Pular para a Navegação Principal

Reuniões do segundo e terceiro domingos

No segundo e terceiro domingos de cada mês, os quóruns do Sacerdócio de Melquisedeque e as irmãs da Sociedade de Socorro estudam os ensinamentos dos profetas vivos, dos apóstolos e de outros líderes da Igreja, proferidos na conferência geral mais recente. Qualquer mensagem da conferência mais recente pode ser estudada.

Na maioria dos casos, a presidência do quórum, a liderança do grupo ou a presidência da Sociedade de Socorro selecionará uma mensagem da conferência com base nas necessidades dos membros, embora o bispo ou o presidente da estaca possam dar sugestões. Os líderes podem escolher uma mensagem relacionada ao tema estudado na reunião de conselho do primeiro domingo, ou outra mensagem, sob a inspiração do Espírito. Os líderes e professores devem encontrar maneiras de incentivar os membros a ler as mensagens selecionadas com antecedência e estar preparados para compartilhar ideias. As atividades didáticas sugeridas a seguir, que se baseiam em princípios do manual Ensinar à Maneira do Salvador, podem envolver os membros no aprendizado das mensagens da conferência geral.

Sharon Eubank, “Resplandeça a sua luz

Peça aos membros de seu quórum ou da Sociedade de Socorro que pensem em como a vida deles é influenciada para o bem devido a uma mulher justa e fiel. Você pode convidar alguns membros para compartilhar como essa mulher demonstra uma ou mais características das mulheres justas descritas na mensagem da irmã Eubank. O que aprendemos com a irmã Eubank sobre como nos tornar “uma força significativa no crescimento tanto numérico quanto espiritual da Igreja nos últimos dias”?

Neill F. Marriott, “Permanecer em Deus e consertar a rachadura

Esta mensagem pode ajudar os membros que talvez se sintam distantes do Pai Celestial ou das pessoas ao seu redor. O que iria ajudar os alunos a entender o significado da palavra rachadura? Talvez você possa mostrar gravuras de tipos diferentes de rachaduras. Como a irmã Marriott define rachadura? O que pode causar rachaduras em nosso relacionamento com Deus e com o próximo? Convide os membros a pesquisar sugestões na mensagem da irmã Marriott sobre o que podemos fazer para reparar as rachaduras em nossa vida. Dê aos membros tempo para escrever o que o Espírito os inspira a fazer para se achegarem a Deus e ao próximo.

Joy D. Jones, “Valorizadas além da medida

Que bênçãos recebemos em nossa vida quando compreendemos nossa identidade divina? Para responder à pergunta, os membros do quórum ou da Sociedade de Socorro poderiam examinar juntos as histórias de Mariama, Renu e Taiana, na mensagem da irmã Jones. Que conselho a irmã Jones deu para nos ajudar a “lembrar e aceitar nossa identidade divina”? Convide os membros a encontrar e conversar sobre uma passagem das escrituras ou uma citação na mensagem da irmã Jones que os ajude a compreender seu verdadeiro valor para Deus. Convide-os a compartilhar uma dessas escrituras ou citações com alguém que precise de um lembrete de seu valor divino.

Dieter F. Uchtdorf, “As três irmãs

Uma maneira de examinar a mensagem do presidente Uchtdorf seria dividir o quórum ou a Sociedade de Socorro em pequenos grupos. Você pode designar cada grupo a ler sobre uma das irmãs na mensagem do presidente Uchtdorf. Cada grupo pode escrever uma carta para aquela irmã, resumindo os conselhos dados na mensagem e, depois, compartilhar o que escreveram com os outros grupos. O que podemos fazer para ser mais semelhantes à terceira irmã? Como podemos fazer de nosso quórum ou de nossa Sociedade de Socorro um “lar seguro” para aqueles que passam por dificuldades?

Dieter F. Uchtdorf, “O desejo de retornar ao lar

Como você pode ajudar aqueles a quem ensina a reconhecer como Deus os está usando para abençoar outras pessoas? Você pode pedir-lhes que examinem a seção da mensagem do presidente Uchtdorf, cujo título é “Deus o usará”, procurando as promessas feitas àqueles que se esforçam para servir no reino de Deus, apesar de suas fraquezas. Ao ler essa mensagem, os membros também podem lembrar experiências de quando Deus os usou para abençoar outras pessoas — ou quando Ele usou outras pessoas para abençoá-los. Peça-lhes que compartilhem o que lembrarem. Dê aos membros tempo para ponderar sobre o que esse debate os inspira a fazer.

Bonnie L. Oscarson, “As necessidades diante de nós

Uma maneira de iniciar um debate sobre a mensagem da irmã Oscarson é dar a todos uma folha de papel com a pergunta “Quem precisa de mim hoje?”, escrita na parte superior. As irmãs da Sociedade de Socorro ou os membros do quórum podem usar alguns minutos para ponderar e fazer uma lista de respostas a essa pergunta. Em seguida, peça-lhes que procurem sugestões na mensagem da irmã Oscarson que podem usar para servir às pessoas em sua lista — eles podem acrescentar nomes, conforme inspirados. Talvez alguns queiram compartilhar o que aprenderam.

