Liderança Patriarcal no Lar

Moças – Manual 1, 1992


Objetivo

Ajudar cada aluna a compreender a ordem patriarcal no lar.

Preparação

  1. 1.

    Providenciar lápis para todas as jovens.

  2. 2.

    Usando as questões abaixo, preparar uma cópia do teste desta lição para cada aluna, Se não quiser usar o teste, distribua as perguntas às alunas. Dê às jovens as citações correspondentes às suas perguntas e organize um painel de debates.

  3. 3.

    Se desejar, designe algumas jovens para apresentarem histórias, escrituras ou citações.

Observação para a professora

As alunas vêm de ambientes e situações familiares diferentes. Algumas têm pais que são patriarcas justos de sua família. Outras poderão ter pais que sejam menos ativos ou que nem sejam membros da Igreja. Algumas talvez não tenham um pai em casa. Seja sensível à situação de cada aluna. Independentemente das situações famíliares, o objetivo desta lição é ensinar o que é ordem patriarcal e como um patriarca pode abençoar sua família.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

A Ordem Patriarcal É o Plano do Senhor para as Famílias

Teste

Dê a cada aluna um lápis e uma cópia do teste a seguir. Conceda cinco minutos para responderem. Explique-lhes que ninguém verá o que escreverem. Mencione que pode haver mais de uma resposta correta.

O que Você Sabe sobre a Ordem Patriarcal?

Escolha a resposta ou respostas corretas para cada uma das questões abaixo:

  1. 1.

    A ordem patriarcal é:

    1. a.

      Uma recomendação para receber sua bênção patriarcal.

    2. b.

      Uma ordem para receber mercadorias do armazém do bispo.

    3. c.

      O sistema de governo divino do Senhor.

  2. 2.

    A organização mais importante na Igreja é:

    1. a.

      O Quorum dos Doze Apóstolos.

    2. b.

      A Primeira Presidência.

    3. c.

      A família.

  3. 3.

    A autoridade presidente em sua família é:

    1. a.

      O Presidente da Igreja.

    2. b.

      O bispo.

    3. c.

      Seu pai (ou mãe, se não houver presença do pai na casa).

  4. 4.

    Como autoridade presidente da família, algumas responsabilidade do pai são:

    1. a.

      Presidir e dirigir os assuntos da casa e da família em retidão.

    2. b.

      Prover as necessidades físicas e espirituais da família.

    3. c.

      Procurar o Senhor para receber revelação pessoal a respeito de sua família.

  5. 5.

    Algumas responsabilidade da mãe são:

    1. a.

      Ter e criar filhos.

    2. b.

      Ajudar a prover as necessidades físicas e espirituais da família.

    3. c.

      Ser companheira, conselheira e amiga do marido.

  6. 6.

    Segundo o plano do Senhor, de quem é a responsabilidade de amar e ensinar os filhos?

    1. a.

      Somente do pai.

    2. b.

      Somente da mãe.

    3. c.

      De ambos.

  7. 7.

    No plano do Senhor:

    1. a.

      Existe total igualdade entre homem e mulher.

    2. b.

      O homem é mais importante, porque porta o sacerdócio.

    3. c.

      O Senhor ama suas filhas tanto quanto ama seus filhos.

  8. 8.

    Embora o pai presida a família, para presidir como chefe patriarcal da família ele precisa:

    1. a.

      Ter formação universitária.

    2. b.

      Ter um bom emprego.

    3. c.

      Portar o Sacerdócio de Melquisedeque.

  9. 9.

    O pai tem a função de patriarca porque:

    1. a.

      É mais digno e mais qualificado.

    2. b.

      É sua função divina.

    3. c.

      É uma questão de lei e ordem.

Depois que as jovens terminarem o questionário, leia as perguntas em voz alta. Depois de ler cada pergunta, permita que as alunas respondam. Depois leia, ou peça a alguém que leia a citação correspondente, encontrada abaixo.

Cada citação contém uma pista para a resposta correta à pergunta correspondente. Os itálicos foram acrescentados para mostrar as palavras-chave. Depois que cada citação for lida, identifique a resposta ou respostas corretas de cada pergunta.

Citações e debate

Pergunta 1

O governo do Senhor é de natureza patriarcal. A família…É o centro.” (Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, 2nd ed. p.559; itálicos acrescentados.)

Pergunta 2

A família é a organização mais importante nesta vida ou na eternidade. Nosso propósito na vida é criar unidades familiares eternas.” (Joseph Fielding Smith, A Liahona, dezembro de 1971, pp. 10-11.)

