Sou Grato por Meu Lar

Primária 1: Sou um Filho de Deus, 1994


Propósito

Encorajar cada criança a sentir gratidão por seu lar e a ajudar a cuidar dele.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude 1 Néfi 2:2–6; 17:7–8 e 18:6, 23.

  2. 2.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Um Livro de Mórmon.

    2. b.

      Uma recipiente com água, um recipiente com terra e um galho pequeno. Se preferir, arranje gravuras de um lago, de terra e de uma árvore.

    3. c.

      Papel, lápis de cor ou preto.

    4. d.

      Gravura 1–60: Leí e Seu Povo Chegam à Terra da Promissão [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 304]; gravura 1–61: O Êxodo de Nauvoo [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 410].

  3. 3.

    Faça os preparativos necessários para as Atividades Complementares que deseje utilizar.

Atividades de aprendizagem

Convide uma criança para fazer a oração de abertura.

Atividade Motivadora

Mostre o recipiente ou a gravura da água e pergunte que insetos ou animais moram na água. Ajude as crianças a pensarem em tantos quantos possível. Mostre a terra e, a seguir, o galho, e ajude as crianças a pensarem em animais e insetos que moram no chão e nas árvores.

• Como acham que seria se sua casa fosse na água?

• Como acham que seria se sua casa fosse em uma árvore?

Há muitos tipos diferentes de lares

Explique que os animais e os insetos moram em muitos tipos diferentes de casas. As pessoas também moram em tipos diferentes de casas.

História

Mostre a gravura 1–60, Leí e Seu Povo Chegam à Terra da Promissão, e mostre o Livro de Mórmon ao contar sobre Leí e sua família e os tipos de casas em que eles moravam. (Ver 1 Néfi 2:2–6; 17:7–8 e 18:6, 23.) A família de Leí tinha uma casa confortável em Jerusalém, mas quando o Senhor lhes disse que saíssem de Jerusalém, eles viajaram pelo deserto, morando em tendas. Depois de muitos anos, o Senhor ordenou a Néfi, filho de Leí, que construísse um navio. Leí e sua família moraram no navio ao viajarem para a terra prometida, um lugar que o Pai Celestial e Jesus haviam preparado para que eles morassem. Depois de chegar à terra prometida, Leí e sua família moraram em tendas novamente até poderem construir casas mais definitivas.

• Em que tipos de lugares diferentes Leí e sua família moraram?

História

Mostre a gravura 1–61, O Êxodo de Nauvoo. Fale a respeito dos primeiros membros da Igreja, que construíram uma bela cidade chamada Nauvoo. Eles trabalharam muito para construir suas casas e um belo templo. Mas algumas pessoas na região de Nauvoo não gostavam dos membros da Igreja e forçaram-nos a partir. Os membros da Igreja viajaram somente com os pertences que puderam colocar nos carroções cobertos. Como os carroções eram pequenos, muitas crianças tiveram que deixar seus brinquedos para trás. Algumas pessoas moraram em seus carroções e em barracas durante muito tempo.

• Por que é difícil morar num carroção ou numa barraca?

Atividade

Peça às crianças que se levantem e façam a seguinte atividade:
As crianças pioneiras caminhavam e conversavam; (ande sem sair do lugar)
Elas brincavam, saltavam e pulavam. (Pule sem sair do lugar)
À noite, as estrelas brilhavam, faiscando, (abra e feche as mãos)
E as crianças, nos carroções, dormiam sonhando. (Feche os olhos e deite a cabeça nas mãos para indicar dormir)

O lar é o lugar onde somos amados

Explique que o tipo de casa em que moramos não é importante. Podemos morar numa casa grande ou pequena, num apartamento, numa tenda ou num barco. O importante é que nossa casa seja um lugar onde os membros da família se amem uns aos outros. Fale a respeito de sua própria casa e o que você faz para que ela seja um lugar de amor.

• Por que gosta de ficar em casa?

• Como sabe que sua família o ama?

• Já passou uma noite fora de casa?

• Onde dormiu?

• Como se sentiu ao voltar para sua própria casa?

Lembre às crianças como foi bom voltar para sua própria casa e dormir em sua própria cama.

Música

Peça às crianças que se levantem e escutem você recitar ou cantar “Lar” (Children’s Songbook, p. 192 ou Mais Hinos para Crianças, p. 57.) Diga às crianças que dêem um abraço em si mesmas sempre que ouvirem a palavra lar. Caso deseje, repita a estrofe e peça às crianças que cantem ou repitam a letra com você.

