“Minha Alma Deleita-se nas Palavras de Isaías”

O Livro de Mórmon: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 1999


Objetivo

Incentivar os alunos a ler as profecias de Isaías e ajudá-los a compreender como elas se aplicam a sua vida.

Preparação

  1. 1.

    Leia e pondere as escrituras a seguir e ore a respeito delas:

    1. a.

      2 Néfi 11; 25:1–7. Néfi testifica da importância dos escritos de Isaías e fornece-nos chaves que nos ajudam a compreendê-las.

    2. b.

      2 Néfi 12:1–12. Isaías vê o templo nos últimos dias e a coligação de Israel.

    3. c.

      2 Néfi 15:26-–29; 21:12. Isaías profetiza que o Senhor erguerá um estandarte e coligará Israel.

    4. d.

      2 Néfi 16; 22; 25:19–30. Isaías e Néfi testificam do poder de redenção do Salvador.

  2. 2.

    Leitura complementar: Guia para Estudo das Escrituras, “Isaías”, p. 106.

  3. 3.

    Se as gravuras a seguir estiverem à disposição, prepare-se para utilizá-las na aula: Isaías Escreve sobre o Nascimento de Cristo (62339 059; Pacote de Gravuras do Evangelho 113); Templo de Salt Lake (62433 059; Pacote de Gravuras do Evangelho 502) e Jesus o Cristo (62572 059; Pacote de Gravuras do Evangelho 240).

  4. 4.

    Para aumentar sua compreensão dos escritos de Isaías, será útil reler as lições de 36 a 40 do Velho Testamento: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho (35570 059).

Sugestões para a Apresentação da Lição

Atividade Motivadora

Se for adequado, use a atividade a seguir ou uma de sua própria escolha para dar início à aula.

Leia Mosias 8:17–18. Em seguida, faça as perguntas a seguir aos alunos:

• O que os videntes podem ver? (O passado, o presente e o futuro.) Por que os videntes são tão importantes para nós?

Explique-lhes que por ser um vidente, Isaías teve visão de acontecimentos como a Guerra nos Céus, a destruição de Jerusalém depois da morte do Salvador, a batalha de Armagedom e o reino do Salvador no Milênio.

Muitos dos escritos de Isaías parecem de difícil compreensão, pois dizem respeito a uma vasta gama de acontecimentos passados e futuros descritos em linguagem simbólica. Entretanto, poderemos entendê-los se fizermos um esforço consistente e sério para lê-los e estudá-los. Esta lição trata de alguns dos escritos mais significativos de Isaías.

Discussão e Aplicação das Escrituras

Em espírito de oração, escolha as passagens das escrituras, perguntas e outros tópicos da lição que melhor venham a atender às necessidades dos alunos. Discuta como as escrituras escolhidas podem aplicar-se à vida diária. Incentive os alunos a relatar experiências relacionadas aos princípios das escrituras.

1. Néfi testifica dos escritos de Isaías e fornece-nos chaves para entendê-los.

Discuta 2 Néfi 11; 25:1–7. Convide os alunos a ler em voz alta os versículos escolhidos. Se for utilizar a primeira sugestão didática, peça ao aluno previamente designado que faça uma apresentação breve sobre Isaías e o tempo em que viveu.

• Por que Néfi considerou as palavras de Isaías importantes para seu registro? (Ver 1 Néfi 19:23; 2 Néfi 11:2–6, 8; 25:3. Peça a diferentes alunos que leiam em voz alta cada uma dessas passagens. Enquanto cada uma estiver sendo lida, peça a um aluno que escreva no quadro-negro a referência e o motivo para citar Isaías. Há um exemplo abaixo.)

Porque Néfi citou Isaías

1 Néfi 19:23

Para “melhor persuadi-los a acreditar no Senhor”

2 Néfi 11:2–4

Para prover outra testemunha de Jesus Cristo

2 Néfi 11:5–6, 8

Para ajudar a trazer alegria a nós (seus leitores)

2 Néfi 25:3

Para revelar os juízos de Deus

• Por que essas reações são importantes para nós hoje em dia? Como a compreensão das palavras de Isaías pode trazer-nos alegria?

