“Selar o Testemunho”

Doutrina e Convênios e História da Igreja: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 2000


Objetivo

Ensinar as coisas referentes ao martírio do Profeta Joseph Smith aos alunos e fortalecer o testemunho que têm quanto ao chamado dele para ser o profeta de Deus.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude as seguintes escrituras e outros materiais:

    1. a.

      Doutrina e Convênios 135.

    2. b.

      Nosso Legado, páginas 62–66.

  2. 2.

    Estude o material do Guia de Estudo do Aluno (35686 059) referente a esta lição. Prepare-se para utilizá-lo durante a aula.

  3. 3.

    Peça a um aluno que se prepare para resumir os cinco primeiros parágrafos da seção “O Martírio” de Nosso Legado. (Páginas 62–63.)

  4. 4.

    Caso a seguinte gravura esteja disponível, prepare-se para utilizá-la durante a aula: “O Profeta Joseph Smith” [62002 059 ou Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 401].

  5. 5.

    Caso utilize a atividade motivadora, prepare-se para mostrar as seguintes gravuras, além da citada acima: “João Pregando no Deserto” [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 207] e “Abinádi Diante do Rei Noé” [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 308.]

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Atividade Motivadora

Considere o que seja mais adequado e utilize esta atividade ou outra de sua preferência para iniciar a aula.

Mostre as gravuras citadas nos item 4 e 5 da seção “Preparação”. Peça aos alunos que pensem no que os homens retratados nessas gravuras têm em comum. Depois de uns instantes, diga que uma coisa que eles têm em comum é que foram martirizados devido ao seu compromisso com a verdade.

Peça aos alunos que citem outros mártires das escrituras e da história da Igreja. As respostas podem incluir pessoas como Zacarias (Mateus 23:35), Estêvão (Atos 7:56–60) e Hyrum Smith (D&C 135:1).

Explique-lhes que esta lição trata do martírio do Profeta Joseph Smith e de Hyrum, seu irmão, e fala também das realizações do Profeta Joseph.

Discussão e Aplicação

Em espírito de oração, escolha as partes da lição mais adequadas às necessidades dos alunos. Incentive-os a falarem de seus pontos de vista e de coisas que perceberam com relação aos princípios das escrituras.

1. O Profeta Joseph Smith selou o testemunho com o próprio sangue.

Diga que, por algum tempo, os membros da Igreja prosperaram em Nauvoo. A Igreja e a cidade cresceram rapidamente, a obra do templo progrediu e o Profeta Joseph Smith recebeu muitas revelações. Contudo, nos anos de 1843 e 1844, a animosidade para com a Igreja aumentou. Tanto os inimigos que eram membros da Igreja quanto os que não eram começaram a tentar destruí-la. A oposição chegou ao ponto culminante em 27 de junho de 1844.

Joseph Smith

Peça ao aluno designado que resuma os cinco primeiros parágrafos da seção “O Martírio” de Nosso Legado, páginas 62–63. Leia também D&C 135:4–5 com os alunos. Explique-lhe que a seção 135 de Doutrina e Convênios foi escrita pelo Élder John Taylor, que foi ferido durante o ataque ao Profeta Joseph.

• Em sua opinião, por que o Profeta Joseph Smith estava “calmo como uma manhã de verão”, sabendo que poderia ser martirizado em Carthage? Em sua opinião, que consolo Joseph e Hyrum poderiam encontrar em Éter 12:36–38?

Carthage Jail

Leia D&C 135:1–2 com os alunos. Leia também o seguinte relato do martírio, feito pelo Élder Willard Richards, ou peça a um aluno que o leia. Diga que o Élder Richards era amigo do Profeta e membro do Quórum dos Doze. Ele estava na cadeia de Carthage quando o Profeta foi martirizado e inicia o relato no momento em que a turba chegou à cadeia, pouco depois das 5h da tarde, no dia 27 de junho de 1844.

“Houve uma saraiva de balas de mosquete disparada escada acima, contra a porta da prisão, no segundo andar, seguida de passadas rápidas. (…)

(…) Uma bala passou pela porta, passando entre nós e mostrando que os nossos inimigos eram criminosos violentos e atrevidos. (…) (…) Joseph Smith, o sr. Taylor e eu pulamos de volta para a frente da sala e (…) Hyrum Smith foi para o meio dela, ficando bem de frente para a porta.