Lar é onde existe amor
E união,
A família é feliz
Vivendo em retidão.
(Copyright © 1975 de Sonos Music, Orem, Utah. Todos os direitos reservados. Usado com permissão.)

Podemos ajudar nossa família a cuidar de nosso lar

Explique que temos que cuidar de nosso lar para que seja um lugar bom para se morar. Todos os membros da família devem ajudar a manter a casa arrumada e limpa.

Atividade

Peça às crianças que representem através de mímica algumas das coisas que podem fazer para ajudar a manter sua casa limpa e arrumada, como guardar os brinquedos, varrer o chão, dobrar e guardar as roupas.

Convide as crianças a irem à frente da classe e ficarem em pé a seu lado. Descreva para cada criança uma situação na qual ela possa ser uma boa ajudante em casa. Pergunte à criança o que ela faria para ajudar na situação apresentada. Use os exemplos seguintes ou crie suas próprias situações que sejam adequadas aos componentes da classe.

• Você acidentalmente derramou um copo de água no chão. O que deve fazer?

• Brincou com seus blocos durante toda a tarde. Agora está na hora do jantar. O que deve fazer?

• Sua mãe está com pressa de servir o jantar. Ela precisa de alguém para arrumar a mesa para que a família possa sentar-se para comer. O que pode fazer?

• Suas roupas estão lavadas e dobradas direitinho. O que você deve fazer?

• Esteve brincando lá fora e seus sapatos estão cheios de lama. O que deve fazer antes de entrar em casa?

• Sua cama está desarrumada pela manhã. O que deve fazer?

Encoraje as crianças a falar a respeito das coisas que elas fazem para ajudar a manter suas casas arrumadas e limpas. Diga às crianças o que você faz para manter sua casa limpa e arrumada.

Atividade

Dê lápis de cor ou preto e papel para as crianças e peça a cada uma que desenhe alguma coisa que tenha feito durante a semana para ajudar em casa. Escreva em cada desenho: Sou grato por meu lar.

Testemunho

Diga como se sente a respeito de seu lar e fale de sua gratidão ao Pai Celestial e Jesus por abençoá-la com um lar.

Atividades complementares

Escolha algumas das atividades seguintes para utilizar durante a lição:

  1. 1.

    Providencie alguns objetos domésticos comuns em uma sacola (pelo menos um para cada criança). Deixe que cada criança escolha um objeto da sacola e explique como usá-lo para ajudar em casa. Por exemplo, pode-se usar um pano para tirar a poeira ou secar os pratos, pode-se usar uma colher quando se arruma a mesa, pode-se guardar um brinquedo quando se arruma o quarto.

  2. 2.

    Cante ou repita a letra de “É Bom Cantar” (Músicas para Crianças), usando expressões como “A minha cama é bom arrumar” ou “A nossa mesa é bom arrumar” enquanto fazem os gestos adequados para representar as ações.

  3. 3.

    Faça o contorno das mãos de cada criança em papel para que levem para casa. Escreva em cada desenho: Tenho mãos que ajudam. Fale a respeito do que as mãos das crianças podem fazer para ajudar.

  4. 4.

    Peça às crianças que façam de conta que suas cadeiras são carroções cobertos. Peça-lhes que arrumem as cadeiras em círculo como os pioneiros faziam à noite para se protegerem de pessoas ruins e animais selvagens. Peça-lhes que façam de conta que estão armando uma fogueira e preparando o jantar, cantando e dançando após o jantar e subindo em seus carroções (cadeiras) para irem dormir.

  5. 5.

    Providencie gravuras de tipos diferentes de habitações ou desenhe-as no quadro- negro ou em um pedaço de papel. Discuta com as crianças que material cada casa é feita e como deve ser morar nelas. Você pode incluir uma tenda, um iglu, um castelo, uma cabana e uma casa sobre palafitas.

Atividades adicionais para crianças menores

  1. 1.

    Cante ou repita a letra de “Ajudar Toda Gente” (Músicas para Crianças). Deixe que as crianças façam gestos que indiquem as coisas que podem fazer para ajudar em casa.

  2. 2.

    Ajude as crianças a fazerem a seguinte atividade:

    Dedinhos ocupados (levante um punho fechado)
    Quem nos ajudará a obedecer?
    “Eu”, “Eu”, “Eu”, “Eu”, “Eu” (levante um dedo com cada “Eu”, até que todos os dedos se tenham levantado)
    Os dedinhos vão logo dizer.