“Mais Que Uma Testemunha”

O Livro de Mórmon: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 1999


Objetivo

Aumentar o conhecimento dos alunos do plano de redenção e do poder que há quando mais de uma testemunha testifica das verdades do evangelho.

Preparação

  1. 1.

    Leia e pondere as escrituras a seguir e ore a respeito delas:

    1. a.

      Alma 8–9. Depois de pregar em Meleque, Alma chama o povo de Amonia ao arrependimento, mas é rejeitado. Ele sai de lá, mas um anjo ordena a ele que volte. Alma é recebido por Amuleque e os dois recebem o mandamento de pregar em Amonia.

    2. b.

      Alma 10. Amuleque prega ao povo de Amonia e descreve sua conversão. As pessoas ficaram admiradas, mas há outra testemunha para os ensinamentos de Alma. Amuleque contende com os advogados e juízes injustos.

    3. c.

      Alma 11. Amuleque contende com Zeezrom e testifica da vinda de Cristo, do julgamento dos iníquos e do plano de redenção.

    4. d.

      Alma 12. Alma dá maiores explicações das palavras de Amuleque, fazendo advertências contra a dureza de coração e a iniqüidade e testificando da queda e do plano de redenção.

  2. 2.

    Peça a um aluno que se prepare para resumir a história de como Alma e Amuleque se encontraram. (Alma 8:19–32)

  3. 3.

    Peça a dois alunos que se preparem para ler o diálogo que está em Alma 11:21–40, um para ler as palavras de Amuleque e outro para ler as de Zeezrom.

  4. 4.

    Se for utilizar a atividade motivadora, traga para a sala de aula um objeto em uma caixa ou bolsa. Traga um objeto incomum, algo que os alunos não esperariam ou creriam que você tivesse. Certifique-se de que a caixa ou bolsa esconda o objeto dos alunos.

Sugestões para a Apresentação da Lição

Atividade Motivadora

Se for adequado, use a atividade a seguir ou uma de sua própria escolha para dar início à aula.

Mostre a caixa (ou bolsa) com o objeto em seu interior. (Ver “Preparação”, no item 4.) Diga aos alunos o que está dentro da caixa, mas não permita que eles vejam o objeto. Pergunte se eles acreditam que esse objeto esteja realmente na caixa.

Depois de dar aos alunos a oportunidade de responder, convide um deles para vir olhar o interior da caixa. Peça a essa pessoa que diga aos demais alunos o que está dentro da caixa. Em seguida, pergunte aos alunos novamente se eles acreditam que o objeto está na caixa.

• Por que foi mais fácil acreditar que o objeto estava na caixa depois que mais de uma pessoa veio e olhou?

Explique-lhes que quando Alma estava pregando o arrependimento ao povo de Amonia, recebeu Amuleque como companheiro. Esta lição ensina como Alma foi fortalecido ao ensinar por meio do testemunho de Amuleque.

Discussão e Aplicação das Escrituras

Em espírito de oração, escolha as passagens das escrituras, as perguntas e outros tópicos da lição que melhor venham a atender às necessidades dos alunos. Discuta como as escrituras selecionadas podem aplicar-se à vida prática e incentive os alunos a relatar experiências relacionadas com os princípios contidos nas escrituras.

1. Alma chama o povo de Amonia ao arrependimento, mas é rejeitado.

Discuta Alma 8–9. Peça aos alunos que leiam alguns versículos em voz alta. Lembre à classe que Alma entregou a cadeira de juiz a Nefia e começou suas viagens missionárias, entre elas, à cidade iníqua de Amonia.

• Depois de estabelecer a ordem da Igreja entre o povo de Gideão e Meleque, Alma foi pregar na terra de Amonia. Com que dificuldade ele se deparou lá? (Ver Alma 8:8–9.) Que palavras de Alma 8:10 descrevem a intensidade do trabalho de Alma em Amonia? Como o povo de Amonia reagiu à pregação de Alma? (Ver 8:11–13.)

• O que aconteceu quando Alma partiu de Amonia e foi para a cidade de Aarão? (Ver Alma 8:14–17.) De acordo com o anjo, qual era o motivo que Alma tinha para alegrar-se? (Ver Alma 8:15.) Como Alma reagiu à mensagem do anjo? (Ver Alma 8:18.) O que temos a aprender com essa reação?

Peça ao aluno previamente designado que fale sobre como Alma e Amuleque se conheceram. (Alma 8:19–32) Se não tiver feito essa designação, fale você mesmo sobre esse episódio.

• Como o Senhor preparou Amuleque para pregar com Alma? (Ver Alma 8:20, 27; 10:7–11.) Quais são algumas formas pelas quais o Senhor prepara as pessoas para realizar Sua obra?

