Os Missionários Partem para Outras Nações

Primária 5: Doutrina e Convênios, 1996


Propósito

Aumentar o desejo de cada criança de ser um missionário e compartilhar o evangelho com outras pessoas.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Doutrina e Convênios 107:23, 33, 35; 112: cabeçalho, 19–22, 28, 30–34 (as responsabilidades dos Doze Apóstolos) e os relatos históricos desta lição. Em seguida, estude a lição e decida como pretende usar os relatos escriturísticos e históricos para ensinar as crianças. (Ver “Preparação das Aulas”, p. vi–vii, e “Como Usar os Relatos Escriturísticos e Históricos para Ensinar as Crianças”, p. vii–xii.)

  2. 2.

    Leitura adicional: Doutrina e Convênios 11:21, 18:26–28 e 112:4–10.

  3. 3.

    Escolha as perguntas do debate e atividades complementares que mais envolvam e ajudem as crianças a alcançar o propósito da lição.

  4. 4.

    Escreva em quatro folhas de papel separadas os termos ou expressões importantes da lição. Prepare tantas folhas quantas forem as crianças da classe. (Se a classe for pequena, você pode preparar duas folhas para cada criança.) Use termos e frases como as seguintes:

    • Doze Apóstolos

    • “A verdade prevalecerá”

    • $87,00

    • 1800 pessoas

    • Corrida para serem batizados

    • Testemunhas especiais de Jesus Cristo

    • Oficial da lei

    • “Hurra, hurra para Israel.”

  5. 5.

    Materiais Necessários:

    1. a.

      Um exemplar de Doutrina e Convênios para cada criança;

    2. b.

      Um mapa do mundo, que se encontra no final da lição.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Atividade Motivadora

• Já fizeram uma excursão ou uma viagem de férias? Até que distância de casa foram?

Peça às crianças que contem sobre alguém da família que viajou para outra parte do mundo.

Mostre o mapa do mundo. Ajude as crianças a apontarem os lugares em que elas ou seus familiares visitaram ou já moraram.

• Em que lugar alguns missionários que vocês conhecem foram chamados para servir? (Se as crianças não souberem responder, diga onde você, amigos ou familiares serviram como missionário ou onde estão servindo os missionários que saíram de sua ala.)

Diga que o trabalho missionário sempre foi parte importante da Igreja de Jesus Cristo. Assim que a Igreja se foi tornando mais forte em Ohio e em Missouri, o Senhor chamou missionários para pregarem o evangelho em outras partes do mundo.

Relatos Escriturísticos e Históricos

Dê a cada criança uma das folhas de papel que você preparou. Peça às crianças que prestem atenção nesses termos ou expressões, enquanto você dá a aula. Quando um termo ou expressão for mencionado, peça à criança que leve a folha de papel até a frente da sala de aula e pregue-a no quadro-negro ou coloque-a sobre a mesa.

Ensine as crianças sobre as responsabilidades dos Doze Apóstolos de serem testemunhas especiais de Cristo e dirigirem o trabalho missionário, conforme descrito nas escrituras relacionadas na seção “Preparação” e no relato histórico “A Organização do Quórum dos Doze Apóstolos”, a seguir. Em seguida, ensine as crianças a respeito dos esforços dos primeiros missionários em pregar o evangelho a outras nações, conforme descrito nos outros relatos históricos. Aponte no mapa os locais que forem mencionados.

A Organização do Quórum dos Doze Apóstolos

A organização do Quórum dos Doze Apóstolos foi parte importante da restauração da Igreja de Jesus Cristo. Em fevereiro de 1835, doze homens foram chamados e ordenados Apóstolos. O Senhor revelou ao Profeta Joseph Smith os deveres dos Doze Apóstolos, e o Profeta ensinou aos Apóstolos o que deveriam fazer. Os Apóstolos deveriam ser “testemunhas especiais do nome de Cristo” e sair por todo o mundo a fim de pregar o evangelho e ensinar as pessoas a respeito de Jesus Cristo. (Ver D&c 107:23, 33, 35; ver também D&C 18:28.) Os Doze Apóstolos atuais têm essas mesmas responsabilidades, apesar de cumprirem-nas de modo diferente de como fizeram os primeiros Apóstolos destes últimos dias.

