Lição 9: Bênçãos e Ordenanças do Sacerdócio

Primária 3: Conserva a Tua Rota B, 1994


Propósito

Ajudar as crianças a compreenderem a importância das bênçãos e ordenanças do sacerdócio.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Tiago 5:14–15 e Doutrina e Convênios 42:44, 48–52. Apesar de essas escrituras não serem usadas na lição, elas fornecem uma base escriturística para ensinar esse princípio.

  2. 2.

    Prepare um cata-vento de papel para utilizar na atividade motivadora. Para fazê-lo, prepare um quadrado de papel conforme demonstrado abaixo. Corte nas linhas pontilhadas e dobre as pontas alternadamente, em direção ao centro. Coloque um alfinete atravessando as pontas no centro e pregue-o num lápis ou vareta de madeira.

    paper windmill
  3. 3.

    Prepare-se para ajudar as crianças a cantar ou repetir a letra de “O Sacerdócio Está Restaurado” (Músicas para Crianças, p. 60). A letra está incluída no fim deste manual.

  4. 4.

    Caso seja possível, prepare uma cópia do seguinte bilhetinho para que cada criança o leve para casa. Peça a cada uma delas que preencha a lacuna com “mamãe e papai”, ajudando as que precisarem. Preste atenção à situação das crianças que não morem com ambos os pais.

    Querido (a)/(s) ____________________,

    Eu já recebi uma bênção do sacerdócio? Conte-me a respeito da experiência.

    Com amor,

  5. 5.

    Materiais necessários:

    1. a.

      Um vidro de óleo consagrado;

    2. b.

      Lápis para as crianças assinarem a carta;

    3. c.

      Gravura 3-11, João Batista Confere o Sacerdócio Aarônico [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 407]; gravura 3-12, A Restauração do Sacerdócio de Melquisedeque [Pacote de Gravuras do Evangelho (34730 059) – 408]; gravura 3-20, Pai Preparando-se para Abençoar sua Filha Doente; gravura 3-21, Pai Abençoando seu Bebê.

  6. 6.

    Faça os preparativos necessários para quaisquer Atividades Complementares que deseje utilizar.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Verifique alguma designação que tenha sido dada na semana anterior.

As Ordenanças do Sacerdócio Foram Restauradas

Atividade motivadora

Mostre às crianças o cata-vento de papel que você fez. (Se considerar adequado, faça o cata-vento na sala de aula para mostrar a elas como é feito.) Peça às crianças que venham à frente da sala e, uma de cada vez, assoprem o cata-vento para fazê-lo girar.

  • O que faz o cata-vento girar? (O poder do vento)

  • O que aconteceria se não houvesse vento?

Diga que o vento pode ser uma força poderosa. Ele pode retirar água do solo ou fazer funcionar grandes máquinas. Diga às crianças que hoje irão aprender a respeito de um poder muito mais forte que o vento. Lembre-lhes a lição que tiveram recentemente a respeito da restauração da Igreja verdadeira de Jesus Cristo (ver lição 6). Uma das importantes razões para a restauração do evangelho foi restaurar o sacerdócio na Terra.

  • Por que o sacerdócio é tão importante? (Ajude as crianças a compreenderem que é o poder de agir em lugar do Pai Celestial e de Jesus Cristo.)

  • O que significa agir em lugar do Pai Celestial e de Jesus? (Fazer as coisas que eles fariam.)

  • Quais são algumas das coisas boas que Jesus Cristo fez na Terra? (Ele foi batizado, curou os doentes, fez os cegos verem, abençoou as crianças, preparou o sacramento pela primeira vez, etc.)

  • Essas coisas podem ser feitas hoje em dia? (Sim, elas podem ser feitas atualmente. Ajude as crianças a compreenderem que essas coisas podem ser feitas somente por meio do uso adequado do sacerdócio e de nossa própria fé.)

