Lição 28: Nossos Pais Ajudam-nos a Aprender

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar as crianças a entender como seus pais ou responsáveis podem ajudá-las a aprender a obedecer aos mandamentos.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Alma 53:10–22; 56:3–10, 46–48, 55–56; 57:24–25; Doutrina e Convênios 93:40 e Moisés 6:58.

  2. 2.

    Prepare-se para cantar ou repetir a letra de “Faz-me Andar Só na Luz” (Músicas para Crianças, p. 70); você poderá pedir a uma criança que cante a primeira estrofe, se for adequado para a classe.

  3. 3.

    Convide uma mãe para trazer seu bebê à primeira parte da aula. (Se isto não for possível, use a gravura da mãe e o bebê.)

  4. 4.

    Procure usar de tato, durante toda a lição, com as crianças que talvez não morem com os pais, ou cujos pais não os ensinem a obedecer aos mandamentos.

  5. 5.

    Materiais necessários:

    1. a.

      As obras-padrão;

    2. b.

      Um saquinho de feijão, bola pequena, ou outro objeto macio;

    3. c.

      Gravura 3-38, Os Dois Mil Jovens Guerreiros [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 313); gravura 3-5, Adão e Eva Ensinando Seus Filhos.

    4. 6.

      Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

Temos Pais para Nos Ajudar a Aprender

Atividade motivadora

Apresente a mãe e o bebê para as crianças. Deixe que as crianças observem o bebê brevemente e então pergunte:

  • O que pode o bebê fazer por si mesmo?

  • O que faz a mãe pelo bebê?

  • Como o bebê aprende a falar?

  • Como o bebê aprende a andar?

Diga que alguém tem de cuidar do bebê. Ele depende de seus pais para tudo. Eles amam o bebê e passam os dias e, algumas vezes, as noites cuidando dele.

  • Quais são algumas coisas que vocês aprenderam desde que eram bebês?

  • Quem os ensinou e cuidou de vocês?

Agradeça à mãe por ter vindo à aula com o bebê e permita-lhe sair agora.

Nossos Pais Nos Ajudam a Obedecer os Mandamentos

Gravura e história

Mostre a gravura 3-5, Adão e Eva Ensinando Seus Filhos.

O primeiro homem e mulher sobre a Terra, Adão e Eva, receberam o evangelho de Jesus Cristo que lhes instou a ensiná-lo a seus filhos. Leia Moisés 6:58 em voz alta, omitindo a última palavra.

  • Que mandamento Jesus Cristo dá aos pais? (Ensinar os filhos. As coisas que os pais devem ensinar são as verdades do evangelho; ver D&C 93:40.)

Música

Cante ou repita a letra de “Faz-me Andar Só na Luz”. Peça às crianças que prestem atenção para ver se podem dizer o que significa “andar na luz”.

Quero aprender a seguir ao Senhor,
Quero aprender a orar com fervor,
Quero saber que à glória conduz.
Faz-me, faz-me andar só na luz.
Vinde, filhinhos, eu vou ensinar
Os mandamentos que podem levar
De volta ao lar onde habita Jesus
Sempre, sempre andando na luz.
Bom Pai Celeste, queremos Te dar
Graças por Tua bondade sem par,
Por nos mandares Teu Filho Jesus,
Para, para que andemos na luz.
  • O que significa “andar na luz”? (Obedecer ao Pai Celestial.)

Diga que nascemos nesta Terra para aprender, e o Pai Celestial colocou-nos em famílias para que pudéssemos aprender com nossos pais. Os pais recebem o mandamento de ajudar-nos a nos preparar para que um dia possamos voltar a viver com nosso Pai Celestial.

História das escrituras e gravura

Diga que o Livro de Mórmon conta a história de alguns jovens cujos pais os ensinaram a obedecer aos mandamentos. Conte o seguinte com suas próprias palavras:

Lembre às crianças que os lamanitas que se converteram à Igreja chamavam-se a si mesmos de ânti-néfi-leítas para que não fossem confundidos com o resto dos lamanitas. Os ânti-néfi-leítas foram convertidos e fizeram uma promessa ou convênio com o Pai Celestial de que não usariam suas armas para lutar. Chegaram a enterrá-las, a fim de demonstrar que guardariam seu convênio.

Os nefitas forneceram terras para os ânti-néfi-leítas morarem e os protegiam dos lamanitas. Os ânti-néfi-leítas ficaram conhecidos por sua retidão e honestidade. Eles davam alimentos e roupas para ajudar os exércitos dos nefitas.

Passaram-se muitos anos. Os malvados lamanitas começaram a atacar novamente as terras nefitas, apossando-se de algumas de suas cidades. Os nefitas tinham dificuldades em proteger suas cidades. Quando os ânti-néfi-leítas viram que os nefitas estavam lutando muito para protegê-los e às cidades, ficaram muito preocupados. Os ânti-néfi-leítas ficaram imaginando se deveriam quebrar seu convênio e ajudar os nefitas a lutar.