• Por que o povo de Amonia continuou a rejeitar as admoestações de Alma? (Ver Alma 9:5.) Que argumentos eles utilizaram para rejeitar sua mensagem? (Ver Alma 9:2, 6.)

• Alma disse que as pessoas iníquas de Amonia haviam esquecido a tradição de obediência de seus pais, os mandamentos de Deus e como o Senhor havia libertado seus pais. (Alma 9:8–11) Como o fato de esquecerem tais coisas os induziu à iniqüidade? Quais são alguns dos motivos que levam as pessoas a esquecerem-se do que o Senhor fez por elas e por outras pessoas? Pela sua própria experiência, quais são algumas formas eficientes para nos lembrarmos das bênçãos do Senhor para nós?

• Alma advertiu que se os nefitas de Amonia não se arrependessem, o dia do julgamento seria “mais tolerável” para os lamanitas do que para eles. (Alma 9:15) Por que isso se daria? (Ver Alma 9:14–24; ver também Lucas 12:47–48; D&C 82:3.) O que o Senhor exige de quem recebeu maior luz?

• O que Alma ensinou sobre as “promessas estendidas aos lamanitas”? (Alma 9:16–17) Como essas promessas estão cumprindo-se hoje?

2. Amuleque prega ao povo de Amonia.

Leia e discuta alguns versículos de Alma 10. Explique-lhes que depois que Alma pregou ao povo, Amuleque levantou-se e começou a pregar a eles. Amuleque era descendente de Leí e era um homem rico “de alguma reputação” na comunidade. (Alma 10:2–4)

• Amuleque disse que fora “chamado muitas vezes”, mas “não quis ouvir” e que “sabia a respeito destas coisas”, mas “não [queria] saber”. (Alma 10:6) Quais são algumas formas que o Senhor utiliza para chamar-nos? Por que às vezes somos lentos para responder a Ele? Como podemos ser mais receptivos a Ele?

• Quando Amuleque finalmente se converteu? (Ver Alma 10:7–11; peça a um aluno que leia todos esses versículos em voz alta.)

• Qual era a intenção dos advogados que interrogaram Amuleque? (Ver Alma 10:13–16, 31–32.) Por que eles não conseguiram iludi-lo? (Ver Alma 10:17.)

• Amuleque repreendeu os advogados e afirmou que eles estavam estabelecendo os alicerces para a destruição do povo. (Alma 10:17–21, 27) De que forma eles estavam estabelecendo esse alicerce? O que ainda impedia que o povo fosse destruído? (Ver Alma 10:22–23.) Na sua opinião, como as orações dos justos ajudam a neutralizar os efeitos da iniqüidade de nossos dias?

• Por que o povo ficou admirado com as palavras de Amuleque? (Ver Alma 10:12.) Quais são os benefícios de se ter mais que uma testemunha quando da pregação do evangelho? Como podemos apoiar-nos mutuamente nesse trabalho? (Mencione que na Igreja, em muitas ocasiões, os membros trabalham em pares, como os missionários de tempo integral, os mestres familiares, as professoras visitantes e os pais.)

Peça aos alunos que, no decorrer da aula, observem como Alma e Amuleque apoiaram continuamente os esforços um do outro, pregando as mesmas doutrinas. À medida que as doutrinas forem estudadas, resuma-as no quadro-negro. O quadro a seguir é um exemplo de como isso pode ser feito.

Doutrina

Testemunho de Amuleque

Testemunho de Alma

A expiação

Alma 11:40

Alma 12:33–34

Arrependimento

Alma 11:40

Alma 12:24

Julgamento

Alma 11:41

Alma 12:14

Ressurreição

Alma 11:41–42

Alma 12:24–25

3. Amuleque contende com Zeezrom e testifica de Cristo.

Leia e discuta alguns versículos de Alma 11. Explique-lhes que o capítulo 11 começa com uma descrição do sistema monetário dos nefitas. Iniciando em Alma 11:20, encontra-se a narração do interrogatório que Zeezrom, um dos advogados mais astutos da terra de Amonia, fez com Amuleque.

• Como os juízes de Amonia ganhavam dinheiro? (Ver Alma 11:1, 20.) Por que eles queriam contender com Alma e Amuleque? (Ver Alma 11:20.)

Peça aos dois alunos previamente designados que leiam o diálogo entre Amuleque e Zeezrom, que se encontra em Alma 14:21–40. Ou então, use a sugestão didática que está no final da lição para introduzir esses versículos. Em seguida, discuta as demais questões desta seção.

• Como Amuleque respondeu à primeira pergunta de Zeezrom? (Ver Alma 11:21–22.) Como podemos manter nossas palavras e ensinamentos em harmonia com o Espírito do Senhor?

