Lição 23: Perdoar Uns aos Outros

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar cada criança a ter o desejo de seguir o mandamento de perdoar aos outros.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Doutrina e Convênios 64:9.

  2. 2.

    Escreva zangado ou feliz no verso do recorte de rosto adequado (recorte 3-6).

  3. 3.

    Esteja preparado para ajudar a classe a revisar a história de Alma, o filho (ver Mosias 27; lição 22).

  4. 4.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Doutrina e Convênios;

    2. b.

      Recortes de Alma, o filho (recorte 3-3), os quatro filhos de Mosias (recorte 3-4) e os rostos zangado e feliz (recorte 3-6);

    3. c.

      Alguma coisa de cor vermelha ou escarlate, como um pedaço de pano ou papel, e uma branca. Certifique-se de que o objeto branco esteja tão limpo quanto possível.

  5. 5.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que vá utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Podemos Seguir Jesus Cristo

Atividade motivadora

Diga às crianças que gostaria de que fizessem o que você fizer. Peça que o imitem quando você se levantar, se espreguiçar, sorrir, sentar e cruzar os braços.

Diga que, por terem feito tudo o que você fez, elas o estavam seguindo. Ao seguirmos alguém, fazemos as mesmas coisas que ele.

Diga-lhes que as ajudará a aprender um modo muito importante pelo qual podem seguir Jesus.

Jesus Nos Ama e Perdoa

Revisão da história

Peça à classe que conte brevemente a história da conversão de Alma, o filho, como se lembrarem. Elas poderão usar os recortes, se quiserem.

Ajude-as a apresentar o seguinte:

  1. 1.

    Inicialmente, Alma não acreditava que Jesus Cristo era o Salvador. Ele convencia as pessoas a fazerem muitas coisas iníquas. Ensinava que os mandamentos e a Igreja de Jesus Cristo não eram verdadeiros.

    • Como vocês acham que o pai de Alma e os membros da Igreja se sentiam?

  2. 2.

    Embora Alma fosse muito iníquo e fizesse muitas coisas que eram erradas, Jesus Cristo ainda assim o amava.

    • Como Jesus demonstrou Seu amor por Alma, o filho? (Ele ordenou-lhe que se arrependesse; ver Mosias 27:11–16. Jesus também demonstrou Seu amor, expiando por todos os pecados. Isto tornou possível a Alma arrepender-se e ser perdoado.)

    • Como o pai de Alma e as pessoas da Igreja demonstraram seu amor por Alma? (Eles oraram e jejuaram pela sua recuperação; ver Mosias 27:21–24.)

  3. 3.

    Alma, o filho, sentiu-se triste pelo que tinha feito e arrependeu-se.

    • O que fez Jesus Cristo, depois que Alma, o filho, se arrependeu? (Ele perdoou a Alma; ver Mosias 27:28.)

    • O que fez Alma, o filho, depois que se arrependeu? (Viajou pelo país e contou ao povo o que havia acontecido com ele. Ensinou-lhes a verdade sobre Jesus Cristo e a Igreja; ver Mosias 27:32.)

Diga que, da mesma forma que Jesus Cristo amava e perdoou a Alma, o filho, Ele sempre nos ama e nos perdoará quando nos arrependermos pelo que fizermos de errado.

Devemos Perdoar aos Outros

Debate

  • Como vocês se sentem quando alguém os empurra ou machuca?

  • Como se sentem quando alguém zomba de vocês ou os chama de nomes feios?

  • Como se sentem quando as outras crianças não deixam que brinquem com elas?

  • Como se sentem quando alguém quebra alguma coisa que lhes pertence?

Permita que sejam dadas respostas para cada pergunta. Diga que, quando alguém nos trata mal ou nos fere, geralmente nos sentimos zangados ou feridos em nosso íntimo.

Mostre o rosto zangado recortado. (As classes com crianças mais velhas podem usar o lado do círculo com a palavra.)

Debata com as crianças como se sentem quando estão zangadas.

Tente enfatizar que nos sentimos tristes quando ficamos zangados com alguém.

  • O que este sentimento de zanga faz com que vocês tenham vontade de fazer? (Tente salientar a idéia de que a zanga não nos faz desejar agir como o Pai Celestial e Jesus Cristo querem que ajamos.)

    Diga que Jesus nos disse que devemos perdoar aos outros, assim como Ele nos perdoa. Ele sabe que nem sempre é fácil perdoar aos outros quando nos sentimos feridos, mas Ele quer que sigamos o Seu exemplo.