Dallin H. Oaks, “O plano e a proclamação

Como os membros do quórum, do grupo ou da Sociedade de Socorro vão agir com relação ao convite do élder Oaks, que diz: “ensinem [e] vivam de acordo com” a proclamação da família, em casa, na comunidade e na Igreja? Peça-lhes que compartilhem suas ideias uns com os outros. Você pode também ajudá-los a pesquisar na mensagem algumas declarações doutrinárias da proclamação da família. Como essas declarações nos ajudam a agir frente aos “desafios atuais com relação à família”? A seção 4, da mensagem do élder Oaks, contém alguns exemplos de tais declarações.

D. Todd Christofferson, “O pão vivo que desceu do céu

Aqui estão algumas perguntas que os membros da Sociedade de Socorro e do quórum podem ter em mente ao analisarem a mensagem do élder Christofferson: O que é santidade? Como buscamos a santidade? Como tomar o sacramento nos ajuda em nossos esforços? Os membros podem compartilhar as palavras da mensagem do élder Christofferson que ajudem a responder a essas perguntas. Como podemos ajudar uns aos outros como “santos” em nossos esforços para nos tornarmos mais santos?

Jeffrey R. Holland, “Sede vós pois perfeitos — No final

Alguns membros podem sentir que não estão à altura quando se trata de viver os ensinamentos do Salvador. O que o élder Holland ensina que pode consolar e incentivar as pessoas que talvez se sintam dessa forma? Você pode convidar os membros da Sociedade de Socorro ou do quórum a procurar algo na mensagem que poderiam compartilhar com alguém que está tendo dificuldade em sentir que são “bons o suficiente”. Ou eles poderiam encontrar alguma coisa na mensagem que os inspire a sentir “maior amor e admiração por [Cristo] e um desejo maior de ser semelhantes a Ele”.

Gary E. Stevenson, “Eclipse espiritual

Algum membro de seu quórum ou da Sociedade de Socorro já viu um eclipse solar? Se afirmativo, você pode pedir a um deles que explique a analogia que o élder Stevenson faz sobre um “eclipse espiritual”. Quais obstáculos podem “[ofuscar] a magnitude, o esplendor e o calor da luz de Jesus Cristo e de Seu evangelho”? Como as mídias sociais podem nos distrair da “beleza, calor e luz celestiais do evangelho”? Como podemos colocar “óculos do evangelho” que nos protegerão da cegueira espiritual? O que a analogia do élder Stevenson nos ensina sobre manter uma perspectiva do evangelho?

Quentin L. Cook, “O cotidiano eterno

A mensagem do élder Cook nos lembra da importância de nos esforçarmos para sermos humildes de várias maneiras. Uma maneira de conversar sobre o que ele ensina é dividir os membros em dois grupos. Peça a um grupo que procure sugestões na mensagem do élder Cook que nos ajudam a desenvolver humildade, e ao outro grupo, de que maneiras as pessoas demonstram orgulho. Convide cada grupo a relatar o que encontrou para o outro grupo. Os membros também podem citar maneiras de mostrar mais “humildade diária” em sua vida e refletir como essa humildade pode ajudá-los a se preparar para encontrar Deus.

Ronald A. Rasband, “Por desígnio divino

Para incentivar o debate sobre a mensagem do élder Rasband, pode ser útil pedir a alguns membros que levem uma receita, um mapa ou um molde de costura e falem sobre a utilidade dessas coisas. Quais exemplos ou ensinamentos da mensagem do élder Rasband inspiram os membros a reconhecer o desígnio de Deus para sua vida? Talvez os alunos queiram compartilhar experiências nas quais sentiram que o Senhor estava guiando sua vida. O que fizeram para mostrar a Deus que apreciam a orientação Dele? Por que é importante reconhecer o “modelo divino” de Deus?

Russell M. Nelson, “Como seria sua vida sem o Livro de Mórmon?

O presidente Nelson convidou os membros a pensar sobre três perguntas: (1) “Como seria sua vida sem o Livro de Mórmon? (2) O que você não saberia? (3) O que você não teria?” Convide os membros de seu quórum, grupo ou da Sociedade de Socorro a refletir sobre essas perguntas e compartilhar suas respostas. O que encontraram na mensagem que os inspira a valorizar o Livro de Mórmon mais do que “diamantes ou rubis”?

