17: Ajudar os alunos a prestarem atenção

"17: Ajudar os alunos a prestarem atenção," Parte B: Princípios Básicos do Ensino do Evangelho — Incentivar o Aprendizado Diligente, ()


Um professor da Escola Dominical contou o seguinte sobre uma de suas aulas:

“Sentia-me como se tivesse levado a classe para um passeio na floresta. Quando começamos a caminhar juntos pela trilha, sempre que passávamos por aspectos interessantes das escrituras, eu chamava atenção para eles. Discorri cuidadosamente sobre as idéias da lição, assim como um guia explicaria os diferentes tipos de folhagem encontrados em uma trilha na floresta.

Em determinado momento, virei-me para ver onde estavam meus alunos. Verifiquei que eles estavam bem distantes do ponto da trilha escriturística em que eu me encontrava. Nenhum deles seguira meu ritmo. Alguns haviam demorado demais; outros não haviam conseguido avançar após certo trecho; outros haviam-se desviado da trilha e se perdido. Senti que deveria retroceder, buscar os alunos e só então tentar seguir viagem.”

Como mostra essa experiência, um professor às vezes pode “separar-se” dos alunos durante as aulas. Os alunos por vezes perdem o interesse ou dispersam-se.

Como os professores podem ajudar os alunos a permanecerem atentos? Não há uma única resposta, mas há algumas coisas que serão de grande valia.

Observar e Ouvir os Alunos

Em geral, você consegue perceber quando seus alunos estão “separando-se” de você. Você nota que eles estão mais inquietos do que de costume, que não estão acompanhando alguém que faz uma leitura em voz alta ou que estão conversando sobre coisas não relacionadas à aula. Pelas respostas deles às perguntas, você pode perceber quando estão sem concentração ou entusiasmo.

Tenha cuidado ao conjecturar sobre o nível de atenção dos alunos com base nos sinais e indícios externos. Alguns que parecem distantes podem, na verdade, estar muito atentos. Um aluno que não está olhando para você pode, por exemplo, estar pensando em algo que foi dito na aula ou refletindo sobre um sussurro que recebeu do Espírito Santo.

Quando ensina pelo Espírito, você muitas vezes é abençoado com discernimento sobre o nível de atenção dos alunos. Às vezes, você pode ser inspirado a fazer mudanças em uma aula para ajudar a reconquistar a atenção dos alunos.

Como Ajudar os Alunos a Prestarem Atenção

As sugestões a seguir podem ser-lhe úteis em sua tentativa de fazer com que os alunos prestem atenção:

  • Torne a aula relevante. Ajude seus alunos a verem como os princípios ensinados na aula se relacionam a sua vida. Quando não conseguem ver a aplicação prática do que ouvem, é mais provável que não se interessem ou prestem atenção.

  • Varie o tom de voz ao ensinar. Você fala devagar demais, rápido demais, baixo demais, alto demais? Sempre usa o mesmo tom de voz, com pouca modulação? Sua dicção é clara? Você se entusiasma pelo que ensina? A forma de usar sua voz pode influenciar o nível de atenção de seus alunos.

  • Mantenha contato visual. Use o contato visual como forma de envolver os alunos nas aulas. Quando você ensina olhando diretamente para os alunos, sua atenção volta-se para eles, não para o manual ou outros recursos da lição. Manter o contato visual ao ouvir os comentários e perguntas de seus alunos ajuda-os a saber que você está interessado no que eles têm a dizer. Tenha cuidado para não deixar seus olhos vagarem pela sala enquanto fala. Disponha as cadeiras na sala de modo a ver o rosto de cada pessoa e ser visto por todas elas. As crianças pequenas se concentrarão mais se você sentar-se perto delas e falar com elas na altura dos olhos.

  • Movimente-se. Tente mover-se pela sala durante a aula, mas não fique andando para frente e para trás. Aproximar-se dos alunos ao fazer uma pergunta demonstra seu interesse e desejo de ouvir uma resposta. Gestos adequados com as mãos e os braços podem ajudar a salientar um ponto da lição. Movimente-se de forma natural, de acordo com sua personalidade. Se seus movimentos forem ensaiados, artificiais ou excessivos, poderão desviar a atenção dos alunos e fazer com que percam o interesse pela aula.

  • Imprima um ritmo variado às aulas. O andamento que der à apresentação da aula pode influenciar o nível de concentração dos alunos. Se for rápido demais, os alunos podem ficar confusos; se lento demais, podem perder o interesse. Algumas partes da aula podem parecer arrastadas ou conter discussões ou histórias intermináveis. Algumas idéias previstas na lição podem ser importantes, mas menos relevantes do que outras. Aborde-as rapidamente para poder dedicar-se aos pontos principais.

  • Use métodos didáticos variados. Isso pode ajudá-lo a variar o ritmo da aula, conquistar a atenção dos alunos no início da aula, readquiri-la algum tempo depois ou fazer a transição de uma parte da lição para outra. As discussões em pequenos grupos, por exemplo, podem envolver imediatamente os alunos que estejam perdendo o interesse ou a concentração. (Ver “Ensinar de Forma Variada”, páginas 89–90.)

A Responsabilidade das Pessoas de Participarem

Ao procurar ajudar os alunos a prestarem atenção, lembre-se de que eles são os principais responsáveis pela própria participação. Se uma pessoa não participar, não a pressione. Em vez disso, continue a demonstrar interesse, respeito e disposição para ajudar, recordando o seguinte conselho que o Senhor deu aos portadores do sacerdócio: “Nenhum poder ou influência pode ser mantido (…), a não ser com persuasão, com longanimidade, com brandura e mansidão e com amor não fingido”. (D&C 121:41)