Fevereiro

As Escrituras Ensinam sobre o Plano do Pai Celestial

Esboço para o Tempo de Compartilhar de 2016: Sei que as Escrituras São Verdadeiras

Música: “Vou Cumprir o Plano de Deus”

(MC, pp. 86–87)


Complemente as ideias apresentadas aqui com outras de sua própria autoria. Planeje maneiras de apresentar a doutrina para as crianças e ajude-as a compreendê-la e aplicá-la em sua vida. Pergunte a si mesma: “De que atividades as crianças participarão para aprender e como vou ajudá-las a sentir o Espírito?”

Semana 1: O Pai Celestial tem um plano para mim.

Apresentar a doutrina: Mostre às crianças a fotografia de uma casa. Explique-lhes que os construtores precisam de um projeto antes de edificar uma casa. Pergunte: “Por que é importante fazer e seguir projetos e planos?” Erga as escrituras e diga às crianças que podemos encontrar o plano do Pai Celestial para nós nas escrituras. Escreva no quadro: “O Pai Celestial tem um plano para mim”. Leiam a frase juntos.

Incentivar a compreensão: Escreva as seguintes perguntas no quadro:

  • Quem sou eu?

  • De onde vim?

  • Por que estou aqui?

  • O que vai acontecer comigo depois da morte?

Dê a cada criança uma folha de papel com uma das seguintes palavras: quem, de onde, por que ou o que. Leia a primeira pergunta no quadro com as crianças e peça que se levantem todas as crianças com a folha o que. Cantem “Sou um Filho de Deus” (MC, pp. 2–3) e pergunte às crianças de pé como responderiam à pergunta. Repita o processo com cada pergunta, usando estas músicas: de onde: “No Céu Eu Vivi” (MC, p. 140); por que: “Vou Cumprir o Plano de Deus” (MC, pp. 86–87); o que: “Jesus da Morte Ressurgiu?” (MC, p. 45). Preste testemunho de que o plano do Pai Celestial nos trará felicidade.

Semana 2: Jesus Cristo criou a Terra para mim.

Incentivar a compreensão: Enumere com as crianças ações que tenham uma sequência, como amarrar os cadarços ou preparar-se para ir dormir. Explique-lhes que nas escrituras aprendemos que Jesus criou a Terra em determinada ordem. Divida as crianças em seis grupos e dê a cada um deles uma referência das escrituras que descreva um dia da Criação (ver Moisés 2). Peça a cada grupo que faça desenhos do dia respectivo. Peça-lhes que mostrem os desenhos às demais crianças e lhes digam o que foi criado nesse dia. Oriente-as a colocar os desenhos na ordem correta no quadro.

Incentivar a aplicação: Pergunte às crianças: “Qual das criações de Jesus é importante para você?” Dê a cada criança um pouco de massa de modelar (ver receita em ENMC, p. 165). Deixe as crianças usarem a massa para representar a criação que seja importante para elas. (Se não tiver massa de modelar, as crianças podem fazer um desenho.) Peça às crianças que mostrem à classe o que fizeram ou desenharam e digam por que isso é importante para elas. Cantem “Meu Pai Celestial Me Tem Afeição” (MC, pp. 16–17).

Semana 3: As famílias desempenham um papel primordial no plano do Pai Celestial.

Apresentar a doutrina: Escreva a seguinte frase no quadro: “As famílias desempenham um papel primordial no plano do Pai Celestial”. Discuta com as crianças o significado dessa frase. Apague a frase. Diga as primeiras duas palavras e peça às crianças que as repitam. Em seguida, diga as primeiras quatro palavras e peça às crianças que as repitam. Continue até as crianças repetirem a frase inteira.

Incentivar a compreensão: Peça com antecedência a várias crianças que representem famílias das escrituras. Dê várias dicas sobre cada família (por exemplo, Adão e Eva: “Nossa família foi a primeira família da Terra”; Abraão e Sara: “Éramos muito idosos quando tivemos um filho”; e Leí e Sara: “Atravessamos o oceano para chegar à terra prometida” e dê as dicas às crianças. Traga trajes simples, se possível. Peça às crianças designadas que vão representar as famílias das escrituras que se dirijam à frente da sala, um grupo por vez. Peça-lhes que leiam suas dicas e peça às demais crianças da Primária que adivinhem quem são as famílias representadas. Depois de identificada cada família, mostre às crianças onde podem aprender sobre essas famílias nas escrituras. Diga-lhes como cada família seguiu o plano do Pai Celestial para ela.

Incentivar a aplicação: Peça às crianças que pensem em qualidades que sua família possui. Peça-lhes que relatem essas qualidades umas às outras em grupos ou à Primária inteira.

Semana 4: Vou cumprir o plano de Deus.

Incentivar a compreensão: Mostre alguns grãos de feijão ou pedrinhas e uma jarra vazia com a etiqueta de um rosto sorridente. Diga às crianças que o plano do Pai Celestial nos deixa livres para escolher o certo ou o errado. Explique-lhes que as escolhas boas levam à liberdade e à felicidade, ao passo que as ruins levam ao cativeiro e à infelicidade (ver 2 Néfi 2:27). Pergunte às crianças: “Que mandamentos vocês guardam ao seguirem o plano de Deus?” Dê um grão de feijão a cada criança que responder à pergunta. Escreva as respostas no quadro. Peça a cada criança com um grão de feijão que mostre como a obediência ao mandamento mencionado por ela traz felicidade. Em seguida, deixe a criança colocar seu grão de feijão na jarra. Preste testemunho de que nossa vida se encherá de felicidade se optarmos por seguir o plano de Deus.

Faixa disponível em sharingtime.LDS.org

Vou cumprir o plano de Deus ao:

Incentivar a aplicação: Prepare uma grande folha de papel em forma de faixa para cada classe. Escreva em cada faixa “Vou cumprir o plano de Deus ao …” Explique-lhes que o plano do Pai Celestial nos deixa livres para optar pelo certo ou pelo errado e que nossas escolhas diárias quanto ao modo de agir são importantes para nossa felicidade. Oriente as crianças a trabalharem nas diferentes classes para desenhar ou escrever em sua faixa coisas que podem fazer para seguir o plano do Pai Celestial e peça que assinem o nome. Convide cada classe para contar o que aprendeu ou desenhou em sua faixa. Peça às crianças que desfilem pela sala segurando suas faixas e cantando “Serei Valoroso” (MC, p. 85). Exiba as faixas na sala da Primária.

Canalize a energia das crianças por meio de atividades físicas adequadas a fim de envolvê-las e mantê-las ocupadas.

Rosto sorridente disponível em sharingtime.LDS.org