  • O que, então, é o sacerdócio? O que alguém que honra seu sacerdócio pode fazer? (Explique às crianças que precisamos receber certas ordenanças para voltarmos a nosso Pai Celestial. Essas ordenanças podem ser realizadas somente pelo poder e autoridade do sacerdócio.)

  • Quais são algumas das ordenanças do sacerdócio? (Sacramento, batismo, confirmação, ordenação ao sacerdócio, selamentos no templo, etc. Se necessário, dê pistas às crianças, como por exemplo: “O que poderá acontecer quando vocês fizerem oito anos?”)

Outras ordenanças nos dão bênçãos para ajudar-nos durante esta vida.

  • Que bênçãos podemos receber daqueles que possuem o sacerdócio? (As respostas podem incluir: bênçãos aos doentes, bênçãos paternas, nome e bênção de crianças. Talvez seja necessário dar pistas às crianças.)

    Diga que recebemos essas ordenanças e bênçãos por meio de nossa fé, nossas orações e da autoridade adequada do sacerdócio.

Gravuras

Mostre as gravuras 3-11, João Batista Confere o Sacerdócio Aarônico e 3-12, A Restauração do Sacerdócio de Melquisedeque. Fale de sua gratidão ao Pai Celestial e a Jesus Cristo por permitirem que essas bênçãos tenham sido restauradas por meio do Profeta Joseph Smith. Diga às crianças que terão mais lições a respeito de batismo, confirmação, sacramento e templos no decorrer deste ano. Garanta às crianças que o Pai Celestial fez planos para que elas tivessem uma família que as ama para todo o sempre e que, por meio dessas ordenanças, elas poderão voltar até Ele.

O Sacerdócio Pode Abençoar Todos

Debate

  • Seu pai ou outro líder do sacerdócio já impuseram as mãos sobre sua cabeça para dar-lhe uma bênção? (Encoraje as crianças a falarem de suas experiências. Descubra quem conferiu a bênção e por que razão.)

Discuta os seguintes pontos com as crianças a respeito de bênçãos:

  1. 1.

    Uma bênção é dada por alguém que seja portador do Sacerdócio de Melquisedeque. Uma pessoa que possua o sacerdócio tem o poder para agir em lugar de Jesus Cristo. Essa pessoa pode ser seu pai, seu irmão, seu avô, o bispo ou presidente do ramo, os missionários, os mestres familiares ou qualquer portador digno do sacerdócio.

  2. 2.

    Todas as bênçãos dadas por meio da autoridade do sacerdócio têm o propósito de nos ajudar.

  3. 3.

    Há diferentes tipos de bênçãos.

Diga às crianças que irão aprender agora a respeito de dois tipos de bênçãos especiais do sacerdócio.

Os Portadores do Sacerdócio Podem Abençoar os Bebês e Dar-lhes um Nome

Gravura

Mostre a gravura 3-21, Pai Abençoando Seu Bebê.

  • O que está acontecendo nesta gravura? (Um bebê está sendo abençoado e recebendo um nome.)

    Peça às crianças que pensem a respeito da última vez em que viram um bebê ser abençoado.

  • Como você se sentiu quando o bebê estava sendo abençoado? (Encoraje as crianças a falarem de suas experiências e sentimentos.)

Os Portadores do Sacerdócio Podem Abençoar os Doentes

Regra de fé

Diga às crianças que, como membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acreditamos em outro tipo de bênção, chamada bênção dos doentes. Leia a sétima regra de fé em voz alta e ajude as crianças a repetirem a expressão “Cremos no dom da cura”. Lembre às crianças que a cura pode acontecer depois de uma bênção quando for o desejo do Pai Celestial.

Gravura

Mostre a gravura 3-20, Pai Preparando-se para Abençoar sua Filha Doente. Diga que sempre que alguém estiver doente, os portadores do sacerdócio podem dar a essa pessoa uma bênção especial. É bom solicitarmos uma bênção quando estivermos doentes. Explique o seguinte a respeito de bênçãos dos doentes:

  1. 1.

