A Restauração do Sacerdócio

Doutrina e Convênios e História da Igreja: Manual do Professor de Doutrina do Evangelho, 2000


Objetivo

Fazer com que os alunos sejam mais gratos pela restauração do sacerdócio, incentivar os homens a receberem e honrarem o sacerdócio e ajudar todos os alunos a desfrutarem mais plenamente as bênçãos do sacerdócio.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude as seguintes escrituras e outros materiais:

    1. a.

      Doutrina e Convênios 13; 20:38–67; 27:12–13; 84:6–30; 107:1–20; 110:11–16; Joseph Smith—História 1:66–73.

    2. b.

      O relato que Oliver Cowdery fez da restauração do Sacerdócio Aarônico, na nota de rodapé de Joseph Smith—História 1:71.

    3. c.

      Nosso Legado, pp. 13–14.

  2. 2.

    Estude o material do Guia de Estudo do Aluno (35686 059) referente a esta lição. Prepare-se para utilizá-lo durante a aula.

  3. 3.

    Se a gravura “A Restauração do Sacerdócio de Melquisedeque” [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 408] estiver disponível, prepare-se para utilizá-la durante a aula.

  4. 4.

    Caso resolva utilizar a atividade motivadora, leve várias chaves para a sala de aula.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Atividade Motivadora

Considere o que seja mais adequado e utilize esta atividade ou outra de sua preferência para iniciar a aula.

Segure várias chaves.

• Para que servem essas chaves?

Escreva Sacerdócio no quadro-negro. Diga que na Igreja, muitas vezes falamos das chaves do sacerdócio.

• Para que servem as chaves do sacerdócio?

Diga que essas chaves dão aos portadores do sacerdócio a autoridade para presidir e dirigir a Igreja no âmbito de uma jurisdição específica, como, por exemplo, a estaca, a ala, o quórum. Os líderes do sacerdócio que têm uma posição de presidência recebem essas chaves ao serem designados. Todos os ofícios do sacerdócio e as organizações da Igreja funcionam sob a direção dessas autoridades presidentes. Esta lição trata da restauração do sacerdócio e suas chaves.

Discussão e Aplicação

Em espírito de oração, escolha as partes da lição mais adequadas às necessidades dos alunos. Incentive-os a contarem experiências relacionadas aos princípios das escrituras.

1. Definição e objetivo do sacerdócio

Diga que o sacerdócio é um dos temas mais importantes de Doutrina e Convênios. Por intermédio do Profeta Joseph Smith, o Senhor fez muitas revelações que aumentam muito o nosso entendimento das chaves, ofícios, organização, ordenanças, deveres e bênçãos do sacerdócio. Essas revelações servem de orientação para a utilização do sacerdócio para levar adiante a obra de Deus na Terra.

• O que é o sacerdócio? (O sacerdócio é o poder e autoridade eternos de Deus. É o poder pelo qual Ele criou os céus e a Terra e pelo qual os governa. É também o poder pelo qual Ele redime e exalta os Seus filhos. Ele concede uma parte do poder e autoridade de Seu sacerdócio aos homens dignos da Igreja, de modo a permitir-lhes pregar o evangelho, ministrar as ordenanças salvadoras e governar o Seu reino na Terra.)

• Por que é importante que o sacerdócio exista na Terra? (Algumas das respostas possíveis são que o sacerdócio permite que os homens ajam em nome de Deus para abençoar os Seus filhos e ajudá-los a prepararem-se para a exaltação.)

• Citem algumas das maneiras pelas quais os portadores do sacerdócio podem agir em nome de Deus para abençoar os Seus filhos. (Ver alguns versículos escolhidos de D&C 20:38–55; 107:8–12, 23, 35.) Falem de ocasiões em que foram abençoados por meio do serviço prestado por portadores do sacerdócio.

• Que influência o sacerdócio teve sobre vocês? De que maneira o poder do sacerdócio manifestou-se em sua vida?

• Como o sacerdócio abençoou e fortaleceu a sua família? Como vocês podem fazer com que a influência e o poder do sacerdócio surtam mais efeitos em sua vida e em sua família?

2. A restauração do Sacerdócio Aarônico

Ensine e discuta Joseph Smith—História 1:68–72; D&C 13; 84:26–27; 107:20. Diga que o Sacerdócio Aarônico “é um apêndice do maior, ou seja, do Sacerdócio de Melquisedeque”. (D&C 107:14)

Susquehanna River

• Como o Sacerdócio Aarônico foi restaurado à Terra na modernidade? (Ver Joseph Smith—História 1:68–72 e Nosso Legado, páginas 13–14; ver também D&C 13. Saliente que com a restauração do Sacerdócio Aarônico o homem recebeu autoridade divina pela primeira vez nesta dispensação.)

