Auxílios para o Professor

Doutrina e Convênios e História da Igreja: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 2000


O curso deste ano é Doutrina e Convênios e História da Igreja. Doutrina e Convênios é uma compilação de profecias, visões, mandamentos e ensinamentos dados por meio do Profeta Joseph Smith, e alguns por meio de seus sucessores na presidência da Igreja. A história de Joseph Smith refere-se a este livro de escrituras como “o alicerce da Igreja nestes últimos dias e um benefício para o mundo, mostrando que as chaves dos mistérios do reino de nosso Salvador foram novamente confiadas ao homem.” (D&C 70, cabeçalho da seção). As revelações neste livro estão entrelaçadas com a história da Igreja, e foram recebidas “em resposta a orações, em momentos de necessidade, e (…) situações da vida de pessoas reais” (introdução de Doutrina e Convênios).

Ao ensinar o evangelho usando o manual de Doutrina e Convênios e História da Igreja, você pode ajudar os membros a terem apreciação pelo passado, força no presente e esperança pelo futuro. O Presidente Gordon B. Hinckley declarou:

“Quão glorioso é o passado desta grande causa. Ele está repleto de heroísmo, coragem, valentia e fé. Quão maravilhoso é o presente, ao abençoarmos a vida de pessoas, onde quer que ouçam a mensagem dos servos do Senhor. Quão magnífico será o futuro à medida que o Todo-Poderoso prosseguir Seu glorioso trabalho, influenciando positivamente todos os que aceitarem e viverem Seu evangelho, abençoando eternamente Seus filhos e Suas filhas de todas as gerações por meio do trabalho altruísta daqueles cujo coração está cheio de amor pelo Redentor do mundo.” (“Mantenham o Curso — Conservem a Fé”, A Liahona, janeiro de 1996, p. 78).

Propósitos Deste Curso

Em vez de usar uma abordagem sequencial, ou seção por seção, as lições neste curso focam em temas principais ensinados em Doutrina e Convênios e História da Igreja. Seu propósito é ajudá-lo a:

  1. 1.

    Ensinar as doutrinas, as ordenanças e os convênios do evangelho restaurado, que são necessários para indivíduos e famílias virem a Cristo e herdar a vida eterna.

  2. 2.

    Ensinar a história da Igreja restaurada de Jesus Cristo.

  3. 3.

    Convidar o Espírito para a aula.

  4. 4.

    Ajudar os alunos a compreender e amar as escrituras.

  5. 5.

    Ajudar os alunos a aplicar as verdades do evangelho à sua própria vida.

  6. 6.

    Incentivar os alunos a ensinar e edificar uns aos outros.

  7. 7.

    Ajudar os alunos a entender a importância de sua época na história da Igreja — que eles herdaram um grande legado e que podem encontrar alegria em sua responsabilidade de continuar a levar a obra do Senhor adiante.

Materiais Que Deve Usar

O Élder M. Russell Ballard disse: “Os líderes da Igreja estão plenamente cientes do acesso ilimitado às informações, e estamos fazendo esforços extraordinários para fornecer o contexto e a compreensão precisos dos ensinamentos a respeito da Restauração” (“As Oportunidades e Responsabilidades dos Professores do SEI no século 21” [Uma Autoridade Geral Fala a Nós, 26 de fevereiro de 2016], broadcasts.LDS.org).

Ao preparar e ensinar as lições deste curso, você deve usar os seguintes materiais. A maior parte deste material está disponível online no site LDS.org e no aplicativo Biblioteca do Evangelho.

  1. 1.

    As escrituras (ver “Ensinar usando as Escrituras”).

  2. 2.

    Este manual do professor (ver “Como Usar Este Manual”).

  3. 3.

