A Escola dos Profetas e a Palavra de Sabedoria

Primária 5: Doutrina e Convênios, 1996


Propósito

Ajudar as crianças a compreenderem e terem o desejo de cumprir a Palavra de Sabedoria.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Doutrina e Convênios 88;77–80, 118, 122–127; os relatos históricos desta lição e Doutrina e Convênios 89. Em seguida, estude a lição e decida como pretende usar os relatos escriturísticos e históricos para ensinar as crianças. (Ver “Preparação das Aulas”, p. vi–vii, e “Como Usar os Relatos Escriturísticos e Históricos para Ensinar as Crianças”, p. vii–xii.)

  2. 2.

    Leitura adicional: Doutrina e Convênios 49:18–19, 55:4; e Princípios do Evangelho (31110 059), capítulo 29.

  3. 3.

    Escolha as perguntas do debate e atividades complementares que mais envolvam e ajudem as crianças a alcançar o propósito da lição.

  4. 4.

    Consiga um pedaço de corda leve, um cordão forte ou fio de lã e faça um laço, como ilustrado abaixo:

    knot
  5. 5.

    Materiais Necessários:

    1. a.

      Um exemplar de Doutrina e Convênios para cada criança.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Atividade Motivadora

Mostre o laço que você fez e diga que os caçadores às vezes usam laços para apanhar animais e aves. Colocam o laço em uma trilha ou no lugar em que os pequenos animais e aves vão beber água. Às vezes, o laço é amarrado a um galho de árvore e fica dependurado na altura da trilha para que o animal entre nele. Outras vezes, o laço é colocado no chão e coberto com folhas para não ser visto. Uma isca de comida pode ser colocada junto à armadilha para fazer com que o animal ou pássaro incauto caia no laço. O laço apanha o animal e prende-o de modo que não lhe será fácil escapar.

Amarre a extremidade A do laço. (Ver a ilustração da seção “Preparação”) a um objeto fixo, como a maçaneta da porta ou a perna da mesa, ou segure-a firmemente na mão. Peça a uma criança que coloque o dedo no laço e puxe com cuidado. Saliente que o laço fica cada vez mais apertado quando o puxamos.

Diga que assim como os caçadores armam laços para capturar animais, Satanás armou muitos laços para nós. Ele usa coisas atrativas como iscas, esperando apanhar-nos em uma de suas armadilhas e destruir-nos. (Ver atividade complementar 3.) No entanto, se aprendermos e seguirmos os mandamentos do Senhor, podemos passar longe das armadilhas de Satanás.

Relatos Escriturísticos e Históricos

Ensine as crianças a respeito da organização da Escola dos Profetas e sobre a revelação da Palavra de Sabedoria, conforme descrito nas escrituras relacionadas na seção “Preparação” e nos seguintes relatos históricos. Depois, troque idéias com as crianças sobre as orientações de saúde dadas na Palavra de Sabedoria (D&C 89)

Organizada a Escola dos Profetas

Em Doutrina e Convênios 88, o Senhor instrui Joseph Smith a criar uma escola para ensinar o evangelho aos líderes da Igreja e prepará-los para servir os membros da Igreja. Nessa escola, chamada Escola dos Profetas, os líderes da Igreja deveriam ensinar o evangelho e outros assuntos importantes uns aos outros. (Ver D&C 88:77-80.) Os líderes da Igreja da região de Kirtland começaram a freqüentar a Escola dos Profetas no final de janeiro de 1833. A escola funcionava à noite, no andar de cima da loja de Newel K. Whitney. O Profeta ensinava os homens a respeito da importância de aprenderem e pregarem o evangelho e aprenderem sobre o mundo que os cercava. Além de estudar as escrituras e os princípios do evangelho, estudavam também hebraico e grego.

Em 1831, o Senhor ordenou a Oliver Cowdery e W.W. Phelps que escrevessem e selecionassem livros didáticos para as crianças (Ver D&C 55:4). Depois que Joseph Smith organizou a Escola dos Profetas para os líderes do sacerdócio da Igreja, ele organizou uma escola para as crianças. As aulas eram realizadas no sótão do templo de Kirtland. Cento e quarenta crianças freqüentaram essa escola.

O Senhor Revela a Palavra de Sabedoria

A Escola dos Profetas reunia-se freqüentemente para falar sobre o evangelho e os assuntos da Igreja. Muitos dos homens fumavam ou mascavam tabaco durante a reunião. (Explique às crianças que naquela época as pessoas não sabiam que o fumo fazia mal para o corpo.) A primeira coisa que os irmãos faziam quando se reuniam era acender os cachimbos. Fumavam enquanto conversavam, e quando não estavam fumando, mascavam tabaco. Quando mascavam tabaco, cuspiam por todo o chão. Joseph Smith não gostava de ensinar na escola “em meio a uma nuvem de fumaça de tabaco”, e Emma não gostava de ter que limpar a sujeira que os homens deixavam por causa dos cachimbos e do tabaco mascado (Brigham Young, em Journal of Discourses, 12:158).

