Jesus Cristo Tem o Poder de Curar

Primária 2: Conserva a Tua Rota A, 1995


Propósito

Ajudar cada criança a compreender que Jesus Cristo tem o poder de curar e que as bênçãos do sacerdócio ajudam a curar os doentes.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Mateus 9:18–19, 23–26; Marcos 5:22–24, 35–43; Lucas 8:41–42, 49–56; Tiago 5:14–15 e Doutrina e Convênios 42:48.

  2. 2.

    Copie os desenhos encontrados no final da lição e recorte-os. Eles serão utilizados na atividade “Quem Sou Eu?”.

  3. 3.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Bíblia e Doutrina e Convênios;

    2. b.

      Um estojo de primeiros socorros ou sacola contendo algumas coisas que ajudem no tratamento das pessoas quando doentes, tais como pomadas, gaze para curativos e xarope para tosse;

    3. c.

      Um vidrinho de óleo consagrado;

    4. d.

      Gravura 2–25, Jesus Abençoa a Filha de Jairo [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 215] ; gravura 2–26, Jesus Cura os Doentes; gravura 2–27, Bênção dos Doentes

  4. 4.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Algumas Vezes Ficamos Doentes

Atividade motivadora

Mostre o estojo de primeiros socorros e explique que dentro dele encontram-se algumas coisas que nos ajudam a sarar quando estamos doentes ou machucados. Dê pistas às crianças a respeito de cada objeto que as ajude a adivinhar de que se trata (por exemplo: “Ajuda a manter os germes e a sujeira longe dos machucados”).

Quando as crianças tiverem adivinhado cada um dos objetos, mostre-o a elas e diga, resumidamente, como se deve usá-lo para ajudar a curar as pessoas. Lembre às crianças que não devem usar esses remédios sem a ajuda dos pais.

Apresentação pelo professor

Explique que quase todo mundo se machuca ou fica doente. Algumas vezes, os machucados e as doenças duram pouco tempo e nossos pais cuidam de nós sem problemas, mas outras vezes as doenças são mais sérias e nossos pais precisam do auxílio de um médico.

Explique que há uma outra maneira de sermos auxiliados quando estamos doentes. Quando Jesus Cristo vivia na Terra, ele abençoou muitas pessoas e fez com que se sentissem melhor. Ele usou o poder do sacerdócio para curá-las.

Jesus Cristo Curou os Doentes

História das escrituras

Mostre a gravura 2–25, Jesus Abençoa a Filha de Jairo, e conte a história da filha de Jairo conforme encontrada em Lucas 8:41–42, 49–56 (Ver também Mateus 9:18–19, 23–26 e Marcos 5:22–24, 35–43).

Explique que Jairo tinha muita fé. Ele acreditava que se Jesus abençoasse sua filha doente, ela se recuperaria. Quando Jesus se dirigia à casa de Jairo, muitas outras pessoas O rodearam, solicitando Sua ajuda. Enquanto Jesus auxiliava outra mulher doente, chegou um homem com um recado para Jairo.

Leia Lucas 8:49–50 em voz alta.

• O que o mensageiro disse a Jairo? (Ver Lucas 8:49.)

• O que Jesus disse a Jairo? (Ver Lucas 8:50.)

Explique que, quando Jesus chegou à casa de Jairo, disse às pessoas que não chorassem, porque a filha de Jairo não estava morta. As pessoas riram de Jesus e zombaram Dele, pois pensavam que ela estava morta (ver Lucas 8:52–53.)

Jesus mandou que todas as pessoas saíssem, com exceção de Pedro, Tiago e João, além de Jairo e sua mulher. A seguir, Ele pegou a menina pela mão e disselhe que se erguesse. Ela levantou-se da cama, completamente curada.

• Por que será que Jesus mandou que todos saíssem, com exceção de Pedro, Tiago e João e dos pais? (Talvez porque as outras pessoas estivessem rindo Dele e não acreditassem que Ele era capaz de curar a menina. Essas pessoas não tinham fé.)