Uma bala passou pela porta e acertou o rosto de Hyrum, ao lado do nariz. Ele caiu para trás com o corpo estendido, sem mover os pés.

Os buracos em sua [roupa] indicam que deve ter recebido um tiro vindo lá de fora, pela janela, que penetrou a parte direita de suas costas, atravessou-o e alojou-se em seu relógio. (…) No mesmo momento, um tiro vindo da porta transpassou-lhe o nariz.

Ao cair no chão, exclamou: ‘Sou um homem morto!’ Joseph voltou-se para ele e respondeu: ‘Ah! Querido irmão Hyrum!’ e entreabriu a porta em uns seis centímetros com a mão esquerda, e disparou à esmo, descarregando uma pistola de seis tiros. (…) Uma bala [do mosquete de alguém da turba] passou de raspão pelo peito de Hyrum, atravessou-lhe a garganta e alojou-se na cabeça, enquanto ele era alvo de outros tiros de mosquete e era atingido por algumas balas.

Joseph continuou a disparar o revólver pelo portal, à esmo, como antes (…), enquanto o sr. Taylor, a seu lado, com a bengala, batia nas baionetas e mosquetes que constantemente disparavam pela porta.

Quando o revólver falhou, ficamos sem armas de fogo, achamos que a sala seria invadida imediatamente pela turba armada de mosquetes e nossa única perspectiva era a de morte instantânea.

O sr. Taylor correu para a janela, que ficava a uns cinco ou seis metros de altura. Quando ele estava quase se equilibrando, uma bala vinda da direção da porta atingiu-lhe a perna e outra disparada de fora, o relógio (…) no bolso do colete, do lado esquerdo do peito, (…) com o impacto da bala, ele caiu de volta no chão e rolou para baixo da cama ao seu lado. (…)

Joseph tentou, como último recurso, pular a mesma janela da qual o sr. Taylor havia caído, quando duas balas vindas da porta o atingiram, outra, vinda de fora, perfurou-lhe o lado direito do peito, e ele caiu para fora, exclamando: ‘Ó Senhor meu Deus!’ (…) Ele caiu morto sobre o seu lado esquerdo.” (History of the Church, 6:619–620)

O Élder John Taylor levou quatro tiros, mas recuperou-se dos ferimentos. Em cumprimento à profecia que o Profeta fizera mais de um ano antes, o Élder Willard Richards não foi ferido. O Élder Richards contou que nessa profecia, o Profeta dissera a ele que “chegaria o momento em que as balas passariam ao seu redor como granizo e ele veria os amigos caírem à direita e à esquerda, mas não haveria um buraco em suas roupas”. (History of the Church 6:619)

• Leia D&C 135:6 com os alunos. O que vocês sentem ao pensar no sacrifício que o Profeta e seu irmão Hyrum fizeram pelo testemunho que tinham do evangelho?

Diga que antes de morrer, Joseph Smith Sr. abençoou o Profeta e disse-lhe: “Chegarás a viver para terminar o teu trabalho. (…) Chegarás a viver para traçar o plano de toda a obra que Deus lhe destinou”. [Citado por Lucy Mack Smith em History of Joseph Smith. Preston Nibley (org), 1958, pp. 309–310.]

• O que mais os impressiona no Profeta Joseph Smith, considerando-se o que sabem de sua vida?

2. O Profeta Joseph Smith fez mais pela salvação da humanidade neste mundo do que qualquer outra pessoa, com exceção de Jesus.

• Leia D&C 135:3 com os alunos. De acordo com esse versículo, quais foram algumas das principais realizações do Profeta Joseph Smith? De que forma ele “fez mais pela salvação dos homens neste mundo do que qualquer outro homem que jamais viveu nele”?

Uma das respostas possíveis é que a obra que ele realizou foi uma bênção para os membros da Igreja desta dispensação e para milhões de outras pessoas que viveram em todas as outras épocas e que não receberam as bênçãos do evangelho nem as ordenanças salvadoras do sacerdócio. Utilize o seguinte material para discutir essas realizações detalhadamente. Escreva os títulos no quadro-negro. Diga que passamos a dar mais valor à vida e missão do Profeta quando pensamos em como as suas muitas realizações trouxeram bênçãos à nossa vida diária e em como trarão bênçãos na eternidade.