  • O que significa perdoar? (Quando o Salvador nos perdoa, Ele cancela qualquer punição exigida para um pecado que tenhamos cometido, se nos arrependermos. Ele nos ajuda a viver mais retamente. Quando perdoamos aos outros, demonstramos nosso amor por eles e não guardamos rancor deles por alguma coisa ruim que nos tenham feito.)

    Mostre às crianças o objeto cuja cor é vermelha ou escarlate. Depois, leia-lhes o seguinte, em Isaías 1:18: “Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve”.

  • O que vocês acham que significa este versículo? (Lembre às crianças que o branco é uma cor freqüentemente usada para representar a pureza.)

    Substitua o objeto vermelho por um branco. Diga que, assim como você substituiu um objeto vermelho por um branco, que simboliza a pureza, também o Salvador tornará pura e limpa a pessoa que se arrepender.

Peça a uma criança mais velha que leia o seguinte em Doutrina e Convênios 64:9, ou leia-o você mesmo: “Portanto, digo-vos, que deveis vos perdoar uns aos outros”.

  • Quando outras pessoas nos ferem ou são maldosas de alguma forma, o que devemos fazer para cumprir o mandamento de perdoar dado por Jesus Cristo? (Perdoar-lhes e amá-las.)

Diga que, para sermos amáveis e estarmos prontos a perdoar, devemos:

  1. 1.

    Livrarmo-nos do sentimento de raiva e do desejo de nos vingarmos da outra pessoa;

  2. 2.

    Esquecer a maldade;

  3. 3.

    Tratar a pessoa com gentileza e amor;

Diga que, quando realmente perdoamos aos outros, estamos desejosos de esquecer o mal que nos fizeram e substituir nossa raiva por bondade e amor. Perdoar às outras pessoas inclui demonstrar grande amor por elas depois de perdoar-lhes.

Cubra o rosto zangado com o rosto feliz (ou use o lado do círculo com a palavra).

História e debate

Conte a seguinte história às crianças sobre um menino chamado João. Peçalhes que tentem imaginar como se sentiriam e o que poderiam fazer, se estivessem no lugar de João.

“João não era tão grande quanto os outros meninos. Alguns deles até zombavam dele por ser tão baixinho. Um menino grande chamado Paulo sempre caçoava dele e o empurrava para lá e para cá.”

  • Como vocês acham que João devia sentir-se? (Infeliz e zangado.)

“Certo dia, João estava caminhando pela encosta de uma montanha, a procura de pedras diferentes. Ele fazia coleção de pedras (…). Ele já possuía diversas pedras bonitas em casa e estava procurando mais algumas (…).

De repente, ouviu uma voz conhecida. Era Paulo. Ele também estava procurando pedras. Paulo disse a João que saísse do caminho, porque ele havia chegado primeiro e começou a correr atrás de João pela encosta abaixo. (…). Logo João ouviu gritos angustiados vindos de cima, da montanha. Correu para lá e viu Paulo passando por uma dor terrível. Havia ferido o pé gravemente.”

  • Como vocês acham que João sentiu-se quando Paulo começou a correr atrás dele e lhe disse que saísse de lá?

  • Como vocês acham que João deve ter-se sentido, quando viu Paulo gravemente ferido no pé?

Peça às crianças que ouçam o resto da história e descubram o que João fez:

“João tentou ajudar Paulo (…) mas não era forte o suficiente (…). Colocou Paulo na posição o mais confortável possível e foi procurar ajuda.

João trouxe seu pai e juntos puderam levar Paulo (…) montanha abaixo. Levaram-no para a casa deles. A mãe de João ajudou a fazer um curativo no pé de Paulo. João ofereceu-se para dividir sua coleção de pedras com Paulo porque as pedras dele tinham-se perdido na queda.

Paulo se desculpou com João pelas coisas maldosas que havia feito. João alegrou-se e os dois tornaram-se bons amigos.” [Adaptado de Andai em Seus Caminhos: Manual Básico para Crianças, Parte A (1979), pp. 151-52.]

  • Como João cumpriu o mandamento de perdoar? (Teve o espírito de perdão e tratou gentilmente alguém que tinha sido mau para ele.)

  • O que fez João, para demonstrar que tinha o espírito do perdão? (Tentou ajudar Paulo. Foi buscar seu pai para ajudar Paulo. Tornou-se amigo de Paulo.)

  • Vocês acham que foi fácil para João esquecer as coisas más que Paulo havia feito para ele e ajudá-lo?

Diga que, embora deva ter sido muito difícil para João esquecer as coisas más que Paulo tinha feito, seguiu o mandamento de Jesus Cristo e perdoou.

