Os Santos Constroem Winter Quarters

Primária 5: Doutrina e Convênios, 1996


Propósito

Ajudar as crianças a compreenderem que grandes coisas podem ser alcançadas quando as pessoas cooperam entre si e servem umas às outras.

Preparação

  1. 1.

    Em espírito de oração, estude Mosias 2:17, os relatos históricos desta lição e Doutrina e Convênios 136:1–11. Em seguida, estude a lição e decida como pretende usar os relatos escriturísticos e históricos para ensinar as crianças. (Ver “Preparação das Aulas”, p. vi–vii, e “Como Usar os Relatos Escriturísticos e Históricos para Ensinar as Crianças”, p. vii–xii.)

  2. 2.

    Escolha as perguntas do debate e atividades complementares que mais envolvam e ajudem as crianças a alcançar o propósito da lição.

  3. 3.

    Escreva algumas das seguintes referências das escrituras em cartões ou folhas de papel separadas (prepare tantos cartões quantas forem as crianças de sua classe):

    • Mosias 2:18

    • Mosias 2:21

    • Alma 30:8

    • Morôni 6:3

    • D&C 4:2

    • D&C 4:3

    • D&C 42:29

    • D&C 76:5

    • D&C 100:16

    Depois, corte os cartões ao meio, para que o livro e o capítulo e versículo fiquem em pedaços separados. (Ver a ilustração.) Corte cada cartão em dois, de modos diferentes, de maneira que os dois pedaços possam ser unidos como peças de quebra-cabeça.

    puzzle pieces
  4. 4.

    Materiais Necessários:

    1. a.

      Um exemplar de Doutrina e Convênios para cada criança;

    2. b.

      O mapa da trilha para o oeste seguida pelos santos, que se encontra no final da lição;

    3. c.

      Gravura 5-42, Winter Quarters.

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Convide uma criança para fazer a primeira oração.

Atividade Motivadora

Distribua os cartões cortados de modo que cada criança receba pelo menos um cartão. Peça à criança que procure a referência das escrituras indicada em seu cartão.

• Por que não conseguem encontrar a escritura do seu cartão?

Explique às crianças que terão que trabalhar em conjunto e ajudarem-se umas às outras para encontrar as referências. Peça às crianças que combinem os pedaços dos cartões, e depois cada dupla deverá procurar a escritura indicada em seu cartão. Peça a uma das crianças de cada dupla que leia a escritura que encontraram. Peça às crianças que procurem descobrir uma palavra que aparece em todas as escrituras.

• Que palavra apareceu em todas as escrituras?

Escreva SERVIR no quadro-negro.

• A quem devemos servir?

• Como servimos a Deus?

Peça a uma criança que leia Mosias 2:17. Converse com as crianças sobre o significado desse versículo.

Diga às crianças que nesta lição irão aprender sobre como os santos que foram expulsos de Nauvoo serviram a Deus, ajudando e prestando serviço uns aos outros.

Relatos Escriturísticos e Históricos

Ensine as crianças sobre a jornada dos santos e as experiências que tiveram em Winter Quarters, conforme descrito nos relatos históricos a seguir e em Doutrina e Convênios 136:1–11. Mostre a gravura de Winter Quarters no momento oportuno.

Lembre às crianças que após os santos haverem trabalhado arduamente para terminar o Templo de Nauvoo e fazer de Nauvoo uma cidade próspera, foram expulsos da cidade. Tiveram mais uma vez que deixar seus lares para fugir dos inimigos.

O Acampamento de Israel Cruza o Estado de Iowa

Em abril de 1846, o grupo principal dos santos, que deram a si mesmos o nome de Acampamento de Israel, tinha cruzado apenas metade do estado de Iowa. Alguns dos membros desse grupo haviam planejado viajar até as Montanhas Rochosas naquele verão, mas não tinham certeza se isso seria possível. O tempo estava muito ruim, as pessoas tinham pouco alimento e suprimentos, e muitos santos ainda estavam em Nauvoo. Os líderes da Igreja decidiram estabelecer acampamentos temporários e iniciar plantações ao longo do caminho para o oeste. Esses acampamentos proveriam um lugar para os santos do Acampamento de Israel ficarem e também alimento e abrigo para os santos que chegassem mais tarde. Dois dos primeiros acampamentos estabelecidos foram Garden Grove e Mount Pisgah, em Iowa.

