Estudo das Escrituras

Manual de Sacerdócio Aarônico 1, 1992


Objetivo

Cada rapaz deverá compreender que as escrituras beneficiarão sua vida, se as estudar diariamente.

Preparação

  1. 1.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Obras-padrão para cada rapaz

    2. b.

      Mapa da área local

  2. 2.

    Prepare a seguinte lista em um cartaz ou no quadro-negro:

    1. 1.

      Mandamento

    2. 2.

      Testemunho

    3. 3.

      Confirmação

    4. 4.

      Felicidade

    5. 5.

      Respostas

    6. 6.

      Obra missionária

    Cubra cada uma dessas palavras com uma tira de papel.

  3. 3.

    (Optativo) Prepare um gráfico de leitura de escrituras para cada rapaz, para que marquem a cada dia que lêem.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

As Escrituras Ajudam a nos Orientar

Debate

Peça a cada rapaz que imagine a si mesmo na seguinte situação. Você e sua família foram passar uma semana em uma cabana nas montanhas. O lugar é desconhecido e você decide dar um passeio antes do jantar. Logo que começa a andar, você avista um esquilo e resolve segui-lo. Você não prestou atenção à direção para a qual está indo e de repente percebe que está perdido. O sol se escondeu por trás da montanha e está ficando frio e escuro rapidamente.

• O que poderia ajudar você nessa situação? (Um mapa ou uma bússola.)

Mostre um mapa rodoviário e escolha dois locais, um ponto de partida e um ponto de chegada. Peça a um rapaz que explique a rota que faria para chegar ao destino desejado. Explique que, da mesma forma que um mapa nos dá orientações escritas para descobrir como ir de um lugar para outro, as escrituras podem nos ajudar a voltar para o Pai Celestial.

• O que é escritura? (O LDS Bible Dictionary explica que “a palavra escritura significa escrito e é usada para denotar um escrito reconhecido pela Igreja como sagrado e inspirado.)

Escritura, quadro-negro e debate

Depois de um breve debate, peça a um rapaz que leia Doutrina e Convênios 68:4.

Depois escreva a seguinte definição no quadro-negro: “Quando os servos ordenados e escolhidos do Senhor falam ou escrevem sob a influência do Espírito Santo, suas palavras se tornam escritura.”

• Quais são as escrituras que usamos hoje? (As obras-padrão: A Bíblia, o Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios e a Pérola de Grande Valor.)

Coloque o nome das obras-padrão no quadro-negro.

• Devemos considerar alguma coisa mais, além das obras-padrão, como escritura?

Saliente que as palavras de nosso profeta vivo também são escritura. Escreva Palavras do Profeta Vivo no quadro-negro após a lista das obras-padrão.

Estudar as Escrituras Pode Abençoar Grandemente Nossa Vida

Cartaz e debate

• Por que devemos estudar as escrituras?

Explique que a lista que você preparou abrange várias razões pelas quais devemos estudar as escrituras (ver Preparação.) Mostre o cartaz com todos os itens cobertos. Descubra os itens, um de cada vez, à medida que discute cada um.

Descubra a primeira linha do cartaz: “1. Mandamento”.

Explique que fomos relembrados pelo profeta a estudar as escrituras. Peça a um rapaz que leia a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball, relacionada ao estudo das escrituras.

“Sinto ardentemente que todos precisamos retornar às escrituras…e deixar que elas ajam poderosamente dentro de nós, impelindo-nos a uma determinação inabalável de servir o Senhor…

Precisamos estudar as escrituras de acordo com o mandamento do Senhor (ver 3 Néfi 23:1-5); e devemos deixá-las governar nossa vida e a existência de nossos filhos…

Peço, assim, a todos, que comecem agora a estudar as escrituras diligentemente, se ainda não o fizeram.” (“Examinai as Escrituras”, A Liahona, janeiro de 1977, p.3.)

Descubra a segunda linha do cartaz: “2. Testemunho”.

Explique que as escrituras podem ajudar-nos a ganhar um testemunho do evangelho de Jesus Cristo. Peça a um dos rapazes que leia a seguinte história contada pelo Élder Marion G. Romney.

“Lembro-me de quando li [o Livro de Mórmon] com um de meus filhos, quando ele era bem jovem. Certa ocasião, deitei-me na parte de baixo do beliche de nossos filhos e ele ficou na parte de cima. Estávamos lendo alternadamente, em voz alta, os parágrafos dos três maravilhosos e últimos capítulos de 2 Néfi. Escutei sua voz meio embargada e pensei que estivesse resfriado, mas ele prosseguiu até o fim dos três capítulos. Quando terminamos, meu filho disse: ‘Pai, você alguma vez já chorou ao ler o Livro de Mórmon?’

‘Sim, filho’, respondi. ‘Algumas vezes o Espírito do Senhor testifica com tal força à minha alma que o Livro de Mórmon é verdadeiro, que não posso evitar as lágrimas.’

‘Bem’, disse ele, ‘foi isso que aconteceu comigo esta noite.’” (Um Sacerdócio Real, lição 21, p. 71.)

Descubra a terceira linha do cartaz: “3. Confirmação.”

Explique que as escrituras testificam que Jesus Cristo é o Filho de Deus. O propósito do Livro de Mórmon é ser a segunda testemunha de Cristo e ajudar a convencer as pessoas de que Jesus é o Cristo.