    Se você estiver doente e precisar de uma bênção, diga a seus pais. Caso seu pai seja portador do Sacerdócio de Melquisedeque, ele provavelmente solicitará a outro portador digno do Sacerdócio de Melquisedeque que o ajude a dar a bênção. Caso seu pai não possua o Sacerdócio de Melquisedeque, você poderá pedir uma bênção aos mestres familiares, avô, tio, bispo ou presidente do ramo, ou ainda aos missionários.

  2. 2.

    Ao abençoarem os doentes, os portadores do sacerdócio utilizam azeite de oliva puro, que tenha sido consagrado (recebido uma bênção especial) por dois portadores do Sacerdócio de Melquisedeque. Mostre o frasco de óleo consagrado às crianças.

  3. 3.

    Há duas partes na bênção dos doentes: Em primeiro lugar, um dos portadores do sacerdócio coloca uma pequena quantidade de azeite no alto da cabeça do doente e faz uma breve oração; em segundo lugar, dois portadores do sacerdócio impõem as mãos sobre a cabeça do doente e um deles sela a unção fazendo uma outra oração especial, proferindo uma bênção conforme inspirado pelo Pai Celestial.

Explique às crianças que quando temos fé e recebemos uma bênção do sacerdócio, o Pai Celestial nos abençoa de acordo com Sua vontade. Ele sempre fará o que for melhor para nossa vida.

Experiência do professor

Fale de uma experiência pessoal que você teve ou de outra da qual tenha tomado conhecimento a respeito de uma pessoa doente que foi curada depois de receber uma bênção. Diga às crianças como você é grato pelo sacerdócio e pelo dom da cura.

Bênção Paterna

História

Fale com as crianças a respeito de um outro tipo de bênção especial do sacerdócio, contando-lhes a seguinte história. (Ao contar a história e debater o princípio a ela referente, preste atenção às crianças cujo pai não possa dar-lhes uma bênção do sacerdócio.)

Susana estava preocupada com o primeiro dia de aulas, apesar de estar animada para começar a estudar. Susana nunca havia freqüentado a escola e não sabia como seria. Ela não conhecia a professora nem sabia quem seriam as outras crianças.

Na véspera do primeiro dia de aulas, Susana separou as roupas que iria usar e preparou-se para ir dormir. Logo depois foi até a sala, esfregando a barriguinha, e disse que se sentia mal. Seus pais disseram-lhe que desejavam ajudá-la a sentir-se melhor. Sua mãe deu-lhe um abraço e o pai disse-lhe que compreendia sua preocupação a respeito do primeiro dia de aula.

O pai de Susana disse que poderia dar-lhe algo que a ajudaria a sentir-se feliz na escola. Ele explicou que poderia dar-lhe uma bênção especial, pelo poder do sacerdócio.

Susana disse que ela gostaria que ele lhe desse uma bênção paterna. Seu pai colocou as mãos sobre a cabeça dela e deu-lhe uma bênção. Ele abençoou-a para que fizesse muitos amigos e tivesse uma professora bondosa que a amasse e a ajudasse a aprender.

Depois da bênção, Susana abraçou o pai e agradeceu-lhe por ter-lhe dado uma bênção paterna. Ela disse que já se sentia melhor.

  • Para quais problemas você já precisou de ajuda?

  • Algum de vocês gostaria de dizer alguma coisa a respeito de uma ocasião em que tenha recebido uma bênção paterna?

Encoraje as crianças a pedirem uma bênção paterna ao pai sempre que tiverem uma necessidade específica. Diga que, caso seu pai não possua o sacerdócio, qualquer portador digno do Sacerdócio de Melquisedeque—os mestres familiares, o bispo ou presidente do ramo, os missionários ou outros parentes como um tio ou avô—pode dar-lhes uma bênção especial quando tiverem necessidade. (Preste muita atenção aos casos das crianças que vivam em lares onde o sacerdócio não seja bem recebido.)

Música

Cante ou repita a letra de “O Sacerdócio Está Restaurado”.

