Lição 16: Podemos Demonstrar Nossa Fé Sendo Obedientes

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar as crianças a compreender que podem demonstrar sua fé no Pai Celestial e em Jesus Cristo obedecendo aos mandamentos.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude o relato de Leí e sua família em 1 Néfi 1–2.

  2. 2.

    Objetos ou gravuras que representem os pertences da família de Leí entre os quais tiveram que escolher, ao se prepararem para ir para o deserto.

  3. 3.

    Prepare-se para cantar ou repetir a letra de “Fé” (Músicas para Crianças, p. 50).

  4. 4.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Livro de Mórmon;

    2. b.

      Gravura 3-39, Leí Profetiza ao Povo de Jerusalém [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 300]; e gravura 3-40, A Família de Leí Deixa Jerusalém [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 301]; e uma gravura do profeta atual;

    3. c.

      O escudo e anel CTR.

  5. 5.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Ser Obediente É uma Forma de Demonstrar Fé

Atividade motivadora

Cante ou repita a letra do hino “Fé”. Você poderá usar as atividades abaixo para as classes com crianças menores.

Fé é saber que o sol trará (faça um semicírculo com os braços acima da cabeça)
Um novo amanhecer. (os braços descem vagarosamente até o nível do ombro)
Fé é saber que Deus ouvirá (colocar as mãos em forma de concha atrás das orelhas)
A minha oração. (juntar as mãos como em oração)
Se as leis obedecer, (colocar a mão esquerda em forma de concha e fazer de conta que planta nela uma semente com a mão direita)
A fé irá crescer (a mão direita imita uma planta crescendo na mão esquerda em forma de concha)
A fé é a paz em meu coração (colocar as mãos sobre o coração)
Quando bom procuro ser. (tocar a cabeça com o indicador)

Quando o Pai Celestial e Jesus Cristo nos pedem que façamos alguma coisa, chamamos a isso de mandamento. Quando obedecemos aos mandamentos, demonstramos ao Pai Celestial e a Jesus que confiamos Neles. Sabemos que Eles nos amam e nunca nos pediriam que fizéssemos qualquer coisa que nos prejudicasse. Demonstramos nossa fé quando obedecemos.

Lembre às crianças que acreditar no Pai Celestial e em Jesus significa que temos fé. Embora não Os tenhamos visto em nossa infância, temos fé nos testemunhos de outros que Os viram. Cremos também que o Espírito Santo é real e que não tem um corpo de carne e ossos, mas é um personagem de espírito com a forma de um homem.

Regra de fé

Ajude as crianças mais velhas a decorar a primeira regra de fé. As mais jovens podem repeti-la com você, e talvez decorar parte dela.

Leí Demonstrou Sua Fé Sendo Obediente

Gravura e história das escrituras

Diga que somos filhos do Pai Celestial e podemos demonstrar que temos fé no Pai Celestial e Jesus Cristo. No Livro de Mórmon, um profeta chamado Leí demonstrou fé no Pai Celestial e Jesus, sendo obediente.

Conte a seguinte história das escrituras em suas próprias palavras:

Muito tempo atrás, seiscentos anos antes do nascimento de Jesus, um profeta chamado Leí vivia em Jerusalém com a família. O nome da mulher de Leí era Saria. Tinham quatro filhos, cujos nomes eram Lamã, Lemuel, Sam e Néfi.

Leí e sua família eram prósperos e viviam confortavelmente. Leí amava ao Pai Celestial e a Jesus. Tentava ensinar sua família a amá-Los e obedecer a Seus mandamentos.

Mostre a gravura 3-39, Leí Profetiza ao Povo de Jerusalém.

Naquela época, as pessoas que moravam em Jerusalém eram muito iníquas. Leí tentou ensiná-las a respeito do Pai Celestial, Jesus e dos mandamentos, mas as pessoas não queriam ouvi-lo.

Certo dia, quando Leí estava orando, teve um sonho ou visão. Viu muitas coisas maravilhosas. Viu também que Jerusalém seria destruída, a menos que o povo se arrependesse. Leí louvou ao Pai Celestial porque sabia que Ele desejava advertir às pessoas de Jerusalém. O Pai Celestial disse-lhe que avisasse ao povo sobre o que tinha visto. Leí fez como lhe foi mandado. Disse ao povo que Jerusalém seria destruída, a menos que se arrependessem.

