Demonstrar Amor pelos Animais

Primária 2: Conserva a Tua Rota A, 1995


Propósito

Incentivar cada criança a mostrar respeito e bondade para com todas as criaturas vivas.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Gênesis 6:11–7:24; Isaías 11:6–9 e Lucas 12:6.

  2. 2.

    Faça uma cópia dos quadradinhos com animais, encontrados no final da lição (se não for possível fazer a cópia, retire as páginas do manual com cuidado). Corte os quadradinhos para separá-los. Guarde-os para utilização futura.

  3. 3.

    Prepare-se para cantar ou repetir a letra de “Tudo Que É Belo e Bom” (Cante Comigo, B–89).

  4. 4.

    Prepare-se para contar a respeito de uma ocasião em que você tenha sido (ou tenha visto alguém ser) bondoso para com um animalzinho.

  5. 5.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Bíblia;

    2. b.

      Papel e lápis de cor para cada criança.

    3. c.

      Gravura 2–72, Noé e a Arca com os Animais [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 103]; gravura 2–73, Criação – Os Seres Vivos [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 100]; gravura 2–74, Tabernáculo de Salt Lake [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 503].

  6. 6.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Os Animais São Importantes

Atividade motivadora

Misture os quadradinhos com os animais e coloque-os, virados para baixo, numa placa quadriculada sobre mesa ou no chão. Convide as crianças para que, cada uma por vez, virem dois quadradinhos com as gravuras para cima. Se os animais combinarem, peça à criança que os coloquem juntos num “desfile de animais”, ao lado da placa quadriculada. Se os dois animais não combinarem, peça à criança que vire novamente os cartões dos animais e os coloque no mesmo lugar. Continue até que os animais tenham sido combinados e colocados no desfile de animais.

Pergunte às crianças se os pares de animais no desfile as lembram de uma história na Bíblia. Se as crianças não se lembrarem da história da arca de Noé, dêlhes as seguintes pistas:

  • O Senhor mandou que alguém construísse alguma coisa;

  • Os animais vinham em pares;

  • Choveu durante quarenta dias e quarenta noites e a Terra ficou inundada.

História das escrituras

Mostre a gravura 2–72, Noé e a Arca com os Animais, e revise a história encontrada em Gênesis 6:11–7:24. Explique que Jesus Cristo queria que os animais fossem salvos do Dilúvio. Ele mandou Noé colocar os animais na arca e ajudou Noé a saber cuidar de tantos animais diferentes.

Jesus Cristo Criou os Animais

Atividade com gravura Mostre a gravura 2–73, Criação—Os Seres Vivos.

• Que animais estão na gravura?

• O que você gosta nesses animais?

Deixe as crianças falarem a respeito dos animais durante alguns minutos.

• Quem criou os animais?

Lembre às crianças que, sob a orientação do Pai Celestial, Jesus Cristo criou todos os animais.

Música

Cante ou repita a letra com as crianças de “Tudo Que É Belo e Bom”.

Tudo que é belo e bom
Foi Deus, Senhor, quem criou.
Grandes e pequenos também
Foi Deus, Senhor, quem criou.

Escritura

Lembre às crianças que aprenderam a respeito da segunda vinda de Jesus Cristo na lição passada. Lembre-as de que quando Jesus voltar, os animais serão tranqüilos e pacíficos. Leia Isaías 11:6–7 para descrever como os animais se darão bem quando o Salvador estiver novamente vivendo na Terra.

O Pai Celestial e Jesus Cristo Amam Todas as Criaturas

Escritura

Explique que o Pai Celestial e Jesus Cristo querem que cada criatura, mesmo as menores delas, sejam felizes. Eles consideram cada ser vivo muito importante.

Leia Lucas 12:6 em voz alta. Explique que essa escritura nos diz que, apesar de os passarinhos serem muito pequenos, o Pai Celestial e Jesus Cristo se importam com eles.

História

Mostre a gravura 2–74, o Tabernáculo de Salt Lake.

• Vocês já assistiram a um vídeo da conferência geral?

A conferência geral da Igreja é realizada nesse edifício chamado de tabernáculo, construído pelos pioneiros em Salt Lake City.

Mostre o telhado alto e as muitas portas do Tabernáculo e conte a seguinte história com suas próprias palavras:

Numa noite de primavera, as portas do Tabernáculo foram deixadas abertas para refrescar o prédio. Um passarinho entrou sem ninguém perceber e ficou lá dentro quando as portas foram fechadas.