Pergunta 3

No lar, a autoridade presidente é sempre investida no pai, e em todos os assuntos e problemas que se referem à família e ao lar, não existe outra autoridade superior. (Ver Joseph F. Smith, Doutrina do Evangelho, p. 261.)

Pergunta 4

O Presidente Ezra Taft Benson disse: “Deus determinou que o pai deve presidir a família, provendo seu sustento e dando-lhe amor, instrução e orientação. (Ensign, maio de 1984, p.6; grifo nosso.)

“Paternidade é liderança, a mais importante forma de liderança. Isto sempre tem sido assim e sempre o será. Pai, com a assistência, conselho e encorajamento de sua companheira eterna, você preside o lar.” (Pai, Considere Sua Responsabilidade, folheto, 1973, pp.4-5) (Como citado pelo Presidente Benson, Ensign, novembro 1987, p.49).

Observação para a professora Como este é um conceito muito importante, talvez seja aconselhável debatê-lo minuciosamente. Saliente que as três respostas do teste estão corretas. Peça-lhes sugestões adicionais de coisas que um pai faz como patriarca do lar. A declaração do Presidente Benson sugere algumas; tente fazer com que as jovens mencionem algo como dar bom exemplo, compartilhar testemunho e suas convicções, certificar-se de que seus familiares aprendem princípios corretos.

Pergunta 5

“No momento da criação, a responsabilidade de ter filhos e cuidar deles foi conferida à mãe. A função primordial de provedor foi designada ao pai. Não há nada nas escrituras que altere este princípio fundamental; e, na verdade, as escrituras e os profetas modernos têm reforçado este relacionamento básico entre pais e mães.” (The Church and the Proposed Equal Rights Amendment” - folheto - pp. 11-12, Ensign, março de 1980; grifo nosso.) “Afortunadamente, não é requerido do pai que presida, julgue e aja sem conselho e sem assistência. Ele tem uma esposa: uma companheira, uma conselheira, uma sócia, uma auxiliadora, uma amiga.” (Pai, Considere Sua Responsabilidade, folheto, p.3; grifo nosso.)

Pergunta 6

Na verdade, é tremenda a responsabilidade de um casal, ao trazer filhos ao mundo. Não se requer apenas alimento, roupas e abrigo, mas dos pais se requer amor, disciplina terna, ensino e treinamento.” (Spencer W. Kimball, “O Preparo de uma Criança”, A Liahona, agosto de 1978, p.4.)

Pergunta 7

Na Igreja existe plena igualdade entre homem e mulher. O evangelho…foi planejado pelo Senhor da mesma forma para os homens e as mulheres. Os privilégios e requisitos do evangelho são fundamentalmente iguais para os homens e mulheres. O Senhor ama suas filhas tanto quanto ama seus filhos.” (John A. Widtsoe, Evidences and Reconciliations, Salt Lake City: Bookcraft, 1960, p.30; itálicos acrescentados.)

Pergunta 8

“Embora todo pai seja o chefe da família, a família SUD, no sentido expresso da palavra, não pode ser chamada de patriarcal, a menos que o marido porte o Sacerdócio de Melquisedeque, e a esposa tenha sido casada ou selada ao marido no templo, e os filhos tenham nascido no convênio ou sido selados aos pais.” (A Light under the World, Melquizedek Priesthood, course of study, 1967-68, p.55.)

Observação para a professora

Como possivelmente haverá jovens na classe cujo pai não porte o Sacerdócio de Melquisedeque, leia e debata a seguinte citação, se desejar.

Ao comentário: `Meu marido (ou pai) não é membro da Igreja, nem a respeita’, respondo com amor e compaixão: `Querida irmã, se ele é ou não membro da Igreja, ainda é o pai e o chefe da família…Apóie-o em suas ações positivas. Mostre-lhe que acredita e confia em sua habilidade para dirigir a família. Incentive-o com exemplos nobres’” (Richard G. Scott, “Father Is Head of the Family”, Ensign, fevereiro de 1977, pp. 84-85).

Pergunta 9

“A ordem patriarcal é de origem divina e continuará neste mundo e na eternidade. Há, então, uma razão particular por que os homens, mulheres e crianças devem entender esta ordem e autoridade nos lares do povo de Deus… Não é simplemente uma questão de quem seja, talvez, mais qualificado, nem uma questão de quem esteja vivendo mais dignamente. É uma questão de lei e ordem.” (Joseph F. Smith, Doutrina do Evangelho, p. 261; grifo nosso.)