    Doutrina e Convênios e História da Igreja — Guia de Estudo do Aluno (35686). Esse livreto contém a designação de leitura e outros materiais para cada lição, e algumas questões para debate. Ao preparar cada lição, pondere sobre como usar o material no guia de estudo. Os alunos participarão mais dos debates se tiverem estudado com antecedência e se você fizer perguntas que eles estão preparados para responder. Incentive os alunos a usar o guia de estudo em seu estudo pessoal e nos debates em família.

    Todos os alunos devem saber como acessar o guia de estudo online ou receber uma cópia impressa. (As cópias impressas podem ser obtidas com a presidência da Escola Dominical ou com o secretário da ala.)

  4. 4.

    Nosso Legado – Resumo da História de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (35448). Um relato inspirador da história da Igreja desde a época do Profeta Joseph Smith até tempos mais recentes. Muitos relatos nesse livro são debatidos nas lições. Todo aluno deve ter acesso a uma cópia do Nosso Legado para estudo pessoal. Esse livreto está disponível em versão impressa, no site LDS.org e no aplicativo Biblioteca do Evangelho.

Além disso, você pode achar útil os seguintes recursos: As lições neste manual incluem links para vários desses recursos, que podem ajudá-lo a entender o contexto histórico das revelações.

Para obter ajuda com os princípios básicos do ensino do evangelho, consulte as instruções nesta introdução e nas seguintes fontes:

  1. 1.

    Ensinar à Maneira do Salvador (13301)

  2. 2.

    “Ensinar o Evangelho”, Manual 2: Administração da Igreja (2010), 5.5

Como Utilizar Este Manual

Este manual é uma ferramenta para ajudá-lo a ensinar as doutrinas do evangelho utilizando as escrituras e a história da Igreja. Ele foi escrito para as classes de Doutrina do Evangelho dos jovens e dos adultos e deve ser usado a cada quatro anos. O Élder M. Russell Ballard disse:

“Os professores devem ser orientados a estudar cuidadosamente as escrituras e seus manuais antes de procurar materiais suplementares. Um grande número de professores parece desviar-se dos materiais curriculares aprovados sem antes estudá-los totalmente.” (“Teaching—No Greater Call,” Ensign, maio de 1983, p. 68).

Estude cada lição com pelo menos uma semana de antecedência. Ao estudar a designação de leitura e o material da lição com antecedência, você receberá pensamentos e impressões durante a semana que o ajudarão a ensinar a lição. Ao ponderar sobre a lição durante a semana, ore para que o Espírito o guie. Tenha fé de que o Senhor vai abençoá-lo.

As lições deste manual contêm mais informações do que provavelmente você conseguirá ensinar em uma única aula. Busque o Espírito do Senhor ao selecionar os relatos das escrituras, as perguntas e outros materiais da lição que melhor atenderão às necessidades dos alunos. Tenha em mente a idade, os interesses e o histórico dos alunos.

Este manual contém 46 lições. Como pode haver mais de 46 domingos para você ensinar, ocasionalmente você pode usar dois períodos de aulas para ensinar uma lição. Isso pode ser particularmente útil em lições mais longas, como as lições 4, 7 e 27.

As lições incluem as seguintes seções:

  1. 1.

    Propósito. A declaração de propósito sugere uma ideia principal em que se deve centralizar ao preparar e ensinar a lição. Além disso, para o propósito sugerido, permita que o Espírito o guie ao ponderar sobre outros assuntos encontrados nas passagens das escrituras designadas que melhor atenderão às necessidades dos alunos.

  2. 2.

    Preparação. Esta seção relaciona relatos das escrituras e outros materiais no esboço da lição. Ela também pode incluir outras sugestões para preparação, como materiais para levar para a aula. Muitos desses materiais estão disponíveis na biblioteca da capela. (Um número com cinco dígitos ao lado do nome de um item sugerido é o número do item.)

  3. 3.

    Atividade motivadora. Esta seção consiste de uma simples atividade motivadora para ajudar os alunos a se preparar para aprender, participar e sentir a influência do Espírito. Caso você use a atividade motivadora do manual, ou outra de sua escolha, é importante focar a atenção dos alunos no início da lição. A atividade deve ser breve.

