Auxílios para o Professor

Doutrina e Convênios e História da Igreja: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 2000


O curso de estudo deste ano é Doutrina e Convênios e história da Igreja. O livro de Doutrina e Convênios é uma coletânea de profecias, visões mandamentos e ensinamentos transmitidos por intermédio do Profeta Joseph Smith e de alguns de seus sucessores na Presidência da Igreja. O Profeta falou deste livro de escrituras como sendo “O alicerce da Igreja nestes últimos dias e um benefício para o mundo, mostrando que as chaves dos mistérios do reino de nosso Salvador foram novamente confiadas ao homem”. (Cabeçalho de D&C 70). As revelações contidas nesse livro estão intimamente ligadas à história da Igreja, pois foram recebidas “em resposta a orações, em momentos de necessidade, e resultaram de situações da vida de pessoas reais”.(Introdução de Doutrina e Convênios.)

Ao ensinar o evangelho utilizando Doutrina e Convênios e a história da Igreja, você poderá ajudar os alunos de sua classe a serem gratos pelo passado, fortalecerem-se para o presente e terem esperanças no futuro. O Presidente Gordon B. Hinckley declarou:

“Quão glorioso é o passado desta causa. Ele está repleto de heroísmo, coragem, valentia e fé. Quão maravilhoso é o presente, ao abençoarmos a vida de pessoas, onde quer que ouçam a mensagem dos servos do Senhor. Quão magnífico será o futuro à medida que o Todo-Poderoso prosseguir Seu glorioso trabalho, influenciando positivamente todos os que aceitarem e viverem Seu evangelho, abençoando eternamente Seus filhos e filhas de todas as gerações por meio do trabalho altruísta daqueles cujo coração está cheio e amor pelo Redentor do mundo.” (A Liahona, janeiro de 1996, pp. 78–79.)

O Objetivo Deste Curso

As lições deste curso abordam os principais temas ensinados em Doutrina e Convênios e na história da Igreja, em vez de seguirem a seqüência numérica e tratar de cada seção. Elas destinam-se a ajudá-lo a:

  1. 1.

    Ensinar as doutrinas, ordenanças e convênios do evangelho restaurado, dos quais cada pessoa individualmente e as famílias precisam para irem a Cristo e herdarem a vida eterna.

  2. 2.

    Ensinar a atual história da Igreja restaurada de Jesus Cristo.

  3. 3.

    Convidar o Espírito a estar na sala de aula.

  4. 4.

    Ajudar os alunos a compreenderem e amarem as escrituras.

  5. 5.

    Ajudar os alunos a aplicarem as verdades do evangelho à própria vida.

  6. 6.

    Incentivar os alunos a ensinarem e edificarem uns aos outros.

  7. 7.

    Ajudar os alunos a compreenderem a importância de sua própria época na história da Igreja (que eles herdaram um grandioso legado e que é possível terem alegria na responsabilidade de levar a diante a obra do Senhor.

Materiais que Você Deve Utilizar

Estes são os materiais que você deve utilizar quando estiver preparando e ensinando as lições deste curso.

  1. 1.

    As escrituras. (Ver “Ensinar Utilizando as Escrituras”, página ix.)

  2. 2.

    Este manual do professor. (Ver “Como Utilizar Este Manual” abaixo.)

  3. 3.

    Doutrina e Convênios e História da Igreja: Guia de Estudo do Aluno (35686 059). Esse folheto contém a designação de leitura de cada aula e algumas perguntas para discussão. Sempre que preparar uma aula, pense em como utilizar o material do Guia de Estudo. Os alunos terão mais facilidade de participar das discussões se tiverem estudado a designação de leitura e se você fizer perguntas que eles estejam preparados para responder. Incentive-os a utilizarem o Guia de Estudo no estudo individual e em discussões em família.

    Cada aluno deve ter um exemplar do Guia de Estudo. A presidência da Escola Dominical, o secretário da ala ou o secretário assistente da ala encarregado dos materiais deve entregar-lhe os folhetos.

  4. 4.

    Nosso Legado: Resumo da História de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (35448 059) Esse livro contém um relato inspirador da história da Igreja da época do Profeta Joseph Smith até os dias de hoje. As lições falam de muitas das histórias que se encontram nesse livro.

    Cada aluno deve ter acesso a um exemplar de Nosso Legado para estudar individualmente (no mínimo um exemplar por família). Muitos membros já têm um exemplar. Você deve conseguir os exemplares com a presidência da Escola Dominical, com o secretário da ala ou com o secretário assistente encarregado dos materiais. O secretário pode ajudar a pedir mais exemplares, conforme a necessidade.

