Administrar o Sacramento

Manual de Sacerdócio Aarônico 1, 1992


Objetivo

Cada rapaz deve tornar-se mais reverente e espiritual ao administrar o sacramento, entendendo melhor a sua natureza sagrada.

Preparação

  1. 1.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Obras-padrão para cada rapaz

    2. b.

      Gravura 1, “A Última Ceia”, e gravura 2, “Pia Batismal”

    3. c.

      Lápis para marcar as escrituras

    4. d.

      Duas bandejas para o sacramento: uma para o pão e outra para a água

  2. 2.

    Convide o bispo ou um de seus conselheiros para. conversar com os rapazes sobre a importância de administrar o sacramento reverentemente.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

A Importância do Sacramento

Debate com uso de gravura

Mostre a gravura da pia batismal e coloque duas bandejas para sacramento, uma para o pão e outra para a água, em cima da mesa, desde o início da aula.

• O que o sacramento e o batismo têm em comum? (Quando somos batizados, fazemos um convênio ou promessa. Cada vez que participamos do sacramento, renovamos esse convênio.)

Debate com uso escritura

Para ajudar os rapazes a lembrarem-se das promessas que fizeram no batismo, convide um membro do quorum para ler Mosiah 18:10, enquanto os outros acompanham em suas escrituras.

• Que promessas fazemos no batismo? (Servir ao Senhor e cumprir seus mandamentos.)

• O que o Senhor nos promete em troca? (Podemos ter o seu Espírito conosco.)

Lembre aos rapazes que a cada vez que participamos do sacramento, prometemos novamente ao Senhor que nos lembraremos dele e cumpriremos seus mandamentos, de modo que seu Espírito esteja conosco.

Escritura, debate com uso do quadro-negro

Solicite a um rapaz que leia Morôni 4:3 e 5:2. Peça aos e rapazes que sublinhem essa passagem nas escrituras.

• Como devemos renovar nossos convênios quando participamos do sacramento?

Escreva no quadro-negro:

BATISMO - fazemos um convênio

SACRAMENTO - renovamos o convênio

O Significado do Sacramento

Lição com uso de objeto

Mostre as bandejas do sacramento.

• Para que são usadas estas bandejas?

Aceite as respostas deles. Enfatize que elas são usadas no cumprimento de nossa designação do sacerdócio de distribuir o sacramento. Indique no debate que, embora as bandejas sejam usadas na distribuição do sacramento, elas não têm nenhum significado por si mesmas.

• Do que precisam essas bandejas para terem um significado? (Do pão e da água.)

Debate com uso de escritura

Peça a alguém que leia I Coríntios 11:23-25, enquanto os outros acompanham e marcam suas escrituras.

• O que representa o pão?

Certifique-se de que os rapazes entendem que o pão representa o corpo do Salvador, que ele sacrificou por nós.

Debate

• O que representa a água?

Durante o debate, saliente que a água representa o sangue do Salvador. Debata ou explique em detalhes esse grande sofrimento, como Lucas o descreve (veja Lucas 22:39-46). Enfatize que Jesus sofreu por nossos pecados.

Explique que, por ter Jesus sofrido por nossos pecados no Jardim do Getsêmani, tornou possível que sejamos perdoados. Ele nos deu um meio de nos arrependermos e de corrigirmos nossos erros.

Debata brevemente a Crucificação e a Ressurreição. Explique que algo maravilhoso aconteceu. Jesus, que havia morrido, estava vivo novamente. Seu espírito tinha-se juntado novamente ao corpo. Ele parecia o mesmo, embora estivesse diferente. Seu corpo havia mudado. Jesus jamais morreria outra vez e viveria para sempre. Essa era a primeira vez que alguém nesta terra havia ressuscitado. A ressurreição de Jesus tornou possível que todas as pessoas que já viveram ou que ainda viverão sobre a terra vivessem novamente depois da morte. Jesus deu-nos esse dom e oportunidade tão preciosos.

Explique que o sacramento é tão sagrado hoje como o era quando foi administrado pela primeira vez.

Preste testemunho da importância do sacramento em sua vida.

Jesus Distribuiu o Sacramento

Debate com uso de gravura

Mostre a gravura da Última Ceia Explique que antes dessa reunião, o Salvador sabia que faltavam apenas poucas horas para seu grande sofrimento e sacrifício. Reuniu, então, em torno de si os apóstolos que haviam servido com ele durante os três anos de seu ministério. Ele queria compartilhar com eles esses últimos momentos.

Debate com uso de escritura

Peça a um rapaz que leia Lucas 22:19-20, enquanto os outros acompanham a leitura e marcam suas escrituras.

O que o Salvador fez nessa reunião? (Ele instituiu o sacramento.)

Saliente para os rapazes que essa gravura representa a primeira vez que o sacramento foi distribuído. Saliente também que Jesus pessoalmente preparou, abençoou e distribuiu o sacramento.

Ajude os rapazes a perceberem que o Salvador autorizou aqueles que têm o sacerdócio a agirem em seu nome na preparação, bênção e distribuição desses emblemas sagrados do pão e da água.

Citação

Peça a um membro do quorum que leia o que o Bispo John H. Vandenberg, um antigo Bispo Presidente da Igreja, disse a respeito dessa responsabilidade.

“Vocês, jovens que têm essa responsabilidade, administram, preparam e distribuem o sacramento lembrando que estão literalmente realizando as mesmas funções que o Salvador realizou? E esse pensamento ajuda vocês, diáconos, a serem reverentes durante toda a reunião sacramental e a distribuir o sacramento com dignidade e respeito?” (Improvement Era, novembro de 1967, p.15.)