Verdades acerca da Trindade

• Que verdades acerca da Trindade foram restauradas por intermédio do Profeta Joseph Smith? (Ver D&C 130:22–23; Joseph Smith—História 1:17 e a seguinte citação.)

No discurso que fez no funeral do Élder King Follett, no dia 7 de abril de 1844, o Profeta Joseph Smith ensinou: “O próprio Deus já foi como somos agora— Ele é um homem exaltado, entronizado em céus distantes! Esse é o grande segredo. Se o véu se rompesse hoje, e o grande Deus que mantém este mundo em sua órbita, e que sustenta todos os mundos e todas as coisas por Seu poder, Se fizesse visível—digo, se vós pudésseis vislumbrá-Lo hoje, vê-Lo-íeis em forma de homem—como vós em toda pessoa, imagem e na própria forma de um homem; pois Adão foi criado à própria imagem e semelhança de Deus, e Dele recebia instruções, e com Ele andava, falava e conversava, exatamente como um homem fala e conversa com outro”. [Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, Joseph Fielding Smith (org), 1975, p. 336.]

• Por que as verdades acerca da Trindade que foram restauradas por intermédio de Joseph Smith são importantes para nós?

O Élder Bruce R. McConkie, do Quórum dos Doze, disse: “O conhecimento acerca de Deus é a verdade mais grandiosa de toda a eternidade. (…) Joseph Smith veio para revelar Deus em uma época de quase total escuridão espiritual, em uma época em que os homens não mais sabiam que tipo de Ser adoravam e qual era a Sua natureza”. (“This Generation Shall Have My Word through You”, Ensign, junho de 1980, pp. 55.)

A Autoridade do Sacerdócio

Diga que por intermédio de Joseph Smith, alguns mensageiros celestes restauraram o Sacerdócio Aarônico, o Sacerdócio de Melquisedeque e as chaves do sacerdócio. (D&C 13; 110:11–16) Com o prosseguimento da restauração, o Senhor fez revelações a respeito dos ofícios, organização, convênios, ordenanças, deveres e bênçãos do sacerdócio. Sem essas revelações, não compreenderíamos o sacerdócio e a maneira como ele age.

• Que bênçãos vocês receberam devido ao sacerdócio? Como podemos demonstrar que somos gratos pelas bênçãos do sacerdócio?

Para mais informações a respeito do sacerdócio, ver as lições 8 e 25.

Verdades referentes à nossa origem e ao nosso relacionamento com Deus

• Que verdades acerca de nossa origem e relacionamento com Deus foram restauradas por intermédio do Profeta Joseph Smith? (Duas das possíveis respostas são que somos filhos espirituais de Deus e que vivemos com Ele antes de nascermos na Terra. Ver D&C 76:23–24; Abraão 3:22–28.)

• De que forma vocês são abençoados por saberem que são literalmente filhos de Deus?

Escrituras

O Élder Bruce R. McConkie disse que o Profeta Joseph Smith “deu ao nosso mundo atual mais escrituras do que qualquer outro profeta que tenha vivido”. [Conference Report (Relatório da Conferência Geral), abril de 1976, p.142; Ensign, maio de 1976, p. 95.] Essas escrituras incluem O Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios, A Pérola de Grande Valor e a Tradução de Joseph Smith da Bíblia em inglês.

Quando servia no Quórum dos Doze, o Élder Gordon B. Hinckley disse: “[Joseph Smith] traduziu e publicou o Livro de Mórmon, um volume de 522 páginas, que a partir dessa época foi traduzido para [muitas] línguas e que é aceito por milhões de pessoas no mundo como sendo a palavra de Deus. As revelações que ele recebeu e outras coisas que escreveu também são consideradas escrituras por essas pessoas. A soma total de páginas equivale a quase todo o Velho Testamento da Bíblia, e tudo isso foi feito por um homem, no intervalo de poucos anos”. [Conference Report (Relatório da Conferência Geral), abril de 1977, p.96; Ensign, maio de 1977, p. 65.]

• Que bênçãos vocês receberam devido às escrituras que foram reveladas por intermédio do Profeta Joseph Smith?

Para mais informações quanto a essas escrituras, ver as lições 1, 4 e 13.

As verdades acerca do plano de salvação

• Que verdades acerca do plano de salvação foram restauradas por intermédio do Profeta Joseph Smith? (Sugere-se que você saliente parte do conteúdo das lições 19 e 20.)

