Fé em Jesus Cristo

Manual de Sacerdócio Aarônico 1, 1992


Objetivo

Cada rapaz deve reconhecer mais plenamente que a fé em Jesus Cristo é vital para todo portador do Sacerdócio Aarônico e pode ter um efeito significativo em sua vida.

Preparação

  1. 1.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Obras-padrão para cada rapaz

    2. b.

      Um hinário para cada rapaz

  2. 2.

    (Opcional) Prepare uma gravação do hino “Eu Sei que Vive Meu Senhor” (Hinos, nº 70).

  3. 3.

    Designe um rapaz para relatar a história de Davi e Golias, de acordo com I Samuel 17.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

Primeiro Princípio do Evangelho: Fé no Senhor Jesus Cristo

História

Leia a seguinte história:

Helena acordou de repente e sentiu que havia algo errado. A casa estava em silêncio. Ela apurou o ouvido e tentou descobrir que perigo poderia haver. Dentro de alguns minutos, já sabia o que era e gritou: “Fumaça! Mãe! Roberto! Irene! Sinto cheiro de fumaça!” Atravessou o quarto até a porta e tentou alcançar a maçaneta de metal. Estava quente demais. Uma fumaça espessa entrava pela soleira da porta. A fumaça penetrava em espiral pelas suas narinas e pulmões, ardendo, sufocando. Chamas ardiam do outro lado da porta fechada. Estava encurralada!

Ela chegou tateando à pequena janela, no outro lado do quarto. Dali podia ouvir o som alto e agudo dos carros de bombeiros distantes. “Corram! Oh, por favor, corram!”, soluçava. O medo pela própria vida foi esquecido por um momento, quando pensou na família: Mãe, a pequena Irene e Roberto, o maravilhoso irmão mais velho que fora também um pai para Helena, desde o acidente com o pai. Será que tinham acordado a tempo de escapar, ou também estariam presos atrás de uma parede de calor e chamas?

Ela tocou o trinco liso e familiar da janela e sentiu o ar frio da noite no rosto, dando-lhe certa tranqüilidade. Ouviu as vozes assustadas das pessoas que olhavam lá de baixo. Helena inclinou-se para fora da pequena janela até onde pôde: “Socorro! Ajudem-me, por favor!”

“Olhe! Há uma menina lá em cima, naquela janela alta!”, gritou uma mulher. Os estridentes carros de bombeiros chegaram. Helena ouviu a voz de um homem: “Ei, você aí… Aí em cima! A rede está preparada. Você tem que pular nela! Pule! O telhado pode cair a qualquer minuto!” Helena, amedrontada, ficou parada na beirada da janela.

“Pule!” A voz do homem chamou outra vez, insistentemente.

“Não posso. Não posso!”, Helena tentava gritar, mas seu grito era um sussurro rouco de medo.

Ela ouviu um vizinho gritar para o bombeiro: “A menina é cega! Ela não pode ver onde deve pular!” De repente, mais alto que o barulho, ela ouviu a voz de Roberto.

“Helena, sou eu, Roberto. Estou bem embaixo de sua janela! Pule, Helena! Estou aqui! Vou pegar você. Pule!”

Helena respirou fundo e apertou menos a beirada da janela. “Estou indo, Roberto”, sussurrou, ao pular da pequena janela.

Debate com uso quadro-negro

• Qual a palavra do evangelho que descreve o assunto desta história? (Fé)

Escreva a palavra no canto superior esquerdo do quadro-negro.

• No que dizia respeito a Helena, qual a diferença entre o bombeiro e Roberto? (Ela conhecia o irmão e tinha fé nele.)

Recitação

Solicite aos rapazes que repitam a quarta regra de fé:

“Cremos que os primeiros princípios e ordenanças do evangelho são: primeiro, fé no Senhor Jesus Cristo; segundo, arrependimento; terceiro, batismo por imersão para remissão dos pecados; quarto, imposição das mãos para o dom do Espírito Santo.” (Quarta Regra de Fé.)

Ao lado da palavra no quadro-negro, coloque a frase no Senhor Jesus Cristo.

• Por que é tão importante ter fé em Jesus Cristo? (Somente por meio da fé podemos arrepender-nos de nossos pecados e tornar-nos semelhantes a Cristo.)

Explique que todos pecamos, mas Jesus Cristo sofreu por nossos pecados, para que pudéssemos ser purificados. Somente quando demonstramos fé em Jesus Cristo, por meio da obediência e do arrependimento, podemos receber o perdão dos pecados e voltar à presença do Pai Celestial.

História das escrituras e debate

Peça a um dos rapazes que conte a história de Davi e Golias com suas próprias palavras (veja I Samuel 17.)

Peça aos rapazes que leiam I Samuel 17:26.

• Por que Davi se mostrou surpreso por Golias desafiar Israel? (Por causa da fé que Davi tinha de que o exército de Israel era o exército do Deus vivo.)

Peça aos rapazes que leiam I Samuel 17:28-29.

• Qual foi a resposta de Davi, quando seu irmão mais velho, Eliabe, ficou zangado com ele por ter deixado suas ovelhas para ir lutar com Golias? (“Porventura não há razão para isso?”)

Peça aos rapazes que leiam I Samuel 17:36,37,40,46-49.

Expresse seus sentimentos com respeito a Davi, que mostrou grande fé no Senhor ao aceitar o desafio de Golias. Embora fosse jovem, Davi enfrentou Golias e venceu-o.

