Pureza Sexual

Manual de Sacerdócio Aarônico 1, 1992


Objetivo

Cada rapaz deverá entender a importância de permanecer sexualmente puro como portador do sacerdócio.

Preparação

  1. 1.

    Materiais necessários: obras-padrão para cada rapaz.

  2. 2.

    Convide os pais dos meninos para assistirem a esta reunião do quorum, de modo que estejam cientes do assunto a ser apresentado. Esta aula pode ser um elemento motivador para um debate entre pais e filhos.

  3. 3.

    Convide um dos pais para testificar a respeito das bênçãos de ser digno de ser selado à família no templo.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

O Poder de Criação do Senhor

Apresentação pelo consultor

Explique que quando Jesus tinha doze anos, acompanhou seus pais em uma viagem para participar de uma festa. Quando seus pais voltavam para casa, não conseguiram encontrar Jesus. Voltaram a Jerusalém depois de procurá-lo e acharam-no conversando com os doutores no templo. Explique que essa é uma das primeiras referências nas escrituras que indica que Jesus estava amadurecendo e entrando na idade adulta. (Ver Lucas 2:41-52.)

• Um menino torna-se homem numa época ou idade determinada? (Não, os jovens se desenvolvem em épocas diferentes.)

Explique que muitas mudanças de ordem física começam a acontecer num jovem por volta de seus doze ou treze anos. Ele começa a tão esperada mudança para a idade adulta; sua voz muda, sua força aumenta e ele fica mais alto e musculoso. Seu corpo está começando a amadurecer. O interesse por seu desenvolvimento e pelas meninas está aumentando.

• Quem colocou o homem e a mulher na terra? (Deus.)

Peça a um rapaz que leia Gênesis 1:27-28, enquanto os outros acompanham em suas escrituras.

• Que mandamento Deus deu a Adão e Eva? (Que se multiplicassem e enchessem a terra.)

• O que significa multiplicar-se e encher a terra? (Ter filhos.)

Ajude os rapazes a perceberem que esse foi o plano do Senhor para que seus filhos espirituais viessem à terra e ganhassem corpos mortais.

Sugira que os rapazes marquem essa escritura.

Citação e debate

Explique que o Élder Boyd K. Packer fez a seguinte analogia a respeito do poder de criação.

“Foi colocado em nosso corpo, como algo sagrado, o poder de criação. Uma luz, por assim dizer, que tem o poder de acender outras luzes. Dom que se destina a ser usado unicamente dentro dos sagrados laços do matrimônio. Através do exercício desse poder criativo, um corpo mortal pode ser concebido, um espírito nele penetrar e uma nova alma nascer nesta vida.” (“Por que Manter-se Moralmente Limpo?, A Liahona, janeiro de 1973, p.17.)

• Por que acham que é importante ter o poder de criação?

Explique que por esse poder somos capazes de criar famílias. Através da criação de famílias, tornamo-nos co-criadores com o Pai Celestial.

Citação e debate

Explique que, ao ficarem mais velhos, perceberão que esse poder cria um desejo físico. As meninas vão tornar-se atraentes de uma maneira nova e diferente. Por fim, esse poder irá tornar-se bastante forte.

Leia a seguinte declaração do Presidente Ezra Taft Benson:

“O desejo natural que o homem e a mulher sentem um pelo outro provém de Deus, mas esse relacionamento é regido por leis. Aquilo que foi devidamente reservado para o casamento torna-se correto e agradável aos olhos de Deus e cumpre o mandamento de multiplicar e encher a terra, se realizado dentro dos laços do matrimônio. Mas se for realizado fora dos laços do matrimônio torna-se uma maldição.” (The Teachings of Ezra Taft Benson [Salt Lake City: Bookcraft, 1988], p.279.)

• De acordo com Presidente Benson, de onde provém o desejo sexual no casamento? (O Pai Celestial nos faz sentir esse desejo para que tenhamos o poder de criar vida.)

• Esse poder de criação é bom? (Sim, é um poder sagrado. É um dom de Deus.)

Peça a um rapaz que leia a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball:

“O sexo destina-se à procriação e é uma forma de expressar amor. É destino do homem e da mulher unirem-se para formar uma unidade familiar eterna. Dentro do casamento legítimo, as relações sexuais são corretas e divinamente aprovadas. Não existe nada de degradante ou impuro na sexualidade em si, pois esse é o meio pelo qual o homem e a mulher se unem num processo de criação e expressam seu amor.” (The Teachings of Spencer W. Kimball [Salt Lake City: Bookcraft, 1982], p.311.)

• O que o Senhor nos ordenou com relação a esse poder de criação? (Ele deve ser usado apenas dentro dos laços do casamento.)

Citação e debate

Leia a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball:

“… Advertimos seriamente o nosso povo, desde os mais novos aos anciãos, que se acautelem das cadeias escravizantes, do sofrimento e remorso oriundos do uso impróprio do corpo.