Apresentação pela professora

Diga que a palavra patriarca se relaciona à palavra pai. Mas nós a usamos de maneira especial. O termo ordem patriarcal refere-se à linha de pessoas desde Adão, passando por todas as gerações que estejam ligadas pelas eternas ordenanças do templo. Essas pessoas conservarão seus laços familiares eternamente. Quando um casal se casa no templo, marido e mulher se qualificam para tornar-se parte desta grande família eterna. O homem torna-se não apenas o pai, mas o patriarca de sua família. Isto significa que ele tem a responsabilidade de ajudar sua família a viver de modo que possa retornar à presença do Pai Celestial. E, por ele portar o Sacerdócio de Melquisedeque, pode abençoar sua família e ensinar-lhe de uma forma que de outra maneira, não poderia fazer.

A Jovem Pode Apoiar o Pai em Sua Função

Debate com uso do quadro-negro

Pergunte às jovens como acham que poderiam apoiar seu pai. Aliste as idéias no quadro- negro. As sugestões poderão incluir o seguinte:

Como Apoiar o Pai

Sendo obediente Passando algum tempo juntos Contando-lhe suas preocupações e interesses Pedindo-lhe uma bênção paterna Pedindo-lhe conselhos Procurando conhecê-lo bem Sendo um exemplo para os irmãos e irmãs. Amando-o e apreciando-o Edificando-o, não o criticando Apoiando-o na noite familiar Sendo alegre e útil no lar

História

Algumas jovens podem achar que é difícil expressar amor e apoio ao pai. Peça a uma das meninas que relate o seguinte história:

Quando a Irmã Lois Christensen era menina, sua professora da Escola Dominical pediu a cada aluna que dissesse ao pai que o amava. Lois sentiu que lhe seria impossível cumprir a tarefa. O pai era inativo na Igreja e havia um abismo entre eles. O amor jamais era expresso verbalmente na família. Lois ficou para conversar com a professora depois da aula e disse que não poderia cumprir a designação. Ela conta, com suas próprias palavras:

“A Irmã Innes, porém, não se convenceu. Olhou para mim e disse: `Não importa o que seu pai seja ou faça, ele precisa ouvir de você essas palavras, tanto quanto qualquer outro pai. Quero que me prometa que vai cumprir a designação’.

“Concordei, e nos dias seguintes senti um grande peso. Sabia que só desapareceria quando eu cumprisse minha promessa. Uma noite, depois que os outros tinham ido para a cama, esperei nervosamente pelo momento certo de dizer as palavras. Papai estava fumando um cigarro e levantou-se para jogar as cinzas no lixo. Com voz trêmula, nervosa, quase inaudível, eu disse: `Pai, eu te amo’.

Ele estava de costas para mim e não se virou nem disse coisa alguma. Tive certeza de que não me ouvira. E então, debilmente repeti: `Pai, eu te amo’. Ele começou a virar-se lentamente em minha direção. Meu insensível e inatingível pai tinha lágrimas correndo pelo rosto. Abraçou-me com força e beijou o topo de minha cabeça. Essa foi a primeira vez, em dezesseis anos de vida, que me lembro de meu pai me haver abraçado.

Hoje sou mãe e tenho uma família grande. Eu te amo é uma frase familiar, usada com freqüência em nossa casa. E meu amado pai? Hoje ele é sumo sacerdote, trabalhando diligentemente para levar avante o reino de Deus.” (Lois Christensen, “Telling My Father I Loved Him”, Ensign, fevereiro de 1978, p.51.)

Conclusão

Apresentação pela professora

Lembre às alunas que por designação divina o pai é o chefe patriarcal da família. O Senhor deu-lhe a responsabilidade do bem-estar espiritual e físico da sua família, e ele terá que prestar contas disso. Segundo seu chamado, ele deve presidir e dirigir os assuntos do lar e da família em espírito de retidão e amor. Todos os familiares têm a obrigação de apoiá-lo em sua função patriarcal. Há muita coisa que uma jovem pode fazer para cumprir esta responsabilidade e influenciar as outras pessoas da família para que apóiem o pai nesta importante função.

Aplicação da Lição

Peça a cada jovem que escolha na lista do quadro-negro duas ou três coisas que fará na próxima semana para apoiar o pai em sua função patriarcal.