• Zeezrom perguntou a Amuleque se Jesus salvaria o povo em seus pecados. (Alma 11:34) Que motivos Amuleque apresentou para dizer que não podemos ser salvos em nossos pecados? (Ver Alma 11:34, 37.) Qual é a diferença entre a falsa idéia de sermos salvos em nossos pecados e a verdade de que podemos ser salvos de nossos pecados? (Se não nos arrependermos e permanecermos em nosso estado pecador, não poderemos ser salvos. Se nos arrependermos, Jesus Cristo poderá salvarnos de nossos pecados.)

• Que bênçãos da expiação de Cristo se aplicam a todas as pessoas? (Ver Alma 11:42–43.) Que bênçãos se destinam apenas aos que tiverem fé Nele e guardarem Seus mandamentos? (Ver Alma 11:40–41.)

• O que Amuleque ensinou a respeito da ressurreição? (Ver Alma 11:43–45.) Por que é importante que conheçamos essas verdades?

4. Alma dá maiores explicações sobre as palavras de Amuleque e adverte contra a dureza de coração.

Leia e discuta alguns versículos de Alma 12. Ressalte que depois que Amuleque respondeu às indagações de Zeezrom, este “começou a tremer”. (Alma 11:46) Ao ver isso, Alma iniciou seu pronunciamento “[confirmando] as palavras de Amuleque (…) [para] esclarecer as escrituras além daquilo que Amuleque fizera”. (Alma 12:1)

• Pelas palavras de Alma a Zeezrom em Alma 12:3–6, o que podemos aprender sobre o que Satanás deseja e a forma pela qual trabalha? (Ressalte que, muitas vezes, Satanás tenta enganar uma pessoa a fim de levar muitas outras à destruição.) Como podemos proteger-nos contra as estratégias sutis de Satanás?

• O que Alma ensinou sobre a forma pela qual a condição de nosso coração afeta nossa compreensão da palavra de Deus? (Ver Alma 12:9–11.) Que bênçãos recebem as pessoas que não endurecem o coração? (Ver Alma 12:10.) Como podemos desenvolver um coração que reconheça, compreenda e aceite a palavra de Deus? (Ver 1 Néfi 2:16; 15:11.)

• Alma ensinou que as pessoas que endurecerem o coração contra a palavra de Deus serão condenadas por suas palavras, obras e pensamentos. (Alma 12:13–14) Por que vocês acham que o Senhor nos julga por nossos pensamentos além de nossas palavras e obras?

• Como Alma descreveu o estado de quem não se arrepender e assim morrer em seus pecados? (Ver Alma 12:14–18.) Por que essas pessoas “estarão como se não tivesse havido redenção alguma”? (Ver D&C 19:16–18.)

• Alma 12:22–34 contém a explicação de Alma para a queda de Adão e o plano de redenção. O que Alma ensinou sobre o propósito da mortalidade? (Ver Alma 12:24.) Como a compreensão desse princípio pode ajudar-nos a viver em retidão?

• Por que é significativo que Deus tenha dado mandamentos a Adão e Eva depois de ter-lhes revelado o plano de redenção? (Ver Alma 12:32.) Como a compreensão do plano de redenção nos ajuda a guardar os mandamentos? Como os pais e professores podem aplicar esse princípio ao ensinar a importância dos mandamentos?

• Por que é necessário que saibamos que Deus preparou um plano para a nossa redenção? O que o plano de redenção nos ensina sobre a justiça e a misericórdia de Deus?

Conclusão

Ressalte que quando trabalharam juntos como testemunhas do evangelho de Jesus Cristo, Alma e Amuleque fortaleceram um ao outro e ensinaram princípios grandiosos sobre o plano de redenção. Incentive os alunos a buscar oportunidades de fortalecerem-se mutuamente ao prestarem testemunho do evangelho.

Conforme a orientação do Espírito, preste testemunho das verdades ensinadas na aula.

Sugestão Didática Adicional

Sugere-se o seguinte material para complementar a lição. Você pode utilizálo como parte da aula.

Responder às perguntas de Zeezrom

Com as escrituras fechadas e nenhuma discussão prévia, peça aos alunos que tentem responder às perguntas que Zeezrom fez a Amuleque, conforme o que está registrado em Alma 11:26–39. Compare as respostas deles com as dadas por Amuleque. Em seguida, discuta como Zeezrom estava tentando fazer com que Amuleque desse respostas contraditórias. Ressalte que é essencial que compreendamos os princípios do evangelho e busquemos a orientação do Espírito Santo para estarmos preparados para perguntas dessa natureza.