No dia 27 de fevereiro de 1833, Joseph Smith entrou na sala em que funcionava a Escola dos Profetas. A sala estava cheia de fumaça. Joseph tinha acabado de vir da rua, onde o ar era puro, e o cheiro da fumaça deixou-o incomodado. Saiu da sala e perguntou ao Senhor o que deveria fazer a respeito daquela situação. O Senhor respondeu à oração de Joseph revelando o que hoje chamamos de a Palavra de Sabedoria (D&C 89).

Debate

Estude as perguntas e passagens das escrituras a seguir quando preparar a aula. Use as perguntas que, na sua opinião, ajudarão as crianças a compreenderem melhor as escrituras e aplicarem seus princípios na própria vida. A leitura das passagens com as crianças, na sala de aula, irá ajudá-las a ganhar maior entendimento das escrituras.

• Qual era o propósito da Escola dos Profetas? (D&C 88:77–78, 80) O que os líderes da Igreja deveriam estudar nessa escola? (D&C 88:78–79) Por que era importante que os líderes estudassem e aprendessem? Lembre às crianças que Joseph Smith também criou uma escola para crianças. Por que o estudo é importante para todos nós? Saliente a importância do aprendizado e incentive as crianças a darem o melhor de si na escola e em outras atividades educacionais.

• Saliente que os homens que freqüentavam a Escola dos Profetas receberam o mandamento de obterem “conhecimento de países e reinos” (D&C 88:79). Como o conhecimento de outros países e culturas ajudam os membros a serem bons missionários?

• Como os membros da Igreja aprendem a respeito do evangelho hoje em dia? (As respostas podem incluir: freqüentar a Primária e outras reuniões da Igreja, escutar, assistir ou ler os discursos da conferência geral, fazer noites familiares e estudo das escrituras em família, e estudar individualmente as escrituras e outros livros da Igreja.) Por que é importante estudarmos o evangelho assim como as matérias da escola como português e matemática?

• Por que o Senhor revelou a Palavra de Sabedoria? Por que é importante que cuidemos bem de nosso corpo físico? Quem vocês acham que estão incluídos entre os “homens conspiradores” mencionados em Doutrina e Convênios 89:4? Por que Satanás quer que usemos coisas proibidas pelo Senhor (como fumo e bebidas alcoólicas) na Palavra de Sabedoria?

• De acordo com a seção 89, que alimentos são bons para nosso corpo? (Grãos, frutas, verduras, carne em pequena quantidade; ver D&C 89:10–16 e a atividade complementar 4.) Que conselho o Senhor nos dá a respeito do sono? (D&C 88:124) Que promessas recebemos se obedecermos à Palavra de Sabedoria e cuidarmos de nosso corpo? (D&C 89:18–21; você pode explicar-lhes que algumas pessoas têm deficiências ou doenças que as impedem de ser completamente sadias, apesar de obedecerem à Palavra de Sabedoria. Se, contudo, obedecerem às leis de Deus, dia virá, seja nesta vida ou na vida futura, quando poderão desfrutar todas as bênçãos mencionadas nesses versículos.)

• Na seção 89, o que o Senhor ordena que não usemos? (D&C 89:5, 7–9; diga que os profetas nos explicaram que “bebidas quentes” refere-se a chá e café.) Saliente que algumas coisas que nos são prejudiciais (como drogas) não estão especificamente mencionadas na Palavra de Sabedoria, mas os líderes da Igreja nos ensinam que não devemos usar nada que seja prejudicial a nosso corpo ou mente. (Se as crianças mencionarem remédios, diga que algumas drogas podem nos ajudar quando estamos doentes, mas somente devem ser usadas sob a supervisão dos pais ou do médico.) Quais são alguns dos resultados de usarmos coisas que nos são prejudiciais?

• O que pode nos acontecer de mal por desobedecermos a Palavra de Sabedoria? (As respostas podem incluir doenças, pobreza, desonestidade, vícios, acidentes automobilísticos, inatividade na Igreja e pecados decorrentes da perda da capacidade de discernir.) Diga que na época de Joseph Smith as pessoas não conheciam os efeitos nocivos do fumo e do álcool. O Senhor, porém, conhecia esses efeitos nocivos e alertou-as. (Ver D&C 89:4.) O Senhor também sabia que as pessoas que desobedecessem à Palavra de Sabedoria perderiam o desejo de obedecer a outros mandamentos e de tornarem-se semelhantes a Jesus Cristo. O desejo físico passa a ser mais importante para essas pessoas do que os objetivos espirituais.

