Apoiar os Portadores do Sacerdócio

Moças – Manual 1, 1992


Objetivo

Ajudar cada aluna a aprender a importância do apoio à liderança do sacerdócio.

Preparação

Preparar, para cada aluna, uma cópia deste questionário:

  1. 1.

    Você é capaz de mencionar os nomess dos oficiais do sacerdócio que a servem:

    • O Presidente da Igreja:

    • Membros do Quorum dos Doze:

    • O Presidente da Estaca ou Missão:

    • O Bispo ou Presidente do ramo:

    • Mestres Familiares:

    • Quem é seu líder imediato do sacerdócio (Certifique-se de que as jovens entendem que é o pai, se for portador do sacerdócio).

  2. 2.

    Providenciar lápis para todas as alunas.

  3. 3.

    Preparar, para cada aluna, uma cópia das oito perguntas mencionadas no artigo da Irmã Ardeth Kapp.

  4. 4.

    Se desejar, designe algumas jovens para apresentarem histórias, escrituras ou citações.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

Podemos Apoiar os Líderes do Sacerdócio

Atividade

Dê a cada aluna um lápis e uma cópia do questionário e peça que escrevam o nome de cada portador do sacerdócio no espaço correspondente. Quando terminarem, pergunte se elas sustentam e apóiam estes líderes do sacerdócio.

Debate com uso de quadro-negro

• O que significa apoiar alguém?

Um dos significados de apoiar é promover o interesse ou causa de, ou sustentar ou defender como válido ou direito: advogar.

Escreva essas definições no quadro-negro.

Abaixo das definições, escreva as palavras por que e como. Embaixo faça uma coluna com todos os líderes do sacerdócio que aparecem no questionário (bispo, mestre familiar etc.)

Apoiar: “Promover o interesse ou causa de” ou “sustentar ou defender como válido ou direito: advogar”

Sustentar: “Dar Apoio ou Ajuda”.

 

Por que

Como

Presidente da Igreja

  

Quorum dos Doze

  

Presidente da estaca

  

Bispo

  

Mestre familiar

  

Pai

  

• Quais são algumas razões pelas quais o Senhor nos pediu que apoiássemos nossos líderes? Como podemos fazer isso?

Peça às moças que, para cada líder do sacerdócio, mencionem pelo menos uma razão pela qual devem apoiá-lo e várias maneiras de fazê-lo. Escreva as respostas ao lado do nome do líder do sacerdócio. Incentive as jovens a pensarem em formas específicas de apoiar cada um dos líderes. Por exemplo, em vez de escrever “Fazer o que o bispo pede”, poderão dizer “Aceitar de boa vontade uma designação para falar na reunião sacramental e preparar-se cuidadosamente para o discurso”.

Escrituras e citação

Para ajudar as jovens a entenderem por que devem apoiar os líderes do sacerdócio, peçalhes que leiam as seguintes escrituras e citação: Doutrina e Convênios 1:38; Doutrina e Convênios 112:20; II Crônicas 20:20; e Amós 3:7.

“Tanto a mulher quanto o homem tem a prerrogativa de apoiar os líderes do sacerdócio. Só pode haver pouca inspiração e nenhum progresso no lar ou na organização da Igreja quando as mulheres não apóiam os líderes do Sacerdócio.” (Matthew Cowley, Matthew Cowley Speaks, Salt Lake City: Deseret Book Co., 1954, p. 194.)

Podemos Apoiar Nossos Líderes, Orando por Eles

Diga que uma forma importante de ajudar nossos líderes é orar por eles.

História

Convide a aluna da classe previamente designada para relatar a seguinte história de como uma jovem ficou impressionada com a família do élder Ezra Taft Benson quando eles o fortaleceram em sua função no sacerdócio:

“Na primeira vez que fui ao Tabernáculo do Lago Salgado, para assistir a uma Conferência Geral da Igreja, fiquei impressionada com a imensidão do edifício e ainda mais impressionada com o número de Autoridades Gerais que lá estavam.

Em minha infância, muitos deles haviam visitado nosso pequeno ramo no Estado de Montana. Não tínhamos televisão nem podíamos ouvir a conferência pelo rádio. Assim, esperávamos cada visita como uma bênção especial. Eles tinham, parecia-me, um poder e uma fé superiores aos de outros homens.

Então, naquele dia de abril… descobri uma fonte de certa Autoridade Geral.

Eu estava sentada com os seis filhos do Élder Ezra Taft Benson, sendo que uma de suas filhas era minha companheira de quarto na universidade. Meu interesse aumentou quando o Presidente Mckay se levantou e anunciou o próximo orador. Observei respeitosamente o Élder Benson, a quem ainda não conhecia pessoalmente, dirigir-se ao microfone. Ele era alto, medindo mais de 1,80m. Era um homem com doutorado, conhecido internacionalmente como Secretário da Agricultura dos Estados Unidos e uma testemunha especial do Senhor, um homem que parecia sereno e seguro, alguém que já havia feito discursos para audiências em todo o mundo. De repente, uma mão tocou meu braço. Uma garotimha inclinou-se para mim e sussurrou enfaticamente: `Ore por meu pai.`

Um tanto surpresa, pensei: “Esta mensagem está sendo passada a toda esta fileira, e eu devo passá-la adiante. O que direi; ‘Ore pelo Élder Benson?’ ‘Você deve orar por seu pai’? Sentindo a necessidade imediata de agir, inclinei-me para a pessoa seguinte e sussurrei simplesmente: ‘Ore por meu pai.’