Esses primeiros Doze Apóstolos viajaram centenas de quilômetros, fazendo o trabalho missionário, fortalecendo e instruindo os membros da Igreja. Apesar de serem responsáveis pelo trabalho missionário da Igreja, não eram as únicas pessoas que serviam como missionários. O próprio Joseph Smith fez várias missões curtas nos Estados próximos a Ohio e ao Canadá, e outros homens foram chamados como missionários para irem às regiões próximas a Kirtland, Ohio, a fim de ensinar a respeito da restauração da verdadeira Igreja de Jesus Cristo. A maioria dos missionários saíam para ensinar por algumas semanas ou meses, voltavam para casa por curto período de tempo, depois partiam novamente para outra missão. A esposa e os filhos desses missionários ficavam em casa e cuidavam da casa e da fazenda, enquanto os homens serviam como missionários. Pouco tempo depois, os missionários começaram a viajar para mais longe e servir por períodos mais longos, para pregar o evangelho às pessoas do mundo inteiro.

Heber C. Kimball Parte para a Inglaterra

Em junho de 1837, Joseph Smith disse a Heber C. Kimball, um dos Doze Apóstolos, no Templo de Kirtland: “Irmão Heber, o Espírito do Senhor sussurroume, dizendo: ‘Que Meu servo Heber vá a Inglaterra para proclamar o Meu Evangelho e abra a porta da salvação àquela nação’”. [Citado em Orson F.

Whitney, Life of Heber C. Kimball (A Vida de Heber C. Kimball), pp. 103–104; ver também History of the Church, 2:490]. O Élder Kimball era pobre e estava preocupado com sua capacidade para servir como missionário, mas aceitou o chamado e orou para que fizesse um bom trabalho.

O Élder Kimball e seis companheiros viajaram até a cidade de Liverpool, na Inglaterra. Depois de permanecerem alguns dias em Liverpool, o Espírito do Senhor disse-lhes que fossem para Preston, uma cidade a aproximadamente cinqüenta quilômetros dali. Quando chegaram a Preston, as ruas estavam cheias de gente porque era dia de eleição. Os missionários viram uma grande faixa com os dizeres “A verdade prevalecerá”. Esperando ser aquele um sinal de que seriam bem sucedidos como missionários no país, disseram: “Assim seja, amém”. [Citado em Stanley B. Kimball, Heber C. Kimball: Mormon Patriarch and Pioneer (Heber C. Kimball: Patriarca e Pioneiro Mórmon), p. 45.]

No dia seguinte, os missionários foram convidados por um ministro religioso local para pregarem a sua congregação. Algumas pessoas da congregação tinham visto os missionários em sonhos, antes de terem chegado à Inglaterra. Os missionários também pregaram nas casa e nas esquinas. Em uma semana, algumas pessoas estavam prontas para ser batizadas.

Na manhã do dia em que os primeiros batismos seriam realizados na Inglaterra, os missionários sentiram a presença de espíritos malignos em seu quarto. Perceberam que Satanás estava tentando impedir que o evangelho fosse difundido na Inglaterra. Os missionários oraram fervorosamente, e o Senhor expulsou os espíritos maus. Os batismos aconteceram como planejado. Algumas pessoas estavam tão desejosas de ser batizadas que apostaram corrida até o rio, onde o Élder Kimball as estava esperando. George D. Watt ganhou a corrida e tornou-se o primeiro converso batizado na Inglaterra. Heber C. Kimball voltou para sua casa em Kirtland, em maio de 1838, depois de ficar quase um ano fora de casa.

Os Doze Apóstolos Vão para a Inglaterra

Os membros do Quórum dos Doze Apóstolos receberam o mandamento de ir para a Inglaterra, em 1839, a fim de continuarem pregando o evangelho. Quando chegou o momento de partir, muitos dos Apóstolos e suas famílias estavam com malária. Os Apóstolos decidiram partir mesmo estando doentes, confiando que o Senhor cuidaria deles.