• O que vocês podem fazer se alguém lhes oferecer algo que seja contrário à Palavra de Sabedoria? (Ver atividade complementar 2.)

Atividades Complementares

Você pode usar uma ou mais das atividades abaixo, em qualquer momento da aula, ou como recapitulação, resumo ou desafio.

  1. 1.

    Diga que Spencer W. Kimball, o décimo segundo Presidente da Igreja, aconselhou-nos a decidir hoje que guardaremos a Palavra de Sabedoria. Leia ou peça a uma criança que leia a seguinte citação:

    “Quando eu era jovem, decidi firmemente que nunca provaria chá, café, fumo ou bebidas alcoólicas. Descobri que essa firme determinação salvou-me muitas vezes nas várias experiências de minha vida. Houve ocasiões em que poderia ter experimentado um pouco, mas a decisão inabalável firmemente estabelecida deu-me uma boa razão e a força para resistir” [The Teachings of Spencer W. Kimball (Os Ensinamentos de Spencer W. Kimball), comp. Edward L. Kimball (Salt Lake City: Bookcraft, 1982), p. 164].

    Diga que se decidirmos hoje como iremos agir quando formos tentados, em vez de esperar até que a tentação apareça, será mais fácil tomar a decisão mais sábia. Incentive as crianças a decidirem hoje que obedecerão à Palavra de Sabedoria.

  2. 2.

    Faça com que as crianças dramatizem situações em que lhes são oferecidas coisas como café, cigarro, bebidas alcóolicas e outras drogas, e elas resistem à tentação. Ajude-as a imaginar respostas a argumentos como os seguintes:

    • “Experimente um pouco. Uma vez não vai lhe fazer mal.”

    • “Todo mundo está usando. Não quer fazer parte da turma?”

    • “Todas as pessoas famosas do cinema e da televisão usam.”

    • “Isso lhe fará sentir-se bem.”

  3. 3.

    Mostre propagandas (recortadas de revistas ou jornais) de produtos nocivos a nosso corpo.

    • Por que o Senhor alertou-nos a respeito de pessoas que tentariam fazer com que usássemos coisas proibidas pela Palavra de Sabedoria? (Ver D&C 89:4.)

    Lembre às crianças do laço que você mostrou na atividade motivadora. Compare o laço com os hábitos prejudiciais como fumar ou beber bebidas alcoólicas. Peça às crianças que analisem as propagandas e procurem encontrar algumas das iscas que as pessoas usam para tentar apanhar-nos nas armadilhas de Satanás. Por exemplo: as propagandas mostram pessoas bonitas divertindo-se para fazer-nos crer que fumar ou tomar bebidas alcoólicas nos tornará atraentes e felizes. Essas coisas não nos tornarão mais atraentes ou felizes, mas se começarmos a usar esses produtos seremos apanhados no laço e poderemos ficar viciados.

    Saliente que não são feitas propagandas de algumas coisas, como drogas ilegais, mas as pessoas que querem nos fazer usá-las, podem utilizar argumentos semelhantes aos das propagandas.

    Diga que as pessoas viciadas em produtos nocivos como cigarro, álcool ou outras drogas têm muita dificuldade em abandoná-los, mesmo sabendo que essas coisas fazem mal para seu corpo e espírito. Se tivermos amigos ou parentes que necessitem parar de usar essas coisas, podemos orar por eles, incentivá-los e dar-lhes um bom exemplo.

  4. 4.

    Relacione no quadro-negro algumas referências das escrituras que dão conselhos específicos sobre como cuidar de nosso corpo, como as seguintes:

    • D&C 88:124 (dormir o suficiente)

    • D&C 89:7 (não beber bebidas alcoólicas)

    • D&C 89:8 (não fumar)

    • D&C 89:9 (não ingerir bebidas quentes, como café e chá)

    • D&C 89:16 (comer grãos e frutas)

    Entregue lápis e papel às crianças e peça-lhes que procurem essas referências. Peça a cada criança que faça uma lista de coisas que pode fazer para cuidar de seu corpo. Incentive as crianças a levarem a lista para casa, a fim de lembrarem-se de cuidar bem do próprio corpo.

  5. 5.

    Diga que precisamos ter bom senso ao cuidar de nosso corpo. (Ver D&C 59:20.) Até mesmo algumas coisas boas podem ser prejudiciais, se usadas em demasia.

    • De que maneira o exercício físico excessivo pode prejudicar nosso corpo? E dormir demais? E comer demais um único tipo de alimento?

    Diga às crianças que na época de Joseph Smith, muitas pessoas em Kirtland, Ohio, preocupavam-se em saber o que fazia e não fazia bem ao corpo. Um grupo de outra religião que morava naquela região seguia um regime alimentar muito rigoroso e não comia carne. (Ver cabeçalho de D&C 49.)