  4. 4.

    Discussão e aplicação. Esta é a principal parte da lição. Estude as escrituras e os relatos históricos em espírito de oração, de modo que possa ensiná-los e debatê-los com eficácia. Use as sugestões em “Ensinar usando as Escrituras”, “Motivar o Debate em Classe” e “Diretrizes para Aprender sobre a História da Igreja”, para variar o modo como ensina e manter a classe interessada. Selecione perguntas e métodos apropriados para a idade e para a experiência de seus alunos.

  5. 5.

    Conclusão. Esta seção o ajuda a memorizar a lição e incentiva os alunos a viverem os princípios do evangelho que vocês debateram. Ela também o lembra de prestar testemunho. Certifique-se de reservar tempo suficiente para concluir cada lição.

  6. 6.

    Ideias adicionais de ensino. Esta seção aparece na maioria das lições do manual. Ela pode incluir verdades adicionais dos relatos das escrituras, atividades ou outras sugestões que complementam o esboço da lição.

Ensinar pelo Espírito

Ao se preparar para ensinar o evangelho, é importante buscar a inspiração e a orientação do Espírito Santo. “E o Espírito ser-vos-á dado pela oração da fé”, disse o Senhor, “e se não receberdes o Espírito, não ensinareis” (D&C 42:14). Lembre-se de que o Espírito Santo é o professor mais importante em sala de aula.

Você pode buscar o Espírito orando, jejuando, estudando as escrituras diariamente e obedecendo aos mandamentos. Enquanto estiver preparando a aula, ore para que o Espírito o ajude a entender as escrituras e as necessidades dos alunos. O Espírito também pode ajudá-lo a planejar maneiras significativas de debater as escrituras e aplicá-las aos dias atuais.

Algumas sugestões para convidar o Espírito para aula são dadas abaixo:

  1. 1.

    Convide os alunos a orar antes e depois da lição. Durante a aula, ore em seu coração para que o Espírito o guie, para que Ele abra o coração dos alunos, testifique e inspire.

  2. 2.

    Use as escrituras (ver “Ensinar a Doutrina Verdadeira” e “Ensinar usando as Escrituras” nesta introdução). Peça aos alunos que leiam passagens selecionadas em voz alta.

  3. 3.

    Preste testemunho sempre que o Espírito o inspirar a fazê-lo e não só no final da aula. Preste testemunho de Jesus Cristo. Convide os alunos a prestar testemunho com frequência.

  4. 4.

    Use hinos, canções da Primária e outras músicas sacras para preparar o coração dos alunos para sentir o Espírito.

  5. 5.

    Expresse seu amor pelos alunos, pelas pessoas e pelo Pai Celestial e Jesus Cristo.

  6. 6.

    Conforme apropriado, relate suas reflexões, sentimentos e experiências relacionadas à lição. Convide os alunos a fazerem o mesmo. Os alunos também podem comentar sobre como têm aplicado os princípios debatidos nas lições anteriores.

Ensinar a Doutrina Verdadeira

O Presidente Boyd K. Packer ensinou: “A doutrina verdadeira, quando compreendida, muda as atitudes e o comportamento” (“Criancinhas”, A Liahona, janeiro de 1987, p. 16.)

Em sua preparação e durante a aula, mantenha o foco nas doutrinas salvadoras do evangelho e nos ensinamentos dos profetas modernos. Esse foco requer que você estude as escrituras diligentemente e em espírito de oração. O Senhor ordenou: “Não procures pregar minha palavra, mas primeiro procura obter minha palavra e então tua língua será desatada; e então, se o desejares, terás meu Espírito e minha palavra, sim, o poder de Deus para convencer os homens” (D&C 11:21).

Ensinar Usando as Escrituras.

