Lição 13: O Convênio Batismal

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar as crianças a compreender que, quando são batizadas, fazem um convênio com o Pai Celestial.

Preparação

Observação: Visto que esta lição pode precisar de muita adaptação para as crianças de quatro, cinco e seis anos, você pode esperar para dá-la quando elas estiverem quase prontas para o batismo.

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Mosias 18:8–10 e Alma 7:15–16.

  2. 2.

    Prepare as seguintes tiras de palavras:

    Obedecer aos mandamentos

    Ele perdoará

    Dom do Espírito Santo

    Viver com Ele para Sempre

  3. 3.

    Dobre duas tiras de papel no sentido do comprimento, escrevendo nelas o seguinte:

    paper sign
  4. 4.

    Prepare-se para ajudar as crianças a cantar ou repetir a letra de “Batismo” (Músicas para Crianças, p. 54.)

  5. 5.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Um Livro de Mórmon

    2. b.

      Uma faixa de papel para cada criança com as palavras: “Posso cumprir minhas promessas”.

    3. c.

      Figuras recortadas de um menino e uma menina (recortes 3-1 e 3-2).

    4. d.

      Um saco de papel onde caiba as tiras de palavras.

    5. e.

      Giz, quadro-negro e apagador.

    6. f.

      Escudo e anel CTR.

    7. g.

      Gravura 3-13, Menino Sendo Batizado; gravura 3-10, A Primeira Visão [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 403]; gravura 3-23, Criança Lendo as Escrituras; gravura 3-24, Criança Orando; gravura 3-25, Indo à Igreja; gravura 3-26, Criança Pagando o Dízimo; gravura 3-27, Emprestando o Velocípede; gravura 3-28, Escolhendo o que É Certo.

  6. 6.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Promessas e Convênios

Atividade motivadora

Convide uma das crianças para ajudá-lo. Diga-lhe que, se fizer o que pedir, você lhe dará algo especial. Peça-lhe que faça qualquer coisa simples, como dar duas voltas e depois apertar sua mão. Peça-lhe que prometa fazê-lo da melhor maneira possível e deixe-a fazer o que lhe foi pedido. Depois de terminar a tarefa, diga-lhe que cumprirá sua parte da promessa. Com um alfinete ou fita adesiva, prenda em sua roupa uma faixa com as palavras “Posso cumprir minhas promessas”. Diga às crianças que tanto você como quem ajudou cumpriram as promessas. Permita, então, que as outras crianças ganhem uma faixa igual fazendo a mesma coisa.

  • O que cada um de nós prometeu fazer?

  • O que aconteceu, quando cumpriram suas promessas?

História

Conte, em suas próprias palavras, a seguinte história:

Certa manhã, quando Estêvão estava prestes a sair para brincar, sua mãe deulhe um saco de maçãs.

“Este saco de maçãs é para a irmã Soares, lá no fim da rua. Poderia entregá-las, por favor?” pediu-lhe.

“É claro”, disse Estêvão, pegando o embrulho.

“Por favor, entregue as maçãs antes de ir brincar, e cuidado para não deixá-las cair”, advertiu a mãe. “Leve-as direto para a irmã Soares.”

“Prometo que vou fazer isso!”, disse Estêvão.

Quando saiu de casa com o saco de maçãs, dois de seus amigos já esperavam por ele. Estavam começando um jogo e queriam que ele participasse.

“Primeiro tenho que entregar estas maçãs”, respondeu Estêvão.

Um dos meninos disse: “Ora, você pode fazer isso mais tarde. Só temos uma hora para jogar e precisamos começar logo”.

“Não, vou fazer isso primeiro. Prometi para minha mãe.”

Enquanto andava, Estêvão começou a girar o saco de maçãs no ar e então se lembrou da promessa. Se virasse as maçãs com muita força, elas poderiam cair e ficar amassadas. Segurou, então, o embrulho com todo cuidado durante o resto do caminho até a casa da irmã Soares.

Ao entregar a encomenda à irmã Soares, Estêvão sorriu.

Debate da história

  • O que Estêvão prometeu a sua mãe?

  • Como acham que ele se sentiu, sabendo que tinha cumprido a promessa?

Debate no quadro-negro

Escreva promessa no quadro-negro e pergunte às crianças o que acham que significa. Diga que, quando você concorda com alguma coisa ou diz que vai fazê-lo, está fazendo uma promessa.

Debate de situação

Explique às crianças que existe outro tipo de promessa, uma promessa recíproca. Faça com que escutem cuidadosamente a seguinte situação para poderem dizer o que Joana e seu pai prometeram um ao outro:

Joana contou ao seu pai, com alegria, que o circo estava na cidade e perguntou-lhe se poderiam ir. O pai lembrou-lhe que, durante a ventania da noite anterior, o quintal tinha ficado cheio de sujeira e que precisava ser limpo e que, se cuidasse do quintal pela manhã, ele a levaria ao circo à noite. Joana prometeu que limparia o quintal. Tanto ela como o pai fizeram uma promessa recíproca.

