Diários Pessoais

Manual de Sacerdócio Aarônico 1, 1992


Objetivo

O jovem deverá compreender a importância de escrever um diário pessoal.

Preparação

  1. 1.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Obras-padrão para cada rapaz

    2. b.

      Papel e lápis para cada rapaz

  2. 2.

    Venha preparado para relatar uma experiência pessoal (ver a Introdução.)

  3. 3.

    Prepare uma cópia de: “Sugestões para Escrever um Diário”, para cada portador do Sacerdócio Aarônico.

  4. 4.

    Durante a semana, peça a dois ou três rapazes que venham preparados para compartilhar uma experiência pessoal ou algo que escreveram em seu diário.

Observação para o professor

Antes de tentar ajudar os rapazes a compreenderem a importância de um diário, você mesmo deve compreendê-la. Procure o Espírito para que ele o ajude a sentir a importância desta lição e o inspire quanto à melhor maneira de apresentá-la. Se ainda não o fez, reserve um tempo durante a semana para escrever algo em seu próprio diário e compartilhe seus sentimentos em relação a essa experiência com os rapazes.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

Cada um de Nós Deve Escrever um Diário

Apresentação pelo consultor

Conte aos rapazes uma experiência interessante ou espiritual que tenha tido. Conte-a do modo mais interessante possível e depois diga-lhes como e por que correu para escrevê-la em seu diário. Se não tinha um diário na ocasião, diga-lhes por que gostaria de ter podido preservá-la. Ou talvez possa ler uma citação do diário de um de seus ancestrais, que seja interessante para a classe. Expresse sua gratidão por essa experiência ter sido registrada por escrito, para que você e outros pudessem conhecer melhor esse antepassado.

Convide os jovens que vieram preparados a compartilharem suas experiências.

• Quantos de vocês têm um diário pessoal?

Debate com uso de escritura

Peça a um rapaz que leia Moisés 6:5-6.

• Por que acham que desde o início da humanidade fomos instruídos a manter registros?

Deixe que os rapazes respondam, depois diga-lhes que o Rei Benjamin deu uma razão muito importante a seu filho.

Peça a um rapaz que leia Mosiah 1:4-5.

• Qual foi a razão que o Rei Benjamin deu para mantermos registros precisos sobre nossos assuntos com o Senhor?

Citação

Explique que o Presidente Kimball nos desafiou a escrevermos um diário.

“Arranjem um caderno, meus jovens, um diário que dure toda vida, e os anjos poderão fazer citações dele na eternidade. Comecem hoje e escrevam suas idas e vindas, seus pensamentos mais profundos, suas conquistas e seus fracassos, suas associações e seus triunfos, suas impressões e seus testemunhos.” (“Os Anjos Poderão Fazer Citações dele” A Liahona, junho de 1978, p. 25).

A Manutenção de Registros É um Princípio Importante

História

“Lembro-me, enquanto criança, do quanto eu desejava saber como era minha mãe… Eu desejava tanto ser mãe!

Era lógico que eu havia tido uma mãe, que se chamou Mary Black Rawlins, mas ela morrera quando eu tinha apenas nove semanas de idade e ela vinte e seis anos. Certa tarde, quando meu pai chegou do trabalho, encontrou-a caída no chão da cozinha, vítima de um ataque cardíaco. As pessoas que a conheciam melhor achavam muito doloroso falar sobre ela e, assim, nunca descobri muita coisa a seu respeito…

Então, quando tinha dezessete anos, a mãe de meu pai foi visitar-me e levou-me um dos presentes mais preciosos que já recebi. Contou-me que quando minha mãe se casou, já sabia de seu problema cardíaco. Ela não ignorava que, se tivesse um filho, provavelmente morreria. Mas, mesmo assim, muito destemida e determinada a se arriscar, sentiu que deveria ter um bebê. Decidiu que eu, a filha que tivera, merecia viver. Quando soube disso, meu amor por ela se intensificou, pois fiquei sabendo que ela me amou também, amou-me de tal modo que deu sua vida por mim.

