frase do quadro.

Incentivar a compreensão: Prepare três tiras de papel. Em cada tira escreva uma das perguntas a seguir sobre o hino “No Céu Eu Vivi” (MC, p. 140):

  1. Quem apresentou um plano a todos no céu antes de virmos à Terra?

  2. Quem foi que “ao Pai toda a glória quis dar”?

  3. O que Jesus conquistou ao seguir o plano do Pai?

Peça às crianças que cantem a primeira estrofe da música e fiquem de pé ao cantarem a resposta à primeira pergunta. Em seguida, discutam algumas das coisas que elas aprenderam nessa estrofe. Se desejar, cantem o verso de novo após a discussão. Em seguida, repita a atividade com as demais estrofes e perguntas.

Semana 2: Jesus Cristo é o exemplo perfeito para mim.

Apresentar a doutrina: Peça às crianças que sigam você ao fazer vários gestos simples, como bater palmas, erguer os braços acima da cabeça ou marchar sem sair do lugar. Peça-lhes que mencionem algumas coisas que aprenderam ao seguirem o exemplo de alguém (por exemplo, fazer a cama ou participar de um jogo). Escreva no quadro: “Jesus Cristo é o exemplo perfeito para mim”. Preste testemunho de que Cristo foi a única pessoa a viver na Terra que deu um exemplo perfeito para seguirmos. Peça às crianças que leiam a frase juntas.

Incentivar a aplicação: Mostre algumas gravuras de ocasiões em que Jesus amou e serviu ao próximo. Escreva “Jesus amou a todos” e “Jesus serviu ao próximo” no quadro. Desenhe um coração e uma mão abaixo dessas frases. Diga às crianças que devemos seguir o exemplo de Jesus amando e servindo ao próximo. Dê a todas as crianças uma folha de papel e peça que desenhem um coração ou façam o traçado da mão delas. Em seguida, peça-lhes que escrevam ou desenhem algo que podem fazer para seguir o exemplo de Jesus. Peça-lhes que relatem suas ideias aos colegas da Primária e coloquem suas folhas perto das gravuras de Jesus. Cantem “Eu Quero Ser Como Cristo” (MC , pp. 40–41).

Semana 3: Por meio da Expiação de Cristo, toda a humanidade pode ser salva.

Apresentar a doutrina: Divida as crianças em grupos e dê a cada um deles um trecho da terceira regra de fé. Peça que cada grupo se levante, na ordem certa, e repita seu trecho. Em seguida, peça à Primária toda que se levante e repita a regra de fé inteira.

Incentivar a compreensão: Preste testemunho de que uma maneira de a Expiação nos salvar é salvar-nos do pecado. Mostre às crianças um copo d’água limpa e explique-lhes que ela representa uma pessoa livre do pecado. Jogue uma pequena porção de corante na água. Ressalte que o corante se espalha por toda a água e retira sua pureza. Explique-lhes que, quando pecamos, tornamo-nos impuros, como a água. Em seguida, acrescente algumas gotas de alvejante para deixar a água limpa de novo. Explique-lhes que, quando nos arrependemos, a Expiação nos purifica do pecado e somos perdoados. Mostre uma gravura de Cristo no Getsêmani. Deixe as crianças dizerem o que sabem sobre a gravura. Testifique do amor de Jesus Cristo por nós e de Sua disposição para pagar o preço de nossos pecados.

Incentivar a aplicação: Usando alguns dos métodos didáticos explicados neste livreto, ensine às crianças sobre o arrependimento, que inclui sentir pesar, pedir perdão, reparar o erro e não repetir o pecado (ver Primária 3, pp. 46–49).

Semana 4: Jesus Cristo ressuscitou e eu também vou ressuscitar.

Incentivar a compreensão: Use gravuras para contar rapidamente a história da morte de Jesus (ver Mateus 27:33–60; Marcos 15:22–46; Lucas 23:33–53; João 19:17–42). Peça às crianças que imaginem como os familiares e os amigos de Jesus devem ter-se sentido quando Ele morreu. Com antecedência, peça a várias crianças (ou adultos) que venham à Primária preparados para contar uma história de uma das testemunhas da Ressurreição de Cristo, como Maria Madalena (ver João 20:11–18), Pedro e João (ver João 20:2–10), os discípulos (ver João 20:19–22; Lucas 24:33–53), Tomé (ver João 20:24–29) e os nefitas (ver 3 Néfi 11:8–17). Dê-lhes crachás para indicar qual é a história que vão contar.

“Em geral, é-nos mais fácil compreender um princípio do evangelho quando ele está expresso em uma história das escrituras” (ENMC, p. 55).

Néfi