Há grande poder em usar as escrituras para ensinar as doutrinas do evangelho. Incentive os alunos a trazerem as escrituras para a classe toda semana, para que possam ler passagens selecionadas das escrituras juntos.

Use as sugestões a seguir para ensinar os relatos das escrituras de modo eficaz e com variedade:

  1. 1.

    Ajude os alunos a entenderem que as escrituras ensinam sobre Jesus Cristo. Peça-lhes que ponderem sobre como certas passagens aumentam a fé no Salvador e os ajudam a sentir Seu amor.

  2. 2.

    Convide os alunos a personalizar as escrituras substituindo mentalmente o nome deles em algumas passagens.

  3. 3.

    Compartilhe histórias inspiradas na história da Igreja para demonstrar como as passagens de escrituras se aplicam a nossa vida.

  4. 4.

    Peça aos alunos que procurem palavras, frases ou ideias que se repetem com frequência em uma passagem das escrituras ou que têm um significado especial para eles.

  5. 5.

    Incentive os alunos a usarem os auxílios didáticos incluídos no final das edições SUD das escrituras, como o Guia para Estudo das Escrituras, o Bible Dictionary, na Bíblia em inglês, e o índice na combinação tríplice.

  6. 6.

    Escreva frases, palavras-chave ou perguntas que relacionem os relatos das escrituras no quadro. Depois, leia ou resuma o relato. À medida que os alunos encontrarem frases, palavras-chave ou respostas para as perguntas, pare e debata-as.

  7. 7.

    Divida a classe em dois ou mais grupos pequenos. Após examinar o relato das escrituras, peça que cada grupo escreva os princípios e as doutrinas ensinadas no relato. Depois, peça aos grupos que se revezem debatendo como esses ensinamentos se plicam a vida deles.

  8. 8.

    Sugira aos alunos que tragam lápis para marcar os versículos que são particularmente significativos para eles.

Desde que a edição de 1981 de Doutrina e Convênios foi publicada, pesquisas históricas, muitas delas com base em The Joseph Smith Papers [Documentos de Joseph Smith], tem levado a novas informações sobre muitas seções em Doutrina e Convênios. Ajustes têm sido feitos para corrigir fatos imprecisos, para fornecer dados mais exatos de muitas seções e, em alguns casos, fornecer contexto histórico que auxilie a um melhor entendimento das seções. Essas alterações foram lançadas na edição de 2013 das obras-padrão.

As edições das escrituras online e no aplicativo Biblioteca do Evangelho contêm os novos cabeçalhos; da mesma forma que as edições impressas a partir de agosto de 2013. Uma visão geral dos ajustes pode ser encontrada aqui, e explicações detalhadas das alterações nos cabeçalhos das seções podem ser encontradas em The Joseph Smith Papers [Documentos de Joseph Smith].

Motivar o Debate em Classe

Normalmente, você não deve dar sermões. Em vez disso, ajude os alunos a participar significativamente debatendo as escrituras. O conselho do Senhor com relação ao debate em classe encontra-se em Doutrina e Convênios 88:122: “Dentre vós designai um professor e não falem todos ao mesmo tempo; mas cada um fale a seu tempo e todos ouçam suas palavras, para que quando todos houverem falado, todos sejam edificados por todos, para que todos tenham privilégios iguais.”

Utilize as seguintes diretrizes ao motivar o debate em sala de aula:

  1. 1.

    Faça perguntas instigantes. Perguntas que começam com por que ou como geralmente são mais eficazes para incentivar o debate. Ouça os alunos e faça perguntas de acompanhamento para dar continuidade ao debate. Busque a orientação do Espírito ao estudar as perguntas neste manual e decidir quais usar e como adaptá-las às necessidades de sua classe.

  2. 2.