Diga que Néfi forneceu várias chaves que podem ajudar-nos a entender melhor os escritos de Isaías. Se o tempo permitir, discuta essas chaves com os alunos.

1ª Chave: “[Aplicar] todas as escrituras a nós”. (1 Néfi 19:23; ver também 2 Néfi 11:2, 8) Muitas das profecias de Isaías são relativas a eventos dos últimos dias. Ao presenciarmos o cumprimento dessas profecias e dele participarmos, podemos compreender melhor os ensinamentos de Isaías e aplicá-los em nossa vida. Por exemplo, 2 Néfi 15 contém a profecia de Isaías de que o Senhor “arvorará um estandarte ante as nações” a fim de coligar Israel. (2 Néfi 15:26) Essa profecia pode ajudar-nos a entender melhor a importância de compartilhar o evangelho restaurado, que é o estandarte ou bandeira que guiará todas as nações ao Senhor.

2ª Chave: “[Conhecer] o modo de profetizar dos judeus”. (2 Néfi 25:1) As profecias de Isaías são escritas em um estilo que os judeus estavam acostumados a ler e ouvir. Podemos compreender melhor os escritos de Isaías se nos lembrarmos de que ele usava metáforas e simbolismo que o povo judeu daquela época conhecia. Por exemplo, em 2 Néfi 12:1–3, Isaías utiliza a palavra “monte” para simbolizar um lugar espiritual alto, um local para revelação e proximidade com o Senhor, como o templo.

3ª Chave: “[Conhecer] os juízos de Deus”. (2 Néfi 25:3; ver também o versículo 6.) Isaías previu como os reinos de Israel e Judá sofreriam por causa de sua iniqüidade, mas também profetizou que suas bênçãos seriam restauradas quando se arrependessem e seguissem a Jesus Cristo. A partir dos relatos de Isaías do que aconteceu com Israel e Judá e das profecias sobre a futura restauração da casa de Israel, podemos entender melhor como Deus opera em nossa vida e como Ele abençoa as nações de acordo com sua retidão.

4ª Chave: “[Conhecer] (…) as regiões circunvizinhas [de Jerusalém]”. (2 Néfi 25:6) Conhecer a geografia e os topônimos de Israel ajuda-nos a compreender melhor as profecias de Isaías sobre os reinos de Israel e Judá e as nações que lhes representavam ameaça. Por exemplo, em 2 Néfi 20:28–34, Isaías citou as cidades pelas quais o exército assírio iria passar e como ele seria detido logo à entrada de Jerusalém. Os acontecimentos se desenrolaram exatamente como ele profetizara.

5ª Chave: Estar “[cheio] do espírito de profecia”. (2 Néfi 25:4)

• O que é espírito de profecia? (Ver Apocalipse 19:10.) Como podemos consegui-lo? Como o espírito de profecia pode ajudar-nos a entender os ensinamentos de Isaías sobre o Salvador?

2. Isaías vê o templo dos últimos dias e a coligação de Israel.

Leia e discuta 2 Néfi 12:1–12. Se for utilizar a gravura do Templo de Salt Lake, este é o momento de mostrá-la.

• Como o Templo de Salt Lake cumpre parte da profecia de Isaías registrada em 2 Néfi 12:2–3? Por que vocês acham que Isaías descreveu o templo como o “monte do Senhor”? (Os profetas antigos iam muito às montanhas para entrar em comunhão com o Senhor e receber revelação Dele.) Como todos os templos podem ser “montes” para nossa adoração?

Lembre que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi estabelecida nos cumes das montanhas e que estão sendo construídos vários templos onde as pessoas podem ir e aprender sobre o Senhor.