    Peça a uma criança que leia em Doutrina e Convênios 49:18–19 o que o Senhor disse a Joseph Smith em março de 1831, a respeito de comer carne.

    • Quais são algumas das razões pelas quais o Senhor colocou animais sobre a Terra? (Para prover-nos alimento e roupas; D&C 49:19.) O que a Palavra de Sabedoria diz a respeito de comermos carne? (D&C 89:12)

    Ajude as crianças a compreenderem que apesar da carne ser um alimento saudável e aceitável, deve ser usado com sabedoria e com moderação.

  6. 6.

    Conte às crianças uma das seguintes histórias:

    1. a.

      Anna Widtsoe, convertida à Igreja em seu início, não foi ensinada a respeito da Palavra de Sabedoria até algum tempo depois de tornar-se membro da Igreja. Ela não tomava bebidas alcoólicas, mas tomava café e chá, que eram comuns no país em que nascera. Quando Anna tomou conhecimento da Palavra de Sabedoria, “esforçou-se para abandonar o chá e o café, mas teve muita dificuldade. Quando costurava até tarde, passando muito da meia noite, uma xícara de café parecia revigorar-lhe. Depois de dois meses de luta, voltou certo dia para casa, depois de pensar muito seriamente a respeito de seu problema com a Palavra de Sabedoria. Tomou uma decisão. Parou no meio da sala e disse em voz alta: ‘Nunca mais. Para trás de mim, Satanás!’ Caminhou então até a despensa, apanhou os pacotes de chá e café e lançou-os no fogo. A partir daquele dia, nunca mais tomou chá nem café”. [“‘Get Behind Me, Satan’” (Para Trás de Mim, Satanás), Leon R. Hartshorn, comp., Remarkable Stories from the Lives of Latter-day Saint Women (Histórias Memoráveis da Vida de Mulheres da Igreja), 2 volumes (Salt Lake City: Deseret Book Co., 1973–1975), 1:255.]

    2. b.

      Quando jovem, LeGrand Richards, que veio a se tornar Bispo Presidente da Igreja e mais tarde membro do Quórum dos Doze Apóstolos, foi convidado por uma moça para um jantar com ela e seus amigos. Ele descreve o que aconteceu no jantar:

      “Quando nos aproximamos da mesa, notei que havia uma garrafa de cerveja ao lado de cada prato. Parei subitamente. Olhei para a mesa, depois para a [jovem]. Ela disse: ‘Qual é o problema. Você é bom demais para beber um pouco de cerveja?’ Eu tinha que tomar uma decisão rapidamente. Chamando a moça pelo nome, disse: ‘Bem, eu acho que sou. Pensei que você fosse também. Adeus …” Subi os degraus mais depressa do que tinha descido. Desde aquele dia, não me lembro de ter visto novamente aquela moça.

      Penso várias vezes naquela pequena experiência e me pergunto se me teria tornado Bispo Presidente da Igreja (…) se tivesse tomado aquela primeira garrafa de cerveja. Se você não toma a primeira cerveja ou outra bebida alcoólica, não precisa se preocupar com a segunda. O mesmo acontece (…) com o cigarro.” [Just to Ilustrate (Só para Ilustrar) (Salt Lake City: Bookcraft, 1961), p. 298.]

  7. 7.

    Escreva o nome de vários alimentos saudáveis em folhas de papel, incluindo alguns dos alimentos especificamente mencionados em D&C 89. Peça às crianças que escolham um papel e tentem descrever o alimento citado sem dizer o nome dele. Peça às outras crianças que tentem adivinhar que alimento a criança está descrevendo.

  8. 8.

    Se estiver ensinando crianças mais novas, você pode usar Histórias Ilustradas de Doutrina e Convênios, capítulo 31, sobre a Palavra de Sabedoria.

Conclusão

Testemunho

Testifique às crianças sobre a importância de estudarmos e de aprendermos, em especial a respeito do que o Pai Celestial e Jesus Cristo quer que façamos. Explique às crianças como o cumprimento da Palavra de Sabedoria tem abençoado sua vida. Incentive as crianças a decidirem hoje que irão obedecer à Palavra de Sabedoria e dizer “não” a todas as coisas prejudiciais que lhes forem oferecidas.

Sugestão para Designação de Leitura

Sugira às crianças que estudem Doutrina e Convênios 89:4–14, 18–21 em casa, para recapitularem a lição.

Sugestão para Atividade com a Família

Incentive as crianças a conversarem com a família a respeito de uma parte específica da lição, como, por exemplo, uma história, pergunta ou atividade, ou lerem com a família a “Sugestão para Designação de Leitura”.

Convide uma criança para fazer a última oração.