Podemos Orar Juntos em Família

Primária 1: Sou um Filho de Deus, 1994


Propósito

Ajudar cada criança a compreender que a oração familiar feita regularmente ajuda a manter as pessoas da família próximas do Pai Celestial e umas das outras.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Alma 34:19–27 e 3 Néfi 18:17–21. Ver também Princípios do Evangelho (31110 059), capítulo 8.

  2. 2.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Um Livro de Mórmon.

    2. b.

      Recorte 1–26: pai; recorte 1–27: mãe; recorte 1–28: menina; recorte 1–29: rapaz em idade missionária.

    3. c.

      Gravura 1–10: Oração Familiar; gravura 1–15: Bênção do Alimento; gravura 1–44: Jesus Ensina no Hemisfério Ocidental [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730059) – 316].

  3. 3.

    Faça os preparativos necessários para as Atividades Complementares que deseje utilizar.

Atividades de aprendizagem

Convide uma criança para fazer a oração de abertura.

Atividade Motivadora

Peça às crianças que falem a respeito de algo que fazem com a família. Dê a cada criança a oportunidade de expressar-se. A seguir, mostre a gravura 1–10, Oração Familiar.

• O que esta família está fazendo?

Explique que, quando oramos com nossa família, estamos fazendo algo que o Pai Celestial e Jesus querem que façamos. A oração que fazemos junto com a família chama-se oração familiar.

O Pai Celestial e Jesus Cristo querem que oremos com nossas famílias

História

Mostre a gravura 1–44, Jesus Ensina no Hemisfério Ocidental. Fale a respeito de Jesus Cristo visitando os nefitas e dando-lhes o mandamento de que orassem, conforme descrito em 3 Néfi 18:17–21. Mostre o Livro de Mórmon às crianças e leia 3 Néfi 18:21 em voz alta. Ajude as crianças a compreenderem que Jesus quer que oremos com nossa família. Do mesmo modo que as crianças nefitas foram abençoadas por meio da oração familiar, podemos ser abençoados pela oração familiar.

Podemos orar em família diariamente

Explique que o Pai Celestial e Jesus querem que oremos com nossa família pela manhã e à noite. Normalmente, o pai ou a pessoa responsável pela família pede a alguém que faça a oração. Qualquer pessoa da família pode fazer a oração familiar.

• Quando devemos fazer a oração familiar?

• Quem pode fazer uma oração familiar?

Música

Cante ou repita a letra de “Oração Familiar” (Músicas para Crianças)

A família reunida
Agora vai orar.
Agradecendo a Deus
Pelas bênçãos que nos dá.

• O que dizemos nas orações familiares?

Explique que, nas orações familiares, dizemos o mesmo tipo de coisas que em nossas orações pessoais da manhã e da noite. Mas nas orações familiares falamos de coisas que dizem respeito à família inteira e não somente a nós mesmos.

Recorde as coisas que dizemos ao orar, repetindo as palavras de “Orar com Fé” (Children’s Songbook, p. 14 ou A Liahona, março de 1991, seção infantil)

Eu começo dizendo: “Meu Pai Celestial”,
Então agradeço as bênçãos
Depois eu Lhe peço o que precisar
Em nome de Jesus Cristo. Amém.
(Copyright © 1987 por Janice Kapp Perry. Usado com permissão.)

• O que dizemos no início da oração?

• O que dizemos no final da oração?

• O que todos os outros devem fazer durante a oração?

Explique que dizer “amém” no final da oração significa que concordamos com o que foi dito.

Mostre a gravura 1–15, Bênção do Alimento. Explique que também oramos em família durante a bênção do alimento.

• O que dizemos quando pedimos uma bênção para o alimento? (Agradecemos ao Pai Celestial pelo alimento e pedimos a Ele que o abençoe.)

• Quem pode pedir ao Pai Celestial que abençoe o alimento?

Repita novamente a letra de “Oro com Fé”.