• Isaías descreveu os templos como um local de “refúgio” do calor e das tempestades. (2 Néfi 14:6) Quais são alguns exemplos de tempestades espirituais que enfrentamos nesta vida? Como o templo pode ajudar a proteger-nos delas?

• Como podemos, na condição de santos dos últimos dias, ajudar a estabelecer o reino de Deus na Terra, conforme o descrito em 2 Néfi 12:3–5? (Ver D&C 133:7–14.)

• Isaías exortou a casa de Jacó a “[andar] na luz do Senhor” em vez de “todos [se desviarem], cada um para seus caminhos iníquos”. (2 Néfi 12:5) Quais são alguns dos pecados especificamente mencionados em 2 Néfi 12:7–12? Até que ponto esses pecados ainda são amplamente praticados hoje em dia? Como podemos evitar essas ciladas e “[andar] na luz”?

3. Isaías profetiza que o Senhor erguerá um estandarte e coligará Israel.

Leia e discuta 2 Néfi 15:26–29; 21:12.

• Isaías profetizou que o Senhor “arvorará um estandarte ante as nações”. (2 Néfi 15:26; ver também 2 Néfi 21:12.) O que é um estandarte? (Uma bandeira ou pavilhão; alguém que carrega um estandarte.) O que Isaías disse que aconteceria quando esse estandarte fosse erguido? (Ver 2 Néfi 15:26–29.)

• Quando apareceu a Joseph Smith, o anjo Morôni disse que o capítulo 11 de Isaías (citado em 2 Néfi 21) estava prestes a cumprir-se. (Joseph Smith — História 1:40) De que forma o evangelho restaurado de Jesus Cristo é um estandarte para todas as nações? (Ver D&C 64:41–43; 105:39; 115:4–6.)

• Como a profecia de que as nações se “ajuntarão” está cumprindo-se hoje? (Ver 2 Néfi 21:12. Os missionários estão espalhados por todo o mundo para ensinar o evangelho e levar a verdade às pessoas.) O que cada um de nós pode fazer para cumprir essa profecia?

4. Isaías e Néfi testificam do poder de redenção de Jesus Cristo.

Leia e discuta alguns versículos de 2 Néfi 16; 22; 25:19–30. Se for utilizar a gravura de Isaías escrevendo sobre o nascimento de Cristo e a gravura de Jesus Cristo, este é o momento de mostrá-las.

• 2 Néfi 16 contém o relato de Néfi de uma visão que ele teve do Senhor. Como Isaías descreveu o ambiente da visão? (Ver 2 Néfi 16:1–4.) Como Isaías se sentiu na presença do Senhor? (Ver 2 Néfi 16:5.)

• O que simbolizava o anjo tocando os lábios de Isaías com brasa viva? (Ver 2 Néfi 16:6–7. Os pecados de Isaías foram perdoados.) Qual foi a reação de Isaías quando ouviu a voz do Senhor? (Ver 2 Néfi 16:8.) Em que outras passagens das escrituras vocês já viram ser utilizada uma linguagem semelhante? (Ver Abraão 3:27.) Em que situação precisaríamos dar uma resposta similar ao Senhor?

• Peça aos alunos que leiam 2 Néfi 22:1–6. Diga que esses versículos contêm a descrição de Isaías de como as pessoas adorarão o Senhor durante o Milênio. O que lhes chama a atenção nesses versículos? Que “coisas grandiosas” (2 Néfi 22:5) o Salvador fez por nós?

• Peça aos alunos que examinem 2 Néfi 25:19–30 e falem do testemunho que Néfi possuía do Salvador. O que os impressiona no testemunho de Néfi? Como podemos, assim como ele, “[trabalhar] diligentemente (…) a fim de persuadir nossos filhos (…) a acreditarem em Cristo”? (2 Néfi 25:23; ver também o versículo 26.)

