Servirei a Jesus, Servindo ao Próximo

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar cada criança a compreender que elas podem mostrar amor a Jesus Cristo servindo aos outros.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Mosias 2:17 e Lucas 10:30–37 e prepare-se para explicar essas escrituras às crianças.

  2. 2.

    Prepare-se para cantarolar “Ajudar Toda Gente” (Músicas para Crianças, p. 108) e “O Riachinho Faz” (Músicas para Crianças, p. 116).

  3. 3.

    Prepare-se para cantar ou repetir a letra de “Nosso Bispo” (Cante Comigo, B–61)

  4. 4.

    Converse com seu bispo ou presidente de ramo sobre a infância dele. Peça a ele que conte como prestava serviço aos outros quando jovem. Prepare uma pequena apresentação sobre ele a fim de que as crianças adivinhem quem você está descrevendo. Se possível, peça uma foto emprestada de seu bispo ou presidente de ramo quando criança. (Você também pode preparar esta apresentação sobre a presidente da Primária ou um outro líder.)

  5. 5.

    Faça uma flor de cartolina para cada criança, semelhante aos modelos apresentados abaixo. Faça-as suficientemente grandes para que seja escrita nelas uma pequena mensagem.

    paper flowers
  6. 6.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Livro de Mórmon e Bíblia;

    2. b.

      Um canudinho ou vareta para cada criança, se disponível;

    3. c.

      Fita adesiva, se disponível;

    4. d.

      Lápis ou lápis de cor para cada criança;

    5. e.

      Vaso ou garrafa;

    6. f.

      Giz, quadro-negro e apagador;

    7. g.

      Gravura 3-63, O Bom Samaritano [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 218].

  7. 7.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Mostramos Amor por Jesus Cristo Quando Servimos o Próximo

Atividade motivadora

Peça às crianças que relatem um meio pelo qual demonstraram amor a Jesus Cristo durante a semana passada (ver lição 36). Diga que você gostaria de falarlhes mais a respeito de uma outra forma pela qual elas podem demonstrar amor a Jesus Cristo.

Diga às crianças que elas participarão de um jogo que irá ajudá-las a entender um modo de demonstrarmos nosso amor a Jesus Cristo. Diga que você irá cantarolar um hino. Quando acharem que sabem o nome do hino, elas poderão levantar as mãos. Você pode, também, interromper o canto e escolher uma criança para adivinhar o nome do hino ou esperar para perguntar depois de terminá-lo.

Comece a cantarolar “Ajudar Toda Gente”. Depois que as crianças descobrirem o nome do hino, pergunte:

  • Este hino fala sobre o quê? (Ajudar.)

Escreva Ajudar no quadro-negro.

Cantarole “O Riachinho Faz”. Quando as crianças adivinharem o nome do hino, pergunte:

  • Este hino fala sobre o quê? (Fazer o bem)

Escreva Fazer o bem abaixo de Ajudar.

  • Vocês podem pensar numa palavra com o mesmo significado de ajudar e fazer o bem? (Servir. Dê às crianças pistas adicionais, se necessário, até elas descobrirem.)

Diga que servir aos outros inclui fazer o bem e ajudar. Servimos, geralmente, ajudando e fazendo o bem às pessoas.

Regra de fé

Ajude as crianças a repetirem o seguinte trecho da décima terceira regra de fé: “Cremos (…) em fazer o bem a todos os homens”.

Escritura

Leia Mosias 2:17. Diga que isso significa que, quando servimos aos outro de boa vontade, estamos servindo ao Pai Celestial e a Jesus Cristo. Podemos mostrar ao Pai Celestial e a Jesus Cristo que os amamos, servindo uns aos outros.

História com gravura

Mostre a gravura 3-63, O Bom Samaritano, no momento adequado, conforme for contando a seguinte história com suas próprias palavras:

Jesus ensinou a respeito de servir uns aos outros na história do bom samaritano. Ele contou a respeito de um homem que estava viajando de Jerusalém a Jericó. No caminho, foi atacado por ladrões que tomaram suas roupas, bateram nele e o deixaram quase morto. Um sacerdote passou por ali e, vendo o homem ferido, desviou-se para o outro lado da estrada. Em seguida, veio um levita, um homem que ajudava os sacerdotes em seus deveres, mas passou, também, para o outro lado da estrada a fim de desviar-se daquele homem.

Finalmente, um samaritano, membro de um grupo de pessoas odiadas pelos judeus, passou por ali e parou para socorrer o pobre homem, lavando suas feridas e envolvendo-as em panos. O samaritano colocou-o sobre seu próprio animal, levou-o a uma estalagem e permaneceu com ele durante toda a noite. No dia seguinte, o samaritano pagou o estalajadeiro e disse-lhe que, caso o homem ferido precisasse de mais cuidados que o dinheiro que ele já havia pagado cobria, ele voltaria e pagaria mais.

  • Por que você acha que o sacerdote e o levita passaram pelo homem machucado sem ajudá-lo? (As possíveis respostas poderão incluir o seguinte: Talvez eles estivessem com pressa. Eles poderiam estar com medo do homem ferido. Talvez eles não quisessem ser aborrecidos com o problema de outra pessoa.)

  • Por que nós, às vezes, passamos por pessoas que precisam de nossa ajuda?