    Convide os alunos a compartilhar experiências breves relacionadas aos princípios das escrituras que vocês estão debatendo. Também os incentive a compartilhar seus sentimentos sobre o que aprenderam nas escrituras. Ajude-os a entender que experiências espirituais e sentimentos devem ser compartilhados “com cuidado e por indução do Espírito” (D&C 63:64). Algumas experiências e sentimentos não devem ser compartilhados.

  3. 3.

    Seja sensível às necessidades de cada aluno. Embora todos os alunos devam ser encorajados a participar dos debates em sala, alguns talvez hesitem em fazê-lo. Talvez seja conveniente falar com eles em particular para saber como se sentem a respeito de designações de leitura em voz alta ou da participação em classe. Tenha o cuidado de não chamar os alunos se isso os deixar envergonhados.

  4. 4.

    Dê referências das escrituras para ajudar os alunos a encontrar respostas para algumas perguntas.

  5. 5.

    Se alguns alunos parecerem estar tomando a maior parte do tempo dos debates, faça um esforço para incluir aqueles que não estão participando. Talvez você precise mudar gentilmente a direção do debate dizendo: “Vamos ouvir alguém que nós ainda não ouvimos” ou “Mais alguém gostaria de acrescentar algo ao que foi dito?”

É mais importante ajudar os alunos a entender e aplicar as escrituras do que cobrir todo o material da lição que você preparou. Se os alunos estiverem aprendendo com um bom debate, geralmente é melhor permitir que ele continue do que tentar cobrir todo o material da lição. Entretanto, se o debate não estiver sendo útil ou edificante, você deve redirecioná-lo.

Diretrizes para Aprender sobre a História da Igreja

Tenha as seguintes diretrizes em mente ao estudar e ensinar a história da Igreja:

  1. 1.

    Ajude os alunos a manter o foco nos princípios do evangelho ensinados em Doutrina e Convênios usando relatos da história da Igreja para dar contexto a esses princípios.

  2. 2.

    Reconheça que o passado é diferente do presente, e que é importante lembrar que muitas atitudes e crenças que consideramos algo comum hoje eram diferentes em décadas e séculos passados.

  3. 3.

    Lembre-se de que registros disponíveis do passado estão incompletos e abertos à interpretação, e algumas histórias são mais confiáveis e precisas do que outras.

Responder a Perguntas Difíceis

À medida que ensina, os alunos podem fazer perguntas sobre tópicos doutrinários ou históricos difíceis. Não evite ou desconsidere nenhuma pergunta sincera. Em vez disso, reconheça a pergunta, responda-a da melhor maneira possível e direcione os alunos para os recursos oficiais da Igreja. Por exemplo: a Igreja publicou os Tópicos do Evangelho para ajudar a responder perguntas sobre a história da Igreja (ver LDS.org/topics). Embora seja natural querer responder a todas as perguntas, é melhor reconhecer quando você não sabe uma resposta e direcionar os alunos para recursos apropriados do que especular ou compartilhar sua própria opinião como história ou doutrina da Igreja.

Ajudar os Membros Novos

Você pode ter a oportunidade de ensinar membros que são relativamente novos na Igreja. Seu ensino pode ajudar esses membros a se tornarem firmes na fé. A Primeira Presidência disse: “Todos os membros da Igreja precisam sentir-se amados e encorajados, principalmente durante os primeiros meses após o batismo. Quando os membros novos sentem que têm uma amizade sincera, oportunidades de servir e recebem a nutrição espiritual que advém pelo estudo da palavra de Deus, eles sentem uma conversão verdadeira e se tornam “concidadãos dos santos e da família de Deus” (Efésios 2:19). (Carta da Primeira Presidência, 15 de maio de 1997).

Ensinar o Evangelho aos Jovens

Se você estiver ensinando os jovens, lembre-se de que eles gostam de participar ativamente e de apresentações visuais das doutrinas que estão sendo debatidas. Seu uso das atividades, apresentações de vídeo e gravuras sugeridas neste manual pode ajudá-los a se manterem interessados nas lições.