• Néfi ensinou que “é pela graça que somos salvos, depois de tudo o que pudermos fazer”. (2 Néfi 25:23) O que essa declaração ensina sobre a relação entre a graça de Jesus Cristo e nossas obras? (Ver 2 Néfi 10:24–25; D&C 20:29–31.) Como essa passagem incentiva vocês a darem o melhor de si?

• Peça a um aluno que leia 2 Néfi 25:29 em voz alta. O que vocês poderiam fazer esta semana para seguir melhor a exortação de Néfi de adorar o Senhor “com todo o (…) poder, mente e força e com toda a (…) alma”? (Peça aos alunos que pensem sobre a pergunta em vez de respondê-la em voz alta.)

Conclusão

Saliente que o Salvador, por meio desta única declaração, demonstrou Sua aprovação aos ensinamentos de Isaías: “Sim, ordeno-vos que examineis estas coisas diligentemente, porque grandes são as palavras de Isaías”. (3 Néfi 23:1)

Conforme a orientação do Espírito, testifique das verdades ensinadas na aula.

Outras Sugestões Didáticas

Sugere-se o seguinte material para complementar a lição. Você pode utilizar uma ou mais dessas idéias como parte da aula.

1. Isaías e a época em que viveu (apresentação de um aluno)

Uma semana antes de dar esta aula, peça a um aluno que prepare uma apresentação breve sobre Isaías, utilizando as informações encontradas na página 106 do Guia para Estudo das Escrituras. Peça ao aluno que faça a apresentação no início da seção 1 desta lição.

2. Hino

Como parte do estudo de 2 Néfi 15:26, peça a um aluno que cante o hino “No Monte a Bandeira” (Hinos, n. 4) ou leia sua letra. Discuta com os alunos como esse hino é uma celebração do cumprimento da profecia de Isaías da restauração do evangelho.

3. Chamar “ao mal (…) bem e, ao bem, mal” (2 Néfi 15:20)

• De que forma nós, assim como a antiga Israel, cometemos o erro de chamar “ao mal (…) bem e, ao bem, mal”? (2 Néfi 15:20) Como podemos ter certeza de estarmos reconhecendo o bem e o mal pelo que realmente são? (Ver Morôni 7:12–17.)

4. Como o Livro de Mórmon aumenta nossa compreensão de Isaías

O Livro de Mórmon é um dos maiores guias para ajudar-nos a entender os escritos de Isaías. Fale com os alunos a respeito das seguintes maneiras pelas quais o Livro de Mórmon nos ajuda a compreender Isaías.

  1. a.

    O Livro de Mórmon cita, por inteiro ou em parte, 22 dos 66 capítulos do livro de Isaías e contém comentários adicionais sobre esses capítulos. Como a época em que os profetas do Livro de Mórmon viveram era próxima à de Isaías, seus comentários podem ajudar-nos a entender os ensinamentos de Isaías.

  2. b.

    Os escritos de Isaías citados no Livro de Mórmon contêm palavras, expressões e explicações que não aparecem em nenhum outro local do livro de Isaías.

  3. c.

    O exemplar mais antigo do livro de Isaías de que se tem notícia foi descoberto nos Manuscritos do Mar Morto. O “pergaminho de Isaías” data de 200 a.C. (Ver “Dead Sea Scrolls”, Bible Dictionary, p. 654.) Contudo, os capítulos de Isaías que constam do Livro de Mórmon datam da época de Néfi, em aproximadamente 600 a.C. A tradução de Joseph Smith do Livro de Mórmon forneceu ao mundo um exemplar dos escritos de Isaías 400 anos mais antigo que os Manuscritos do Mar Morto.

  4. d.

    Como o estilo dos primeiros 33 capítulos do livro de Isaías difere do dos últimos 33, muitos acreditam que o livro de Isaías tenha sido escrito por duas pessoas diferentes. O Livro de Mórmon faz citações da primeira e da segunda metade do livro de Isaías e identifica-o como o autor, prestando, assim, testemunho da autenticidade de seus registros.