• (Para os portadores do sacerdócio) O que vocês sentiram quando receberam o Sacerdócio Aarônico?

Sugere-se que você recapitule o que Oliver Cowdery sentiu quando recebeu o Sacerdócio Aarônico. (Ver a nota de rodapé de Joseph Smith—História 1:71.) Sugere-se também que você leia as seguintes reflexões do Élder James E. Talmage, que serviu no Quórum dos Doze, sobre o impacto que a ordenação ao ofício de diácono teve sobre ele:

“Logo que fui ordenado, senti algo que nunca consegui descrever perfeitamente. Parecia-me quase impossível que eu, um menino, recebesse de Deus a grande honra de ser chamado ao sacerdócio. (…) Senti-me fortalecido com o pensamento que eu pertencia ao Senhor e que Ele me ajudaria a fazer tudo o que se exigisse de mim.

O efeito da minha ordenação (…) influenciou todos os aspectos de minha vida de menino. (…) Sempre que estava jogando no pátio da escola e, em uma disputa com um colega, era tentado a ser desonesto para tirar vantagem no jogo, lembrava-me, e a lembrança surtia efeito, como se tivesse sido dito em voz alta: ‘Eu sou um diácono e um diácono não deve agir assim’. Nos dias de prova, quando parecia fácil colar de alguém (…), eu dizia mentalmente: ‘Se eu fizesse isso estaria errando mais do que eles, porque sou um diácono’”.

[Incidents from the Lives of Our Church Leaders (manual dos diáconos, 1914), pp. 135–136.]

• Como os meninos e os rapazes podem-se preparar para receber o Sacerdócio Aarônico? Como os pais, avós e outras pessoas podem ajudar os meninos e os rapazes a se prepararem para receber o sacerdócio? Como as outras pessoas podem ajudar a inspirar nos meninos e rapazes uma gratidão sincera pelo sacerdócio?

• Que autoridade e bênçãos foram restauradas juntamente com o Sacerdócio Aarônico? (Ver D&C 13; 84:26–27; 107:20. Utilize as seguintes informações nesta discussão. Escreva os subtítulos no quadro-negro.)

As chaves do ministério de anjos (D&C 13; 84:26; 107:20)

• O que significa ter “as chaves do ministério de anjos”? (D&C 13)

O Presidente Gordon B. Hinckley disse: “Isto quer dizer, em minha opinião, que, se viverem dignos do sacerdócio que portarem, terão o direito de receber e gozar o poder de seres celestiais para orientar, proteger e abençoá-los”. (A Liahona, janeiro de 1983, p. 78.)

Diga que o ministério de anjos pode acontecer por meio de aparições e que “pode ser invisível. Podemos receber as mensagens de anjos por meio de uma voz ou, simplesmente de pensamentos e sentimentos transmitidos à nossa mente. (…) Na maioria das vezes sentimos ou escutamos as mensagens dos anjos em vez de vê-los”.(A Liahona, janeiro de 1999, p. 45.)

• Por intermédio da restauração do Sacerdócio Aarônico, o mistério de anjos passou a estar ao alcance não só dos portadores do sacerdócio, mas de todos os membros da Igreja. O que podemos fazer para que os anjos nos ministrem? (Ver Morôni 7:35–37 e a citação a seguir.)

O Élder Dallin H. Oaks, do Quórum dos Doze, falou da relação entre tomar o sacramento e ser objeto do ministério de anjos:

“(…) Por intermédio das ordenanças do batismo e do sacramento, que pertencem ao Sacerdócio Aarônico, somos purificados de nossos pecados e recebemos a promessa de termos sempre conosco o Seu Espírito, se nos mantivermos fiéis aos nossos convênios. Creio que essa promessa não se refere somente ao Espírito Santo, mas também ao ministério de anjos, porque ‘os anjos falam pelo poder do Espírito Santo; falam, portanto, as palavras de Cristo’. (2 Néfi 32:3) Sendo assim, os portadores do Sacerdócio Aarônico possibilitam a todos os membros fiéis da Igreja que tomam o sacramento dignamente ter a companhia do Espírito do Senhor e o ministério de anjos. (A Liahona, janeiro de 1999, p. 45.)

Sugere-se que você recapitule duas ou três escrituras que tratam do ministério de anjos. Algumas dessas escrituras são: 3 Néfi 7:18; 17:23–24; Morôni 7:25, 29–31 e D&C 84:88.

As chaves do arrependimento e do batismo (D&C 13; 84:26–27; 107:20)

Diga que o arrependimento e o batismo também são chamados de “evangelho preparatório” (D&C 84:26–27), porque os dois nos ajudam a prepararmo-nos para receber as bênçãos maiores que são ministradas por intermédio do Sacerdócio de Melquisedeque, como, por exemplo, o dom do Espírito Santo e as ordenanças do templo.