  5. 5.

    As fitas de vídeo Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x912 059) e Ensinamentos de Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x933 059). Esses vídeos contêm apresentações que complementam as lições. Existem sugestões de como utilizá-las na seção “Sugestões Didáticas Complementares” de várias lições do manual. Essas apresentações de vídeo podem aumentar o entendimento dos alunos quanto aos princípios do evangelho e quanto à história da Igreja. Contudo, tome cuidado para não utilizá-las com muita freqüência ou como substituição de discussões baseadas nas escrituras.

Para auxílios quanto ao ensino dos princípios básicos do evangelho, leia as instruções nesta introdução e nas seguintes fontes:

“Ensino e Liderança no Evangelho”, seção 16 do Manual de Instruções da Igreja, Volume 2: Líderes do Sacerdócio e das Auxiliares (35209 059 ou 35903 059)

Ensino, Não há Maior Chamado, edição de 1999 (36123 059)

Guia de Ensino (34595 059)

Como Utilizar Este Manual

Este manual é uma ferramenta para ajudá-lo a ensinar as doutrinas do evangelho utilizando as escrituras e a história da Igreja. Ele foi escrito para as classes de Doutrina do Evangelho de jovens e adultos e deve ser utilizado de quatro em quatro anos. Não deve ser preciso utilizar outras referências e comentários para dar as aulas. O Élder M. Russell Ballard disse: “Os professores fariam bem em estudar cuidadosamente as escrituras e seus livros de lições antes de lançarem mão de materiais suplementares. Um número muito grande de professores parece afastar-se dos materiais curriculares aprovados [sem] os examinar devidamente. Se um professor sente necessidade de usar [algum] material suplementar além das escrituras e [do] livro de lições na apresentação de uma aula, deve primeiro recorrer às revistas da Igreja. (A Liahona, julho de 1983, p. 112.)

Recapitule cada lição com pelo menos uma semana de antecedência. Quando estudamos a designação de leitura com antecedência, durante a semana, temos idéias e impressões que nos ajudam a dar a aula. Quando estiver ponderando a lição durante a semana, ore pedindo que o Espírito o oriente. Tenha fé que o Senhor haverá de abençoá-lo.

Todas as lições deste manual contêm mais informações do que, provavelmente, você conseguirá ensinar em uma aula. Busque o Espírito do Senhor para escolher os trechos de escrituras, as perguntas e outras partes da lição que sejam mais adequados às necessidades dos alunos. Tenha sempre em mente a idade, os interesses e a formação dos alunos.

Este manual tem 46 lições. Como pode ser que haja mais de 46 domingos de aula, ocasionalmente, você pode utilizar mais de uma aula com uma única lição. Isso pode ser de muita valia para algumas das lições maiores, como, por exemplo, as lições 4, 7 e 27.

As lições estão divididas nas seguintes seções:

  1. 1.

    Objetivo. O objetivo sugere uma idéia principal que você deve ter em mente ao preparar e dar a aula. Ele inclui geralmente o que se espera que os alunos façam como resultado da aula.

  2. 2.

    Preparação. Essa seção contém a relação das escrituras e outros materiais utilizados no plano de aula. Ás vezes, ela também inclui outras sugestões de preparação, como, por exemplo, materiais a serem levados para a sala de aula. Muitos desses materiais estão disponíveis na biblioteca da capela. [O número de cinco dígitos que vem logo depois do nome de um material sugerido é o número do material; esse número também é dado no caso das gravuras que façam parte do Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059).]

  3. 3.

    Atividade Motivadora. Essa seção consiste de uma atividade didática simples para ajudar os alunos a prepararem-se para aprender, participar e sentir a influência do Espírito. Quer você utilize a atividade motivadora do manual ou outra de sua preferência, é importante direcionar a atenção dos alunos no início da aula. A atividade deve ser breve.

  4. 4.

    Discussão e Aplicação. Essa é a parte mais importante da lição. Estude as escrituras e os relatos históricos em espírito de oração, para que consiga ensinar e discuti-las de modo eficaz. Utilize as sugestões contidas em “Ensinar Utilizando as Escrituras” (página ix) e “Incentivar a Discussão em Classe” (páginas ix–x) para variar os seus métodos de ensino e manter os alunos interessados. Escolhas as questões e os métodos mais adequados à idade e experiência dos alunos.

  5. 5.

