Lição 24: O Senhor Ajuda os Missionários

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar cada criança a entender que Jesus Cristo ajuda os missionários a ensinar os outros sobre Sua Igreja.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Alma 17–19.

  2. 2.

    Escolha, em sua ala, um missionário que esteja atualmente em missão, ou um outro que você conheça, a quem possa enviar uma carta. Esteja preparado para ajudar as crianças a pensarem em alguma coisa para escrever ou desenhar, a fim de mandar ao missionário.

  3. 3.

    Prepare-se para cantar ou repetir a letra de “A Sétima Regra de Fé” (Mais Hinos para Crianças, p. 39; a letra é igual à regra de fé) e “Levaremos ao Mundo a Verdade” (Músicas para Crianças, p. 92).

  4. 4.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Livro de Mórmon;

    2. b.

      Um pedaço de papel e um lápis preto ou de cor para cada criança;

    3. c.

      Prepare uma plaqueta de missionário;

    4. d.

      Gravura 3-50, Amon Defende os Rebanhos do Rei Lamôni [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 310].

  5. 5.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Jesus Cristo Ajudou Amon a Ser um Bom Missionário

Atividade motivadora

Convide um voluntário para ajudá-lo. Peça-lhe que fique em pé diante da classe e de frente para as outras crianças.

  • Do que é que (nome da criança) precisa para parecer um missionário?

Coloque uma plaqueta no menino ou menina. Diga às crianças que essas plaquetas são usadas para identificar os servos de Jesus Cristo. Lembre-as de como são sagrados os nomes Élder e Síster. Até as Autoridades Gerais são chamadas de Élder.

Debate

Pergunte às crianças quantas delas possuem irmãos, irmãs, avós ou outros parentes que estão servindo ou que já serviram como missionários de tempo integral. Deixe que as crianças falem sobre seus parentes que são ou foram missionários. Elas, provavelmente, desejarão falar sobre seus pais que fizeram missões. Pergunte-lhes onde seus pais ou outros parentes serviram e o que fizeram em sua missão.

Apresentação pelo professor

Diga às crianças que Jesus Cristo ama todas as pessoas da Terra. Ele deseja que todos conheçam Sua Igreja verdadeira. Ele fica feliz quando os missionários sentem vontade de ensinar a verdade às pessoas em todos os lugares.

Gravura e história

Mostre a gravura 3-50, Amon Defende os Rebanhos do Rei Lamôni. Com suas próprias palavras, conte a seguinte história de um jovem chamado Amon, que se tornou um bom missionário. (Ver Alma 17–19.)

Amon, príncipe nefita, era um dos filhos de um rei justo chamado Mosias. Amon preferiu ensinar os lamanitas sobre o evangelho de Jesus Cristo em vez de tornar-se rei.

Amon amava a Jesus Cristo e desejava servi-Lo bem. Orava e jejuava para que o Espírito o acompanhasse e o ajudasse.

Quando Amon foi até os lamanitas, eles o amarraram e levaram-no até o rei porque pensavam que ele era um inimigo. Amon pediu para ser um servo do rei. O Rei Lamôni gostou de Amon e permitiu que ele vivesse.

Certo dia, quando Amon e alguns dos outros servos estavam levando as ovelhas do rei para beber água, alguns dos inimigos do rei vieram e dispersaram as ovelhas. Os servos do rei amedrontaram-se. Sabiam que o rei mandaria matá-los se as ovelhas fossem roubadas ou perdidas.

Quando Amon ouviu isso, disse aos servos que os ajudaria. Disse-lhes que reunissem os rebanhos e que ele cuidaria dos ladrões. Sabia que o Espírito o ajudaria.

Quando os ladrões viram Amon vindo em sua direção, não se amedrontaram porque havia muitos deles e Amon estava sozinho. Os ladrões não sabiam que o Espírito estava ajudando Amon. Ele começou a atirar pedras neles com sua funda com tal poder e força que os surpreendeu. Eles logo descobriram que, embora Amon conseguisse atingi-los, eles não conseguiam atingi-lo com suas pedras. O Espírito o estava protegendo.

Os ladrões atacaram Amon com suas clavas. Mas Amon recebeu uma força tão grande do Senhor que cortava o braço de cada homem que levantava a clava para matá-lo. Os ladrões ficaram tão amedrontados que fugiram. Amon conseguiu proteger os rebanhos do rei porque o Senhor o ajudou.

Debate

  • Como o Espírito ajudou Amon? (Ele protegeu Amon dos ladrões e deu-lhe força e poder de que precisava para vencê-los.)

Diga que os missionários hoje em dia não precisam lutar ou batalhar antes de poderem ensinar os outros a respeito da Igreja do Salvador. Amon só lutou porque precisava proteger as ovelhas do rei.

Diga que o Rei Lamôni ficou desejoso de ouvir Amon quando tomou conhecimento do que ele havia feito. Ele soube que Amon era um servo leal. Soube que podia confiar em Amon para ensinar-lhe a verdade. Amon falou ao rei e a seu povo sobre o evangelho de Jesus Cristo.