Explique às crianças que elas podem ser boas samaritanas ajudando as pessoas necessitadas. Mencione a elas algumas situações em que alguém precise de ajuda e faça com que representem o que fariam para ajudar. Você pode usar situações semelhantes às seguintes:

  • Há brinquedos espalhados por todo o chão, o bebê está chorando e sua mãe está tentando preparar o jantar.

  • Uma nova menina mudou-se para a vizinhança. Ela vem de um país diferente e não fala sua língua muito bem. Quando ela sai para brincar, parece sentir-se só.

  • A irmã Castro vem à igreja todas as semanas, mas parece que ninguém liga para ela. Ela é idosa, senta-se sempre sozinha e parece sentir-se triste.

  • Sua irmãzinha está frustrada porque seu brinquedo favorito quebrou.

Diga que Jesus se alegra quando servimos a outros de boa vontade. Lembre às crianças que elas podem prestar serviço a outras pessoas.

Podemos Demonstrar Amor a Jesus Cristo Servindo na Igreja

Apresentação com foto

Diga que há muitas pessoas na Igreja servindo Jesus, ajudando os outros todas as semanas, como os professores da Primária, os regentes, organistas, sacerdotes e diáconos que administram o sacramento e muitos outros.

Se possível, mostre a foto do bispo ou presidente de ramo, quando menino, mas não conte às crianças quem ele é.

Diga que esta é uma foto de um menino que cresceu e tornou-se uma pessoa importante em sua ala ou ramo. Comente ser alguém que serve com alegria aos membros da ala ou ramo todas as semanas.

Apresentação pelo professor

Diga às crianças que todas essas informações dizem respeito a um homem bem conhecido delas. Diga que ele prestava serviço aos outros quando era jovem. Peça às crianças que adivinhem quem é. Se necessário, dê mais pistas até elas descobrirem. (Por exemplo: ele nos ajuda a escolher o que é certo; ele nos ajuda quando temos problemas; entregamos nosso dízimo a ele.)

Diga que o bispo passa muitas horas a serviço dos membros da ala a cada semana. Ele ajuda não só aos domingos, mas também em outros dias da semana.

  • Por prestar serviço às pessoas da ala ou ramo, a quem mais o bispo estará servindo? (Deus.)

  • A quem o bispo demonstra amor quando presta serviço a alguém? (A Jesus Cristo e aos membros da ala.)

Hino

Peça às crianças que cantem ou repitam a letra de “Nosso Bispo”.

Ocupado sempre está,
Nosso bispo.
Atenção, porém, me dá
Nosso bispo.
Que palavras tão gentis
Aos meninos sempre diz
Vamos todos ajudar
Nosso bispo.

Resumo

Atividade

Diga às crianças que você gostaria que elas fizessem um presente de agradecimento ao bispo pelas horas de serviço que ele lhes dá. Distribua uma flor, um lápis e um canudinho ou vareta para cada criança. Peça-lhes que escrevam ou desenhem alguma coisa que mostre amor a Jesus Cristo num lado da flor e assinem seus nomes. Finalmente, cole com fita adesiva os canudinhos ou varetas como se fossem caules.

Depois que todos terminarem, recolha o material e faça com que cada criança coloque a flor no vaso ou na garrafa preparada por você. Escolha, com as crianças, um membro da classe para entregar as flores de papel ao bispo, depois da aula.

Convide uma criança para fazer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o professor”.

  1. 1.

    Conte a seguinte história sobre Heber J. Grant, o sétimo Presidente da Igreja e debata como ele serviu aos outros.

    O pai de Heber morrera quando ele tinha apenas nove anos de idade. Sua mãe era muito pobre e passava por muitas dificuldades para prover seu próprio sustento e o do pequeno Heber. Ela o sustentava costurando para fora e recebendo hóspedes. Às vezes, ela costurava por tantas horas sem descansar que mal conseguia empurrar o pedal de sua antiga máquina de costura. Os invernos eram rigorosos em Salt Lake City e Heber possuía apenas um casaco fino e surrado para aquecê-lo. Ele desejava muito ganhar um casaco novo, mas sabia que o dinheiro mal dava para a alimentação. Heber ficou radiante no dia de seu aniversário, ao ser presenteado por sua mãe com um novo casaco de inverno que ela lhe fizera. Seu novo casaco era a coisa de que ele mais gostava. Poucas semanas depois, enquanto Heber apressava-se para transmitir um recado, viu um menino do mesmo tamanho que ele, tremendo de frio. O menino usava um pulôver fino e Heber lembrouse de como se sentia, não tendo um casaco para aquecê-lo. Heber tirou seu novo casaco e insistiu para que o menino o vestisse. Disse ao menino que ficasse com ele, pois tinha um outro casaco, em casa.

    Você pode incentivar as crianças a dramatizarem esta história e depois explicar como cada personagem pode ter-se sentido.

  2. 2.

    Diga às crianças que se sentem em círculo e passem adiante uma bola ou um objeto macio enquanto você cantarola “Ajudar Toda Gente”. Quando você parar de cantarolar, quem estiver segurando a bola ou o objeto macio diz um meio pelo qual ele ou ela pode ajudar alguém. Certifique-se de que todos tenham sua vez de participar.

  3. 3.

    Fixe com grampos ou prenda nas crianças com uma fita, rostos sorridentes de cabeça para baixo. Diga às crianças que quando elas prestarem serviço caridoso a alguém, poderão virar o rosto sorridente para o lado certo.