Lição 33: O Sacramento Lembra-nos de Nossos Convênios

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar cada criança a compreender que tomar o sacramento pode fazê-las lembrar dos convênios batismais.

Preparação

  1. 1.

    Leia Morôni 4:3 e 5:2.

  2. 2.

    Prepare-se para ajudar as crianças a repetirem e aprenderem a terceira regra de fé.

  3. 3.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Livro de Mórmon;

    2. b.

      Cartaz e anel CTR;

    3. c.

      Gravura 3-13, Menino Sendo Batizado; gravura 3-59, Distribuição do Sacramento; gravura 3-9, Jesus o Cristo [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 240];

  4. 4.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

A Oração Sacramental Faz-nos Lembrar de Nossos Convênios Batismais

Atividade motivadora

Diga às crianças que ouçam com atenção: se você disser alguma coisa que deve ser feita durante o sacramento, elas deverão ficar em pé. Caso você diga algo que não se deve fazer ou pensar durante o sacramento, elas deverão abaixar a cabeça.

Leia as afirmativas abaixo, uma a uma, dando às crianças tempo para reagirem.

  1. 1.

    Lembrar que o Pai Celestial e Jesus Cristo nos amam. (Em pé)

  2. 2.

    Pensar em ir a um piquenique. (Abaixar a cabeça)

  3. 3.

    Lembrar que Jesus Cristo curou pessoas doentes. (Em pé)

  4. 4.

    Cochichar e conversar. (Abaixar a cabeça)

  5. 5.

    Sacudir e mexer-se na cadeira. (Abaixar a cabeça)

  6. 6.

    Orar ao Pai Celestial. (Em pé)

  7. 7.

    Fazer desenhos ou brincar com um brinquedo. (Abaixar a cabeça)

  8. 8.

    Recordar histórias sobre Jesus. (Em pé)

Atividade com gravura

Mostre a gravura 3-13, Menino Sendo Batizado, e gravura 3-59, Distribuição do Sacramento. Peça às crianças que pensem na última vez que tomaram o sacramento. Diga-lhes para tentar lembrar em que pensaram ou o que fizeram durante o sacramento. Peça-lhes que respondam às seguintes perguntas para si mesmas e não em voz alta:

  • Você ficou reverente durante o sacramento?

  • Pensou no Salvador durante o sacramento?

  • Prestou atenção nas palavras da oração sacramental?

Escritura e debate

Leia Morôni 4:3 em voz alta e diga às crianças para prestarem atenção nas duas promessas que elas fazem ao Pai Celestial quando tomam o sacramento. Saliente as palavras, se necessário, para ajudá-las a descobrir as duas promessas.

Nós prometemos:

  1. 1.

    Lembrar sempre de Jesus Cristo; (Peça a uma criança que mostre a gravura 3-9, Jesus o Cristo.)

  2. 2.

    Obedecer a Seus mandamentos. (Peça a uma criança que mostre o cartaz e o anel CTR. Recapitule com as crianças o significado de CTR.)

Encoraje as crianças a prestarem atenção nas orações sacramentais todas as semanas para ouvirem as duas promessas que elas fazem:

  1. 1.

    Lembrar sempre de Jesus Cristo;

  2. 2.

    Obedecer a Seus mandamentos.

Diga que estas são as mesmas promessas que fazemos quando somos batizados. Peça às crianças que repitam em voz alta essas duas promessas. Ressalte que o Pai Celestial confia em nós e acredita que vamos cumprir o que prometemos a Ele. Diga que nem sempre é fácil lembrarmos de nossas promessas. Participar do sacramento todos os domingos e ouvir a oração sacramental ajuda-nos a lembrar de cumprir as promessas que fizemos ao Pai Celestial.

Regra de fé

Ajude as crianças a repetirem a terceira regra de fé. Saliente que somente poderemos voltar a viver com o Pai Celestial e Jesus Cristo se obedecermos a Seus mandamentos.

História

Conte, com suas próprias palavras, a história de Rafael, um menino que percebeu a importância do sacramento:

Rafael morava com seus pais numa grande fazenda. Ele possuía um pônei e freqüentemente ajudava seu pai a cuidar dos cavalos da fazenda. Certo dia, Rafael caiu do pônei e machucou as costas. Após examiná-lo, o médico disse a Rafael e a seus pais que ele ficaria bom, mas teria que ficar de cama durante várias semanas.

Rafael havia sido batizado na Igreja apenas dois meses antes do acidente. Ele fizera um convênio ou promessa ao Pai Celestial de que obedeceria a Seus mandamentos. Tomar o sacramento ajudava Rafael a lembrar-se de seu convênio. Ele ouvia com atenção as orações sacramentais e sentava-se reverentemente enquanto o sacramento era distribuído. Todas as vezes, Rafael ouvia as palavras que mencionavam os convênios: lembrar sempre de Jesus Cristo e guardar os Seus mandamentos. Rafael sabia que dizer “amém” e tomar o sacramento, significava que ele tentaria fazer o possível para cumprir os convênios com o Pai Celestial.

Agora que Rafael precisava permanecer na cama, ele não poderia ir à igreja e não participaria do sacramento. Rafael sentia falta daqueles momentos silenciosos e reverentes quando o sacramento era abençoado e distribuído. Ele sabia como era importante ser lembrado dos convênios que fizera. Queria ter o Espírito do Pai Celestial com ele. Rafael decidiu perguntar ao bispo se o sacramento poderia ser levado a sua casa no domingo.