As esposas dos Apóstolos, muitas das quais também estavam doentes, sabiam que seria difícil viver sem o marido em casa, mas apoiaram seus chamados para servir como missionários. Apesar de doente, Heber C. Kimball e Brigham Young, ao passarem de carroção pelas esposas, agitaram três vezes o chapéu acima da cabeça e gritaram: “Viva, urra, Israel”. As esposas foram até a porta e responderam: “Adeus. Que Deus vos abençoe” (citado em Whitney, p. 266).

O Élder Young e o Élder Kimball tinham muito pouco dinheiro para a viagem até a Inglaterra. Ao todo, tinham consigo $13,50, quantia essa que lhes fora dada por alguns amigos. Viajaram de Missouri até Kirtland numa diligência e achavam que só conseguiriam viajar um curto percurso antes de o dinheiro acabar. Quando, porém, o Élder Young abriu a mala para pegar o dinheiro com que pagaria a primeira parte da viagem, encontrou o suficiente para continuar mais um pouco. O mesmo aconteceu na vez seguinte, e assim por diante, até chegarem a Kirtland. Viajaram mais de seiscentos quilômetros de diligência e gastaram $87,00, apesar de terem consigo apenas $13,50 quando partiram. O Élder Young e o Élder Kimball sentiram que o dinheiro extra fora colocado na mala por um mensageiro celestial que sabia de suas necessidades.

Quando os membros do Quórum dos Doze chegaram à Inglaterra, separaram-se e seguiram para diferentes regiões do país. Wilford Woodruff foi para o Sul, a uma região de Herefordshire, onde encontrou muitas pessoas desejosas de aceitar o evangelho. O Élder Woodruff às vezes chegava a ter mil pessoas presentes à reunião em que ensinava. Um oficial da lei foi a uma reunião em que o Élder Woodruff pregava. O Élder Woodruff explicou que tinha permissão oficial para pregar e pediu que o oficial se sentasse. Prometeu conversar com ele depois da reunião. O oficial ouviu o Élder Woodruff pregar os princípios do evangelho por mais de uma hora. No final da reunião, sete pessoas quiseram ser batizadas, incluindo quatro pregadores de outras igrejas e o oficial que fora prender o Élder Woodruff. O oficial voltou ao ministro religioso que o havia enviado e disse que não prenderia o Élder Woodruff, pois ouvira-o pregar “o único sermão verdadeiro do evangelho que ouvi na vida”. O ministro enviou dois ajudantes para espionarem outra reunião, a fim de descobrirem o que o Élder Woodruff pregava. Os dois ajudantes também foram convertidos e batizados. [Ver Matthias F. Cowley, Wilford Woodruff: History of His Life and Labors, (Wilford Woodruff: História de sua Vida e Labores) p. 118.] Por meio dos esforços de Wilford Woodruff e seus companheiros, mais de oitocentas pessoas do sul da Inglaterra tornaram-se membros da Igreja.

Os outros Apóstolos também tiveram muito êxito na pregação do evangelho na Inglaterra. Quando voltaram para os Estados Unidos, na primavera de 1841, milhares de pessoas haviam se filiado à Igreja. Muitos desses conversos mudaram-se para os Estados Unidos. A fé e o apoio dos santos da Inglaterra foram uma grande bênção para a Igreja.

Os Missionários Vão a Outras Partes do Mundo

Quando os Doze Apóstolos retornaram a Nauvoo, onde ficava a sede da Igreja, passaram a dirigir o trabalho missionário em todo o mundo. O Élder Orson Hyde já havia pregado o evangelho por algum tempo na Alemanha e na Holanda, e fora até Jerusalém dedicar a Terra Santa, onde Jesus morou quando estava na Terra. Em breve, foram chamados missionários para as ilhas do Oceano Pacífico. Por intermédio dos Doze Apóstolos, a palavra do Senhor começou a se espalhar por todas as nações da Terra.

Debate

Estude as perguntas e passagens das escrituras a seguir quando preparar a aula. Use as perguntas que, na sua opinião, ajudarão as crianças a compreenderem melhor as escrituras e aplicarem seus princípios na própria vida. A leitura das passagens com as crianças, na sala de aula, irá ajudá-las a ganhar maior entendimento das escrituras.