Escritura

Leia a primeira frase de Alma 18:33. Estas foram as palavras ditas pelo Rei Lamôni depois de ouvir Amon falar.

Diga às crianças que a fé que o Rei Lamôni tinha era tão forte, que ele não queria mais praticar o mal. Acreditou no Pai Celestial e em Jesus Cristo e desejou seguir Seus ensinamentos. O rei ficou tão feliz de aprender sobre o evangelho, que começou a ensinar ao povo tudo o que Amon lhe havia ensinado.

Leia Alma 19:35 para as crianças a fim de descobrir o que aconteceu por ter o Espírito ajudado Amon a ser um bom missionário.

O Espírito Ajuda os Missionários Atualmente

Diga que, da mesma forma que Amon foi um bom missionário para a Igreja em sua época, hoje em dia muitos missionários em todo o mundo estão ensinando as pessoas a respeito da verdadeira Igreja. O Espírito os está ajudando. Ele ajudou a Amon.

Música

Cante ou repita com as crianças a letra de “Levaremos ao Mundo a Verdade”.

Tal como Néfi somos nascidos
de pais bondosos que amam a Deus,
Que desde a infância nos ensinaram
a seguir os caminhos Seus.
Somos como o exército de Helamã
Na nossa infância aprendemos:
Devemos ser fiéis missionários
E ao mundo a verdade levar.

(Letra de Janice Kapp Perry. © 1983 Janice Kapp Perry. Usado com permissão.)

História

Conte a seguinte história de como o Espírito ajudou um missionário:

Certo jovem foi chamado para servir como missionário na Bolívia. Foi enviado para servir em uma área onde não havia muitas pessoas que queriam ouvir o evangelho. Ele e o companheiro trabalhavam muito, mas não tinham grande sucesso. Então, certa noite, começou a chover muito. O pequeno rio que atravessava a cidadezinha subiu como nunca acontecera antes. A única ponte que ligava a cidade à estrada principal foi levada pela correnteza. Ficou tudo confuso.

O jovem missionário viu algumas pessoas que precisavam de ajuda. Orou rapidamente pedindo ajuda ao Pai Celestial e atirou-se na água para ajudá-las. O Pai Celestial ajudou-o a salvar muitas vidas, ajudar várias pessoas que se haviam machucado e alimentar outras que estavam com fome.

Por causa dessa grande ajuda, as pessoas que antes não queriam ouvi-lo e a seu companheiro, começaram agora a dar ouvidos ao que eles diziam. Aprenderam a amá-lo e até vieram bater a sua porta. Elas aceitaram seu testemunho de Jesus Cristo e do evangelho restaurado por intermédio do Profeta Joseph Smith. Em apenas alguns meses, ele ajudou a trazer muitas pessoas para a Igreja. (Ver F. Melvin Hammond, “You Can Make a Difference” (Você Pode Fazer Diferença) [New Era, março de 1991], pp. 44–47.)

  • Como o Pai Celestial ajudou este missionário?

Diga às crianças que o Pai Celestial e Jesus Cristo amam os missionários e ajudam-nos a ensinar os outros sobre a Igreja. Os missionários oram e às vezes jejuam para ficar perto do Pai Celestial e de Jesus Cristo e para ter sempre o Espírito com eles.

Regra de fé

Diga que os membros da Igreja, e especialmente os missionários, freqüentemente recebem dons espirituais. A sétima regra de fé menciona alguns desses dons.

Ajude a classe a repetir algumas vezes a sétima regra de fé. Depois, dê destaque às seguintes palavras:

“Cremos no dom das línguas, (…) [e na] interpretação das línguas.”

História

Diga à classe que a seguinte história é o exemplo de um missionário que recebeu o dom das línguas. Diga que, quando o Élder Kikuchi, atualmente uma Autoridade Geral, era missionário, ele falava japonês e um pouco de inglês. Conte o seguinte:

“Tendo-se filiado à Igreja (…) o Élder Kikuchi aceitou um chamado para servir como missionário (…) e experimentou o que sente ser uma experiência espiritual significativa.

‘Eu já estava perto da metade de minha missão, servindo em Fukuoka, Japão, quando o Élder Gordon B. Hinckley, que acabara de receber seu chamado [como Autoridade Geral], visitou a missão. Ele era o supervisor de todo o Oriente e realizou uma reunião com os missionários.

Naquela época, eu conseguia dizer “bom dia”, “olá”, “como vai”, e “obrigado”, em inglês, mas isso era praticamente tudo o que eu sabia dizer nessa língua. Eu desejava desesperadamente entender o que se passava na reunião, pois podia ver que era uma reunião inspirada—eu sentia o Espírito, mas não compreendia as palavras.’

