“Eu Tivera uma Visão”

Doutrina e Convênios e História da Igreja: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 2000


Objetivo

Fortalecer o testemunho dos alunos quanto à Primeira Visão e ao chamado que Joseph Smith recebeu para ser o profeta por intermédio do qual Deus restaurou a plenitude do evangelho na Terra.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude as seguintes escrituras e outros materiais:

    1. a.

      Joseph Smith—História 1:1–26.

    2. b.

      Nosso Legado, pp. 1–4.

  2. 2.

    Estude o material do Guia de Estudo do Aluno (35686 059) referente a esta lição. Prepare-se para utilizá-lo durante a aula.

  3. 3.

    Peça a um aluno que se prepare para contar resumidamente a história de quando Joseph Smith passou por uma cirurgia na perna (Nosso Legado, pp. 1–2.)

  4. 4.

    Caso as seguintes gravuras estejam disponíveis, escolha algumas delas e utilize-as durante a aula: “O Profeta Joseph Smith” (62002 059 ou Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 401); “Joseph Smith Procura Sabedoria na Bíblia” [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 402]; e “A Primeira Visão” [62470 059 ou Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 403].

  5. 5.

    Caso utilize a atividade motivadora, leve um relógio, um mapa-mundi, ou um globo, e uma peça de roupa masculina para a classe. Prepare as seguintes etiquetas para estes artigos: O momento certo, O lugar certo, O homem certo.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Atividade Motivadora

Considere o que seja mais adequado e utilize esta atividade ou outra de sua preferência para iniciar a aula.

Mostre o relógio, o mapa (ou globo) e as etiquetas para os alunos. (Ver o item 5 da seção “Preparação”.) Diga que esta lição fala de como o Senhor preparou o momento e o lugar certos para a restauração do Seu evangelho, após muitos séculos de apostasia.

Mostre a peça de roupa masculina e a etiqueta para os alunos. Diga que a lição também fala de como Deus escolheu e preparou o homem certo (Joseph Smith) para ser o profeta por intermédio do qual o evangelho seria restaurado.

Discussão e Aplicação

Esta lição contém mais materiais do que é possível ensinar em uma aula. Em espírito de oração, escolha as partes da lição mais adequadas às necessidades dos alunos.

1. Depois da apostasia, Deus preparou o meio para que a Restauração acontecesse.

Diga que depois da crucificação de Jesus Cristo, os apóstolos passaram a presidir a Igreja; contudo, em pouco tempo, a perseguição, as dissensões e a apostasia aumentaram. Em poucas décadas, as pessoas abandonaram a Igreja, como haviam profetizado os apóstolos. (Atos 20:28–30; II Tessalonicenses 2:1–3; II Timóteo 4:3–4) Esse acontecimento é conhecido como A Grande Apostasia.

• Citem algumas das conseqüências da Grande Apostasia. (Ver D&C 1:15–16; Joseph Smith—História 1:8–9, 19, 21; Mórmon 1:13–14. A lista abaixo contém algumas das respostas possíveis.)

  1. a.

    A autoridade do sacerdócio deixou de existir na Terra

  2. b.

    Deixaram de existir apóstolos e profetas na Terra.

  3. c.

    Perderam-se informações essenciais com respeito à natureza de Deus.

  4. d.

    As doutrinas do evangelho foram corrompidas.

  5. e.

    As ordenanças sagradas, como, por exemplo, o batismo, foram modificadas.

  6. f.

    A Igreja original dividiu-se em grupos de dissidentes.

As trevas da apostasia perduraram por muitos séculos. Deus, contudo, havia previsto que isso aconteceria e planejado tudo para que o evangelho fosse restaurado nos últimos dias. O Élder Bruce R. McConkie, do Quórum dos Doze, ensinou que os preparativos para a restauração começaram séculos antes da Primeira Visão.

“A partir do início do século XIV, o Senhor começou a preparar as condições sociais, educacionais, políticas, religiosas, econômicas e governamentais que propiciariam que o evangelho fosse restaurado pela última vez.” (Mormon Doctrine. 2ª edição, p. 717, 1966.)

