8: A influência que outros membros da família podem exercer no ensino

"8: A influência que outros membros da família podem exercer no ensino," Parte D: Ensinar no Lar — Ensinar na Família, ()


Embora os pais sejam os principais responsáveis por ensinar o evangelho aos filhos, outros membros da família podem auxiliar imensamente. Os pais devem buscar oportunidades de envolver outros familiares no ensino e fortalecimento dos filhos.

A Influência que os Avós Exercem no Ensino

Os avós podem fortalecer e inspirar os netos relatando suas experiências, testemunho e fé. Suas histórias verdadeiras de obediência, aprendizado a partir de erros, sacrifícios em nome de metas eternas e sua atitude positiva diante de problemas podem ajudar as crianças quando se defrontarem com experiências semelhantes. Além de conversar com os netos, os avós podem registrar seu testemunho e experiências no diário, o que pode edificar e ensinar os membros atuais da família e as futuras gerações.

A irmã Susan L. Warner, que serviu como segunda conselheira na presidência geral da Primária, contou a seguinte história:

“Conheço um avô que, em uma recente reunião da família nas montanhas, levou seus netos para uma caminhada. Quando chegaram a uma clareira, ele pediu às crianças que se sentassem e contou-lhes a respeito de um menino de 14 anos chamado Joseph Smith, que desejava fazer algumas perguntas ao Pai Celestial sobre algumas coisas que o preocupavam. O avô explicou que o menino Joseph foi a um bosque próximo de sua casa para orar, tendo fé que Deus iria responder à sua oração. Os netos ouviram em silêncio, mas o pequeno Johnny, de quatro anos, que tinha dificuldade em ficar sentado por muito tempo, não conseguiu conter-se e disse: ‘Já ouvi essa história’.

O avô falou da sincera oração de Joseph e de como foi respondida com a gloriosa aparição do Pai Celestial e de Seu Filho Jesus Cristo. Ao terminar, o pequeno Johnny tomou a mão do avô e disse: ‘Foi um ótimo testemunho, vovô’. Ele tinha gostado muito de ouvir a história de novo.

Embora o avô tivesse repetido esse relato sagrado muitas vezes durante a vida, ele disse: ‘Nunca o Espírito do Senhor prestou um testemunho mais forte do que quando prestei meu testemunho de Joseph Smith a meus próprios netos’. O avô e as crianças sentiram o testemunho do Espírito Santo.” (Conference Report, outubro de 1998, p. 85; ou Ensign, novembro de 1998, p. 67)

Ainda que morem longe dos netos, os avós podem influenciá-los para o bem. Por meio de telefonemas ou cartas de elogio e incentivo, podem inspirar confiança e dar conselhos.

A Influência que os Irmãos Podem Exercer no Ensino

Os pais devem incentivar os filhos a ajudarem-se mutuamente a aprender e crescer. Os irmãos mais velhos muitas vezes podem ser exemplos positivos para os mais novos e receber a atribuição de ensinar-lhes tarefas domésticas. Quando um filho serve como missionário de tempo integral, pode, por meio de seu exemplo e suas cartas, influenciar um irmão mais novo a fazer o mesmo. Quando uma irmã se casa no templo, pode expressar sua alegria e testemunho a seus irmãos. Quando contribuem para as tarefas domésticas de boa vontade, os filhos dão um bom exemplo, ensinando uns aos outros a respeito do serviço e da responsabilidade. Seu próprio aprendizado é reforçado.

A Influência que os Tios e Primos Exercem no Ensino

Há ocasiões em que os tios, tias ou primos conseguem ajudar um membro da família quando os pais não podem.

Um pai recorda o quanto seu filho foi influenciado por um primo. Por várias semanas, o filho recusara-se a ir à Igreja. No dia da conferência geral, seu primo, muito empolgado, levantou-se bem cedo e foi para a fila a fim de conseguir um assento no Tabernáculo de Salt Lake. Ao ver esse exemplo, o filho foi tocado pela fé e entusiasmo do primo e animou-se para voltar a freqüentar as reuniões da Igreja. Essa decisão mudou sua vida e, posteriormente, ele serviu fielmente como missionário de tempo integral.

Certa mãe falou da influência positiva que o irmão dela e sua família exerceram quando ela e o marido enviaram o filho para morar e trabalhar com eles em seu posto de gasolina nas férias de verão. Outra mulher recorda com gratidão a conversa que seu filho teve com um de seus tios mais queridos. Essa conversa fez seu filho decidir afastar-se dos amigos que estavam tendo uma influência negativa sobre seu comportamento.

A Influência que as Crianças Exercem no Ensino

Quando os pais ouvem as crianças, podem aprender inúmeras verdades. O Élder Russell M. Nelson descreveu uma ocasião em que aprendeu algo com uma de suas filhas:

“Certa noite, quando cheguei em casa bem tarde do trabalho no hospital. Encontrei minha esposa exausta. (…) Por isso me ofereci para colocar nossa pequena de quatro anos na cama. Comecei dando ordens: “Tire a roupa; pendure-a; vista o pijama; escove os dentes, faça a oração” e assim por diante, comandando de maneira condizente a um severo sargento do exército. De repente, ela pôs a cabecinha de lado, olhou para mim (…) e disse: ‘Paizinho, você é meu dono?’

Ela ensinou-me uma importante lição. Eu estava usando métodos de repressão naquele pequenino ser. Dominar crianças pela força é a tática de Satanás, não do Salvador”. (Conference Report, abril de 1991, p. 27; ou Ensign, maio de 1991, p. 22)