O Élder Hinckley prestou o testemunho e todos os outros missionários, um de cada vez, prestaram o deles—menos o Élder Kikuchi que estivera orando fervorosamente para entender. Finalmente, o Élder Hinckley levantou-se e disse que todos, menos um élder, haviam prestado o testemunho; então, convidou o Élder Kikuchi para falar.

‘Eu não sabia o que ele tinha dito’, narrou Élder Kikuchi. ‘Meu companheiro me cutucou e disse-me o que o Élder Hinckley queria. Levantei-me e me senti bem, mas durante o tempo todo eu estava como que rangendo os dentes, dizendo para mim mesmo: “Quero entender e compreender inglês, porque desejo ajudar a Igreja a crescer no Oriente”.

‘Comecei a falar em japonês e disse uma ou duas frases. Então, senti algo estranho. Simplesmente comecei a falar em inglês. Todos disseram mais tarde que falei um excelente inglês, mas eu não conseguia entender o que tinha dito. Creio que prestei meu testemunho.’

Depois de prestado o testemunho, o Élder Hinckley prometeu ao jovem missionário que ele seria abençoado. ‘Ele me disse que o Senhor estava-me preparando para alguma coisa maior, para ajudar no estabelecimento de Sião aqui (no Oriente) nesta parte da vinha’, disse o Élder Kikushi.” [Gerry Avant, “War’s tragedies lead to gospel” (As tragédias da guerra levam ao evangelho), Church News, 29 de outubro de 1977, p. 5]

  • Como Jesus Cristo ajudou o Élder Kikuchi em sua missão?

  • Como vocês se sentiriam se fossem o Élder Kikuchi e tivessem essa experiência?

Música

Ajude as crianças a cantar ou repetir a letra de “A Sétima Regra de Fé”.

Resumo

Atividade escrita

Diga às crianças que podem ajudar um missionário escrevendo-lhe uma carta. Diga-lhes qual o missionário você escolheu ou permita-lhes ajudá-lo a escolher um entre os missionários de sua ala que esteja servindo atualmente. Diga que os missionários gostam de receber cartas e que gostariam de ouvir que Jesus Cristo ajuda aos missionários. Deixe que as crianças pensem no que gostariam de escrever numa carta e escreva em grupo usando as idéias delas. Pode ser interessante que elas façam um desenho delas como missionárias para levar para casa ou para mandar junto com a carta.

Testemunho do professor

Preste o testemunho de que o Espírito ajuda os missionários a ensinar os outros a respeito do evangelho. Você poderá contar uma experiência em que o Espírito ajudou você ou alguma outra pessoa que você conheça a ensinar o evangelho.

Peça às crianças que sejam missionárias durante a semana vindoura, falando com as pessoas sobre o evangelho ou dando-lhes um exemplar do Livro de Mórmon. (Fale com o bispo ou presidente do ramo sobre um possível financiamento pelo orçamento da ala para este projeto da classe.)

Peça à criança convidada para oferecer a última oração que agradeça ao Pai Celestial por ajudar os missionários a ensinar outras pessoas sobre a verdadeira Igreja.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo, Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o Professor”.

  1. 1.

    Convide um ex-missionário para visitar sua classe e contar uma experiência em que tenha sido ajudado na missão. (Não deixe de obter a autorização do bispo se a pessoa não pertencer à ala.)

  2. 2.

    Cante ou repita com as crianças a letra de “Eu Quero Ser Um Missionário” (Músicas para Crianças, p. 91); a letra acha-se incluída no fim do manual. Você poderá usar esta música várias vezes durante a lição, se as crianças gostarem dela.

  3. 3.

    Fale com as crianças sobre diversas maneiras pelas quais se podem preparar agora para serem bons missionários. Ajude-as a entender que, quando fazem o que é certo e são bondosas para com os outros, estão-se preparando para ser bons missionários. Preste seu testemunho de que, quando estamos tentando fazer o que é certo, o Pai Celestial nos ajudará e abençoará.

  4. 4.

    Use a primeira e a quarta estrofes de “Histórias do Livro de Mórmon” (Músicas para Crianças, p. 62) como música ou uma atividade com gestos:

    No Livro de Mórmon nós podemos encontrar
    Toda a história de um povo muito singular
    Que a esta terra veio atravessando o mar
    Porque Deus suas vidas quis poupar.
    Foi Amon um grande missionário do Senhor
    E do Rei Lamôni um valente servidor
    Com grande bravura seus rebanhos defendeu
    Pois a ser justo e bom aprendeu.
  5. 5.

    Com crianças menores, use a letra de “Jesus Ama as Criancinhas” com os gestos indicados abaixo. Diga que, por Jesus Cristo amar a todos, quer que todos aprendam sobre Sua igreja verdadeira.

    Jesus ama as crianças de coração (abra bem os braços)
    Desde o mais pequenininho (indique com as mãos a altura de uma criança que bata em seus joelhos)
    Como o bebê em seu bercinho (junte os braços como se embalasse um bebê)
    E até mesmo o menino bem grandão. (levante as mãos bem alto)