  • Qual era a parte de Joana na promessa?

  • Qual era a parte de seu pai na promessa?

  • Se Joana quebrasse sua parte da promessa, seu pai ainda teria que cumprir a parte dele?

Debate no quadro-negro

Escreva convênio no quadro-negro. Faça com que as crianças a repitam com você.

  • O que é um convênio?

Diga que convênio é uma promessa recíproca. Quando você faz um convênio com alguém, concorda em fazer certas coisas, e a pessoa concorda em fazer outras.

Fazemos um Convênio no Batismo

Debate das escrituras

Diga às crianças que, quando tiverem oito anos, poderão fazer um convênio muito importante. Diga-lhes que ouçam a seguinte escritura, para que possam dizer com quem e como será feito o convênio. Leia e explique Alma 7:15, começando em “adiantai-vos”.

  • De acordo com esta escritura, com quem vocês fazem um convênio? (O Pai Celestial.)

  • O que precisam fazer, para mostrar que fazem o convênio com o Pai Celestial? (Ser batizados.)

Gravura e debate

Mostre a gravura 3-13, Menino Sendo Batizado. Diga que o convênio sobre o qual estamos falando é chamado de convênio batismal. Quando somos batizados, mostramos ao Pai Celestial que estamos fazendo um convênio com Ele. Prometemos fazer uma coisa, e o Pai Celestial promete fazer outra.

Música

Cante ou repita com as crianças a letra de “Batismo”:

Jesus foi a João Batista,
Na Judéia o encontrou,
Batizado foi por imersão
Nas águas do Rio Jordão.

Tiras de palavras e debate

Explique as seguintes informações e faça as perguntas. Permita que as crianças expliquem tanto quanto puderem. Ajude-as conforme necessário. Durante o debate, apresente as tiras apropriadas. Depois, dobre-as, colocando-as no saco de papel.

Quando somos batizados, prometemos ao Pai Celestial que obedeceremos a Seus mandamentos. (Mostre a tira de palavras.)

  • Quais são alguns dos mandamentos do Pai Celestial?

  • O que prometemos ao Pai Celestial quando somos batizados? (Obedecer aos mandamentos.)

Esta é nossa parte do convênio. Se cumprirmos nossa promessa, o Pai Celestial promete perdoar-nos quando nos arrependemos (mostre a tira de palavras) e dar-nos o dom do Espírito Santo (mostre a tira de palavras). Ele promete que viveremos com Ele para sempre (mostre a tira de palavras).

  • Qual é a parte do Pai Celestial no convênio? (Ele nos perdoará quando nos arrependermos. Dar-nos-á o dom do Espírito Santo. Permitirá que vivamos com Ele para sempre.)

Atividade

Mostre a gravura 3-10, A Primeira Visão, e as duas figuras recortadas. Peça a uma criança que mostre o Pai Celestial na gravura. Leia as duas frases do papel dobrado e peça a uma criança que coloque “Eu prometo” junto às figuras recortadas; peça, então, a uma criança que coloque “O Pai Celestial Promete” junto à gravura da Primeira Visão. Peça a cada criança que tire uma tira de papel do saco e a leia (ou dê a você para ler), e coloque-a em frente da frase correta. Repita a atividade, até que todos tenham participado pelo menos uma vez. Examine as duas listas. Diga que os mandamentos a que prometemos obedecer incluem os ensinamentos de Jesus Cristo que aprendemos na Primária e em casa.

Resumo

Gravuras

Mostre as seis gravuras ilustrando os mandamentos (gravuras 3-23 a 3-28), o escudo CTR e um anel CTR. Peça a cada criança que mencione um mandamento ilustrado pelas gravuras e pelo escudo. (As gravuras ilustram as idéias de ler as escrituras, orar, ir à igreja, pagar o dízimo, amar aos outros e escolher o que é certo. Ajude as crianças a entender que esses não são os únicos mandamentos a que prometemos obedecer. Você pode querer que elas sugiram outros.)

Encoraje as crianças a observarem seus anéis CTR e pensar em guardar sua promessa ao Pai Celestial sempre que olharem para o anel. Elas devem se lembrar de que ser batizada inclui a promessa de guardar os mandamentos.

Testemunho do professor

Acentue a importância de cumprir as promessas, especialmente as que fazemos ao nosso Pai Celestial. Preste testemunho de que o Pai Celestial ama a todas as crianças e deseja cumprir Sua parte do convênio batismal. Encoraje as crianças a prepararem-se para fazer o convênio batismal e obedecer a ele, cumprindo as promessas que fazem.

Convide uma criança para oferecer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o Professor”.

  1. 1.

    Prepare uma cópia de “Meu Convênio Batismal”, que se encontra no fim da lição, para cada criança. Leia-o com as crianças. Ajude cada criança, ou peça a cada uma que escreva seu nome na linha indicada. Encoraje-as a guardar o folheto em um lugar de destaque para que possam vê-lo com freqüência e pensar sobre ele.