Na mesma época em que os membros da Igreja estavam organizando Garden Grove e Mount Pisgah, os Estados Unidos declararam guerra contra o México. O governo dos Estados Unidos pediu aos líderes da Igreja que fornecessem um exército para ajudar na guerra. Isso era algo difícil para os santos, mas eles concordaram. Queriam manter boas relações com o governo, e o dinheiro recebido pelos integrantes do exército pagaria as despesas da viagem para o oeste. Quinhentos homens deixaram suas famílias para lutar na Califórnia. Brigham Young prometeu a esses homens, que ficaram conhecidos como o Batalhão Mórmon, que suas famílias seriam bem cuidadas enquanto estivessem longe. Prometeu também que, se fossem justos e obedientes, não teriam que lutar na guerra.

Quando o Batalhão Mórmon partiu, os outros membros da Igreja ajudaram a cuidar das famílias. Certo dia, uma mulher procurou Charles C. Rich, um dos líderes da Igreja em Mount Pisgah, explicando entre lágrimas que seu marido havia partido com o Batalhão Mórmon e ela e seus filhos não tinham o que comer. O irmão Rich pediu a sua esposa que desse um pouco de farinha para a mulher. A irmã Rich disse que tinham apenas um pouco de farinha em casa e não havia onde comprá-la, mas o irmão Rich disse à esposa: “Deixe que ela leve toda a farinha que temos em casa, e tenha confiança de que o Senhor proverá nosso sustento”. A irmã Rich fez o que o marido pedira, mesmo tendo dúvidas quanto ao que sua própria família iria comer. Mais tarde, naquele dia, alguns carroções pararam em frente da casa da família Rich, e um homem entregou ao irmão Rich cinqüenta dólares, dizendo que o Espírito lhe dissera que a família estava sem dinheiro. O irmão entregou o dinheiro à esposa e disse: “Está vendo agora como o Senhor nos proveu um meio de obtermos farinha?” O homem também disse ao irmão e à irmã Rich que havia um carroção cheio de farinha rumando para Mount Pisgah e que, portanto, teriam onde comprar o que precisassem. O irmão e a irmã Rich emocionaram-se até as lágrimas ao perceberam o quanto o Senhor os abençoara por terem partilhado um pouco de farinha. Quando o carroção carregado de farinho chegou a Mount Pisgah, o irmão Rich comprou farinha para sua família e para os doentes e necessitados da colônia. [Ver Sarah Pea Rich, “‘The Spirit Tells Me You Are Out of Money’” (O Espírito Me Diz que Vocês Estão Sem Dinheiro), pp. 145–146.]

No início de junho de 1846, um pequeno grupo de santos, incluindo alguns membros do Quórum dos Doze Apóstolos, deixou Mount Pisgah para procurar um lugar em que os santos pudessem passar o inverno. Depois de negociar com os índios americanos que moravam nas terras pelas quais teriam de passar, o grupo decidiu procurar um lugar na margem oeste do rio Missouri. Em setembro, cruzaram o rio até o atual estado de Nebraska e escolheram um planalto que dava vista para o rio. Era uma área extensa, com muitas pastagens para os animais. Deram-lhe o nome de Winter Quarters e imediatamente começaram a planejar a comunidade.

Os Santos Estabelecem Winter Quarters

Muitos santos mudaram-se para Winter Quarters, e por volta do final do ano, havia cerca de setecentas casas e quase quatro mil santos no local. Algumas das casas eram feitas de toras, e outras eram escavadas nas encostas das colinas. Toda a colônia foi cercada com estacas para proteção contra índios hostis.

Todos trabalharam muito para construir Winter Quarters. Enquanto alguns homens construíam as casas, outros aravam a terra e iniciavam plantações. Alguns cuidavam das grandes manadas de bois e outros juntavam feno para o inverno. As mulheres teciam, tricotavam e costuravam roupas, e faziam perneiras de couro de veado. Brigham Young instruiu algumas pessoas a construírem um moinho próximo ao rio, para transformar o trigo em farinha, e pediu a outros que fizessem cestas e tábuas de lavar roupa para vender. Apesar de todo o trabalho árduo, os santos tiveram muita dificuldade para construir Winter Quarters. Tiveram que contar com a ajuda do Senhor e com a cooperação mútua.

O santos sabiam que o único modo de sobreviverem seria trabalhando juntos e ajudando uns aos outros. Orson Spencer e sua família haviam sido expulsos de Nauvoo com o restante dos santos. A família Spencer viajou até Winter Quarters, mas antes de chegarem, o irmão Spencer foi chamado para uma missão na Inglaterra. Ele não queria deixar seus seis filhos. Ellen, a mais velha, tinha quatorze anos; Aurelia tinha doze anos; Catherine tinha dez; Howard tinha oito; George, seis e Lucy, quatro. A mãe havia morrido assim que saíram de Nauvoo, e não tinham ninguém que cuidasse deles. Apesar disso, o irmão Spencer aceitou o chamado para a missão. Levou os filhos para Winter Quarters, construiu-lhes uma casa e pediu aos vizinhos que ajudassem a cuidar deles, tendo os vizinhos aceitado de boa vontade. As crianças mais velhas cuidaram das mais novas e todas aprenderam a ajudar-se mutuamente. Naquele inverno, os filhos da família Spencer freqüentaram a escola, cuidaram da casa, costuraram roupas e passaram o tempo com as crianças vizinhas estudando, contando histórias e brincando.