• Por que Jesus foi capaz de curar a filha de Jairo? (Ele possuía o sacerdócio; os pais da menina tinham fé.)

Apresentação pelo professor

Mostre a gravura 2–26, Jesus Cura os Doentes, e peça às crianças que imaginem como se sentiriam se o próprio Jesus as abençoasse quando estivessem doentes. Saliente que Jesus as ama tanto quanto amava as crianças que viviam na Terra no tempo em que Ele aqui vivia. Apesar de não estar aqui na Terra agora, Ele deu o sacerdócio a homens justos, conferindo-lhes, assim, poder para agirem em Seu lugar. Eles nos dão bênçãos para nos curar, do mesmo modo que Jesus faria se aqui estivesse.

Os Homens que Possuem o Sacerdócio Nos Dão Bênçãos de Saúde

Debate

Apresente a gravura 2–27, Bênção dos Doentes

• O que está acontecendo nessa gravura?

Mostre um frasco de óleo consagrado às crianças. Explique que esse óleo foi abençoado especialmente por homens que possuem o sacerdócio. Quando alguém está doente e precisa de auxílio para melhorar, dois homens que possuam o Sacerdócio de Melquisedeque usam o óleo e dão uma bênção à pessoa doente (Ver Tiago 5:14–15).

• Você já recebeu uma bênção quando doente?

Deixe que as crianças relatem quaisquer bênçãos do sacerdócio que elas ou seus familiares já tenham recebido. Relate às crianças quaisquer situações em que os portadores do sacerdócio tenham abençoado você ou seus familiares.

História

Conte uma história sobre alguém que tenha sido curado por meio de uma bênção do sacerdócio. Uma história verdadeira a seu respeito ou sobre alguém que as crianças conheçam, como, por exemplo, um membro da ala, dará melhor resultado. Se não conhecer uma história desse tipo, utilize a seguinte:

Quando Jéssica chegou da escola, seu pai encontrou-a na porta e disse-lhe que seu novo irmãozinho havia nascido naquela manhã. O bebê havia nascido antes do tempo e era muito pequeno e fraco. O médico dissera que o bebê talvez não vivesse mais que algumas horas.

Jéssica percebeu como seu pai estava preocupado. Ele ficou triste, pois queria que o bebê sobrevivesse.

O pai de Jéssica ligou para um de seus mestres familiares e pediu-lhe que o ajudasse a dar uma bênção ao bebê. Quando o mestre familiar chegou, foram todos para o quarto onde estavam a mãe de Jéssica e o bebê. O pai de Jéssica e o mestre familiar delicadamente colocaram as mãos sobre a cabecinha do bebê e o pai de Jéssica abençoou-o para que vivesse e cumprisse sua missão na Terra. Jéssica sentiu-se tranqüila e confortada. Ela sabia que, devido ao poder do sacerdócio, seu irmãozinho cresceria e ficaria forte. [Adaptado de “Moments to Remember” (Momentos a Serem Lembrados), Children’s Friend, fevereiro de 1963, p. 41.]

Apresentação pelo professor

Explique que o Pai Celestial e Jesus Cristo amam todas as pessoas que pedem para ser curadas, mas algumas vezes elas não são curadas mesmo quando recebem uma bênção. Algumas não melhoram porque o Pai Celestial sabe que elas conseguem tornar-se mais fortes aprendendo a conviver com suas enfermidades ou deficiências. Outras não recebem a cura porque é chegado o momento certo de elas morrerem e voltarem para o Pai Celestial (ver D&C 42:48). Devemos ter a fé de que o Pai Celestial sabe a melhor resposta para cada oração.

Atividade

Peça a diversas crianças que se dirijam para a frente da classe e segurem os desenhos da atividade “Quem Sou Eu?”. Peça às crianças que digam o que os desenhos representam.

Explique que você vai ler algumas descrições de coisas e pessoas relacionadas à bênção dos doentes. Peça às crianças que decidam quais desenhos correspondem a cada descrição.