Recebemos muitas bênçãos ao orarmos juntos em família

História

Utilizando os recortes 1–26 a 1–29, conte uma história a respeito de uma família que ora junta por um de seus membros que está servindo como missionário. Podem-se utilizar as seguintes idéias:

Catarina era uma menina que amava sua família e sabia que a família a amava. Algumas vezes seu irmão mais velho, Paulo, contava-lhe histórias da Bíblia e do Livro de Mórmon. Paulo estudava esses livros porque queria servir como missionário e falar a outras pessoas a respeito deles.

Um dia, Paulo recebeu uma carta. Ao abri-la, ficou entusiasmado. “Vou para a missão”, disse ele. Algumas semanas mais tarde, Paulo estava finalmente pronto para partir. Antes que ele saísse, a família ajoelhou-se para fazer uma oração familiar. O pai de Catarina agradeceu ao Pai Celestial as muitas bênçãos que a família recebia e pela oportunidade de Paulo servir como missionário. Ele pediu ao Pai Celestial que abençoasse Paulo, mantivesse-o em segurança e o ajudasse a ser um bom missionário. A oração fez Catarina sentir-se feliz por dentro. Ela sabia que o Pai Celestial ajudaria Paulo na missão. Catarina e a família oravam por Paulo diariamente enquanto ele estava na missão.

Explique que as famílias podem orar juntas por alguém que está doente, para pedir auxílio em um problema da família, por um missionário que precisa da ajuda do Pai Celestial e por muitas outras razões. Explique que podemos orar a respeito de qualquer coisa que seja importante para nós. Utilize Alma 34:19–27 para ajudar as crianças a compreenderem quando orar.

Leia 3 Néfi 18:21 em voz alta novamente. Lembre às crianças que Jesus prometeu que seremos abençoados se fizermos a oração familiar.

Testemunho

Dê testemunho a respeito da oração familiar. Talvez você possa falar de um momento em que ela tenha fortalecido sua própria família.

Atividades complementares

Escolha algumas das atividades seguintes para utilizar durante a lição:

  1. 1.

    Faça a seguinte atividade com as crianças:

    Esta é minha mãe que me ajuda a brincar; (levante o indicador)
    Este é o meu pai—passa o dia a trabalhar. (Levante o dedo médio)
    Este é meu irmão, alto e corpulento; (levante o dedo anular)
    Este é minha irmã, que brinca todo o tempo. (Levante o dedo mínimo)
    Eu sou o caçulinha, fico feliz ao falar (levante o polegar)
    Que nossa família se ajoelha para orar. (Feche a mão)
  2. 2.

    Jogue ou passe a cada uma das crianças, um objeto macio como, por exemplo, um saquinho de feijão ou uma bola. Após a criança pegar o objeto, peça-lhe que mencione alguma coisa pela qual pode agradecer ao Pai Celestial quando fizer a oração familiar. Após todas as crianças terem tido a oportunidade de participar, repita a atividade pedindo às crianças que mencionem agora coisas que podem pedir ao Pai Celestial quando fizerem a oração familiar.

  3. 3.

    Dê papel e lápis preto ou de cor às crianças. Peça-lhes que desenhem suas famílias orando. Escreva em cada desenho: Fico feliz quando minha família ora junta.

Atividades adicionais para crianças menores

  1. 1.

    Ajude as crianças a repetirem o seguinte versinho, linha por linha:

    Amamos o Pai Celestial;
    Agradecemos-lhe quando oramos.
    Nosso Pai Celestial nos ama;
    Ele ouve o que lhe falamos.
  2. 2.

    Conte a história de uma família que ora junta e recebe a ajuda necessária. Por exemplo, a família poderia estar perdida e encontrar o caminho de volta; eles poderiam perder algo e então encontrá-lo; ou alguém na família poderia estar doente e, a seguir, melhorar. Sugira que, além de orar pedindo ajuda, a família deve lembrarse de orar para agradecer depois de receber a ajuda necessária. Lembre à família que o Pai Celestial fica feliz quando agradecemos a Ele pelas bênçãos que nos dá.

  3. 3.

    Cante ou repita a letra da primeira e terceira estrofes de “Graças ao Pai Celestial” (Músicas para Crianças).