• Qual é a responsabilidade principal dos Doze Apóstolos? (D&C 107:23) O que significa ser uma testemunha do nome de Cristo? (Ensinar as pessoas a respeito de Cristo e testificar que Ele é nosso Salvador.) Para quem os Doze Apóstolos devem ser testemunhas especiais de Jesus Cristo?

• Além de serem testemunhas de Jesus Cristo, para que são chamados os Doze Apóstolos? Diga que os Doze Apóstolos supervisionam o trabalho missionário (D&C 18:26–28; 112:21–22) e outros assuntos da Igreja (D&C 107:33). Eles também possuem em conjunto todas as chaves do sacerdócio (D&C 107:35; 112:30–32)

• Como o Senhor prometeu abençoar os Doze Apóstolos e outros missionários enviados para pregar o evangelho a outras nações? (D&C 112:19, 21) O que os missionários devem fazer para receber essa bênção? (D&C 112:10, 22, 28; ver também D&C 11:21.) Como essa bênção se aplica a nós? O que podemos fazer para receber essa bênção?

• Como as pessoas da Inglaterra receberam a mensagem dos missionários? Por que vocês acham que espíritos malignos atormentaram o Élder Kimball e seus companheiros? Por que Satanás quer impedir o trabalho missionário?

• Como a esposa e os filhos dos Doze Apóstolos e outros missionários contribuíram para o trabalho missionário? Como os missionários e suas famílias foram abençoados, enquanto os missionários pregavam o evangelho? Como os missionários e suas famílias são abençoados hoje em dia? (Você pode contar uma experiência pessoal de quando você ou familiares foram abençoados por servir uma missão ou sustentar um missionário.)

• Por que o Pai Celestial e Jesus Cristo querem que compartilhemos o evangelho com outras pessoas? Quais são algumas das bênçãos que temos e que desejamos que outras pessoas também tenham? (As respostas podem incluir o conhecimento do plano do Pai Celestial e de Seu amor por nós, a felicidade que sentimos quando cumprimos os mandamentos e as ordenanças que nos permitem voltar a viver um dia com o Pai Celestial e Jesus, se formos dignos.)

• Como vocês podem ser missionários desde já? (Ver atividade complementar 1.) Como podem se preparar para serem missionários de tempo integral no futuro? (Ver atividade complementar 2.) Como o serviço missionário nos ajuda a ficarmos mais próximos do Pai Celestial e de Jesus Cristo?

Atividades Complementares

Você pode usar uma ou mais das atividades abaixo, em qualquer momento da aula, ou como recapitulação, resumo ou desafio.

  1. 1.

    Antes da aula, escreva instruções semelhantes às abaixo em folhas separadas de papel (no mínimo uma para cada criança da classe) e coloque cada folha de papel em um copinho de papel separado ou outro recipiente pequeno.

    • Recite ou explique sua escritura favorita.

    • Recite e explique uma regra de fé.

    • Mencione uma atividade da Igreja para a qual possa convidar um amigo.

    • Mencione uma fita de vídeo da Igreja que pode passar para um amigo.

    • Diga o nome de uma revista ou livro da Igreja que pode dar a um amigo.

    • Sugira como fazer amizade na escola com alguém que pareça ser rejeitado pelos outros.

    • Diga duas maneiras pelas quais pode ser gentil com as outras pessoas.

    • Mencione duas maneiras de dar bom exemplo a outras pessoas.

    • Cante ou fale sobre seu hino da Igreja favorito.

    • Diga por que é grato a Jesus Cristo.

    • Diga o que poderia escrever em um Livro de Mórmon dado de presente a um amigo.

    • Diga algo que possa fazer para aumentar seu testemunho.

    • Elogie alguém sinceramente.

    • Diga qual seu personagem favorito das escrituras e a razão por que é seu favorito.

    Escreva posso ser um missionário desde já no quadro-negro e diga que irá pedir às crianças que treinem na prática algumas maneiras pelas quais podem ser missionárias desde já. Agrupe os copos de papel ou recipientes no chão e entregue uma pedrinha ou um botão a uma das crianças. Peça à criança que jogue a pedra ou o botão em um dos copos, apanhe o copo, retire o papel de dentro e siga as instruções. Repita com outra criança e continue até que todas as crianças tenham tido a chance de participar pelo menos uma vez e todas as instruções tenham sido demonstradas.