• Saliente que João Batista pregava o arrependimento e batizava as pessoas para preparar o caminho para o Salvador. (Mateus 3:1–6, 11) Como os portadores do Sacerdócio Aarônico pregam o arrependimento atualmente? (Algumas das possíveis respostas são: por intermédio do ensino familiar, da obra missionária, de testificar e da integração.) Como os portadores do Sacerdócio Aarônico participam da ordenança do batismo? (Sob a direção do bispo, os sacerdotes dignos podem batizar e servir de testemunhas em batismos.)

Peça aos irmãos que já tenham batizado alguém que falem dos sentimentos que o fato de poderem realizar essa ordenança lhes inspira.

• Os portadores do Sacerdócio Aarônico não só podem realizar batismos, mas também oficiar a ordenança do sacramento. Qual é a relação entre o sacramento, o arrependimento e o batismo?

Peça aos irmãos que falem do que sentiram quando prepararam, abençoaram ou distribuíram o sacramento pela primeira vez; ou peça aos pais que digam o que sentiram em uma ocasião em que os filhos tenham preparado, abençoado ou distribuído o sacramento.

O Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum dos Doze, disse: “(…) Pedimos aos rapazes do Sacerdócio Aarônico que preparem, abençoem, e distribuam os emblemas do sacrifício do Salvador digna e reverentemente. Que imenso privilégio e sagrada atribuição já em tão tenra idade! Não consigo pensar em elogio maior que os céus lhes pudessem fazer. Nós realmente os amamos. Vivam da melhor maneira que puderem e tenham a melhor aparência possível ao participarem do sacramento da ceia do Senhor”. (A Liahona, janeiro de 1996, p. 74.)

3. A restauração do Sacerdócio de Melquisedeque

Ensine e discuta D&C 27:12–13; 84:19–22; 107:1–12, 18–19. Diga que o Sacerdócio de Melquisedeque é o sacerdócio maior. Toda a autoridade, conhecimento e os convênios necessários para a exaltação dos filhos de Deus estão ligados a esse sacerdócio.

• Como o Sacerdócio de Melquisedeque foi restaurado na Terra nos últimos dias? (Mostre a gravura “A Restauração do Sacerdócio de Melquisedeque”. Diga que algumas semanas depois de João Batista haver restaurado o Sacerdócio Aarônico, Pedro, Tiago e João apareceram a Joseph Smith e Oliver Cowdery e concederam-lhes o Sacerdócio de Melquisedeque. Doutrina e Convênios não contém a história desse acontecimento, mas há referências a ele no cabeçalho de D&C 13, em D&C 27:12–13; 128:20 e no livro Nosso Legado, p. 14.)

• Que autoridade e bênçãos foram restauradas com o Sacerdócio de Melquisedeque? (Ver D&C 84:19–22; 107:8–12, 18–19; 110:11–16. Utilize as seguintes informações para dar andamento à discussão. Escreva os títulos no quadro-negro.)

Autoridade para ministrar o evangelho de Jesus Cristo (D&C 84:19)

• O Sacerdócio de Melquisedeque inclui a autoridade para ministrar o evangelho de Jesus Cristo. O que isso significa? (Ver D&C 84:19. Algumas das respostas possíveis são que a autoridade para governar a Igreja, pregar o evangelho e ministrar as ordenanças de salvação são parte do Sacerdócio de Melquisedeque.)

“As chaves de todas as bênçãos espirituais da igreja” (D&C 107:18)

• Citem algumas das bênçãos espirituais que recebemos por intermédio do Sacerdócio de Melquisedeque? (Ver D&C 84:19–22; 107:18–19. A lista abaixo contém algumas das respostas possíveis. Discutam o significado de cada bênção e a sua aplicação na vida dos alunos.)

  1. a.

    Conhecimento dos mistérios do reino e do conhecimento de Deus (D&C 84:19; 107: 19; recebemos esse conhecimento por intermédio do Espírito Santo.)

  2. b.

    O poder da divindade, que se manifesta por intermédio das ordenanças do evangelho. (D&C 84:20–21) Como as ordenanças do sacerdócio fazem com que o “poder da divindade” se manifeste em nossa vida? Peça aos alunos que falem de ocasiões em que tenham sentido o “poder da divindade” manifestar-se por intermédio das ordenanças do evangelho.

  3. c.

    A oportunidade de ver Deus , o Pai, e Seu Filho, Jesus Cristo, estar em comunhão com Eles e desfrutar de Sua presença. (D&C 84:22; 107:19)

• Os portadores do Sacerdócio de Melquisedeque deveriam ser líderes espirituais da própria família. Como eles poderiam fazer isso?