Quando as pessoas que lá trabalhavam chegaram na manhã seguinte, a fim de preparar o local para um concerto, o passarinho ainda estava lá e passaram várias horas tentando fazer com que ele saísse. Chamaram pessoas especializadas para capturar o passarinho utilizando redes com cabos bem compridos.

Quando o gerente chegou, viu as pessoas com as redes tentando pegar o passarinho. Cada vez que corriam para um lado do prédio com as redes, o passarinho voava para o outro lado. Todas as portas do Tabernáculo foram abertas para que o passarinho saísse, mas ele estava tão assustado que nem notou.

Os especialistas haviam trazido armas com balas de festim e sugeriram usá-las para atirar no passarinho. O irmão John, gerente do Tabernáculo, não gostou da idéia. As balas poderiam causar danos ao edifício ou ao equipamento. Mais importante ainda, não achava que deveriam matar o passarinho. Ele se lembrava de um discurso feito pelo Presidente Spencer W. Kimball, o décimo segundo Presidente da Igreja, dizendo não ser correto matar passarinhos.

Os especialistas sugeriram também colocar comida envenenada para que o passarinho comesse. O irmão John também não concordou. Ele sabia, porém, que o pássaro tinha de ser removido logo dali, pois haveria um concerto importante naquela noite.

O irmão John afastou-se do grupo e fez uma rápida oração: “Pai Celestial, se esse pássaro é importante para Ti, faça-nos sentir o que devemos fazer para removê-lo daqui sem machucá-lo.”

Ao terminar a oração, o irmão John sabia o que fazer. Mandou os funcionários apagarem todas as luzes e fechar todas as portas, com exceção de uma.

O pássaro estava pousado sobre o órgão, mas quando as luzes se apagaram e se fecharam as portas, voou para fora imediatamente através da porta aberta. [Ver Ronald D. John, “A Sparrow in the Tabernacle” (Um pássaro no Tabernáculo), Ensign, junho de 1989, pp. 24–25.)

• Como o irmão John mostrou que se importava com o pequeno pássaro? (Ele orou para saber o que fazer, em vez de atirar nele ou envenená-lo.)

• Como vocês sabem que o Pai Celestial Se importou com o passarinho? (Ele ajudou o irmão John a saber como retirá-lo do Tabernáculo.)

Devemos Ser Gentis e Bondosos para com os Animais

Debate

Explique que o Pai Celestial e Jesus querem que nos importemos com animais da mesma maneira que Eles.

Convide as crianças a falarem a respeito de quaisquer animais de estimação que eles e sua família possuam. (Se não tiverem nenhum animal de estimação em casa, podem falar sobre os animais que gostariam de ter.) Peça às crianças que falem sobre como ajudam a tomar conta dos bichinhos. Peça-lhes que façam mímica das coisas que fazem ao cuidar dos bichinhos, como, por exemplo, darlhes de comer e de beber, penteá-los e conversar com eles.

História

Explique que o Profeta Joseph Smith, o primeiro Presidente da Igreja, também ensinou as pessoas a serem gentis e bondosas com os animais. Conte a seguinte história com suas próprias palavras:

O Profeta Joseph Smith estava acampado às margens de um pequeno rio com alguns homens. Ao montar sua barraca, o Profeta encontrou três cobras. Os outros homens queriam matar as cobras, mas o Profeta os impediu e disse-lhes que não machucassem as cobras. Os homens pegaram as cobras com galhos de árvore e, cuidadosamente, levaram-nas para o outro lado do rio. O Profeta disse aos homens que não deveriam matar cobras, pássaros e outros animais durante a viagem que estavam fazendo, a não ser que precisassem comê-los. (Ver History of the Church 2:71–72; ver também Spencer W. Kimball, Ensign, novembro de 1978, p. 45.)

Resumo

Lembre às crianças que Jesus Cristo criou todos os animais e todos os seres vivos da Terra como parte do plano do Pai Celestial.

Atividade

Peça às crianças que se levantem e repitam o versinho abaixo fazendo os gestos sugeridos:

Jesus ama os seres vivos (abra os braços)
Os elefantes, bem grandinhos (estique-se para cima, com os braços bem acima da cabeça)
Os peixes do oceano (junte as mãos e finja que elas são peixes nadando)
E até mesmo os ratinhos. (abaixe-se, encolhendo-se como se fosse um ratinho)
Ele ama os insetos (faça os dedos de uma mão andarem rapidamente sobre a palma da outra mão)
E também os passarinhos (mexa os braços como se fossem asas)
No frio e no calor, Todos sentem Seu amor. (coloque as mãos no coração)

Testemunho

Fale a respeito de uma ocasião em que você demonstrou, ou viu alguém demonstrando, bondade e gentileza para com um animal. Testifique que o Pai Celestial e Jesus Cristo amam todos os seres vivos da Terra e querem que sejamos bons para os animais.