O corpo humano é a habitação sagrada do filho espiritual de Deus, e o manuseio injustificado ou perversão desse sagrado tabernáculo só pode trazer remorso e pesar…

… Nada de manuseio indevido do próprio corpo ou de outros, e nada de relações sexuais entre pessoas, exceto dentro do devido vínculo matrimonial. Isto está positivamente proibido pelo nosso Criador em qualquer lugar; a qualquer hora, e nós o confirmamos.” (“Diretrizes para Levar Avante o Trabalho de Deus, em Pureza”, A Liahona, agosto de 1974, p.38.)

• Por que Deus pede de maneira tão forte que não usemos indevidamente esse poder de criação?

Ajude os rapazes a entenderem que o Pai Celestial quer que seus filhos espirituais nasçam em famílias fortes, com um pai e uma mãe preparados. Explique que nos foi explicado a respeito do remorso e infelicidade que resultam do uso indevido do poder de criação, mas há também bênçãos eternas que resultam do uso correto desse poder. Deixe que os rapazes troquem idéias a esse respeito.

Citação

Leia a seguinte declaração do Élder Mark E. Petersen.

“O sexo é tão sagrado, tão divino, que ao ser usado corretamente, aqueles que dele participam se tornam co-criadores com Deus. Eles se tornam participantes com o Todo- Poderoso no grande empreendimento e tarefa de gerar a vida.” (Our Moral Challenge [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1965], p.13.)

Debate

O Senhor disse: “Purificai-vos, os que levais os vasos do Senhor” (Isaías 52:11.)

• O que significa essa afirmação?

Deixe que os rapazes troquem idéias a esse respeito. Ajude-os a perceberem que ela se refere a cada um de nós, ao cumprirmos nossas responsabilidades no sacerdócio. Ser puro significa abster-se do pecado sexual.

Você poderá explicar o que constitui um pecado sexual, examinando a página 15 de Para o Vigor da Juventude. Saliente que as pessoas que sinceramente se arrependerem dos pecados sexuais podem ser perdoadas, mas freqüentemente o processo de arrependimento é longo e difícil. Os rapazes que cometeram pecados sexuais devem pedir ajuda ao bispo.

• Quais pecados sexuais são proibidos pelo Senhor? (“Todas as relações sexuais antes do casamento, carícias íntimas, perversão sexual (como homossexualismo, estupro, incesto), masturbação e preocupação com o sexo em pensamento, na linguagem e em ações.”)

• Como portadores do sacerdócio, por que é tão importante que sejamos puros? (Não podemos ter o Espírito do Senhor se não vivermos uma vida pura.)

• De que maneira quebrar a lei da castidade do Senhor pode impedir nosso progresso na terra?

Explique que as bênçãos e oportunidades só são dadas àqueles que são dignos. A pessoa indigna talvez tenha que adiar ou desistir de oportunidades, como por exemplo o serviço missionário ou casamento no templo.

• Aqueles que quebraram a lei da castidade podem obter perdão?

Enfatize que Deus perdoará a quem se arrependeu sinceramente, mas não é fácil tornar-se limpo desses pecados. É bem melhor permanecer puro e evitar quebrar o mandamento.

Quadro-negro e debate

• Qual a melhor maneira de nos mantermos sexualmente puros? À medida que os rapazes debatem essa pergunta, faça uma lista de suas respostas no quadro-negro. As respostas poderiam incluir seguir o conselho do profeta de ler apenas livros bons e edificantes, cultivar pensamentos puros, ler as escrituras e evitar filmes que estimulem pensamentos impuros.

Saliente para os rapazes que agora é o momento em que eles devem decidir ser sexualmente puros, de forma que quando forem tentados, já tenham tomado a decisão de como agir.

História da bíblia

Conte a história de José na casa de Potifar e como ele reagiu à tentação (ver Gênesis 39:7-12.) Saliente que José já sabia como queria viver; ele não teve que decidir se iria comprometer seus padrões ou não.

Citação

Leia o seguinte desafio e conselho do Presidente Spencer W. Kimball:

“Que cada jovem se conserve livre das tentações que o conduziriam a comprometer sua virtude, e assim, com grande controle, salve-se a si mesmo das degradantes e prejudiciais experiências de impureza sexual. Deve haver um arrependimento inicial, total e contínuo…

A terra não pode justificar nem continuar sua vida sem o casamento e a família. Ter relações sexuais sem o matrimônio, para todas as pessoas, jovens ou mais velhas, é uma abominação para o Senhor, e é um grande infortúnio que muitos tenham cegado seus olhos a essas grandes verdades.” (“Deus Não Será Escarnecido”, A Liahona, fevereiro de 1975, pp. 37-38.)

Conclusão

Desafio

Desafie os rapazes a se lembrarem sempre das bênçãos que receberão obedecendo à lei da castidade. Peça-lhes que pensem a respeito de como será a experiência de se ajoelharem algum dia no altar do templo e serem selados a sua esposa para esta vida e para a eternidade.

Testemunho

Peça a um dos pais (designado previamente) que preste testemunho a respeito da importância de ser digno de ser selado para a eternidade à família.