Para ajudar os santos a cuidarem melhor uns dos outros, Winter Quarters foi dividido em vinte e duas alas. Os líderes de cada ala foram instruídos a atender às necessidades espirituais e físicas das pessoas de sua ala. Realizavam reuniões dominicais para fortalecer a fé dos membros da ala e abriam escolas para as crianças. As aulas eram dadas nas casas ou ao ar livre quando o tempo estava bom.

Um dos principais problemas de Winter Quarters eram as doenças. Muitas pessoas ficaram doentes por causa dos mosquitos transmissores de malária, que vinham das regiões alagadas do rio, e pela desnutrição causada pela falta de frutas e verduras frescas. A maioria das pessoas de Winter Quarters ficou doente, e as poucas sadias passavam o tempo todo cuidando das outras. Vilate Kimball, esposa do Apóstolo Heber C. Kimball, percorria a colônia levando comida e cuidando dos doentes. Estava tão ocupada cuidando dos outros que quase não tinha tempo para comer e cuidar de si mesma. Muitas pessoas foram curadas por jejum e oração, e pela boa vontade de outras pessoas que cuidavam delas.

Os santos de Winter Quarters também ajudavam as pessoas que não eram membros da Igreja. Em dezembro de 1846, um chefe índio americano chamado Cabeça Grande estava acampado próximo a Winter Quarters, com alguns membros da família e amigos. Certa noite, foi atacado por outro bando de índios, e Cabeça Grande e outros de seu grupo ficaram gravemente feridos. As pessoas de Winter Quarters acolheram-nos e cuidaram deles até que outras pessoas de sua tribo apareceram para levá-los.

Apesar de todas as dificuldades, os santos não apenas trabalhavam juntos, como também se divertiam juntos, realizando bailes, reuniões de família e comemorações comunitárias. Havia muito riso e música em Winter Quarters.

Os Santos Prepararam-se para Deixar Winter Quarters

Em janeiro de 1847, Brigham Young recebeu uma revelação (D&C 136) sobre o Acampamento de Israel e sua preparação para prosseguir a jornada para o oeste. Enquanto estavam em Winter Quarters, as pessoas foram organizadas em companhias e fizeram todos os preparativos necessários para a jornada pelas planícies e montanhas. Também continuaram a construir casas e a plantar, para os santos que ficariam em Winter Quarters até a primavera seguinte. A primeira companhia, chamada Companhia Pioneira, deixou Winter Quarters, rumo ao vale do Lago Salgado, em abril de 1847, liderada por Brigham Young. Outras companhias partiram mais tarde naquele ano e no ano seguinte. No final de 1848, todos haviam deixado Winter Quarters.

Debate

Estude as perguntas e passagens das escrituras a seguir quando preparar a aula. Use as perguntas que, na sua opinião, ajudarão as crianças a compreenderem melhor as escrituras e aplicarem seus princípios na própria vida. A leitura das passagens com as crianças, na sala de aula, irá ajudá-las a ganhar maior entendimento das escrituras.

• Por que acham que foi difícil para os santos enviar o Batalhão Mórmon para a Califórnia, para ajudar na guerra? Por que acham que esses homens concordaram em ir? Como a situação dos santos piorou depois da saída desses quinhentos homens?

• De que maneira a família Rich ajudou outras pessoas? Lembre às crianças que Charles Rich disse à esposa que confiasse no Senhor. Como o Senhor ajudou a família Rich? Saliente que o Senhor geralmente nos ajuda enviando outras pessoas para cuidarem de nossas necessidades. Por que é importante que estejamos atentos às necessidades das outras pessoas e tenhamos o desejo de ajudá-las? Como vocês ajudaram alguém que passava por necessidades? Como se sentiram quando ajudaram outras pessoas?

• Como os santos se ajudaram mutuamente na construção de Winter Quarters? O que teria acontecido se cada família tivesse que fazer tudo sozinha (construir a própria casa, arar e plantar, tecer e costurar as próprias roupas)? (Ver atividade complementar 1.)

• Como os vizinhos da família Spencer ajudaram o irmão Spencer, para que ele pudesse servir uma missão? Como os filhos da família Spencer ajudaram-se uns aos outros? Como vocês podem ajudar seus vizinhos? Como podemos ajudar nossos familiares? (Ver atividade complementar 2.)