• Passamos, nesta vida, por desafios semelhantes aos de Davi?

Lembre aos rapazes desafios como o de resistir à pressão de outros jovens, completar com sucesso matérias escolares difíceis, ler e entender o significado de algumas escrituras, aprender um novo esporte, aprender um novo ofício ou habilidade, ler até o fim um livro de muitas páginas e não descuidar de nossas responsabilidades no sacerdócio.

Explique que cada um de nós vai enfrentar obstáculos na vida. Se tivermos a mesma confiança e fé que Davi teve, os resultados provavelmente serão semelhantes.

Citação

Leia o que o Presidente Kimball disse a respeito da fé:

“Você enfrentará o seu Golias. Quer seja ele um fanfarrão da cidade, ou a tentação de furtar ou destruir, de roubar ou dizer palavrões; se o seu Golias for o desejo de fazer arruaça ou a tentação de praticar imoralidades, ou a vontade de escapar da atividade na Igreja, seja ele o que for, poderá ser morto. Mas, lembre-se de que, para ser vencedor, o indivíduo tem que seguir os caminhos que Davi trilhou:

‘Davi se conduzia com prudência em todos os seus caminhos; e o Senhor era com ele’ (I Samuel 18:14.)” (“Os Davis e os Golias”, A Liahona, março de 1975, pp. 35-36.)

Debate

• O que podemos fazer para vencer os Golias de nossa vida?

Dê tempo aos rapazes para que troquem idéias. Saliente as seguintes idéias: procurar ajuda e apoio da família, dos amigos e líderes da Igreja; estudar muito bem o problema e orar para que se confirme uma decisão; estudar as escrituras para ter diretriz e inspiração; orar e jejuar.

Jesus Cristo Abençoa Aqueles que têm Fé Nele

História e debate

Explique que a seguinte história, contada pelo Bispo H. Burke Peterson, do Bispado Presidente, é um verdadeiro exemplo do poder da fé em Jesus Cristo:

“Há alguns anos, eu era bispo de uma ala nos Estados Unidos. Tínhamos um grupo de jovens que eram bons exemplos do que devem ser os santos dos últimos dias. Eles conheciam uma jovem adolescente que não era membro da Igreja. Esta jovem era surda, mas havia aprendido a ler os lábios com os olhos, e se a pessoa ficasse na frente dela e lhe falasse, ela poderia saber o que se estava dizendo, lendo os lábios. Ela também sofria do coração. Era incapaz de participar de qualquer atividade atlética com as outras moças. Os rapazes e as outras jovens mórmons eram amigáveis, atenciosos e compreensivos para com ela. Ela apreciava o modo como era tratada. Gostava do exemplo que davam os jovens da Igreja. Não demorou muito, foi convidada a ouvir as palestras dos missionários. Quando terminaram, ela acreditou no que lhe ensinaram e perguntou aos pais se poderia ser batizada. Eles também haviam recebido as lições, mas não aceitaram a verdade como a filha. Entretanto, deram-lhe permissão para que fosse batizada.

Um sábado à tarde, nós nos reunimos na pia batismal, e esta jovem surda entrou na água. Após o batismo, seria confirmada membro da Igreja. Os élderes me perguntaram se eu gostaria de auxiliar na confirmação. Eu aceitei. Sabia que ela não poderia ouvir a confirmação e a bênção do élder, porque não podia ver seus lábios; por isso, ouvi a bênção da confirmação atentamente. Queria contar-lhe o que ele dissera, depois de haver sido concluída a ordenança.

A bênção foi dada pelo élder. Quase não pude acreditar no que ouvi, pois ele disse algumas coisas que eu não julgava serem possíveis. Ele tinha plena confiança de que o Senhor confirmaria a bênção que lhe dera.

Após a confirmação e a bênção, convidei a jovem para ir ao meu escritório. Ela sentouse na minha frente e eu já estava preparado para narrar-lhe a bênção que o élder havia acabado de lhe dar. Eu disse: ‘Nancy, gostaria de contar-lhe a bênção que o élder lhe deu’. Ela olhou para mim e disse: ‘Bispo Peterson, eu ouvi a bênção’. Daquele momento em diante, Nancy Fuller pôde ouvir. Ela não era mais surda. Daquele momento em diante, ela pôde jogar voleibol, handebol e tênis, porque seu coração também havia sido curado.” (Conference Report, Korea Area Conference, agosto de 1975, p.25.)

• Que poder permitiu que Nancy Fuller fosse curada? (O poder do sacerdócio, juntamente com sua fé e a do élder.)

• Como podemos fortalecer nossa fé em Jesus Cristo?

Escreva as respostas dos rapazes no quadro-negro.

Conclusão

Testemunho

Talvez queira concluir a aula prestando testemunho pessoal do poder que a fé em Jesus Cristo pode ter na vida de cada rapaz. Testifique que somente por meio da fé em Jesus Cristo podemos vencer os desafios da vida e voltar à presença do Pai Celestial.

Gravador Peça aos rapazes que pensem no Salvador, fechando os olhos se quiserem, enquanto ouvem a gravação do hino “Eu Sei que Vive Meu Senhor” (Hinos nº 70). Pode também distribuir hinários e pedir-lhes que acompanhem a letra, ou, se preferirem, cantem o hino ou recitem a letra. Desafie-os a decorarem todo o hino.