“Como Pudestes Vos Esquecer de Vosso Deus?”

O Livro de Mórmon: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 1999


Objetivo

Ajudar os alunos a reconhecer o ciclo que parte da retidão para a iniqüidade e volta para a retidão.

Preparação

  1. 1.

    Leia e pondere as seguintes escrituras e ore a respeito delas:

    1. a.

      Helamã 6:1–14. Os lamanitas tornam-se mais justos que os nefitas. O povo é abençoado com paz e prosperidade.

    2. b.

      Helamã 6:15–10:1. Os nefitas tornam-se orgulhosos e iníquos. Néfi chama o povo ao arrependimento. Depois de testemunharem os acontecimentos que culminaram com o assassinato do juiz supremo, alguns aceitam Néfi como profeta, mas a maioria não se arrepende.

    3. c.

      Helamã 10:2–11:6. O Senhor confere a Néfi o poder selador. Néfi pede ao Senhor que castigue os nefitas enviando uma fome.

    4. d.

      Helamã 11:7–38; 12. Os nefitas humilham-se e arrependem-se. O Senhor envia chuva a pedido de Néfi e novamente abençoa os nefitas com paz e prosperidade. Mórmon identifica o ciclo de retidão e iniqüidade e ensina-lhes como romper o ciclo.

  2. 2.

    Prepare tiras de papel com as seguintes palavras:

    Retidão e Prosperidade

    Orgulho e Iniqüidade

    Destruição e Sofrimento

    Humildade e Arrependimento

    Se não quiser utilizar esses cartazes, escreva as palavras no quadro-negro nos momentos em que a lição as mencionar.

  3. 3.

    Se a fita Apresentações de Vídeo do Livro de Mórmon (53911 059) estiver à disposição, prepare-se para mostrar “O Ciclo do Orgulho”, um segmento de 15 minutos. Se não tiver acesso ao vídeo, designe um aluno para preparar-se para explicar brevemente os eventos narrados em Helamã 7:13–29; 8; 9.

Sugestões para a Apresentação da Lição

Atividade Motivadora

Se for adequado, use a seguinte atividade ou outra de sua própria escolha para dar início à aula.

Escreva os seguintes números no quadro-negro: 2, 3, 5, 8 e 12.

Ressalte que esses números estão em uma determinada seqüência. Pergunte aos alunos quais vão ser os três próximos números da seqüência. (Os três números são 17, 23 e 30. Se necessário, explique-lhe que a seqüência é formada somando-se 1 ao primeiro número, 2 ao segundo número, 3 ao terceiro e assim por diante.)

Explique-lhe que no Livro de Mórmon há uma seqüência quase tão previsível quanto essa e que se repete muitas vezes. Ao reconhecê-la, podemos evitar fazer o que levou os nefitas à destruição.

Discussão e Aplicação das Escrituras

Em espírito de oração, escolha as passagens das escrituras, as perguntas e outros tópicos da lição que melhor venham a atender às necessidades dos alunos. Discuta como as escrituras selecionadas podem aplicar-se à vida prática e incentive os alunos a relatar experiências relacionadas com os princípios contidos nas escrituras.

Esta lição está dividida em quatro seções. Cada seção trata de uma fase do ciclo do orgulho. Nos momentos indicados, coloque no quadro-negro as tiras que correspondam a cada seção. Desenhe setas para ligar as tiras de papel, conforme o exemplo abaixo:

pride cycle

1. O povo vive em retidão e é abençoado com paz e prosperidade.

Leia e discuta alguns versículos de Helamã 6:1–14. Lembre aos alunos que Néfi e Leí haviam sido missionários entre os lamanitas e haviam ajudado muitos deles a arrependerem-se e serem batizados. Em pouco tempo, os lamanitas tornaram-se mais justos que os nefitas.

• Que características possuídas pelos lamanitas os ajudaram a tornar-se mais justos que muitos dos nefitas? (Ver Helamã 6:1.) Como os lamanitas convertidos tentaram ajudar os nefitas? (Ver Helamã 6:4–6.) Qual foi o resultado? (Ver Helamã 6:7–14.)

Coloque no quadro-negro a tira com as palavras Retidão e Prosperidade.

2. Os nefitas tornam-se orgulhosos e iníquos. Néfi chama-os ao arrependimento.

Discuta Helamã 6:15–10:1. Peça aos alunos que leiam alguns versículos em voz alta. Ressalte que, depois de tornarem-se prósperos, muitos nefitas começaram a esquecer-se de Deus e a buscar riquezas e outras coisas do mundo.

Coloque no quadro-negro o cartaz com as palavras Orgulho e Iniqüidade.

• Por que a prosperidade muitas vezes leva à iniqüidade? (Ver Helamã 6:17; 7:20–21.)