• Por que acham que os santos de Winter Quarters procuravam divertir-se juntos, apesar de as condições serem tão difíceis? Como acham que esses momentos de entretenimento em grupo os ajudaram? Por que é tão importante que trabalhemos, adoremos e nos divirtamos juntos, em nossa família e na ala (ou ramo)?

• O que o Senhor disse que os santos deveriam fazer enquanto estavam em Winter Quarters? (Prepararem-se para viajar para o oeste; D&C 136:1–2, 5) O que Ele lhes pediu que fizessem para ajudar outras pessoas? (D&C 136:8–9) O que o Senhor prometeu aos santos, se eles se preparassem e ajudassem uns aos outros? (D&C 136:11)

• Que lições importantes vocês acham que os santos aprenderam em Winter Quarters? O que podemos aprender com a experiência deles?

Atividades Complementares

Você pode usar uma ou mais das atividades abaixo, em qualquer momento da aula, ou como recapitulação, resumo ou desafio.

  1. 1.

    Peça às crianças que finjam que são pioneiros que acabaram de chegar a Winter Quarters.

    • O que precisam fazer para ajudar a construir Winter Quarters?

    Aliste todas as respostas das crianças no quadro-negro (as respostas podem incluir: construir casas, arar a terra, plantar, cuidar dos animais, juntar feno, construir um moinho para fazer farinha, tecer, fazer roupas e construir uma paliçada).

    Dê lápis e papel a cada criança. Diga às crianças que têm um minuto para desenhar todas as coisas relacionadas no quadro-negro. Peça-lhes que comecem quando você disser “já”. Depois de um minuto, diga “parem” e peça que as crianças mostrem o que desenharam.

    Peça às crianças que virem o papel e designe uma criança para desenhar cada item da lista do quadro-negro. Dê-lhes um minuto para completar o desenho e depois peça às crianças que mostrem seu trabalho conjunto.

    • Por que a segunda atividade de desenho foi parecida com o modo como Winter Quarters foi construída?

    Saliente que muito mais foi realizado quando as crianças cooperaram e trabalharam juntas.

    • O que aconteceria se vocês tivessem que fazer tudo para cuidar de sua casa e família? O que aconteceria se sua mãe ou seu pai tivessem que fazer tudo sozinhos? Por que é imporante que trabalhemos juntos e ajudemos uns aos outros?

  2. 2.

    Pergunte às crianças:

    • Como se sentem quando alguém faz algo para ajudá-los? Como se sentem quando fazem algo para ajudar outra pessoa?

    Peça às crianças que contem experiências próprias de serviço ao próximo.

    Escreva Vizinhos e Família no quadro-negro. Peça às crianças que sugiram como podem ajudar os vizinhos e a família e escreva cada resposta na coluna adequada. Dê lápis e papel a cada criança e peça-lhes que escolham e escrevam um ou mais itens da lista para fazerem durante a próxima semana.

  3. 3.

    Consulte sua presidente da Primária e o líder do sacerdócio sobre um pequeno projeto de serviço que as crianças possam fazer pela ala, pelo ramo ou pela comunidade. Ajude as crianças a planejarem e executarem o projeto de serviço.

  4. 4.

    Ajude as crianças a decorarem Mosias 2:17. Lembre às crianças que o Pai Celestial fica contente quando O servimos por meio do serviço ao próximo.

  5. 5.

    Recapitule a 13ª Regra de Fé com as crianças. Saliente que “ser (…) benevolentes” e “fazer o bem a todos os homens” são princípios de serviço ao próximo.

  6. 6.

    Cante ou leia a letra de “Eu Quero Ser como Cristo” (Músicas para Crianças, p. 40) ou “Eu Devo Partilhar” (Hinos, nº 135).

Conclusão

Testemunho

Testifique às crianças que por meio do serviço ao próximo podemos nos tornar mais semelhantes a Cristo e alcançar a verdadeira felicidade. Expresse sua gratidão pelo que outras pessoas lhe fizeram e pelas oportunidades que tem de servir outras pessoas. Incentive as crianças a procurarem maneiras de ajudar seus familiares e amigos.

Sugestão para Designação de Leitura

Sugira às crianças que estudem Mosias 2:17 em casa, para recapitularem a lição.

Sugestão para Atividade com a Família

Incentive as crianças a conversarem com a família a respeito de uma parte específica da lição, como, por exemplo, uma história, pergunta ou atividade, ou lerem com a família a “Sugestão para Designação de Leitura”.

Convide uma criança para fazer a última oração.