Amai-vos Uns aos Outros

Primária 2: Conserva a Tua Rota A, 1995


Propósito

Ajudar as crianças a compreenderem que seguem o exemplo de Jesus Cristo e demonstram amor quando ajudam os outros.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Marcos 6:34–44; Lucas 17:11–19; João 13:15, 34–35 e 3 Néfi 17.

  2. 2.

    Faça um coração grande de papel para a atividade motivadora.

  3. 3.

    Faça uma cópia para cada criança da folha “Como Eu Vos Amei” e do quebracabeça do coração encontrados no final da lição. Se possível, faça a cópia do quebra-cabeça em papel colorido. Recorte o quebra-cabeça nas linhas pontilhadas.

  4. 4.

    Prepare-se para cantar ou repetir a letra de “Amai-vos Uns aos Outros”, p. 74 (Músicas para Crianças) e “Ama Sempre ao Teu Irmão”, p. 39 (Músicas para Crianças). A letra de “Amai-vos Uns aos Outros” está incluída no final deste manual.

  5. 5.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Bíblia e Livro de Mórmon;

    2. b.

      Cola;

    3. c.

      Gravura 2–36, Jesus Abençoando as Crianças Nefitas; gravura 2–45, Os Dez Leprosos [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 221]; gravura 2–47, Alimentando os Cinco Mil; gravura 2–54, A Última Ceia [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 225].

  6. 6.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

É Importante Ser Amado

Mostre o coração de papel para as crianças Em que vocês pensam quando vêem um coração? (Amor)

• Como vocês sabem que alguém os ama?

Deixe as crianças falarem a respeito de pessoas que as amam (tais como familiares, amigos e professores da Primária) e sobre como essas pessoas demonstram seu amor.

Saliente que todos precisamos saber que somos amados.

Jesus Cristo Ensinou-nos a Amarmos Uns aos Outros

Apresentação pelo professor

Explique que antes de Jesus Cristo viver na Terra, as pessoas viviam a lei do “olho por olho”. Isso quer dizer que se alguém fosse mau com você, você deveria também ser mau com aquela pessoa. Explique que quando Jesus veio à Terra, Ele ensinou às pessoas que deviam viver de maneira diferente.

História das escrituras

Mostre a gravura 2–54, A Última Ceia. Explique que, um pouco antes da crucificação, Jesus reuniu-se com seus discípulos e fizeram sua última refeição juntos. Essa refeição ficou conhecida como A Última Ceia. Durante essa refeição, o Salvador disse a Seus discípulos que logo os deixaria e deu-lhes algumas instruções.

Mostre a Bíblia e leia João 13:34–35 para as crianças. Explique que essas são as palavras de Jesus. Leia novamente a primeira parte do versículo (até o primeiro vos ameis uns aos outros).

• O que é um mandamento?

Mostre que nessa escritura Jesus não sugeriu meramente que amássemos uns aos outros; Ele nos deu o mandamento de amarmos uns aos outros. Se seguirmos Jesus, amaremos uns aos outros.

Música

Cante ou repita a letra de “Ama Sempre ao Teu Irmão” usando os gestos sugeridos:

“Ama sempre ao teu irmão”, (abra os braços)
Ensinou Jesus.
Com amor no coração, (coloque as mãos sobre o coração)
Temos sua luz. (abrace a si mesmo)

Jesus Cristo Demonstrou Amor pelos Outros Ajudando-os

Escritura

Leia João 13:15.

• O que significa ser um exemplo?

• Quem nos deu um bom exemplo?

Diga às crianças que Jesus Cristo disse as palavras na escritura que acabamos de ler. Explique que uma maneira pela qual Jesus deu um bom exemplo foi amando as outras pessoas e fazendo coisas boas por elas.

Histórias das escrituras e comentários Mostre a gravura 2–45, Os Dez Leprosos. Peça às crianças que contem a história ilustrada pela gravura (Ver Lucas 17:11–19).

• O que Jesus fez para ajudar os dez leprosos?

• Por que Ele os curou?

Mostre a gravura 2–47, Alimentando os Cinco Mil, e peça às crianças que contem a história ilustrada pela gravura (Ver Marcos 6:34–44). Ajude-as caso seja necessário.

• O que Jesus fez para ajudar as pessoas?

• Por que Ele as ajudou?

Mostre a gravura 2–36, Jesus Abençoando as Crianças Nefitas, e conte a história encontrada em 3 Néfi 17. Explique que estava na hora de Jesus deixar os nefitas no Continente Americano e voltar ao Pai Celestial, mas os nefitas não queriam que Ele se fosse (Ver 3 Néfi 17:4–5). Jesus ficou um pouco mais, curou todos os doentes e abençoou todas as crianças.

• Por que Jesus ficou com os nefitas?

