Morôni e Seus Escritos

Primária 4: O Livro de Mórmon, 1994


Propósito

Ajudar as crianças a escolherem o bem em vez do mal para que sejam abençoadas com a caridade, que é o puro amor de Cristo.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Mórmon 8:2–6 e Morôni 1, 7–8. Em seguida, estude a lição e decida como pretende ensinar a história das escrituras às crianças. (Ver “Preparação das Aulas”, p. vi, e “Ensinar Usando as Escrituras”, p. vii.)

  2. 2.

    Escolha as perguntas do debate e atividades complementares que mais envolvam e ajudem as crianças a alcançar o propósito da lição.

  3. 3.

    Material necessário:

    1. a.

      Um Livro de Mórmon para cada criança.

    2. b.

      A gravura 4–51, Mórmon Despede-se de uma Nação Outrora Grande (Pacote de Gravuras do Evangelho 34730 059 – 319; 34730 059).

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança a fazer a primeira oração.

Atividade Motivadora

Mostre a gravura “Mórmon Despede-se de uma Nação Outrora Grande” e pergunte às crianças quem são os homens representados nela.

Explique que Mórmon entregou parte dos registros sagrados a seu filho, Morôni, para que fossem protegidos dos lamanitas e para que Morôni terminasse o relato. Peça às crianças que leiam as palavras de Morôni, que se encontram em Mórmon 8:2–5.

Ajude as crianças a determinarem aproximadamente quanto tempo Morôni passou sozinho, procurando o ano da batalha final dos nefitas no rodapé do capítulo 6 de Mórmon. Depois, peça-lhes que subtraiam essa data do ano mencionado no rodapé da última página de Morôni 10. (421 – 385 = 36 anos.)

Pergunte às crianças quanto tempo já passaram sozinhas. Ajude-as a imaginar como seria passar trinta e seis anos sozinhas.

Explique que Morôni enfrentou muitas dificuldades para terminar as placas de ouro, a fim de que as futuras gerações recebessem o Livro de Mórmon, que nos ajuda a sermos mais semelhantes a Jesus Cristo.

Pode usar a atividade complementar 1 como atividade motivadora.

História das Escrituras

Fale às crianças sobre o relato de Morôni vivendo sozinho no deserto e escrevendo as palavras do pai nas placas de ouro, que se encontra em Mórmon 8:2–6 e Morôni 1, 7–8. (Ver sugestões para ensinar a história das escrituras na seção “Ensinar Usando as Escrituras”, p. vii.)

Debate

Estude as seguintes perguntas e passagens das escrituras ao preparar a aula. Use as perguntas que, na sua opinião, mais ajudarão as crianças a compreender as escrituras e aplicar os princípios na própria vida. A leitura das passagens com as crianças na sala de aula irá ajudá-las a ganhar maior entendimento das escrituras.

• Além de terminar o registro dos nefitas, Morôni também escreveu uma breve história a respeito de outra civilização. Quem foi esse povo? (Morôni 1:1)

• Como Morôni se sentia a respeito de Jesus Cristo? (Morôni 1:2–3) (Você pode prestar seu testemunho de Jesus Cristo.) Como o testemunho de Jesus Cristo nos ajuda a escolher o que é certo?

• O que Morôni escreveu a respeito de fazer o bem? (Morôni 7:6–8) Por que é importante termos a atitude correta ao fazermos o bem? Que dádivas fomos ordenados a oferecer, como membros da Igreja? (Serviço ao próximo, amor, obediência, dízimo, ofertas de jejum.)

• O que Morôni escreveu sobre como devemos orar? (Morôni 7:9) O que podemos fazer para tornar nossas orações mais sinceras?

• Que espírito é concedido a todos para ajudar-nos a julgar entre o bem ou o mal? (Morôni 7:15–18. Explique que a luz de Cristo geralmente é chamada de consciência.) Que ajuda adicional recebemos do Pai Celestial quando somos batizados? (O dom do Espírito Santo.) Como podemos usar esse conhecimento ao tomar decisões? (Ver atividade complementar 2.)

• O que Mórmon escreveu a respeito da caridade? (Morôni 7:45, 47. Ver atividades complementares 3 e 4.) Por que é importante termos caridade? (Morôni 10:21)

• O que podemos fazer para obter o puro amor de Cristo? (caridade) (Morôni 7:48) Que bênçãos nos são prometidas se tivermos o puro amor de Cristo?

• O que Morôni escreveu a respeito do batismo de criancinhas? (Morôni 8:8–10) O que significa ser responsável? (Ser capaz de distinguir o bem do mal e responder por nossas decisões.) A que idade passamos a ser responsáveis por nossos atos? (Oito anos; Ver D&C 68:25, 27.)

• Vocês acham que a história dos nefitas e dos jareditas poderia ter sido diferente se tivessem aplicado os princípios da caridade em suas vidas? Como?

Atividades Complementares

Pode usar uma ou mais das atividades abaixo, em qualquer momento da aula, ou como revisão, resumo ou desafio.

  1. 1.

    Para esta atividade você precisará de um pedaço de latão e um prego. (Uma tampa grande de lata pode servir de pedaço de latão. Cubra todas as bordas afiadas com fita adesiva.) Faça com que as crianças rabisquem uma letra ou duas cada uma, usando o prego para formar as seguintes palavras: “Ora, eu, Morôni…” Expresse sua gratidão por aqueles que mantiveram os registros do Livro de Mórmon e que gravaram as palavras de Deus em placas de metal.

  2. 2.