Um corajoso líder nefita chamado Helamã disse-lhes que não quebrassem seu convênio. Ele sabia que era importante manter os convênios. Também sabia que essas pessoas justas tinham muitos filhos que eram jovens na ocasião em que o convênio fora feito.

Eles não haviam feito o convênio com o Pai Celestial; assim, podiam ajudar os nefitas a lutar para proteger suas cidades e seus pais. Dois mil desses jovens fortes se apresentaram como voluntários para lutar ao lado de Helamã.

Mostre a gravura 3-38, Os Dois Mil Jovens Guerreiros. Depois, continue a história.

Diga que esses jovens eram honestos e dignos de confiança. Suas mães lhes haviam ensinado a confiar no Pai Celestial e a obedecer aos Seus mandamentos. Esses jovens guerreiros sabiam que, se fizessem isso, o Pai Celestial os protegeria. Por acreditarem e seguirem os conselhos de suas mães, eles não tinham medo de seguir a Helamã. Lutaram muitas batalhas pelos nefitas. Lutaram bravamente e foram de grande ajuda para os exércitos nefitas.

Leia em voz alta Alma 56:47 para as crianças, começando em “eles tinham sido ensinados por suas mães” e continuando até o versículo 48.

Diga que Helamã amava tanto a esses rapazes quanto os pais amam a seus filhos. Depois de uma grande batalha, muitas pessoas tinham sido mortas. Helamã estava preocupado com que algum jovem tivesse sido morto. Quando foram contados, ficou feliz em saber que nenhum deles morrera. Por confiarem no Pai Celestial e seguirem aos ensinamentos de suas mães, o Pai Celestial protegeu esses jovens dos lamanitas.

Debate

Diga que podemos aprender os mandamentos por meio de nossos pais, da mesma forma que o fizeram esses jovens. Devemos, então, obedecer àquilo que nos foi ensinado. Ao nos ensinar a respeito dos mandamentos de nosso Pai Celestial, nossos pais nos ajudam a saber sobre o que precisamos fazer para manter os convênios que fazemos, ao sermos batizados.

  • Quais são alguns dos mandamentos que nos são ensinados por nossos pais e por outras pessoas? (Deixe que as crianças respondam. Acentue, em seu debate, os mandamentos de amar ao Pai Celestial e a Jesus Cristo, amar uns aos outros, honrar nossos pais, perdoar aos outros, ser batizados, orar, pagar o dízimo, jejuar, obedecer à Palavra de Sabedoria, ser honestos, guardar o dia santificado, freqüentar as reuniões da Igreja e estudar as escrituras.)

Resumo

Incentive as crianças a ouvir, quando seus pais as ensinam e a obedecer aos mandamentos. Encoraje-as a agradecer aos pais, quando lhes ensinarem sobre os mandamentos.

Testemunho do professor

Preste seu testemunho de que o Pai Celestial ama cada um de nós. Por causa desse amor, Ele ordenou a nossos pais terrenos que cuidassem de nós, tomassem conta de nós e nos ensinassem a maneira certa de viver. Quando nossos pais tentam viver da maneira que o Pai Celestial quer que vivam, podemos aprender com eles a sempre escolher o caminho certo.

Convide uma criança para oferecer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo, Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o professor”.

  1. 1.

    Peça às crianças que pensem em algumas coisas que seus pais lhes ensinaram a fazer. Depois, faça com elas a seguinte brincadeira:

    Diga: “Minha (mãe, meu pai ou meus pais) me ensinou a (exemplo: fazer um bolo).” Depois, chame a criança pelo nome, atire um saquinho de feijão para ela e pergunte: “O que seus pais lhe ensinaram a fazer?”

    A criança responde, dizendo: “Minha (mãe, meu pai, meus pais) me ensinou (exemplo: a escrever meu nome)”. A criança então, joga o saquinho de feijão de volta para você.

    Repita a brincadeira, até que cada criança tenha feito uma ou duas vezes.

  2. 2.

    Leia para as crianças o seguinte poema. Peça às crianças que se levantem e leia-lhes novamente o poema, instruindo-as a colocar as mãos na cabeça todas as vezes que ouvirem as palavras céu ou lar.

    Eu Tive um Lar no Céu

    Eu tive um lar no céu;
    Assim mamãe me contou;
    Vivia com o Pai Celestial
    E muito tempo não se passou.
    Eu morava lá no céu;
    Papai a verdade me contou
    Para crescer, aprender e fazer
    Que o Pai Celestial aqui me mandou.
    Eu gostava de meu lar no céu,
    Mas agora feliz aqui estou.
    Para viver com amigos e vizinhos
    E com a família a qual me mandou.
  3. 3.

    Cante ou repita com as crianças a letra de “Uma Família Feliz” (Músicas para Crianças, p. 104); a letra acha-se no fim deste manual.

    Escolha uma criança para ser a mãe e outra para ser o pai. Quando você cantar ou disser “mãe”, a criança que representa a mãe se levanta. Quando você cantar ou disser “eu”, cada criança aponta para si mesma. Quando você disser “pai”, a criança que representa o pai se levanta.