• Peça aos alunos que leiam Helamã 6:21–24 e 7:4–5 e identifiquem as características dos ladrões de Gadiânton. Quais desses elementos existem hoje em dia? Como podemos combater as influências do mal em nosso meio de forma adequada?

• Quem era o autor das combinações secretas? (Ver Helamã 6:25–30.) O que os nefitas fizeram quando Satanás “[se apoderou] do coração [deles]?” (Ver Helamã 6:31.)

Peça aos alunos que leiam Helamã 6:34–38, procurando contrastes entre os nefitas e lamanitas. Resuma as respostas dos alunos no quadro-negro em um quadro como o que está abaixo:

Nefitas

Lamanitas

Caíram na incredulidade. (versículo 34)

Começaram a crescer no conhecimento de Deus. (versículo 34)

Aumentaram suas iniqüidades e abominações. (versículo 34)

Andaram em verdade e retidão perante Deus. (versículo 34)

Afastaram-se do Espírito do Senhor. (versículo 35)

Receberam o Espírito. (versículo 36)

Ajudaram e apoiaram os ladrões de Gadiânton. (versículo 38)

Pregaram a palavra de Deus aos ladrões de Gadiânton. (versículo 37)

• Por que o Espírito “começou a afastar-se dos nefitas”? (Ver Helamã 6:35.) Por que o Senhor “[derramou] seu Espírito sobre os lamanitas”? (Ver Helamã 6:36.) O que isso pode ensinar-nos sobre a forma pela qual podemos receber a influência do Espírito Santo?

Explique-lhes que quando os nefitas continuaram em iniqüidade, o Senhor enviou Néfi, filho de Helamã, para chamá-los ao arrependimento. Quando Néfi viu a iniqüidade do povo, “encheu-se-lhe o coração de mágoa”. (Helamã 7:6) Ele ajoelhou-se em uma torre de seu jardim para orar. Ao abrir o coração a Deus, um grupo de pessoas reuniu-se, curiosa para saber a causa de sua lamentação pela iniqüidade do povo. (Helamã 7:11)

Se for utilizar a apresentação de vídeo “O Ciclo do Orgulho”, mostre-a agora. Se não for usá-la, peça ao aluno previamente designado que faça uma breve apresentação sobre os acontecimentos narrados em Helamã 7:13–29; 8; 9.

• Como as pessoas reagiram quando Néfi as repreendeu por sua iniqüidade? (Ver Helamã 8:1–10.) Por que tantas pessoas não quiseram arrepender-se?

• Como o povo reagiu depois que Seântum confessou ter assassinado seu irmão, o juiz supremo? (Ver Helamã 9:39–10:1.) Depois de discutirem se Néfi seria um profeta ou um deus, as pessoas afastaram-se e deixaram-no sozinho. O que pode nos impedir de escutar os profetas dos últimos dias?

O Presidente Ezra Taft Benson disse: “Os dois grupos que têm a maior dificuldade para seguir o profeta são os orgulhosos que são instruídos e os orgulhosos que são ricos. Os instruídos podem achar que o profeta só está inspirado quando concorda com eles; do contrário, o profeta está apenas emitindo uma opinião pessoal, falando como homem. Os ricos podem achar que não precisam ouvir conselhos de um simples profeta”. (The Teachings of Ezra Taft Benson [1988], p. 138)

3. O Senhor confere a Néfi o poder selador. Os nefitas que não se arrependem enfrentam guerras e fome.

Leia e discuta alguns versículos de Helamã 10:2–11:6. Ressalte que os nefitas se esqueceram do Senhor e continuaram na iniqüidade. Por causa de sua iniqüidade, o povo passou por uma devastadora destruição e outros sofrimentos.

• O Senhor conferiu a Néfi o poder selador, dizendo que “todas as coisas se [realizariam] sendo [a] palavra [de Néfi]”. (Helamã 10:5–10) Por que o Senhor confiou a Néfi tão grande poder? (Ver Helamã 10:4–5.)

• O que aconteceu com o povo depois que rejeitaram Néfi e desobedeceram a Deus? (Ver Helamã 10:18–11:2) O que Néfi pediu em oração que o Senhor fizesse para ajudar o povo a lembrar-se Dele e arrepender-se? (Ver Helamã 11:4) Por que Néfi orou pedindo fome em vez de guerra? (Ver Helamã 11:4.) Como a oração de Néfi foi respondida? (Ver Helamã 11:5–8.)

Coloque no quadro-negro o cartaz com as palavras Destruição e Sofrimento.

4. Os nefitas humilham-se e arrependem-se.

Leia e discuta alguns versículos de Helamã 11:7–38; 12. Explique-lhes que a destruição e o sofrimento da fome levaram os nefitas a voltarem-se para o Senhor e pedirem-Lhe ajuda. Eles humilharam-se e arrependeram-se.