Representação

Peça às crianças que dramatizem uma ou mais das seguintes situações. Permita que todas as crianças da classe participem. Deixe-as expressar os sentimentos que poderiam ter na situação e peça-lhes que expliquem o que devem fazer para seguir o mandamento e perdoar. Tente ajudar as crianças a entender que precisam substituir a raiva pelo amor e bondade, esquecer a grosseria e tratar a pessoa bondosamente. Use as perguntas a seguir para cada situação como um guia.

  1. 1.

    Júlia e Tereza estão jogando bola. Suzana chega correndo e derruba Júlia. Ao cair, ela machuca o joelho. Mais tarde, naquele mesmo dia, Suzana vai à casa de Júlia e pergunta se pode jogar bola com Júlia e Tereza.

    • Como Júlia se sentiu quando Suzana a derrubou?

    • O que Júlia deveria fazer para demonstrar que perdoa a Suzana, quando ela vem e pede para jogar bola? (Procure convencer as crianças de que devemos perdoar a todos, mesmo que não nos peçam perdão ou desculpas por seus erros.)

  2. 2.

    André e Tiago estão jogando. André está ganhando. Tiago fica zangado, afasta o jogo dele bruscamente e sai correndo. No dia seguinte, pede a André que jogue novamente com ele.

    • Como acham que André se sente, quando Tiago empurra o jogo?

    • O que André deve fazer quando Tiago quer jogar novamente? (Enfatize novamente que devemos perdoar a todos, que nos peçam desculpas ou não.)

  3. 3.

    Ao vir da escola para casa, Alice pára em casa de seu primo Mateus para visitá-lo. Leva na mão um presente para sua mãe. Mateus tira-o de sua mão, mas deixa-o cair, e o presente se quebra. Naquela noite, Mateus vai até a casa dela e pede desculpas.

    • Como Alice deve sentir-se?

    • O que deve fazer quando Mateus vem a sua casa?

Resumo

Apresentação pelo professor

Conclua dizendo às crianças que, quando seguimos alguém, fazemos as mesmas coisas que a pessoa. Se quisermos seguir Jesus Cristo, precisamos seguir Seu mandamento de perdoar aos outros. Se adequado, você poderá contar às crianças uma experiência que tenha tido em que perdoou a alguém e sentiu-se melhor por tê-lo feito. (Não use o nome de pessoas que as crianças possam conhecer pessoalmente.) Recorde com as crianças o que precisam fazer para perdoar:

  1. 1.

    Precisamos livrar-nos da raiva e do desejo de ser maus para a outra pessoa;

  2. 2.

    Precisamos esquecer a maldade;

  3. 3.

    Precisamos tratar a pessoa com bondade e amor.

Convide as crianças a se lembrarem de perdoar aos outros durante a semana e virem na próxima semana, preparadas para contar à classe como se sentiram ao perdoar a alguém.

Convide uma criança para oferecer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o professor”.

  1. 1.

    Peça a uma das crianças menores que tente dizer uma palavra bem grande, como hipopótamo. Explique-lhes que algumas palavras são difíceis de dizer. Diga que pode ser difícil dizer “Eu perdôo a você”, quando alguém nos faz ficar zangados ou tristes. Diga às crianças que, às vezes, aquelas palavrinhas podem transformar a tristeza em alegria.

  2. 2.

    Cante ou repita a letra de “Faze-me, ó Pai, Perdoar” (Músicas para Crianças, p. 52); a letra acha-se incluída no fim deste manual.

  3. 3.

    Faça a seguinte atividade com as crianças. (Você pode também usar meias nas mãos para fazer fantoches, colocando pequenos olhos nas meias.)

    Dois amiguinhos, começaram a brigar (levante as duas mãos com o punho fechado)
    E nem pareciam um do outro gostar. (sacuda os punhos um contra o outro)
    Não estavam felizes os dois amiguinhos,
    Brigando assim por simples carrinhos.
    Então um deles, envergonhado, o rosto escondeu; (abaixe o pulso direito e afaste-o)
    E o outro logo tudo compreendeu. (abaixe o pulso esquerdo e afaste-o também)
    O primeiro amigo, arrependido,
    Sentiu-se melhor por perdão ter pedido. (bata palmas)
    “Perdoe-me também”, pediu o segundo,
    “Vamos ser os melhores amigos do mundo”. (cruze os braços como se abraçasse alguém e sente-se)
  4. 4.

    Faça marcas leves de lápis num pedaço de papel (ou marcas de giz num quadro-negro, a fim de representar más ações e escolhas. Apague-as, então, completamente, de modo que não fique marca alguma. Diga que, quando nos arrependemos, é como se Jesus Cristo apagasse nossos pecados, de modo que não fique nenhum sinal deles. (Você pode treinar fazer isso antes da aula.)