  • O que Leí viu em sua visão? (Muitas coisas, incluindo a destruição de Jerusalém; ver Néfi 1:13.)

  • Como Leí sentiu-se depois da visão? (Louvou ao Pai Celestial; ficou feliz; ver 1 Néfi 1:14–15.)

Foi necessário coragem para dizer ao povo que se arrependesse de sua iniqüidade. No entanto, Leí acreditava que o Pai Celestial o protegeria. Assim, fez o que lhe fora mandado. O povo não quis ouvi-lo e caçoou dele, tentando matá-lo, porque não gostaram de ouvir que eram iníquos.

  • O que fez Leí para demonstrar sua fé no Pai Celestial? (Obedeceu e disse ao povo que se arrependesse; ver 1 Néfi 1:4, 18.)

  • O que fez o povo, depois que Leí lhe disse para se arrepender? (Caçoaram dele e desejaram matá-lo; ver 1 Néfi 1:19–20.)

  • Como vocês acham que Leí sentiu-se quando as pessoas não quiseram ouvilo?

Debate das escrituras

Algum tempo depois, o Pai Celestial falou a Leí. Diga às crianças o que Ele mandou que Leí fizesse. Leia 1 Néfi 2:1–2.

  • O que o Pai Celestial mandou que Leí fizesse? (Saísse de Jerusalém e fosse para o deserto.)

Diga que deserto geralmente é um lugar onde não mora pessoa alguma e não existem casas, edifícios ou estradas. O Pai Celestial ordenou a Leí e sua família que abandonassem tudo e fossem para um lugar onde teriam que viver sozinhos.

  • Por que foi mandado a Leí que tirasse sua família de Jerusalém? (Homens iníquos estavam planejando matar Leí, e a cidade iria ser destruída.)

Peça às crianças que prestem atenção ao que Leí fez, e então leia 1 Néfi 2:3–4.

  • O que Leí fez? (Embalou as coisas de que precisava para viver no deserto e tirou sua família de Jerusalém.)

Gravura e história das escrituras

Mostre a gravura 3-40, A Família de Leí Deixa Jerusalém.

Embora Leí tivesse morado em Jerusalém durante muito tempo, ele obedeceu imediatamente ao mandamento de abandonar sua casa. Leí e a família deixaram seu lar, suas terras, a maioria de suas roupas, seu ouro e prata e outros pertences. Levaram apenas alimentos, algumas roupas, tendas e outras coisas necessárias que podiam carregar em camelos ou jumentos. Partiram, então, e foram para o deserto.

Diga que não foi fácil para Leí partir, mas ele queria obedecer a este mandamento.

  • O que fez Leí que demonstrou que tinha fé no Pai Celestial e Jesus Cristo? (Ele foi obediente. Advertiu ao povo iníquo, e abandonou sua casa e pertences, indo para o deserto, porque lhe foi ordenado que o fizesse.)

Debate

Peça às crianças que façam de conta que eram membros da família de Leí.

Sugira que pensem no que levariam, se fossem para o deserto. Diga-lhes que lhe expliquem o que gostariam de levar e o que deixariam para trás. Você poderia mostrar várias coisas ou gravuras de objetos que representem as coisas entre as quais a família de Leí teve que escolher; por exemplo, um anel poderia representar as jóias, uma moeda, dinheiro, uma maçã poderia indicar alimentos. Deixe que as crianças escolham o que a família de Leí precisava. Lembre as crianças de que eles só podiam levar poucas coisas.

Atividade

Deixe que as crianças decidam o que escolheriam levar com elas se fossem para o deserto com Leí. A primeira criança diz, então: “Se eu fosse para o deserto com Leí, levaria __________”. (A criança preencherá o espaço em branco com o que quer que tenha escolhido levar.) A segunda criança repete o que disse a primeira e então acrescenta uma outra coisa que tenha escolhido. Cada criança repete sucessivamente todas as coisas anteriores e acrescenta outra por sua conta. Continue, até que todas as crianças (e o professor) tenham tido pelo menos uma oportunidade de participar.