• Que acontecimentos anteriores ao nascimento de Joseph Smith ajudaram a preparar as condições para a restauração do evangelho? (Sugere-se que você faça uma relação das respostas no quadro-negro. A lista abaixo contém algumas das respostas possíveis.)

  1. a.

    A Renascença foi o ressurgimento do aprendizado, principalmente no que se refere à literatura, arte e ciência. Surgiram invenções, como, por exemplo, a da imprensa.

O Élder James E. Talmage, do Quórum dos Doze, disse que a Renascença não aconteceu por acaso, foi um “desenvolvimento predeterminado na mente de Deus, para iluminar a obscurecida mente dos homens, preparando-os para a restauração do evangelho de Jesus Cristo, que estava designada a realizar-se alguns séculos mais tarde”. (Jesus, o Cristo, p. 726.)

  1. b.

    Os reformadores como, por exemplo, John Wycliffe, Martinho Lutero e João Calvino começaram a desafiar as práticas e ensinamentos das igrejas da época ao perceberem que elas se haviam desviado dos ensinamentos de Cristo.

O Élder M. Russell Ballard, do Quórum dos Doze, disse que Martinho Lutero e os outros reformadores “foram inspirados para que criassem um clima religioso no qual Deus pudesse restaurar as verdades perdidas e a autoridade do sacerdócio”. (A Liahona, janeiro de 1995, p. 72.)

  1. c.

    O descobrimento da América. Os Estados Unidos foram colonizados por pessoas religiosas e, com o tempo, tornaram-se uma nação independente. (1 Néfi 13:12–19)

  2. d.

    A Constituição dos Estados Unidos foi estabelecida, garantindo a liberdade religiosa no país. (D&C 101:77–80)

O Élder Ballard disse: “Deus inspirou os exploradores e colonizadores das Américas e os idealizadores da Constituição dos Estados Unidos para que desenvolvessem a terra e os princípios de governo onde o evangelho pudesse ser restaurado”. (A Liahona, janeiro de 1995, p. 72.)

2. Deus preparou Joseph Smith para ser o profeta da Restauração.

Diga que além de providenciar as condições necessárias para a restauração do evangelho, Deus providenciou o homem que seria o profeta da Restauração. Esse homem foi Joseph Smith, que nasceu no dia 23 de dezembro de 1805, em Sharon, Vermont. Mostre o retrato de Joseph Smith. Utilize o seguinte material para discutir a respeito de como Joseph Smith foi preparado para ser o profeta da Restauração.

A família de Joseph ajudou a prepará-lo

Joseph Smith recebeu um rico legado espiritual. Seus pais e avós eram religiosos, patrióticos, valorizavam a educação e tinham firmes valores morais. Anos antes do nascimento de Joseph, seu avô paterno, chamado Asael Smith, declarou: “Revelou-se-me ao coração que um de meus descendentes trará à luz uma obra que revolucionará o mundo da fé religiosa”. (Joseph Fielding Smith, Essentials in Church History, 1974, 27 ed., p. 25.)

Os pais de Joseph Smith (Joseph Smith Sr. e Lucy Mack Smith) influenciaram muito a sua vida. Os dois eram muito devotados a Deus e eram pais dedicados que ensinavam os princípios da fé e retidão aos filhos.

Tanto o pai como a mãe de Joseph passaram por experiências religiosas intensas. Joseph Sr. teve diversos sonhos que lhe asseguraram de que ele disporia das bênçãos do evangelho verdadeiro de Jesus Cristo. [Ver Lucy Mack Smith, History of Joseph Smith, Preston Nibley (org.), 1958, pp. 47–50, 64–66.] Em certa ocasião quando era uma jovem mãe, Lucy adoeceu gravemente e fez convênio com Deus de servi-Lo inteiramente caso Ele lhe permitisse viver para cuidar da família. Pouco depois, ela ouviu uma voz de consolo e recuperou-se de modo admirável. (Ver History of Joseph Smith, pp. 33–35.)