  1. 1.

    Sou utilizado quando uma pessoa doente recebe uma bênção. O portador do sacerdócio coloca algumas gotas “de mim” na cabeça da pessoa doente. Quem sou eu? (Óleo consagrado.)

  2. 2.

    Mostrei às pessoas como deviam viver. A fé em mim ajuda as pessoas a vencerem as doenças. Quem sou eu? (Jesus Cristo.)

  3. 3.

    Preciso de uma bênção especial. Estou com febre. Pedi a meu pai que me desse uma bênção para que eu me sentisse melhor. Quem sou eu (Uma criança doente.)

  4. 4.

    Recebi um poder especial chamado sacerdócio. Utilizo esse poder para dar bênçãos às pessoas. Quem sou eu? (Um portador do sacerdócio.)

  5. 5.

    Quando uma pessoa doente pede uma bênção, chamam-se homens que possuam o Sacerdócio de Melquisedeque. Normalmente, participa um determinado número de homens. Eu sou esse número. Quem sou eu? (O número 2.)

  6. 6.

    Quando um homem que possui o sacerdócio abençoa os doentes, ele me coloca sobre a cabeça do doente. Quem sou eu? (Mãos.)

Resumo

Debate para revisão

Mostre o estojo de primeiros socorros novamente.

• Para que usamos esses objetos?

• O que mais pode nos ajudar a sarar quando estamos doentes ou machucados?

Testemunho

Preste testemunho da grandeza de Jesus Cristo e de Seu poder para curar. Diga às crianças como é grato por ter Jesus dado o Sacerdócio de Melquisedeque a homens justos, para que nos dêem bênçãos quando estamos doentes.

Peça às crianças que pensem em maneiras de relatar à família o que aprenderam. Incentive as crianças a contarem à família a história de como o Salvador curou a filha de Jairo.

Convide uma criança para oferecer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha dentre as atividades seguintes as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o Professor”.

  1. 1.

    Escreva em letra de forma, no quadro: Cremos no dom da cura. Explique que Joseph Smith nos deu essa grande verdade como parte da sétima regra de fé. Peça às crianças que se levantem e repitam a frase. Ajude-as a decorarem-na, apagando uma ou duas palavras de cada vez. Peça às crianças que continuem a repetir a frase até que esteja totalmente apagada e decorada.

  2. 2.

    Cante ou repita as palavras da primeira estrofe de “Fé”, p. 50 (Músicas para Crianças), utilizando os gestos indicados abaixo. Lembre às crianças que a fé é importante na cura.

    Fé é saber que o sol (faça um círculo com os braços acima da cabeça)
    trará um novo amanhecer. (abaixe os braços lentamente chegando até os ombros)
    Fé é saber que Deus ouvirá (coloque a mão em forma de concha atrás do ouvido)
    a minha oração. (junte as mãos como em oração)
    Se às leis obedecer
    A fé irá crescer. (abra os braços indicando crescimento)
    Fé é a paz em meu coração (coloque as mãos sobre o coração)
    Quando bom procuro ser. (aponte para cima com o dedo indicador)
  3. 3.

    Conte a história de Jesus Cristo curando os nefitas, conforme encontrada em 3 Néfi 17:5–9. Se possível, utilize a gravura 317 do Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) para ilustrar a história. Peça às crianças que coloquem as mãos em si mesmas sobre as partes que Jesus curou, tais como olhos, ouvidos e pernas. Diga às crianças como deve ter sido maravilhoso para os nefitas quando Jesus os curou. Leia a última parte do versículo 8 em voz alta (a partir de pois vejo) e lembre às crianças que é importante ter fé em Jesus Cristo.

  4. 4.

    Faça uma cópia dos desenhos encontrados no fim da lição para cada criança. Distribua lápis de cor para que elas os pintem. Diga-lhes que usem os desenhos ao contar à família como os doentes podem vir a ser abençoados pelas bênçãos do sacerdócio.