Março

Os Profetas Vivos Me Ensinam a Escolher o Certo

Esboço para o Tempo de Compartilhar de 2017: Escolher o Caminho Certo

Hino: “Sê Fiel”

(MC, p. 81)


Complemente as ideias apresentadas aqui com outras de sua própria autoria. A cada semana, planeje maneiras de (1) identificar a doutrina, (2) ajudar as crianças a compreendê-la e (3) ajudá-las a aplicá-la na vida delas. Pergunte a si mesma: “De que atividades as crianças participarão para aprender e como vou ajudá-las a sentir o Espírito?”

Semana 1: Deus fala por meio de profetas vivos.

Identificar a doutrina (ver uma demonstração e memorizar uma escritura): Convide uma criança para dirigir-se à frente da sala. Diga às outras crianças que sigam as instruções dela. Sussurre instruções simples para a criança, como “Mande que batam palmas três vezes” ou “Mande que se levantem e marchem sem sair do lugar”. Deixe que várias crianças tenham a oportunidade de ser o líder. Explique-lhes que, embora nem todas tenham ouvido você dar as instruções, elas puderam obedecer às instruções porque sabiam quem deviam seguir. Pergunte-lhes quem devemos seguir para saber o que o Pai Celestial deseja que façamos. Mostre uma fotografia do atual Presidente da Igreja. Peça às crianças que digam juntas: “Deus fala por meio de profetas vivos”. Leiam Amós 3:7, e explique todas as palavras que as crianças não compreenderem. Ajude as crianças a decorarem a escritura (ver ENMC, pp. 171–172).

teacher whispering

Semana 2: A Primeira Presidência e os Doze Apóstolos são profetas.

Identificar a doutrina: Escreva no quadro: “A Primeira Presidência e os Doze Apóstolos são profetas”. Diga às crianças que na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, somos liderados pelo Presidente da Igreja, por seus dois conselheiros na Primeira Presidência e pelos Doze Apóstolos. Explique-lhes que a Primeira Presidência e os Doze Apóstolos são profetas.

Incentivar a aplicação (jogo de correspondência): Junte gravuras de seis membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze e escreva o nome deles em folhas de papel separadas. Coloque os papéis e as gravuras virados para baixo. Peça a uma criança que vire uma gravura e convide outra criança a virar um papel com um nome escrito nele. Se a gravura não corresponder ao nome, coloque-os de volta no lugar e deixe que duas outras crianças escolham. Se os papéis forem correspondentes, sussurre para as duas crianças um princípio do evangelho que o líder ensinou na conferência geral mais recente (ver a mais recente edição de conferência da revista Ensign ou A Liahona), e peça-lhes que encenem um modo pelo qual elas podem viver aquele princípio. Peça às demais crianças que adivinhem o que elas estão fazendo.

matching game

Semana 3: Os profetas e apóstolos de Deus falam para nós na conferência geral.

Incentivar a compreensão e a aplicação (realizar um jogo): Escreva em folhas de papel separadas um resumo de uma frase tirada das mensagens da conferência mais recente que foram proferidas pela Primeira Presidência e pelo Quórum dos Doze. Coloque-as no quadro juntamente com as gravuras dos líderes. Debata cada mensagem. Convide um grupo de crianças a sair da sala. Remova uma das mensagens do quadro. Peça às crianças que voltem e decidam juntas qual mensagem está faltando. Peça às crianças que escolham um hino da Primária que corresponda à mensagem, e cantem-no juntos. Convide as crianças a sugerir maneiras pelas quais elas podem pôr em prática a mensagem. Repita a atividade com as outras mensagens.

teacher at board

Adapte suas atividades à idade e à capacidade das crianças que você ensinar. Na atividade da semana 3, você pode usar gravuras além das mensagens escritas.

Semana 4: Sou abençoado quando decido seguir o profeta.

Identificar a doutrina (cantar um hino): Cantem a nona estrofe e o refrão do hino “Segue o Profeta” (MC, pp. 58–59). Convide as crianças a procurarem ouvir razões pelas quais seguimos o profeta. Faça com que as crianças digam juntas: “Sou abençoado quando decido seguir o profeta”.

Incentivar a compreensão (dramatizar histórias das escrituras): Conte às crianças a história de Elias e a viúva de Sarepta (ver I Reis 17:8–16) e peça que elas a dramatizem com você. Por exemplo: “O Senhor disse ao profeta Elias que fosse para uma cidade chamada Sarepta (caminhar sem sair do lugar). Quando ele chegou à cidade, viu uma mulher recolhendo gravetos (fingir que está colhendo gravetos). Elias pediu que a mulher lhe desse algo para beber (fingir que dá algo para alguém beber) e um pouco de pão. A mulher disse a Elias que ela tinha apenas um pouco de farinha e azeite para fazer um pão para seu filho (fazer que não com a cabeça). Elias disse a ela que fizesse um pouco de pão para ele primeiro, e Deus lhe daria mais farinha e azeite. A mulher obedeceu a Elias (fingir que amassa pão). Ela teve farinha e azeite suficiente para fazer pão por muitos dias (fingir que está comendo).” Repita a atividade com a história de Moisés e a serpente de bronze (ver Números 21:5–9) e a de Néfi e as placas de latão (ver 1 Néfi 3–4; 5:21–22). Peça às crianças que digam como as pessoas das histórias foram abençoadas por seguirem o conselho do profeta.

Elijah and the widow of ZarephathMoses and the Brass SerpentNephi

Incentivar a aplicação (discutir os ensinamentos do profeta): Pergunte às crianças: “Quem é nosso profeta hoje?” Mostre uma fotografia do atual presidente da Igreja. Explique às crianças que ele foi chamado por Deus. Faça com que as crianças discutam em pequenos grupos como elas podem segui-lo. Peça a algumas crianças de cada grupo que compartilhem suas ideias. Convide as crianças a escolher um modo pelo qual podem seguir o profeta durante a semana. Crie um lembrete para que elas levem para casa e mostrem a seus familiares. Lembre as crianças que elas podem ouvir as palavras do profeta na conferência geral e incentive-as a ver ou ouvir a conferência com a família. Na semana seguinte à conferência geral, peça a algumas das crianças que contem experiências pessoais que tiveram ao ouvirem o profeta e seguirem seus ensinamentos.

small groups with pictures

Se você dividir as crianças em grupos, mais crianças poderão participar. Você pode formar grupos de várias maneiras. Você pode, por exemplo, pedir às crianças que trabalhem juntas por classes, ou pode juntar crianças mais velhas com as mais novas. Um adulto deve supervisionar cada grupo.