• Que bênçãos vocês receberam devido ao conhecimento dessas verdades?

Verdades quanto à salvação dos mortos

• Que verdades referentes à salvação dos mortos foram restauradas por intermédio do Profeta Joseph Smith? (Uma das respostas possíveis é que, no templo, podemos realizar batismos vicários pelas pessoas que morreram sem receber essa ordenança. Ver D&C 128:18.) Por que essas verdades são importantes?

Diga que a salvação dos mortos é uma das doutrinas mais significativas e inspiradoras restauradas por intermédio do Profeta Joseph Smith. Para mais informações, ver as lições 29 e 39.

A construção de templos e a realização das ordenanças do templo

• Citem algumas das bênçãos que receberam devido ao templo e às ordenanças ali realizadas. (Sugere-se que vocês falem da bênção de ter uma família eterna, que se torna possível por intermédio da ordenança do selamento no templo.)

Outras realizações

Sugere-se que você recapitule brevemente algumas das outras realizações do Profeta Joseph Smith e as bênçãos que elas nos proporcionam.

  1. a.

    A Igreja foi restaurada por intermédio dele. (Ver a lição 9.)

  2. b.

    Nesta dispensação, ele deu início ao trabalho de levar o evangelho à todas as nações e de coligar Israel. (Ver a lição 12.)

  3. c.

    A lei da consagração foi revelada por intermédio dele. (Ver a lição 14.)

  4. d.

    A Palavra de Sabedoria foi revelada por seu intermédio. (Ver a lição 22.)

  5. e.

    As informações relativas à edificação de Sião nos últimos dias foram reveladas por intermédio dele. (Ver as lições 27 e 46.)

  6. f.

    Ele escreveu as Regras de Fé. (Ver a primeira sugestão didática complementar.)

• Por que é importante que cada um de nós tenha o testemunho de que Joseph Smith foi um profeta de Deus? Como vocês desenvolveram o seu testemunho do chamado de Joseph Smith? Como o fato de estudarem Doutrina e Convênios este ano fortaleceu o seu testemunho?

• Como podemos demonstrar que somos gratos pela vida e missão do Profeta Joseph Smith?

Conclusão

Saliente o quanto as realizações do Profeta Joseph Smith são importantes em nossa vida. Sugere-se que você preste testemunho do chamado dele para ser um profeta de Deus.

Sugestões Didáticas Complementares

Você pode utilizar uma ou mais das seguintes idéias para complementar o plano de aula sugerido.

1. As Regras de Fé

Diga que as Regras de Fé declaram muitas das doutrinas básicas da Igreja. Elas foram escritas pelo Profeta Joseph Smith em uma carta a John Wentworth, que era o editor de um jornal de Chicago que pedira à Igreja um relato de sua história e uma declaração de suas crenças. Posteriormente, elas passaram a ser escrituras aprovadas, pertencentes À Pérola de Grande Valor.

O Presidente Spencer W. Kimball perguntou: “Quantos de vocês sabem as Regras de Fé? (…) Vocês as conhecem? Já as repetiram? Quem sabe as regras de fé, sempre dispõe de um discurso pronto; e elas são básicas, não? Acho que seria maravilhoso se as memorizássemos palavra por palavra. Com isso não deixaríamos passar nada nem nos esqueceríamos.” [Conference Report (Relatório da Conferência Geral),outubro de 1975, p.119; Ensign, novembro de 1975, p. 79.]

• Por que é importante que saibamos as Regras de Fé? Peça aos alunos que falem de ocasiões em que as Regras de Fé lhes tenham sido úteis.

2. “Hoje ao Profeta Louvemos”

Prepare tudo para que os alunos cantem “Hoje ao Profeta Louvemos” (Hinos, nº 14) ou peça a um aluno ou grupo de alunos que se preparem para cantá-lo. Diga que William W. Phelps escreveu a letra desse hino em homenagem ao Profeta Joseph Smith.

3. Vídeos

Caso o vídeo Ensinamentos de Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x933 059) esteja disponível, considere a idéia de utilizar “Joseph Smith: O Profeta da Restauração”, que é um segmento de treze minutos.

Caso o vídeo Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x912 059) esteja disponível, considere a idéia de utilizar ”O Martírio de Joseph Smith”, que é um segmento de dois minutos.