    Conclusão. Essa seção o ajudará a resumir a lição e incentivar os alunos a viverem de acordo com os princípios abordados. Ela também o lembrará de prestar o seu testemunho. Certifique-se de deixar tempo suficiente para a conclusão em todas as aulas. 6. Sugestões didáticas complementares. A maioria das lições deste manual inclue uma seção com esse nome. Ela inclui outras verdades que se encontram em histórias das escrituras, atividades ou outras sugestões que complementem o plano de aula sugerido.

O manual contém uma cronologia da história da Igreja (páginas 272–273) e três mapas de locais importantes na história da Igreja (páginas 274–276). Muitas lições fazem referência a essas fontes, que também fazem parte do Guia de Estudo do Aluno (páginas 27–31).

Ensinar pelo Espírito

Ao preparar-se para ensinar o evangelho, é importante que você busque a inspiração e orientação do Espírito Santo. “O Espírito ser-vos-á dado pela oração da fé”, disse o Senhor, “e se não receberdes o Espírito, não ensinareis”. (D&C 42:14) Lembre-se de que o Espírito Santo deve ser o professor de sua classe.

Você pode buscar a orientação do Espírito por meio da oração, do jejum, do estudo diário das escrituras e da obediência aos mandamentos. Ao preparar sua aula, ore para que o Espírito o ajude a compreender as escrituras e as necessidades dos alunos. O Espírito também pode ajudá-lo a planejar maneiras significativas de discutir as escrituras e aplicá-las nos dias atuais.

Abaixo há algumas sugestões de como criar em sua classe uma atmosfera propícia ao Espírito do Senhor:

  1. 1.

    Para iniciar a aula, peça a um aluno que faça a primeira oração e, ao término da aula, peça a outro que faça a última. Durante a aula, ore mentalmente pedindo que o Espírito o oriente, toque o coração dos alunos, preste-lhes testemunho e inspire-os.

  2. 2.

    Utilize as escrituras. (Ver “Ensinar a Doutrina Verdadeira” nesta página e “Ensinar Utilizando as Escrituras” na página ix.)Peça a alguns alunos que leiam determinadas passagens em voz alta.

  3. 3.

    Preste testemunho sempre que o Espírito o inspirar a fazê-lo, não somente no final da aula. Preste testemunho de Jesus Cristo. Peça com freqüência que os alunos prestem o testemunho.

  4. 4.

    Utilize hinos, músicas da Primária e outras músicas sacras para preparar o coração dos alunos para sentir o Espírito.

  5. 5.

    Expresse seu amor aos alunos, a outras pessoas, ao Pai Celestial e a Jesus Cristo.

  6. 6.

    Quando for oportuno, fale de sentimentos, idéias e experiências que tenha e que estejam relacionadas com a lição e convide os alunos a fazer o mesmo. Os alunos poderiam também contar como puseram em prática os princípios abordados nas aulas anteriores.

Ensinar a Doutrina Verdadeira

O Élder Boyd K. Packer, do Quórum dos Doze, ensinou: “A verdadeira doutrina, quando compreendida, modifica as atitudes e o comportamento”. (A Liahona, janeiro de 1987, pp. 17–18.)

Enquanto se estiver preparando e durante a aula, concentre-se nas doutrinas de salvação do evangelho conforme apresentadas nas escrituras e nos ensinamentos dos profetas dos últimos dias. Para isso, será necessário que você estude as escrituras diligentemente e em espírito de oração. O Senhor ordenou: “Não procures pregar minha palavra, mas primeiro procura obter minha palavra e então tua língua será desatada; e então, se o desejares, terás meu Espírito e minha palavra, sim, o poder de Deus para convencer os homens”. (D&C 11:21)

Ensinar Utilizando as Escrituras

A utilização das escrituras faz com que o ensino das doutrinas do evangelho se torne extremamente eficaz. Incentive os alunos a levarem as escrituras para a sala de aula todas as semanas, de modo a ser possível lerem determinados trechos em conjunto.

Utilize as seguintes idéias para ensinar as histórias das escrituras de modo eficaz e variado:

  1. 1.

    Ajude os alunos a compreenderem o que as escrituras ensinam a respeito de Jesus Cristo. Peça-lhes que considerem como certas passagens aumentam sua fé no Salvador e os ajudam a sentir o Seu amor.

  2. 2.

    Peça aos alunos que individualizem as escrituras, substituindo mentalmente os nomes citados em determinadas passagens por seu próprio nome.

  3. 3.

    Conte histórias da história da Igreja para demonstrar como as passagens das escrituras se aplicam à nossa vida.

  4. 4.

    Peça aos alunos que procurem as palavras, expressões ou idéias que são repetidas com freqüência em determinada passagem, ou que tenha um significado especial para eles.