    Depois da atividade, você pode entregar lápis e papel às crianças e pedirlhes que escrevam especificamente um modo pelo qual irão procurar ser missionárias durante a semana. Peça às crianças que levem o papel para casa a fim de lembrarem-se de ser missionários desde já.

  2. 2.

    Escreva em folhas de papel separadas as aptidões que as crianças poderiam aprender ou atividades que poderiam realizar em preparação para tornaremse missionários de tempo integral no futuro. Coloque as folhas de papel em um recipiente. Peça a cada criança que retire um papel do recipiente e dê pistas às outras crianças por meio de mímica (ou desenhos no quadro-negro) para ajudá-las a adivinhar qual é a atividade ou a aptidão.

    Use as seguintes sugestões ou crie suas próprias (você pode também pedir às crianças que imaginem suas próprias aptidões ou atividades para representarem por mímica):

    • Ler as escrituras.

    • Escrever um diário.

    • Economizar dinheiro.

    • Apresentar-se a outras pessoas.

    • Passar uma camisa ou blusa.

    • Pregar um botão.

    • Dar nó na gravata.

    • Preparar uma refeição.

    • Consertar o pneu da bicicleta.

  3. 3.

    Pergunte às crianças quantas delas são membros da Igreja por causa do trabalho missionário. Ajude as crianças a compreenderem que todas são membros por que os missionários ensinaram o evangelho a elas, a seus pais ou outros membros da família. Conte uma experiência pessoal sobre como você ou seus familiares ficaram conhecendo o evangelho. Deixe que as crianças contem experiências semelhantes. Incentive as crianças a perguntarem a seus pais como os primeiros membros da Igreja em sua família conheceram o evangelho.

  4. 4.

    Escreva no quadro-negro Fui um missionário hoje ?

    Peça a uma criança que leia a seguinte citação do Presidente Spencer W. Kimball, o décimo segundo Presidente da Igreja:

    “Todo homem, mulher e criança—todo jovem e todo menino e menina—devem ser missionários. Isso não significa que devam servir fora do país ou mesmo ser chamados formalmente e designados como missionários de tempo integral. Significa, porém, que cada um de nós tem a responsabilidade de prestar testemunho das verdades do evangelho que recebemos. Todos temos parentes, vizinhos, amigos e colegas de trabalho, e é nossa a responsabilidade de transmitir-lhes as verdades do evangelho, pelo exemplo assim como por preceito [ensinamento]” [“‘It Becometh Every Man’” (Que Todo Homem), Ensign, outubro de 1977, p. 3].

    • O que o Presidente Kimball quis dizer ao declarar que devemos ensinar o evangelho pelo exemplo? O que podemos fazer para seguirmos o conselho do Presidente Kimball e sermos missionários desde já? O que vocês fizeram que poderia ajudar alguém a desejar saber mais sobre a Igreja?

  5. 5.

    Ajude as crianças a decorarem ou relembrarem a décima regra de fé. Diga que a coligação de Israel significa trazer pessoas para a igreja de Jesus Cristo. Isso é feito por meio do trabalho missionário, ensinando o evangelho às pessoas do mundo inteiro.

  6. 6.

    Cante ou leia a letra de “Um Missionário Já Eu Quero Ser” (Músicas para Crianças, p. 90) ou “Eu Quero Ser um Missionário” (Músicas para Crianças, p. 91.)

Conclusão

Testemunho

Expresse sua gratidão pela restauração do evangelho e pelos missionários que o proclamam ao mundo. Incentive as crianças a seguirem o exemplo dos primeiros missionários da Igreja e desenvolverem o desejo de compartilhar o evangelho com as outras pessoas.

Sugestão para Designação de Leitura

Sugira às crianças que estudem Doutrina e Convênios 107: 23 e 112:10, 19 em casa, para recapitularem a lição.

Sugestão para Atividade com a Família

Incentive as crianças a conversarem com a família a respeito de uma parte específica da lição, como, por exemplo, uma história, pergunta ou atividade, ou lerem com a família a “Sugestão para Designação de Leitura”.

Convide uma criança para fazer a última oração.