Joseph Sr. e Lucy procuravam ativamente a verdade religiosa. Os dois achavam que nenhuma das igrejas existentes fossem consistentes com a Igreja que Jesus Cristo fundara; por isso, Joseph Sr. não se uniu a nenhuma. Lucy achava que fosse seu dever ser batizada; portanto filiou-se à Igreja Presbiteriana. Quando o evangelho foi restaurado, os dois reconheceram a verdade e aceitaram-na.

• Por que o legado familiar de Joseph Smith foi importante para ajudar a prepará-lo para a missão de profeta da Restauração?

A adversidade ajudou a prepará-lo

Quando Joseph Smith era menino, ele e a família enfrentaram muitas dificuldades. Quando ele estava com sete anos, ficou muito doente com uma infecção na perna. Peça ao aluno designado para contar resumidamente essa história, de acordo com o que se encontra em Nosso Legado, páginas 1–2.

• O que essa história nos ensina a respeito do caráter do jovem Joseph? Em que as provações e aflições que Joseph teve na juventude o ajudaram a se preparar para ser o profeta da Restauração? Em que as provações e aflições contribuíram para que vocês se preparassem para as responsabilidades que receberam?

O ambiente religioso no oeste de Nova York ajudou a prepará-lo

Quando Joseph estava com mais ou menos dez anos, a família Smith enfrentou sérias dificuldades financeiras, devido a três anos seguidos de safras perdidas. Depois de analisar bem a situação, a família mudou-se para a região de Palmyra, em Nova York, onde havia a possibilidade de melhores condições de plantio. Na época, havia muita movimentação e confusão religiosa no oeste de Nova York, com muitas igrejas lutando para fazer conversos.

• Por que Joseph ficou confuso quanto à igreja a que se deveria filiar? (Ver Joseph Smith—História 1:5–10.) Em que a situação de Joseph é semelhante a das pessoas de nossa época que estejam procurando descobrir a verdade?

• Como o estudo das escrituras ajudou Joseph a ver as coisas claramente? (Ver Joseph Smith—História 1:11–12. Mostre a gravura de Joseph Smith lendo a Bíblia.) O que aprendemos com o exemplo de Joseph? (Sugere-se que você saliente que Joseph não só leu as escrituras, mas estudou, ponderou-as e depois aplicou-as à sua própria vida.) Falem de como as escrituras os ajudaram em momentos de necessidade e em que estiveram confusos.

3. A Primeira Visão abriu as portas da restauração do evangelho.

Diga que em uma manhã de primavera do ano de 1820, Joseph Smith foi ao bosque próximo de sua casa para orar pedindo orientação.

• Em que a oração que ele fez nessa manhã foi diferente das outras orações que ele fizera anteriormente? (Ver Joseph Smith—História 1:14.) Muitas vezes as orações individuais em voz alta ajudam quando estamos abrindo o coração a Deus. Por quê?

• O que aconteceu quando Joseph Smith começou a orar? (Ver Joseph Smith— História 1:15.) Como ele foi libertado dessa densa escuridão? (Ver Joseph Smith—História 1:16–17. Mostre a gravura da Primeira Visão.) O que essa experiência nos ensina a respeito de vencer a influência de Satanás? Por que é importante continuar orando em momentos de trevas ou provações? (Peça que os alunos contem experiências em que a oração os ajudou com esse tipo de dificuldades.)

• Por que foi dito a Joseph Smith que não se filiasse a nenhuma igreja? (Ver Joseph Smith—História 1:18–19.)

4. Muitas verdades foram reveladas com a Primeira Visão.

Saliente que a aparição do Pai e do Filho a Joseph Smith é cheia de significados doutrinários. O Presidente Gordon B. Hinckley disse: “Creio que nos poucos minutos em que esteve com o Pai e o Filho, Joseph Smith aprendeu mais a respeito da natureza de Deus, o Pai Eterno, e do Senhor ressurreto do que todos os intelectuais com todas as discussões de todos os séculos”. (Church News, 24 de outubro de 1998, p. 6.)

• Citem algumas das verdades que aprendemos com a Primeira Visão. (Resuma as respostas no quadro-negro. A lista abaixo contém algumas das respostas possíveis.)

  1. a.