Coloque no quadro-negro as palavras Humildade e Arrependimento.

• O que podemos aprender com a resposta do Senhor ao pedido que Néfi fizera pelo fim da fome? (Ver Helamã 11:10–17.) O que o Senhor pediu ao povo antes de acabar com a fome? (Ver Helamã 11:14–15.)

• Como o povo foi abençoado novamente por sua fidelidade? (Ver Helamã 11:20–21.)

• Qual foi o primeiro sinal de que o curto período de humildade e retidão estava chegando ao fim? (Ver Helamã 11:22.) Como Néfi, Leí e seus irmãos puseram fim às contendas? (Ver Helamã 11:23.) De que forma o ensino dos “verdadeiros pontos da doutrina” pode pôr fim às contendas?

• Depois de outro período de iniqüidade e destruição pela guerra, o que ajudou o povo a arrepender-se e buscar a Deus? (Ver Helamã 11:28–34.) Quando estivermos cercados por condições semelhantes de iniqüidade, o que podemos fazer para nos lembrarmos sempre do Senhor?

• Dois anos depois, os nefitas “[principiaram] novamente a se esquecer do Senhor seu Deus”. (Helamã 11:36) Por que vocês acham que as pessoas se esquecem tão rapidamente do Senhor? De que forma podemos esquecernos do Senhor hoje em dia?

• Mórmon disse que “os filhos dos homens (…) são até menos que o pó da Terra”. (Helamã 12:7) Ele fez essa declaração com base em quê? (Peça aos alunos que se revezem na leitura de Helamã 12:1–6, 8.)

• Temos a liberdade de obedecer ou desobedecer aos mandamentos de Deus, mas não de escolher as conseqüências de nossos atos. Segundo Mórmon, qual será o destino dos que desobedecerem? (Ver Helamã 12:25–26.) Qual será o destino dos que se arrependerem e obedecerem ao Senhor? (Ver Helamã 12:23–24, 26.)

• Chame a atenção dos alunos para o ciclo que está no quadro-negro. Como as pessoas podem evitar esse ciclo? (Ver Alma 62:48–51; Helamã 12:23–24.)

O Presidente Gordon B. Hinckley disse: “Busquem as coisas reais, não as artificiais. Busquem as verdades da eternidade, não caprichos momentâneos. Busquem as coisas eternas de Deus, não o que hoje está aqui mas amanhã poderá não estar. Confiem em Deus para que vivam”. (Teachings of Gordon B. Hinckley [1997], p. 494)

Conclusão

Leia a seguinte declaração do Élder Gordon B. Hinckley, na qual ele fala do Livro de Mórmon:

“Nenhum outro testamento escrito ilustra de forma tão clara o fato de que quando os homens e nações andam no temor de Deus e obedecem a Seus mandamentos, prosperam e crescem, mas quando desprezam a Ele e Sua palavra, passam por uma decadência que, se não for detida pela retidão, leva à fraqueza e à morte”. (Conference Report, outubro de 1979, p. 10; ou Ensign, novembro de 1979, p. 8)

Conforme a orientação do Espírito, preste testemunho das verdades ensinadas na aula.

Outras Sugestões Didáticas

Sugere-se o seguinte material para complementar a lição. Você pode utilizálo como parte da aula.

1. Evitar o ciclo do orgulho

Peça aos alunos que pensem em uma escolha má que tenham feito ou um erro constrangedor ou insensato que tenham cometido. Em seguida, peça que reflitam sobre o que têm feito para evitar repetir esse erro. Dê aos alunos a oportunidade de relatar essas experiências.

Discuta por que os nefitas continuaram a tomar decisões que os levaram da retidão à iniqüidade, resultando em destruição e sofrimento.

• O que podemos aprender com os nefitas que nos ajuda a evitar cometer os mesmos erros que eles?

2. “Eles testificaram a respeito da vinda de Cristo” (Helamã 8:22)

Explique-lhes que os profetas testificam de Jesus Cristo, assim como o fazem todas as coisas do céu e da Terra. Em seguida, peça aos alunos que se revezem na leitura de Helamã 8:11–24, procurando os muitos testemunhos do Salvador nesses versículos. Como parte dessa discussão, dê especial atenção à história da serpente de metal de Moisés:

• O que representava a serpente de metal? (Ver Helamã 8:13–15; ver também Números 21:6–9; João 3:14–16.) Como podemos aumentar nossa fé em Cristo? Como sua fé em Cristo e na expiação Dele já influenciou sua vida?

Para terminar essa discussão, leia o testemunho do atual Presidente da Igreja em um exemplar de A Liahona de conferência geral ou em uma Mensagem da Primeira Presidência.