Sou Grato por Ter Olfato e Paladar

Primária 1: Sou um Filho de Deus, 1994


Propósito

Ajudar cada criança a ser grata pelos sentidos do olfato e do paladar.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Êxodo 16:11–15, 31 e Doutrina e Convênios 59:18–19.

  2. 2.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Bíblia e um exemplar de Doutrina e Convênios.

    2. b.

      Pequenas porções de alimentos, em quantidades suficientes para cada criança, que tenham um aroma agradável (como, por exemplo, fruta, pão, biscoito ou pipoca). Coloque as porções numa tigela. Verifique antecipadamente com os pais para certificar-se de que nenhuma criança seja alérgica ao alimento que pretende utilizar.

    3. c.

      Amostras de algo azedo (por exemplo, suco de limão), salgado (por exemplo, sal) e doce (por exemplo, açúcar) para as crianças provarem. Verifique antecipadamente com os pais para certificar-se de que nenhuma criança seja alérgica ao alimento que você pretende utilizar.

    4. d.

      Gravura 1–35: A Colheita do Maná.

  3. 3.

    Faça os preparativos necessários para as Atividades Complementares que deseje utilizar.

Observação para o professor: Preste atenção aos sentimentos de alguma criança da classe que possa ter alguma deficiência física. Destaque as coisas que seu corpo pode realizar, ao invés de concentrar-se em suas deficiências.

Atividades de aprendizagem

Convide uma criança para fazer a oração de abertura.

Atividade Motivadora

Peça às crianças que fechem os olhos. Peça-lhes que cheirem as amostras de alimentos colocados na tigela e que adivinhem o que é. Peça-lhes que mantenham os olhos fechados e dê-lhes os alimentos para provar. Peça às crianças que abram os olhos e mostre-lhes ou diga-lhes o que acabaram de comer.

• Qual era o cheiro dessa comida?

• Qual era o gosto dessa comida?

Diga a elas que foram capazes de apreciar o alimento ainda que não o tivessem visto. Puderam fazê-lo porque o Pai Celestial as abençoou com os sentidos do odor e do paladar.

Temos um nariz para que possamos sentir cheiro

• Como podemos sentir o cheiro das coisas?

Discuta com as crianças algumas das coisas cujo cheiro elas sentiram durante a semana, como comida no fogo, cheiro da terra depois da chuva ou flores. Diga às crianças que devemos agradecer ao Pai Celestial por nosso sentido do olfato.

• Quais as coisas cujo cheiro você gosta de sentir?

Atividade

Ajude as crianças com a seguinte atividade:

Eu Tenho um Nariz

Eu tenho um nariz (aponte para o nariz.)
Ele está plantado no meio do meu rosto (aperte as bochechas)
Para o meu nariz não há melhor lugar. (com o dedo, faça um círculo imaginário em torno do nariz.)
Ele pode fungar; (aspire o ar pelo nariz.)
Ele pode cheirar; (respire fundo e deixe escapar o ar.)
Meu narizinho é mesmo um colosso!
Obrigado, Pai Celestial (cruze os braços)
Por me dar um nariz genial!

Temos uma língua para que possamos sentir gosto

Explique que o Pai Celestial nos abençoou com a língua para que possamos sentir gosto. Peça às crianças que provem as amostras azeda, salgada e doce, caso desejem.

• Qual é azeda?

• Qual é salgada?

• Qual é doce?

• Qual o seu sabor predileto?

Mostre o exemplar de Doutrina e Convênios. Diga-lhes que este livro de escrituras nos diz que as coisas que têm cheiro e gosto bom são para nosso uso e benefício. (Ver D&C 59:18–19).

História

Mostre a gravura 1–35, A Colheita do Maná. Conte a história do maná, conforme se encontra em Êxodo 16:11–15, 31.

• Qual era o gosto do maná? (Ver Êxodo 16:31)

• Você já experimentou mel?

• Qual o seu gosto?

Explique que há muitas coisas que não devemos provar: alguns tipos de frutinhas, produtos de limpeza, coisas provenientes de vidros ou latas desconhecidos ou remédios e comprimidos sem a permissão dos pais. Elas podem fazer com que fiquemos doentes. Enfatize a importância de perguntarem a um adulto, antes de provarem ou comerem alguma coisa que encontrarem.

Testemunho

Expresse gratidão pelo nariz que permite sentir o cheiro e pela língua que permite sentir o paladar dos alimentos. Lembre às crianças que devem agradecer ao Pai Celestial pelos sentidos do olfato e paladar.

Atividades complementares

Escolha algumas das atividades seguintes para utilizar durante a lição:

  1. 1.

    Leve alguns objetos que tenham um cheiro agradável, porém forte, como, por exemplo, um sabonete, uma flor ou um limão, e algumas coisas que não tenham cheiro, como, por exemplo, um pedaço de papel ou um brinquedo. Peça às crianças que escolham aqueles que têm cheiro. Peça a uma criança de cada vez que feche os olhos, cheire os objetos e adivinhe o que é. Deixe que cada criança tenha a oportunidade de participar.

  2. 2.

    Façam com que cada criança olhe sua língua no espelho. Explique que nossa língua tem muitas papilas que nos permitem sentir o gosto de coisas que são doces, amargas ou salgadas. Peça às crianças que provem um pouco de água. Explique que nossa língua também nos ajuda a saber se alguma coisa está molhada ou fria.

  3. 3.

    Deixe que cada criança desenhe seu alimento preferido. Peça-lhes que mostrem os desenhos e digam quais são suas comidas prediletas.

  4. 4.

    Deixe que as crianças vejam pequenas porções de coisas que sejam semelhantes mas que tenham gosto diferente, como, por exemplo, sal e açúcar ou farinha e maizena. Faça-as provar um pouquinho de cada uma. A seguir, pergunte-lhes o gosto de cada uma delas. Discuta como algumas coisas podem ter aparência semelhante mas gosto diferente. (Verifique antecipadamente com os pais para certificar-se de que nenhuma criança seja alérgica ao alimento que você pretende utilizar.)

  5. 5.

    Cante “Por Minha Força e Saúde” (Música para Crianças).

Atividades adicionais para crianças menores

  1. 1.

    Desenhe um contorno de forma oval no quadro ou em um pedaço de papel. Explique que essa forma oval é o desenho de um rosto.

    • O que está faltando?

    Quando as crianças mencionarem olhos, ouvidos, nariz e boca, faça os desenhos correspondentes. A seguir, lembre a função de cada órgão. Fale de sua gratidão ao Pai Celestial por cada parte de seu corpo.

  2. 2.

    Aponte para a boca e diga: “Esta é minha boca”, pedindo em seguida às crianças que mostrem a própria boca; ajude-as a apontarem para sua própria boca. Pergunte: “O Pai Celestial tem boca?” Repita o mesmo procedimento para os olhos, nariz, ouvidos, mãos e pés. A seguir, indique mais uma vez as partes do corpo, sem dizer os nomes, e peça às crianças que digam como se chamam. Se as crianças conseguirem dar o nome de todas essas partes do corpo, peça-lhes que digam o nome de partes menos conhecidas pelas crianças, como cotovelos, joelhos, pulsos e tornozelos.

  3. 3.

    Peça às crianças que se levantem e digam o seguinte versinho, fazendo os gestos indicados pelas próprias palavras:

    Toque os Olhos

    Toque os olhos
    E o nariz
    As orelhas
    E os pés.
    Erga as mãos
    Estique bem
    Apontando
    Para o céu.
    Na cabeça
    Ponha as mãos
    Sente bem
    Quietinho então.