Resumo

Cartas

Distribua os bilhetinhos que preparou. Diga às crianças o que está escrito neles. Ajude cada uma delas a endereçá-lo corretamente e a escrever o próprio nome na parte inferior. Encoraje as crianças a conversarem com os pais a respeito das bênçãos do sacerdócio que tenham recebido ou a respeito das bênçãos a respeito das quais aprenderam na Primária.

Testemunho do professor

Preste testemunho às crianças de que o sacerdócio foi restaurado na Terra e que é um dom especial do Pai Celestial para abençoar nossa vida. Por meio do poder e autoridade do sacerdócio, podemos receber as ordenanças e bênçãos necessárias para vivermos novamente com o Pai Celestial e termos uma vida melhor na Terra.

Convide uma criança para oferecer a última oração.

Atividades Complementares

Escolha, dentre as atividades seguintes, as que melhor se adaptem às crianças de sua classe. Você pode utilizá-las na própria lição ou como revisão ou resumo. Para informações adicionais, ver “Distribuição do Tempo da Aula” em “Auxílios para o professor”.

  1. 1.

    Peça às crianças que desenhem o contorno da mão em uma folha de papel, com um lápis de cor. Lembre-lhes que, quando estamos doentes, um portador do sacerdócio pode colocar as mãos sobre nossa cabeça para dar-nos uma bênção. Quais as outras ocasiões em que um portador do sacerdócio impõe as mãos sobre nossa cabeça? (As crianças mais velhas podem escrever as respostas em cada um dos dedos da mão que desenharam no papel. As respostas podem incluir confirmação, ordenanças ao sacerdócio e bênçãos paternas. Para as crianças mais novas, simplesmente mencione essas bênçãos.)

  2. 2.

    Arranje para que um pai com seu bebê recém-nascido visite a classe e converse com as crianças. Peça ao pai que fale a respeito da bênção do bebê; a seguir, faça as seguintes perguntas:

    • O nome completo do bebê foi usado na bênção? Qual é esse nome?

    • Quem abençoou o bebê e que autoridade ele possuía?

    • Quem ajudou a dar a bênção e como eles ajudaram?

    • Por que esse dia foi especial para o bebê?

    • Que outras bênçãos específicas o bebê recebeu? (Faça esse comentário caso seja adequado.)

  3. 3.

    Faça desenhos simples como os das páginas seguintes e recorte-os; eles representam respostas às charadas abaixo. Peça a cada criança que mostre seu desenho e diga o que ele representa.

    Diga que você irá ler algumas charadas e que as crianças devem decidir qual desenho correspondem à charada. Peça à criança que estiver segurando o desenho que corresponda à charada, que o coloque junto à gravura que corresponda à bênção. (Alguns desenhos podem referir-se a mais de uma bênção.)

    1. a.

      Sou usado quando alguém que está doente recebe uma bênção. O portador do sacerdócio coloca uma pequena quantidade na cabeça da pessoa doente. Quem sou eu? (Óleo consagrado)

    2. b.

      Não sei andar. Não sei falar. Sou muito novo. Preciso receber um nome e uma bênção. Quem sou eu? (Um bebê)

    3. c.

      Preciso de uma bênção específica. Estou com febre alta. Pedi a meu pai que me desse uma bênção para que me sentisse melhor. Quem sou eu? (Criança doente)

    4. d.

      Recebi um poder especial chamado sacerdócio. Tenho filhos. Posso dar uma bênção paterna a meus filhos. Quem sou eu? (Pai)

    5. e.

      Quando uma pessoa doente pede uma bênção, pelo menos um certo número de homens que sejam portadores do Sacerdócio de Melquisedeque são chamados para dar a bênção. Eu sou esse número. Quem sou eu? (O número 2)

    6. f.

      Quando os portadores do sacerdócio abençoam um bebê, dão uma bênção a alguém doente ou dão uma bênção paterna, eles me usam. Eles colocam-me na cabeça do doente ou usam-me para segurar o bebê. Quem sou eu? (Mãos)