• Por que Jesus curou os doentes e abençoou as crianças?

Mostre que em cada uma dessas histórias, Jesus Cristo ajudou as pessoas porque as amava. Mostramos às pessoas que as amamos, ajudando-as.

Seguimos o Exemplo de Jesus Cristo Quando Ajudamos os Outros

Escritura

Leia novamente João 13:35. Explique que ao demonstrarmos nosso amor pelas outras pessoas, elas saberão que seguimos o exemplo de Jesus Cristo.

Música

Cante ou repita a letra de “Amai-vos Uns aos Outros”.

História

Explique que seguimos o exemplo de Jesus Cristo e demonstramos amor pelas outras pessoas quando as ajudamos. Conte uma história a respeito de uma criança que fez algo bom por alguém para demonstrar amor por aquela pessoa. Você pode utilizar a seguinte história:

Pedrinho ficou muito doente e teve que ficar de cama durante muito tempo. Ele sentia falta de brincar com seus amiguinhos. Durante o período em que esteve doente, alguns de seus amigos vieram visitá-lo uma ou duas vezes. Seu amigo André, porém, visitava-o sempre. Muitas vezes, enquanto os meninos brincavam ao ar-livre, André estava perto de Pedrinho em seu quarto, conversando e rindo, ajudando o amigo a sentir-se melhor.

• O que André fez para demonstrar amor por Pedrinho?

• Como vocês acham que Pedrinho se sentia em relação a André? Como vocês acham que André se sentia em relação a Pedrinho?

Explique que há muitas maneiras pelas quais demonstramos nosso amor pelos outros ajudando-os. Podemos fazer coisas boas por nossas famílias, nossos amigos, pessoas mais velhas, pessoas doentes ou por qualquer outra pessoa que precise de nossa ajuda.

Atividade

Peça às crianças que prestem atenção enquanto você conta a primeira parte de uma situação que poderia acontecer com elas. Peça-lhes que terminem as situações dizendo o que fariam para demonstrar seu amor. As crianças podem dramatizar uma ou mais situações. Utilize as sugeridas a seguir ou crie suas próprias:

  1. 1.

    Você e seu pai estão na esquina esperando o ônibus. Você vê um homem idoso apressando-se para pegar o ônibus. Ele caminha com o auxílio de uma bengala e não consegue andar muito rápido. O ônibus chega e abre a porta. Ao subir os degraus, você tem certeza que ele não vai conseguir chegar até o ônibus a tempo.

    • O que você poderia fazer para demonstrar seu amor pelo homem?

  2. 2.

    Num domingo de manhã você está indo a pé para a Igreja quando vê uma mulher carregando um bebê num dos braços e alguns livros no outro.

    • O que você poderia fazer para seguir o exemplo do Salvador e demonstrar amor por aquela mulher?

  3. 3.

    Ao chegar em casa depois da escola, sua mãe está tentanto costurar. Seu irmãozinho caçula está fazendo pirraça e chorando porque quer que a mãe conte uma história para ele.

    • O que você poderia fazer para mostrar amor por sua mãe e por seu irmãozinho?

  4. 4.

    Num domingo na Primária, você conhece uma menina que veio de outro país. Ela é muito encabulada e não fala muito. Mais tarde você a vê de pé na porta da capela, chorando.

    • O que você poderia fazer para mostrar amor por aquela menina e ajudá-la?

Resumo

Atividade com o quebra-cabeça

Dê a cada uma das crianças uma cópia da folha com o coração e um conjunto com os pedaços do quebra-cabeça do coração. Ajude as crianças a montarem o quebra-cabeça e cole-o na folha com o desenho do coração. Com as crianças, repita as palavras do quebra-cabeça.

Deixe as crianças levarem suas cópias para casa. Incentive as crianças a contarem a sua família o que aprenderam hoje a respeito de demonstrar amor pelos outros.

Se o tempo permitir, peça a cada criança que diga o nome de uma pessoa que ela ama, mencionando uma maneira pela qual poderia demonstrar amor por aquela pessoa. Incentive as crianças a demonstrarem amor pelos outros, ajudando-os.

Testemunho

Testifique que o Pai Celestial e Jesus Cristo querem que amemos uns aos outros. Diga às crianças como você se sente quando demonstra amor pelos outros.

Convide uma criança para fazer a última oração. Sugira-lhe que peça ao Pai Celestial que ajude as crianças a demonstrarem amor pelos outros, do mesmo modo que o Salvador o fez.

Atividades Complementares

Escolha dentre as atividades seguintes as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Podê pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para mais informações, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o Professor”.

  1. 1.