Observei aquele sussurro seguir pelo banco até onde estava a Irmã Benson, já com a cabeça curvada.

Muitas vezes, desde aquele dia, tenho lembrado daquela mensagem – Ore por meu Pai, o patriarca do lar. Ore por ele, quando servir com presidente do distrito ou mestre familiar. Ore por ele, quando ocupar um cargo administrativo, quando seus negócios florescerem ou quando tiver uma redução de salário. Ore quando ele der conselhos na noite familiar. Ore pelo pai que trabalha longas horas para que o filho possa sair em missão e a filha ir para a universidade. Ore por ele, quando falar na reunião sacramental ou der uma bênção à sua mãe, para que fique boa novamente. Ore quando ele batizar seu irmãozinho ou quando der ao bebê um nome ou uma bênção paterna. E à noite, quando chegar em casa cansado ou desanimado, ore por ele. Ore pelo pai em tudo o que ele fizer – nas pequenas e nas grandes coisas.

No decorrer destes anos, cada vez que o Presidente Benson se levanta para falar nas conferências gerais, eu penso: `Seus filhos, hoje espalhados pelo continente, estão unidos em oração por seu pai.’

E agora acredito que a breve mensagem transmitida naquela fileira…anos atrás, é a mais importante mensagem que uma família pode compartilhar. Que poder e fé extraordinários pode um homem ter para enfrentar os desafios diários de sua vida, se, em algum lugar do mundo, uma filha ou filho estiver sussurrando: `Ore por meu pai!’” (Elaine S. Mckay, “Pray for Dad”, New Era, junho de 1975, p. 33.)

Ressalte que apoiar o sacerdócio é mais do que levantar a mão. Significa orar por eles, falar bem deles e obedecer a eles.

Podemos Fortalecer os Portadores Jovens do Sacerdócio

Apresentação pela professora

Diga-lhes que a obrigação de uma jovem de apoiar os portadores do sacerdócio não inclui apenas aqueles que são seus líderes. Ela pode, com grande habilidade, fortalecer e apoiar rapazes de sua idade.

História

Peça à jovem designada que relate a seguinte história:

Um jovem élder, chamado para cumprir missão no exterior, foi convidado a falar em uma reunião sacramental de sua ala. Muitos jovens estavam presentes, inclusive um grande número de moças.

“Quando estava terminando o discurso, comecei a sentir a poderosa influência que os amigos haviam exercido na vida daquele rapaz, muito amadurecido espiritualmente para sua idade. Após expressar gratidão por sua família e entes queridos, e antes de prestar o testemunho final, com as mãos no púlpito, curvou-se para a frente e inclinou a cabeça por alguns momentos. Depois, olhando novamente para a congregação, disse com suavidade: `E agradeço a todos os meus amigos, especialmente a vocês, moças, aqui presentes, que mantiveram seus padrões e me encorajaram a fazer o mesmo.’ Sua voz ficou cheia de emoção, quando continuou: `Obrigado por sua influência, que me ajudou a me preparar para a missão”’ (Ardeth G. Kapp, “By the Way She Is”, New Era, setembro de 1976, pp. 10-12).

Debate

• De que maneira aquelas jovens podem ter influenciado o jovem missionário?

• Como contribuíram para que ele decidisse cumprir missão?

• Como suas atitudes e comportamento podem influenciar a decisão de um rapaz?

Citação

Explique-lhes que as jovens têm a capacidade de influenciar positivamente os portadores do sacerdócio em suas responsabilidades. Leia a seguinte citação da Irmã Ardeth Kapp que descreve como esta influência é exercida: “Jovens de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, (1) Os rapazes com os quais vocês se associam sabem que seguem um padrão de excelência do qual não se afastarão? (2) Eles sabem, pelo que dizem e fazem, que honram e respeitam seus pais, e que (3) seguem os conselhos dos líderes da Igreja? (4) Sabem que só começarão a namorar depois dos 16 anos, porque o profeta do Senhor assim aconselhou? (5) Por meio de suas ações, podem eles perceber que vocês decidiram praticar o bem e que não enfraquecerão? (6) Podem sentir confiança e respeito próprio como fruto da amizade que há entre vocês? (7) Sua maneira de falar e vestir, as diversões, músicas, livros e filmes que escolhem ajudam os rapazes com quem se associam a terem admiração e respeito pelas mulheres? Quando os jovens são expostos à visão distorcida que o mundo tem do papel das mulheres, (8) encontram em vocês o refinamento e doçura que encorajam uma atitude de respeito, reverência e honra por esse chamado divino?

Estranho que ainda não tivesse percebido isto, mas não é quando uma jovem incentiva um rapaz a sair em missão que sua maior influência se faz sentir. É por suas ações que revela seu compromisso e testemunho do evangelho de Jesus Cristo, o que é evidenciado por meio de seu poder e influência na propagação do bem.” (“By the Way She Is”, p. 13; números acrescentados.)

Aplicação da Lição

Material a ser distribuído

Dê a cada aluna uma cópia das oito perguntas sugeridas pela Irmã Kapp. Elas deverão levar o papel para casa, analisando-se e analisando suas ações fervorosamente. Sugira que as alunas ponham esse material em seus livros de recordações e que se refiram ocasionalmente à lista, fazendo uma auto-avaliação.

Questionário

Dê os nomes dos oficiais do sacerdócio que a servem:

O Presidente da Igreja:

Membros do Quorum dos Doze:

O Presidente da Estaca ou Missão:

O Bispo ou Presidente do ramo:

Mestres Familiares:

Quem é seu líder imediato do sacerdócio?