Incentive cada criança a fazer alguma coisa boa para um animal na semana vindoura.

Atividade artística

Dê papel e lápis de cor para as crianças e peça-lhes que façam desenhos de alguma coisa que poderiam fazer para serem boazinhas com os animais.

Convide uma criança para fazer a útima oração.

Atividades Complementares

Escolha dentre as atividades seguintes as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para mais informações, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o Professor”.

  1. 1.

    Em suas próprias palavras, conte a história que o irmão John lembrou-se de ter ouvido o Presidente Kimball contar:

    “Lembro-me de ter cantado muitas vezes e bem alto:

    Não mate os passarinhos
    Que cantam nas árvores
    Durante todo o verão
    Sua doce canção.
    Não mate os passarinhos
    A Terra a Deus pertence
    Ele provê o alimento
    Dá a todos seu sustento.
    (Deseret Songs, 1909, nº 163.)

    “Eu tinha uma atiradeira que eu mesmo havia feito e que funcionava muito bem. Eu tinha que levar as vacas para pastar a mais ou menos um quilômetro e meio de casa. Havia grandes árvores à beira da estrada e lembro-me de que era uma grande tentação atirar nos passarinhos que “cantam nas árvores”, porque eu era um excelente atirador e conseguia acertar um mastro a cinqüenta metros de distância. Mas acho que por cantar “Não mate os passarinhos” todos os domingos, eu me controlava. (…) Não conseguia mais achar divertido ver um belo pássaro caído a meus pés. 2. Dê um pedaço de massa de modelar para cada criança e peça-lhes que façam seu animal predileto (a receita encontra-se na página 43). Deixe que as crianças levem os animais para casa para que os mostrem a seus familiares.

  2. 3.

    Deixe que cada criança faça mímica de seu animal favorito. Peça às outras crianças que tentem adivinhar que animal a criança está tentando imitar. Se as crianças não conseguirem descobrir qual é o animal, a criança que está fazendo a mímica pode dar algumas pistas.

  3. 4.

    Dê pistas às crianças a respeito de diferentes animais. Diga às crianças que levantem o braço quando souberem qual é o animal sendo descrito, mas que não digam nada. Peça a uma das crianças com o braço levantado que diga qual o animal em questão. Use as seguintes pistas ou crie outras a respeito de animais de sua região:

    • Dizem que sou o melhor amigo do homem,
    Embora os ladrões por inimigo me tomem. (Cachorro)
    • Sou pequena e compridinha,
    Se alguém me toca, fico toda enroladinha. (Minhoca)
    • A lagoa é meu lar,
    Gosto de coaxar e pular. (Rã)
    • Devagarinho vou eu andando,
    Minha casinha vou carregando. (Tartaruga)
    • Salto daqui, salto dali,
    Mil cenourinhas eu já comi. (Coelho.)
    • Minhas bananas sei descascar,
    E pelo rabo me pendurar. (Macaco)
    • Se subir nas minhas costas eu o levo a passear,
    Se quiser vou galopando, mas também sei trotar. (Cavalo)
    • Enquanto a cigarra canta, eu me ponho a trabalhar,
    Pois a minha comidinha é preciso armazenar. (Formiga)
    • Vivo numa fazenda, tenho o rabo enroladinho,
    Do meu lombo todos gostam, quando está bem assadinho. (Porco)
    • Gosto de brincar, de saltar e correr,
    Porém “Béé” e a única coisa que sei dizer. (Ovelha)

    [As pistas foram adaptadas de “Who Am I (Quem Sou Eu?), Children’s Friend, maio de 1956, p. 208.]

  4. 5.

    Revise a história de Valdir da lição 2 (Ver a página 7.)

    • Como Valdir mostrou bondade para com os animais?

  5. 6.

    Repita o jogo com os animais da Arca de Noé tantas vezes quanto as crianças queiram.

  6. 7.

    Ajude as crianças a fazerem um comedouro de pássaros bem simples. Passe geléia num objeto redondo ou num pedaço de pão de forma moldado num formato interessante. Passe o pão ou o outro objeto em alpiste. Com um cordão, pendure o comedouro de pássaros numa árvore, arbusto ou mastro. (Você talvez saiba fazer outros comedouros de aves com materiais encontrados em sua região.)