  • Como vocês acham que se sentiriam, sabendo que nunca mais veriam seus amigos e suas coisas?

  • Como acham que a família de Leí se sentiu?

Foi preciso ter muita fé para obedecer ao Pai Celestial e sair de Jerusalém. Leí e sua família receberam bênçãos por terem sido obedientes.

Quando Conservamos Nossa Rota, Somos Obedientes

Atividade de representação

Mostre o escudo e anel CTR.

  • O que representam as letras C T R? (Conserva tua rota.)

Diga às crianças que conservar a rota significa fazer o que o Pai Celestial e Jesus Cristo querem que façamos.

Conte as seguintes histórias em suas próprias palavras, fazendo com que as crianças representem as situações.

  1. 1.

    A caminho de casa, você e seus amigos passam pelo quintal de um vizinho. Há no quintal, uma árvore cheia de frutas gostosas. Seus amigos querem que você entre com eles para pegar algumas frutas para comer. Dizem que há tantas que algumas não farão falta.

    • O que o Pai Celestial e Jesus querem que você faça?

    Diga às crianças que, quando conservam sua rota escolhendo o que é certo, estão sendo obedientes e demonstrando fé no Pai Celestial e em Jesus Cristo.

  2. 2.

    Você quer brincar com seu brinquedo favorito, mas seu irmão está com ele.

    • O que o Pai Celestial e Jesus querem que você faça?

    Diga que, quando fazemos o que o Pai Celestial e Jesus querem que façamos, estamos conservando nossa rota.

    Se o tempo permitir, você poderá mostrar a foto do profeta e perguntar às crianças o nome de algumas coisas que ele nos pediu que fizéssemos. Debata como obedecer a esses mandamentos pode trazer-nos bênçãos.

Resumo

Mostre novamente o escudo e anel CTR e lembre às crianças de que sempre devem conservar sua rota escolhendo o que é certo. Quando conservam sua rota escolhendo o que é certo, estão obedecendo. Quando obedecem, estão demonstrando ao Pai Celestial e a Jesus que têm fé Neles.

Convide uma criança para oferecer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o Professor”.

  1. 1.

    Convide uma pessoa que seja membro de sua ala ou ramo para contar como a obediência a ajudou. Um ex-missionário, um novo converso ou alguém que tenha passado pelo templo há pouco tempo seriam escolhas adequadas. Obtenha a aprovação da presidente da Primária e do líder do sacerdócio, antes de fazer o convite.

  2. 2.

    Reúna várias coisas que ofereçam proteção, como sapatos, chapéu, guardachuva, etc. Tenha objetos suficientes para que todas as crianças de sua classe possam participar. Peça às crianças, uma de cada vez, que escolham um objeto e digam que tipo de proteção ele oferece (os sapatos protegem os pés e assim por diante). Diga às crianças que, quando obedecemos aos nossos pais e líderes, também somos protegidos. Fale a respeito de regras e de como podem ser uma proteção.

  3. 3.

    Levante as mãos e mostre às crianças como você consegue movimentar os dedos. Diga que consegue movimentar suas próprias mãos e dedos, mas não os de outra pessoa. Peça às crianças que levantem as mãos, movimentem os dedos, e abram e fechem as mãos. Ajude as crianças a entender que quando dizem às mãos que conservem sua rota, escolhendo o que é certo, estão obedecendo.

  4. 4.

    Cante ou repita a letra da segunda estrofe de “Minhas Mãos São Pequenas”.

    Ao Pai eu dou graças com grande fervor,
    Por estas mãozinhas tão cheias de amor;
    E ajuda lhe peço pra não esquecer
    Que preciso ensiná-las a obedecer.
    (Músicas para Crianças, p. 126)
  5. 5.

    Encontre todas as maneiras de conservarmos nossa rota presentes na décima terceira regra de fé. Faça com que as crianças participem da procura. Deixe que elas contem as maneiras, indiquem-nas e as repitam. Encoraje as crianças para que consigam decorar uma expressão ou duas que sejam importantes para elas.