Foi então que meu pai me trouxe um diário escrito por minha mãe. Ela o escreveu todos os dias durante um ano de sua curta existência… Tinha em minhas mãos um ano da vida de minha mãe. Durante aquele ano, ela havia sido professora no Estado de Wyoming e, através de suas palavras, tornou-se bem real para mim. Ela chorou, lutou, riu, queixou-se, ficou sabendo de seu problema cardíaco e eu… eu partilhei disso tudo com ela!

Aquele registro, aquele precioso e amado registro - é tudo o que eu tenho dela. E se ela não o tivesse escrito?” (“For Your Remembrance: A Presentation on Record Keeping” [apresentação audiovisual, 1975, conferência de junho da A.M.M.]).

Debate

• Que razões importantes para se escrever um diário são mostradas nessa história?

• Quem poderia ler o seu diário?

• De que maneira ele beneficiará essas pessoas?

Explique que os diários são uma forma especial de partilharmos nossa vida com nossos filhos e netos.

Cada Portador do Sacerdócio Aarônico Deve Escrever um Diário Pessoal

Apresentação pelo consultor

Explique que sempre temos a tendência de pensar que o que estamos fazendo ou o que já fizemos não é suficientemente interessante para ser registrado. Mas, em anos futuros quer para nós quando envelhecermos, quer para nossos filhos ou netos, essas coisas serão relances de nossa própria vida e do nosso mundo. Com cada geração, aparecem novas idéias, novas experiências espirituais e novas oportunidades de crescimento e progresso.

Sugira aos rapazes que um registro pessoal é um relatório inalterado de quem somos, por onde estamos indo e o que estamos realizando. Nossos diários são um lugar excelente para registrarmos nossas metas e tentativas diárias de nos tornarmos mais parecidos com o que o Senhor espera de nós.

Leitura e debate com uso do quadro-negro

Peça a vários rapazes que leiam e expliquem em suas próprias palavras as seguintes sugestões sobre como manter registros. Resuma as idéias no quadro-negro.

  1. 1.

    Que tipo de diário eu deveria usar? Escolha um diário onde possa registrar suas atividades diárias. Deve ser um tipo de fichário de folhas soltas, não muito caro, ou então cadernos de capa dura. Os requisitos principais são papel de boa qualidade e uma capa protetora.

  2. 2.

    Com que freqüência devo escrever meus registros? A sua própria personalidade, seus interesses e seu tempo determinarão com que freqüência escreverá em seu diário. Não é necessário registrar detalhes sobre todos os acontecimentos passados, todas as vezes que escrever. Registre apenas superficialmente os acontecimentos passados e passe a registrar o presente. Quanto mais freqüentemente escrever, tanto mais exato o diário será. Algumas pessoas escrevem diariamente, outras duas ou três vezes por semana. Estabeleça uma meta e trabalhe para atingi-la.

  3. 3.

    O que devo registrar? (Peça a um jovem que leia novamente a declaração do Presidente Kimball.)

  4. 4.

    De que maneira poderei ser criativo, ao manter meus registros? Poderá citar ocasionalmente seus programas preferidos de TV, filmes de cinema, sua preferência em roupas, alimentos, leitura, seus sentimentos atuais sobre religião, problemas, opiniões sobre escola ou governo, sua situação financeira atual. Poderá acrescentar desenhos, fotografias, ou poemas.

Atividade

Diga aos rapazes que eles terão a oportunidade de escrever algo para incluir em seus diários. Aqueles que já mantêm um diário, podem incluir nele, quando chegarem em casa, o que vão escrever na aula. Dê a cada jovem uma folha de papel e um lápis. Peça-lhes que escrevam suas experiências do dia anterior, registrando seus sentimentos a respeito de tudo o que fizeram. Se não houver tempo de terminar a designação na classe, encoraje-os a concluírem em casa. Lembre-se de que seu diário deve conter eventos e sentimentos significativos de sua vida.

Conclusão

Desafio

Desafie os rapazes a continuarem a escrever seus diários, seja diária ou semanalmente. Depois, verifique periodicamente nos próximos meses se o estão fazendo, e encorajeos com freqüência.

Lembrete

Dê a cada jovem uma cópia das seguintes sugestões, que talvez ele queira colocar na contracapa de seu diário como referência.

• Quais são algumas sugestões úteis que podemos nos lembrar ao escrevermos um diário?