O bispo ficou satisfeito em saber que Rafael não queria perder o sacramento e desejava recordar os convênios que fizera com o Pai Celestial e Jesus Cristo. Ele pediu a dois portadores do sacerdócio que visitassem Rafael na fazenda aos domingos e preparassem o sacramento para ele.

  • Por que Rafael sentia falta de ir à igreja? (Ele desejava participar do sacramento.)

  • Por que ele queria participar do sacramento? (Queria recordar as promessas que fizera no batismo e a promessa de que poderia ter o Espírito do Pai Celestial com ele.)

Recordar os Convênios Batismais Ajuda-nos a Seguir os Ensinamentos de Jesus Cristo

Atividade e debate

Diga que, se pensarmos diariamente em Jesus Cristo, haverá maior probabilidade de nos lembrarmos de Seus ensinamentos e das promessas ou convênios que fizemos de obedecê-Lo. Convide as crianças para representar as situações abaixo e deixe-as decidirem como resolveriam cada uma delas:

  1. 1.

    Natália e Débora são irmãs. Uma amiga de Natália chega para brincar. Débora quer brincar com elas, mas Natália não quer deixar. O que Natália deve fazer?

    • De que maneira a lembrança de Jesus Cristo poderia ajudar Natália a obedecer um mandamento?

    • A qual mandamento ela estaria obedecendo?

  2. 2.

    Daniel usou a camiseta de seu irmão sem permissão e manchou-a. O que Daniel deveria fazer?

    • De que modo a lembrança de Jesus Cristo poderia ajudar Daniel a obedecer a um mandamento?

    • A qual mandamento Daniel estaria obedecendo?

  3. 3.

    Francisco encontrou um carro de brinquedo em frente a sua casa. Queria ficar com ele, mas tinha certeza de que pertencia a seu amigo Paulo, que morava na mesma rua. O que Francisco deveria fazer?

    • De que modo a lembrança de Jesus poderia ajudar Francisco a obedecer a um mandamento?

    • A qual mandamento Francisco estaria obedecendo?

  4. 4.

    Celso está saindo para brincar. Sua mãe está tentando limpar a casa. Ao sair, ele nota que ela está muito cansada. O que Celso deve fazer?

    • De que modo a lembrança de Jesus Cristo ajudaria Celso a obedecer um mandamento?

    • A qual mandamento Celso estaria obedecendo?

Agradeça às crianças por suas boas idéias.

Resumo

Recorde às crianças que, ao sermos batizados, prometemos lembrar sempre de Jesus Cristo (levante um dedo). Prometemos, também, obedecer a Seus mandamentos (levante dois dedos). Diga a elas que, ao olhar para a mão e ver o anel CTR e os dois dedos próximos ao dedo do anel, elas poderão se lembrar das duas promessas que farão ao serem batizadas.

Faça uma revisão das histórias das escrituras sobre a bênção e distribuição do sacramento por Jesus Cristo encontradas na lição 32.

Testemunho do professor

Preste seu testemunho às crianças de que Jesus Cristo nos ama e quer que nos lembremos Dele. Encoraje as crianças a se prepararem para os convênios que farão quando forem batizadas sendo reverentes durante o sacramento, pensando na oração sacramental e lembrando-se de Jesus. Recorde-as de que, após serem batizadas, elas demonstrarão ao Pai Celestial seu desejo de cumprir as promessas, cada vez que participarem do sacramento.

Convide uma criança para fazer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o professor”.

  1. 1.

    Explique às crianças que elas devem ir à reunião sacramental preparadas para se sentarem quietas durante o sacramento e pensar no quanto o Pai Celestial e Jesus Cristo as amam.

    Ensine às crianças o seguinte versinho:

    Cruzarei os braços, a cabeça abaixarei,
    E bem quietinho vou ficar.
    De Ti me lembrarei
    Quando o sacramento eu tomar.

    Recite o versinho para as crianças. Repita com elas, cruzando os braços e abaixando a cabeça, conforme indicado.

    • O que nós cruzamos? (Os braços.)

    • O que nós abaixamos? (A cabeça.)

    • Durante o sacramento, devemos ficar quietos ou fazer barulho?

    • Em quem devemos pensar durante o sacramento? (Jesus.)

    Recite o versinho novamente, deixando as crianças completarem as frases e fazerem os gestos até que o saibam bem. Em seguida, repita-o com as crianças.

  2. 2.

    Deixe as crianças contarem o que sabem sobre Jesus. Estas são algumas das coisas em que elas podem pensar durante o sacramento: Mostre a gravura 3-46, Jesus Orando no Getsêmani e conte às crianças o que aconteceu no jardim (ver Mateus 26:36-46). Busque a orientação do Espírito ao ensinar as crianças este sagrado evento.

  3. 3.

    Distribua tesouras, cola e cópias do modelo abaixo às crianças. Leia a parte de cima da página com a classe. Dê-lhes instruções para recortar nas linhas pontilhadas e colocar as palavras na ordem certa. Quando terminarem, as palavras deverão formar as frases “lembrar sempre de Jesus Cristo” e “obedecer aos mandamentos”. Diga-lhes para colarem as palavras no espaço adequado, completando a frase.