O direito de presidir (D&C 107:8–9)

Diga que o direito de presidir é o direito a um cargo de presidência na Igreja. O Presidente da Igreja é a única pessoa na Terra que pode utilizar as chaves do sacerdócio para presidir a Igreja como um todo (ou autorizar outra pessoa a fazêlo). Ele autoriza os seguintes líderes do sacerdócio a ter as chaves necessárias para presidir no âmbito do cargo que exercem: os presidentes de templos, presidentes de missão, presidentes de estaca, bispos, presidentes de distrito, presidentes de ramo e presidentes de quóruns.

As chaves para coligar Israel, a da dispensação do evangelho de Abraão e o poder selador (D&C 110:11–16)

Diga que Moisés, Elias e Elias, o profeta, restauraram essas chaves no Templo de Kirtland em 1836. Falaremos deles na lição 18.

4. As bênçãos do sacerdócio são para todos

Diga que apesar de somente os homens dignos membros da Igreja terem o sacerdócio, todos podem receber as suas bênçãos.

• Como o sacerdócio abençoa as mulheres? Como o sacerdócio abençoa as crianças? [Fale de algumas das bênçãos do sacerdócio que a mulheres e as crianças podem receber durante a vida. Saliente que apesar de as mulheres e as crianças não terem o sacerdócio, estão sempre recebendo bênçãos por seu intermédio. Sugere-se que você consulte o Manual Básico da Mulher SUD, parte A, (31113 059) capítulos 12 e 13 para encontrar sugestões de como responder essas perguntas.]

• Como as pessoas que não contam com um portador fiel do sacerdócio em casa recebem as bênçãos do sacerdócio? (Algumas das respostas possíveis são: por intermédio dos mestres familiares, dos líderes do sacerdócio e de parentes.) Peça aos alunos que falem de ocasiões em que receberam as bênçãos do sacerdócio por intermédio de portadores do sacerdócio que não fazem parte de sua família.

• Como podemos demonstrar a nossa gratidão pelas bênçãos do sacerdócio?

Conclusão

Preste testemunho de que o sacerdócio e suas chaves foram restaurados. Os portadores do sacerdócio têm a autoridade para dirigir a obra de Deus na Terra e agir em nome Dele, abençoando os Seus filhos e ajudando-os a prepararem-se para a exaltação. Saliente que as bênçãos do sacerdócio estão ao alcance de todos. Incentive os alunos a buscarem essas bênçãos.

Sugestões Didáticas Complementares

Você pode utilizar uma ou mais das seguintes idéias para complementar o plano de aula sugerido.

1. Os ofícios, quóruns e deveres do sacerdócio

O Senhor revelou a Joseph Smith instruções importantes quanto aos ofícios do sacerdócio, os deveres de cada ofício e os quóruns nos quais os portadores do sacerdócio organizam-se. Sugere-se que você examine algumas dessas instruções conforme esboçadas no seguinte gráfico:

Sacerdócio Aarônico

Ofício

Deveres

Quórum

Diácono

D&C 20:57–59; 84:111

D&C 107:85

Mestre

D&C 20:53–59; 84:111

D&C 107:86

Sacerdote

D&C 20:46–52

D&C 107:87–88

Bispo

D&C 107:13–17, 68, 71–72, 87–88

 

Sacerdócio de Melquisedeque

Ofício

Deveres

Quórum

Élder

D&C 20:38–45; 42:43–44; 43:15–16; 107:11–12

D&C 107:89; 124:137;

Sumo Sacerdote

D&C 107: 10, 12, 17

D&C 124:133, 136

Patriarca

D&C 124:91–93, 124

 

Setenta

D&C 107:25, 34, 38, 97

D&C 107:25–26; 93–96; 124:138–139

Apóstolo

D&C 27:12–13; 107:23, 33, 35, 39, 58; 112:30–32; 124:128

D&C 107:23–24;

Mostre a gravura do Templo de Salt Lake [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 502) Saliente que as torres do lado leste do templo são mais altas do que as do lado oeste. Diga também que há cinco grupos de janelas nas torres do leste e quatro nas torres do oeste. Explique aos alunos que isso foi planejado para representar o sacerdócio: as torres do leste representam o Sacerdócio de Melquisedeque e os seus cinco ofícios e as torres do oeste representam o Sacerdócio Aarônico e os seus quatro ofícios.

2. Vídeo “A Restauração do Sacerdócio”

Caso o vídeo Doutrina e Convênios e História da Igreja (5x912 059) esteja disponível, considere a idéia de apresentar “A Restauração do Sacerdócio”, que é um segmento de oito minutos, para fornecer o contexto histórico para a segunda parte da lição.