    Peça às crianças que escrevam uma carta para alguém que amam, explicando o quanto elas se importam com aquela pessoa. As crianças mais novas podem fazer desenhos para as pessoas que amam. Incentive as crianças a mostrarem sua carta ou desenho às pessoas para quem elas escreveram a carta ou fizeram o desenho.

  2. 2.

    Conte a seguinte história a respeito de uma ocasião em que John Taylor, que veio a se tornar o terceiro Presidente da Igreja, demonstrou amor:

    Quando John Taylor era ainda menino, seu amigo Robert West morreu de uma doença séria. Após a morte do menino, seu pai, Allee West, mudou-se da cidadezinha onde moravam para tornar-se pastor de ovelhas. John sabia que Allee sentia-se solitário e pediu aos pais para visitá-lo. Os pais de John deram-lhe permissão e prepararam uma cesta com alimentos para que John levasse de presente para Allee.

    Levava o dia inteiro para John chegar até a casa de Allee e voltar, de modo que ele saiu bem cedinho. A caminhada era cansativa, pois havia diversos morros para atravessar. Num certo momento, enquanto descansava, John foi tentado a comer o que estava levando na cesta. Em vez disso, levantou-se e andou o restante do caminho o mais rápido possível.

    Allee ficou muito feliz ao ver John. Comeram o que estava na cesta juntos e conversaram muito. [Ver Deta Petersen Neeley e Nathan Glen Neeley, A Child’s Story of the Prophet John Taylor (Uma História do Profeta John Taylor Quando Criança), [Salt Lake City: Deseret News Press, 1960], pp. 12–18.]

    • O que fez John Taylor para mostrar amor pelo pai de seu amigo?

    • Como vocês acham que Allee West se sentiu a respeito do que John Taylor fez?

    • Como vocês acham que John Taylor se sentiu?

    Lembre às crianças que, quando demonstramos amor pelos outros, as pessoas que ajudamos ficam felizes e nós ficamos felizes também. 3. Ajude as crianças com a seguinte atividade com gestos:

    Jesus Ama Todas as Crianças

    Jesus ama as criancinhas (estenda os braços como que para indicar “todas”)
    Desde as bem pequenininhas (ponha a mão na altura do joelho para indicar o tamanho)
    Do bebê em seu bercinho, (indique com o movimento dos braços o embalar de um bebê)
    Ao menino crescidinho (levante a mão acima da cabeça).
    (Extraído de Finger Fun for Little Folk de Thea Cannon. Copyright © 1949 Standard Publishing Company, Cincinnati, Ohio. Usado com permissão.)
  3. 4.

    Peça a duas crianças que fiquem em pé diante da classe. Comente com a classe as muitas características que tornam essas crianças semelhantes, tais como terem dois olhos e dois ouvidos, gostarem de fazer a mesmas coisas ou serem membros da Igreja. Comente, a seguir, as coisas que as tornam diferentes, como, por exemplo, cor diferente de cabelo, diferentes passatempos e famílias de tamanhos diferentes. Diga que não existem duas pessoas totalmente iguais. Todos somos, de alguma maneira, diferentes de todas as outras pessoas.

    Explique que algumas pessoas são diferentes em coisas que nos deixam inseguros a respeito de como tratá-las. Pode ser que falem uma língua diferente, que tenham uma deficiência, ou que sejam diferentes de nós de qualquer outra maneira. Explique que Jesus Cristo ama todos e quer que nós também amemos todas as pessoas. Devemos amar e ajudar aqueles que parecem diferentes de nós assim como aqueles que são parecidos conosco.

    Caso desejem, cantem ou repitam a letra de “Eu Andarei Contigo”, p. 78 (Músicas para Crianças) ou “Nós Somos Diferentes” – (A Liahona, agosto de 1992).

    Eu Andarei Contigo

    Se teu andar não é como o meu,
    Muitos se afastarão de ti.
    Mas eu não! Eu não!
    Se teu falar não é como o meu,
    Muitos até rirão de ti.
    Mas eu não! Eu não!
    O meu amor demonstrarei,
    Contigo sempre estarei.
    Pois Jesus o seu amor
    A todos sempre ofertou
    E assim eu farei
    Ele a todos abençoa
    E nos diz: “Vem, segue-me”
    E assim eu farei E o seguirei.
    Contigo andando e falando,
    Meu amor demonstrarei.

    Nós Somos Diferentes

    Sei que és e sabes quem sou.
    Nós somos diferentes, todos podem ver.
    Sei quem és e sabes quem sou.
    E é assim que sempre deve ser.
    Dou-te a mão, a mão me dás.
    Nossos problemas nos ensinam a viver.
    Dou-te a mão, a mão me dás.
    E é assim que sempre deve ser.
    Gosto de ti e gostas de mim
    Nós, juntos, procuramos bem melhores ser.
    Gosto de ti e gostas de mim.
    E é assim que sempre deve ser.