• O que sente ao saber que está realizando a mesma ordenança que o Salvador realizou?

Enquanto os rapazes conversam a respeito dessa questão, saliente novamente o grande e sagrado privilégio e honra de poderem servir ao Senhor distribuindo o sacramento.

Distribuir o Sacramento Mais Respeitosamente

Solicite ao bispo ou um de seus conselheiros que lidere esta parte da lição, se possível. Peça ao bispado que apresente esta parte em outro domingo.

Debate

• O que pode fazer para tornar o sacramento uma experiência mais sagrada?

Ajude os rapazes a verem que, quando distribuem adequadamente o sacramento, podem ajudar as pessoas a lembrarem-se do sofrimento de Cristo e a renovarem seus convênios com o Pai Celestial. Faça uma lista no quadro-negro das sugestões específicas dos rapazes para tornarem a reunião sacramental mais espiritual e significativa a todos que participam dela.

As possíveis sugestões deveriam incluir:

  1. 1.

    Pensar no Salvador e em seu sacrifício.

  2. 2.

    Ouvir cuidadosamente as orações sacramentais.

  3. 3.

    Pensar profundamente no significado do sacramento. Pensar na letra do hino sacramental. Ouvir as orações sacramentais. Examinar as escrituras.

  4. 4.

    Comportar-se com dignidade e reverência.

  5. 5.

    Vestir-se adequadamente, conforme sugestão dos líderes locais do sacerdócio.

  6. 6.

    Ter sempre as mãos limpas ao distribuir o sacramento.

  7. 7.

    Não estar com balas ou goma de mascar na boca.

  8. 8.

    Não falar, sussurrar ou rir.

  9. 9.

    Aprender a distribuir o sacramento adequadamente.

  10. 10.

    Lembrar-se de que está atuando em nome de Cristo.

  11. 11.

    Pensar em coisas que elevem, tais como as orações sacramentais, letra de um hino sacramental, escrituras, ensinamentos do Salvador, mesmo que esteja ocupado distribuindo o sacramento.

História

Leia a seguinte história a respeito de um rapaz que ajudou a tornar a distribuição do sacramento uma experiência mais sagrada (pode ser substituída por uma história pessoal apropriada):

Roberto serviu o pão do sacramento ao irmão Moreira e observou a bandeja ser passada pelo banco. Na outra ponta do banco, Jaime colocou dois dedos na alça da bandeja e giroua sobre a cabeça da Irmã Martins ao passá-la para o banco seguinte. Roberto aborreceu-se com a maneira descuidada como Jaime segurou o sacramento, mas raciocinou que Jaime era um diácono novo. Além do mais nunca tivera um avô como o avô dele.

Quando o sacramento terminou, Roberto voltou para junto da família. Era-lhe sempre penoso olhar para o banco e não ver o avô. Fazia seis meses que ele morrera, mas Roberto ainda esperava encontrar aquele rosto conhecido ao lado da avó, no lugar em que sempre se sentava aos domingos, desde quando Roberto podia se lembrar. Embora o banco estivesse quase cheio, para Roberto sempre parecia vazio, sem o avô.

Tudo parecia diferente, depois que o avô se fora. Roberto lembrou-se do dia em que, logo após ter sido ordenado diácono, ele e o avô tiraram as folhas mortas do canteiro de flores. Haviam conversado a tarde inteira a respeito de momentos especiais. O avô então passara a falar sobre o Salvador e as dádivas que ele nos deu. Parou de juntar folhas, ergueu-se bem ereto e disse: “Roberto, quando distribuir o sacramento, quero que se lembre sempre do que representam os emblemas que está levando. Não leve a bandeja dependurada na ponta dos dedos, mas segure-a com firmeza. Carregue-a com orgulho e honra.

A mente de Roberto transportou-se para o momento presente, na capela. O bispo havia acabado de prestar testemunho e estava convidando a congregação a fazer o mesmo. De repente, Roberto sentiu imenso desejo de ajudar Jaime e os outros diáconos, que nunca tinham conhecido seu avô, a entenderem a importância daquele chamado.

Embora não prestasse testemunho havia muito tempo, foi para a frente com confiança, como vira o avô fazer diversas vezes. Chegando ao púlpito, disse ao microfone: “Hoje gostaria de prestar testemunho aos novos diáconos em especial, para que saibam como é importante o trabalho que estão realizando.” Roberto prosseguiu, transmitindo-lhes o que havia ouvido do avô. “Lembrem-se do que o sacramento representa”, concluiu. “Segurem a bandeja com firmeza. Carreguem-na com orgulho e honra.”

Roberto voltou para seu lugar e sentiu que o banco então parecia um pouco menos vazio.

“Lembrem-se, carreguem-na com orgulho e honra.”

Conclusão

Conclua, lembrando aos rapazes que sua responsabilidade inclui não somente distribuir o sacramento, mas também ensinar, pelo exemplo, o seu significado. Lembrelhes que os meninos mais novos, que se preparam para receber o sacerdócio, os estão observando.

Desafio e testemunho

Desafie os rapazes a procurarem irradiar o espírito correto, de modo que os outros que os vêem possam ser lembrados do grande sacrifício do Salvador. Preste testemunho da importância de participar digna e reverentemente da ordenança do sacramento.

Talvez seja bom reservar uma hora para levar os rapazes até a capela e instruí-los a respeito de como distribuir o sacramento corretamente.

Faça um desafio específico aos rapazes, com o fim de ajudá-los a distribuir o sacramento mais corretamente. Desafie cada um deles a ter como meta específica tornar o sacramento mais significativo para si mesmo.