Peça a um dos rapazes que leia o segundo parágrafo da página de rosto do Livro de Mórmon, enquanto os outros acompanham em suas escrituras.

Descubra a quarta linha do cartaz: “4. Felicidade.”

Explique que as escrituras podem ser uma fonte de alegria e felicidade espiritual. Por exemplo, Néfi sentia grande alegria ao ler as escrituras. Peça a um rapaz que leia 2 Néfi 4:15.

Descubra a quinta linha do cartaz: “5. Respostas.”

Explique que as escrituras podem ser um complemento da oração para encontrar respostas para problemas e perguntas específicos. Peça-lhes que pensem no que Joseph Smith fez quando era da idade deles.

• O que Joseph estava fazendo que o inspirou a ir ao pequeno bosque para orar e perguntar a que igreja deveria filiar-se? (Ele estava lendo as escrituras.)

• Que respostas ele encontrou por ter orado e estudado as escrituras? (Descobriu que a Igreja verdadeira não estava na terra. Ele também aprendeu a respeito da verdadeira natureza de Deus.)

Descubra a sexta linha do cartaz: “6. Obra Missionária.”

Explique que as escrituras são essenciais à obra missionária porque ensinam às pessoas o verdadeiro evangelho de Cristo.

Peça a um dos rapazes que leia Doutrina e Convênios 42:12, enquanto os outros acompanham em suas escrituras.

Estudo Diário das Escrituras

Quadro-negro e debate Desenhe um círculo no quadro-negro, de modo que possa ser dividido em partes, como uma torta. De acordo com as respostas da classe, preencha as partes da torta que representam o tempo que os rapazes decidirem gastar para dormir, para ir à escola, para comer e para outras atividades. O seu quadro-negro deve ficar mais ou menos assim:

daily activities chart

• Quantas horas vocês dormem, à noite?

• Quantas horas permanecem na escola?

• Quantas horas gastam comendo a cada dia?

• O que fazem durante as horas restantes do dia?

Talvez eles sugiram atividades como realizar tarefas, fazer a lição de casa, brincar e ver televisão.

Apresentação pelo consultor

• Poderiam reservar alguns minutos por dia para o estudo das escrituras?

Perguntas para meditar

Explique que gastamos a maior parte de nosso tempo diário com a escola, trabalho, brincadeiras e outras atividades, mas geralmente despendemos muito pouco tempo fazendo coisas que especificamente nos ajudem a voltar à presença do Pai Celestial.

• Vocês teriam vontade de passar alguns minutos todos os dias ouvindo a voz do Senhor?

Explique que a maioria das pessoas daria qualquer coisa para ouvir o Senhor falar com elas; entretanto, não querem passar alguns minutos por dia lendo as escrituras para aprender o que o Senhor disse a elas.

Escritura e debate

Peça a um dos rapazes que leia Doutrina e Convênios 18:34-36.

• De quem é a voz que ouvimos quando lemos as escrituras? (A voz do Senhor.)

Citação

O Presidente Ezra Taft Benson disse: “Rapazes, o Livro de Mórmon modificará vossa vida e vos fortalecerá contra os males de nossos dias…O jovem que conhece e ama o Livro de Mórmon…que tem um testemunho inabalável de sua veracidade e aplica seus ensinamentos será capaz de resistir aos artifícios do diabo, tornando-se um poderoso instrumento nas mãos do Senhor. (“Aos Jovens de Nobre Estirpe”, A Liahona, julho de 1986, p. 43.)

Conclusão

Apresentação pelo consultor

Sugira que, já que temos muitas atividades, uma maneira de alcançar uma meta, como por exemplo a leitura das escrituras, é reservar uma determinada hora a cada dia para esse propósito. Debata com os rapazes os métodos que podem motivá-los a estudar as escrituras. Tais métodos podem incluir um gráfico, um programa de leitura ou uma competição entre eles. Saliente que eles sentirão real alegria quando tomarem gosto pela leitura das escrituras. As escrituras se tornarão emocionantes e significativas em sua vida. Peça a um dos rapazes que leia a descrição que Parley P. Pratt fez do que sentiu quando começou a ler o Livro de Mórmon pela primeira vez.

“Eu o abri com ansiedade e li sua página de rosto. Depois, li o testemunho de várias pessoas, explicando como ele fora encontrado e traduzido. Em seguida, comecei a lêlo avidamente. Lia durante todo o dia. Comer parecia-me um peso, não sentia fome. Dormir era um sacrifício, pois quando a noite veio, preferi continuar lendo.

Enquanto lia, o Espírito do Senhor estava comigo e eu sabia e compreendia que aquele livro era verdadeiro…Minha alegria agora era completa…Logo tomei a decisão de conhecer o jovem que tinha sido o instrumento de sua descoberta e tradução.” (Autobiography of Parley P. Pratt, Jr. [Salt Lake City: Deseret Book, 1975], p. 37.)

Desafio e distribuição opcional de gráfico

Desafie os rapazes a lerem as escrituras alguns minutos por dia no decorrer da próxima semana. Testifique que eles fortalecerão seu amor pelo Pai Celestial, Jesus Cristo e pelo evangelho se reservarem um tempo para estudar as importantes mensagens encontradas nas escrituras. Diga-lhes que você verificará no próximo domingo quantos deles leram todos os dias da semana. Talvez você queira dar um gráfico para cada rapaz marcar todos os dias depois da leitura.