  5. 5.

    Incentive os alunos a utilizarem e estudarem os auxílios que existem na combinação tríplice e no Guia para Estudo das Escrituras.

  6. 6.

    Escreva no quadro-negro algumas expressões, palavras importantes ou perguntas relacionadas à passagem das escrituras em questão e, depois, leia ou resuma o trecho. À medida em que os alunos encontrarem as expressões, palavras ou respostas às perguntas, vá fazendo pausas para discuti-las.

  7. 7.

    Separe a turma em dois grupos ou em um número maior de grupos menores. Depois de examinar uma passagem de escritura, peça aos grupos que anotem os princípios e doutrinas que ela ensine. Depois, peça aos grupos que, um por vez, falem de como aplicar esses ensinamentos à própria vida.

  8. 8.

    Sugira aos alunos que levem lápis para marcar os versículos que considerarem mais significativos.

Incentivar a Discussão em Classe

Normalmente, a aula não deve ser um discurso. Em vez disso, ajude os alunos a participarem da discussão das escrituras de modo significativo. Em D&C 88:122 encontramos o que o Senhor aconselha no que se refere às discussões em aula: “Dentre vós designai um professor e não falem todos ao mesmo tempo; mas cada um fale a seu tempo e todos ouçam suas palavras, para que quando todos houverem falado, todos sejam edificados por todos, para que todos tenham privilégios iguais”.

Utilize as seguintes sugestões para incentivar a discussão em classe:

  1. 1.

    Faça perguntas que induzam à reflexão. As perguntas que começam com por que, como, quem, o que, quando e onde costumam ser mais eficazes para incentivar a discussão. Busque a orientação do Espírito quando estiver estudando as perguntas deste manual e escolhendo quais utilizará.

  2. 2.

    Peça a alguns alunos que contem resumidamente experiências relacionadas aos princípios das escrituras que estejam discutindo. Incentive-os também a falar do que sentem a respeito do que estejam aprendendo com as escrituras. Ajude-os a compreenderem que as experiências e os sentimentos espirituais devem ser “[mencionados] com cuidado e por indução do Espírito”. (D&C 63:64) Há certas experiências e sentimentos que não devem ser mencionados.

  3. 3.

    Esteja atento às necessidades de cada aluno. Embora todos devam ser incentivados a participar das discussões de classe, pode haver alguns que hesitem em fazê-lo. Converse com cada um deles em particular para descobrir como se sentem quanto a ler em voz alta ou participar da aula. Tenha o cuidado de não solicitar a participação de alunos que ficariam constrangidos com isso.

  4. 4.

    Forneça referências das escrituras para ajudar os alunos a encontrarem a resposta de determinadas perguntas.

  5. 5.

    Caso alguns alunos estejam tomando a maior parte do tempo para discussão, empenhe-se em fazer com que as pessoas que ainda não falaram participem. Sugere-se que você mude gentilmente o rumo da discussão, dizendo: “E o que será que as outras pessoas teriam a dizer?” ou “Será que alguém mais gostaria de fazer algum comentário sobre o assunto?”

Ajudar os alunos a compreenderem e aplicarem as escrituras é mais importante que utilizar todo o material que você tenha preparado para a aula. Caso os alunos estejam aprendendo com uma discussão proveitosa, muitas vezes é bom deixar que ela prossiga, em vez de tentar falar de todo o restante da lição. Entretanto, caso a discussão não seja útil nem edificante, você deve fazer com que ela tome outro rumo.

Ajudar os Membros Novos

Pode ser que você tenha a oportunidade de ensinar membros relativamente novos na Igreja. O que você ensinar pode ajudar esses membros a tornarem-se firmes na fé. A Primeira Presidência declarou: “Todos os membros da Igreja precisam sentir-se amados e encorajados, principalmente durante os primeiros meses após o batismo. Quando os membros novos são acolhidos com amizade sincera, têm oportunidade de servir e são fortalecidos espiritualmente pelo estudo da palavra de Deus, conhecem a conversão duradoura e tornam-se ‘concidadãos dos santos, e da família de Deus’. (Efésios 2:19)” (Carta da Primeira Presidência, 15 de maio de 1997)

Ensinar o Evangelho aos Jovens

Se estiver ensinando os jovens, lembre-se de que muitas vezes eles têm a necessidade de participar ativamente e de que as doutrinas abordadas sejam ilustradas visualmente. A utilização das atividades, vídeos e gravuras sugeridos no manual podem ajudá-los a permanecerem interessados na aula.