Dale G. Renlund, “O sacerdócio e o poder da Expiação do Salvador

Como você pode ajudar os membros de seu quórum ou da Sociedade de Socorro a entender como o sacerdócio ajuda a proporcionar as bênçãos da Expiação do Salvador a eles? Você pode escrever esses dois títulos no quadro: “Por que precisamos da Expiação de Jesus Cristo” e “Como o sacerdócio proporciona as bênçãos da Expiação para nós”. Depois, peça aos membros que pesquisem a mensagem do élder Renlund e encontrem frases que possam ser escritas abaixo de cada título. Como o sacerdócio e suas ordenanças ajudam a cumprir os propósitos do Pai Celestial para Seus filhos?

Dieter F. Uchtdorf, “Portadores de luz celestial

Convide os membros a procurar e identificar na mensagem do presidente Uchtdorf como a presença ou a ausência de luz divina pode afetar nossa vida. Você pode pedir aos membros que estudem algumas das escrituras que o presidente Uchtdorf cita e identifiquem princípios relacionados à luz espiritual. O que a metáfora sobre o eclipse nos ensina a respeito do papel do arbítrio na busca de luz espiritual? O que podemos fazer para compartilhar a luz divina de Jesus Cristo com outras pessoas, especialmente com nossa família e com os “nossos jovens, que estão buscando a luz”?

Henry B. Eyring, “O Senhor lidera Sua Igreja

Peça aos membros do quórum ou da Sociedade de Socorro que compartilhem experiências em que precisaram desenvolver fé para saber que seu chamado ou o de outra pessoa veio de Deus. Como eles exerceram sua fé? Como eles souberam que o chamado era de Deus? Convide os membros a pesquisar e identificar na mensagem do presidente Eyring as verdades que ele aprendeu por experiência própria, que nos ajudam a confiar e ser pacientes com nós mesmos e com as pessoas que foram chamadas pelo Senhor.

Jean B. Bingham, “Que sua alegria seja completa

A mensagem da irmã Bingham pode ajudar os membros da Sociedade de Socorro ou do quórum a compreender como encontrar alegria, apesar das dificuldades da vida, à medida que nos achegamos a Cristo. Uma maneira de conversar sobre essa mensagem pode ser desenhar um caminho no quadro que leve à palavra alegria. Peça a vários alunos que escrevam no caminho uma sugestão extraída da mensagem da irmã Bingham que conduz à verdadeira alegria. Incentive os membros a refletir sobre maneiras pelas quais eles podem agir de acordo com o conselho da irmã Bingham. Peça a alguns alunos que compartilhem seus pensamentos.

David A. Bednar, “Grandíssimas e preciosas promessas

Para ajudar os membros da Sociedade de Socorro ou do quórum a debater a mensagem do élder Bednar, coloque gravuras no quadro que representem o Dia do Senhor, o templo e nosso lar. Convide os membros a ler as seções correspondentes da mensagem do élder Bednar e escrever no quadro como o Dia do Senhor, o templo e nosso lar nos ajudam a nos concentrar nas promessas de Deus para nós. Que coisas em nossa vida podem tirar nossa atenção dessas promessas? Que passos podemos dar para nos certificar de que nos lembramos delas?

Henry B. Eyring, “Não tenhais receio de praticar o bem

A mensagem do presidente Eyring pode ajudar os alunos a encontrar a coragem e a fé para fazer o bem no mundo. Você pode convidar alguns membros a fazer um resumo dos exemplos das pessoas fiéis que o presidente Eyring cita em sua mensagem. O que esses exemplos nos ensinam sobre como servir ao próximo? O que esses exemplos sugerem sobre as maneiras pelas quais podemos servir como um quórum ou Sociedade de Socorro?

Outra maneira de discutir essa mensagem é analisar as bênçãos que o presidente Eyring experimentou ao seguir o conselho do presidente Thomas S. Monson para estudar o Livro de Mórmon. Que bênçãos já recebemos devido ao estudo do Livro de Mórmon?

M. Russell Ballard, “A jornada continua!

Para iniciar um debate sobre a mensagem do élder Ballard, você pode convidar alguém para contar uma experiência pessoal sobre quando essa pessoa tinha um destino, mas descobriu que estava na rota errada. Como exemplos parecidos com esses se relacionam à nossa “jornada” pessoal de volta ao Pai Celestial? Os membros podem procurar os conselhos e as advertências do élder Ballard que nos ajudam a saber se estamos indo na direção correta em nossa própria vida. Dê aos membros tempo para refletir sobre seus próprios caminhos e debater sobre maneiras de ajudar e incentivar outras pessoas na “jornada” de volta ao Pai Celestial.

Neil L. Andersen, “A voz do Senhor

Talvez os membros da Sociedade de Socorro ou do quórum possam contar uma experiência de uma mensagem da conferência geral que foi particularmente significativa para eles. Por que essa experiência foi significativa? O que o élder Andersen ensina sobre o significado das mensagens da conferência geral e o esforço e processo envolvidos para prepará-las? Como esse conhecimento afeta a urgência de estudar e dar ouvidos a essas palavras? Você pode fazer uma lista de convites à ação feitos na conferência mais recente. O que temos feito para agir de acordo com esses convites?