    Use os exemplos abaixo, ou outros semelhantes, de decisões que se apliquem aos alunos de sua classe. Faça com que as crianças usem Morôni 7:16 para ajudá-las a escolher o bem ou o mal.

    Você está jogando bola com seus amigos e um menino que não joga bem quer entrar no jogo. Seus amigos dizem-lhe que, se ele entrar no jogo vocês vão perder. Você pensa em dizer ao menino que ele não pode jogar com vocês. Pergunte a si mesmo: “Essa decisão me leva a fazer o bem e a acreditar em Jesus Cristo?”

    Você está assistindo a um filme que tem uma cena imoral que dura apenas alguns segundos. Você fica embaraçado de deixar o cinema. Pergunte a si mesmo: “Assistir a esse filme me leva a fazer o bem e a acreditar em Jesus Cristo?”

    Você está em uma loja e o balconista se engana e não cobra o preço correto do artigo que você está comprando. Você sabe que o artigo custa mais do que lhe foi cobrado, mas foi o balconista que se enganou. Pergunte a si mesmo: “Pagar o preço errado me leva a fazer o bem e a acreditar em Jesus Cristo?”

    Seu bispo pediu-lhe que lesse o Livro de Mórmon todos os dias. Algumas palavras das escrituras são difíceis de compreender. Pergunte a si mesmo: “Ler as escrituras todos os dias me ajuda a fazer o bem e leva-me a acreditar em Jesus Cristo?”

  3. 3.

    Explique as qualidades da caridade, conforme descritas em Morôni 7:45, usando termos que as crianças possam compreender. Você pode fazer com que as crianças associem as descrições de Morôni com sua explicação:

    • É sofredora: É paciente

    • Benigna: Não é cruel nem maldosa, é amorosa

    • Não é invejosa: Não tem inveja ou ciúme dos outros

    • Não se ensoberbece: Humilde, não é orgulhosa

    • Não busca seus interesses: Não é egoísta

    • Não se irrita facilmente: Custa para ficar com raiva, perdoa rapidamente

    • Não suspeita mal: Confia nos outros, procura as coisas boas

    • Regozija-se com a verdade: É honesta

    • Tudo sofre: É obediente

    • Tudo crê: É fiel

    • Tudo espera: É otimista e confiante

    • Tudo suporta: É paciente e persistente

  4. 4.

    Morôni tinha o puro amor de Cristo. Ajude as crianças a encontrarem alguns dos seguintes exemplos da caridade de Morôni, ou use alguns dos exemplos seguintes enquanto conta a história de Morôni às crianças:

    • É sofredor: Morôni viveu sozinho por mais de trinta e seis anos, cuidando pacientemente dos registros. (Mórmon 8:5)

    • É benigno: Morôni orou por nós e amava seus irmãos. (Éter 12:36, 38)

    • Não é invejoso: Morôni viu nossos dias e aconselhou-nos a não sermos invejosos nem orgulhosos. (Mórmon 8:35–37)

    • Não se ensoberbece: Morôni era humilde por causa de sua dificuldade em escrever. (Éter 12:23–25)

    • Não procura seus interesses: Morôni trabalhou sem egoísmo e orou por nós, para que tivéssemos o conhecimento de Jesus Cristo. (Mórmon 9:36; Éter 12:41)

    • Não se irrita com facilidade: Morôni perdoou seus inimigos e trabalhou bastante para escrever coisas que esperava poderiam ser úteis para eles. (Morôni 1:4)

    • Não suspeita mal: Morôni exortou-nos a nos apegarmos a tudo que é bom e não tocarmos no que é impuro. (Morôni 10:30)

    • Regozija-se na verdade: Morôni era honesto. (Morôni 10:27)

    • Tudo sofre: Por recusar-se a negar Jesus Cristo, teve que viver sozinho para se proteger. (Morôni 1:2–3)

    • Tudo crê: Morôni incentivou-nos a crer em Jesus Cristo. (Mórmon 9:21) Sua fé era tão grande que lhe permitiu ver Cristo face a face. (Éter 12:39)

    • Tudo espera: Morôni compreendia a importância da esperança. (Éter 12:32)

    • Tudo suporta: Morôni foi fiel até o fim. (Morôni 10:34)

  5. 5.

    Assim que foi chamado para o ministério, Morôni recebeu uma carta de seu pai. Na carta, Mórmon expressou seu amor, gratidão e preocupação pelo filho (Ver Morôni 8:2–3.) Antes da aula, peça a um pai, um parente ou amigo adulto de cada criança da classe que escreva uma carta a ela, expressando seu amor e gratidão. Entregue essas cartas às crianças ao explicar o amor que Mórmon sentia pelo filho Morôni. Saliente que Morôni dava muito valor a essa carta. Ele levou-a consigo quando fugiu de seus inimigos. Sugira que as crianças guardem a carta que receberam como lembrete de que devem continuar a fazer coisas boas para agradar seus pais e o Senhor.

  6. 6.

    Revise a décima terceira regra de fé.

  7. 7.

    Cante ou leia a letra de “Eu Quero Ser Como Cristo”, p. 40 (Músicas para Crianças).

Conclusão

Testemunho

Expresse sua gratidão por Morôni e preste testemunho da veracidade de seus escritos. Testifique que pouco a pouco podemos nos tornar semelhantes a Cristo.

Sugestão para Designação de Leitura

Sugira às crianças que estudem Morôni 1; 7:5–19, 43–48 em casa, como revisão desta lição.Convide uma criança a fazer a última oração.