    Deus, o Pai e Jesus Cristo vivem.

  2. b.

    O Pai e o Filho existem e são seres distintos, cada qual com um corpo glorificado de carne e ossos.

  3. c.

    Fomos criados à imagem de Deus.

  4. d.

    Satanás e seu poder existem de fato, mas o poder de Deus é infinitamente maior.

  5. e.

    Deus escuta e responde as orações e importa-Se conosco.

  6. f.

    Nenhuma das igrejas na Terra tinha a plenitude do evangelho de Cristo.

  7. g.

    Não deixou de haver revelações.

O Presidente David O. McKay, nono Presidente da Igreja, testificou que a Primeira Visão “responde todas as [perguntas] com relação a Deus e Sua personalidade divina. (…) A relação entre Ele e Seus filhos é clara; por intermédio da autoridade delegada aos homens, o Seu interesse na humanidade fica evidente. O futuro da obra é certo; essas e outras verdades gloriosas foram esclarecidas por intermédio dessa gloriosa primeira visão.” (Gospel Ideals, p. 58, 1954.)

• Quando trabalhava no Quórum dos Doze, o Élder Ezra Taft Benson disse: “A aparição de Deus, o Pai, e de Seu Filho, Jesus Cristo, ao profeta menino é o maior acontecimento ocorrido neste mundo desde a ressurreição do Mestre”. (A Liahona, abril de 1972, p. 15.) Por que é importante que nós todos tenhamos um testemunho da Primeira Visão? Falem de como o testemunho da Primeira Visão foi uma bênção para vocês.

Conclusão

Leia Joseph Smith—História 1:25–26, a começar das palavras “tinha realmente visto uma luz”. Depois faça um resumo de como Deus preparou o momento, o lugar e o homem certos para a restauração do evangelho. Preste o seu testemunho da Primeira Visão e da importância que ela tem. Sugere-se também que você leia este testemunho do Presidente Gordon B. Hinckley:

“Houve uma manifestação das mais notáveis em uma manhã de primavera do ano de 1820 na qual o Pai e o Filho apareceram ao jovem Joseph Smith. (…) O testemunho [dessa visão] tocou o coração de milhões de pessoas em muitos países. Acrescento o meu testemunho, concedido pelo Espírito, de que a descrição que o profeta fez desse acontecimento maravilhoso é verdadeira, que Deus, o Pai Eterno, e o Senhor Jesus Cristo ressurreto falaram com ele nessa ocasião em uma conversa tão real, pessoal e íntima quanto as que temos atualmente”. (Be Thou an Example, 1981, p. 10.)

Sugestões Didáticas Complementares

Você pode utilizar uma das seguintes idéias, ou as duas, para complementar o plano de aula sugerido.

1. Vídeos

Caso o vídeo Ensinamentos de Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x933 059) esteja disponível, considere a idéia de exibir “À Procura da Verdade”, que é um segmento de dezesseis minutos. Ele mostra a história da conversão de Wilford Woodruff, que veio a ser o quarto Presidente da Igreja e explica a Apostasia e a subseqüente necessidade de Restauração.

Antes que os alunos comecem a assistir ao vídeo, peça-lhes que prestem atenção para descobrir quais são as quatro coisas da lista que Wilford Woodruff fez ao procurar o evangelho verdadeiro. (Profetas e apóstolos, a autoridade do sacerdócio, doutrinas corretas e ordenanças de salvação.)

Caso o vídeo Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x912 059) esteja disponível, considere a idéia de exibir “A Primeira Visão”, que é um segmento de dez minutos.

2. O exemplo do jovem Joseph Smith

Sugere-se que os professores dos jovens salientem que Joseph Smith estava com apenas catorze anos quando teve a Primeira Visão.

• De que forma o comportamento de Joseph Smith quando jovem pode servir de exemplo para os jovens de hoje? Em que o exemplo de Joseph pode ajudálos nos momentos em que estiverem lutando para saber a verdade? ou quando as pessoas se voltarem contra vocês e os ridicularizarem? ou quando vocês tiverem de tomar decisões difíceis que os exponham ao ridículo?