Dia do Senhor

Moças – Manual 1, 1992


Objetivo

Ajudar cada aluna a procurar aperfeiçoar a obediência ao Dia do Senhor.

Preparação

  1. 1.

    Providenciar papel e lápis para cada aluna.

  2. 2.

    Preparar o material a ser distribuído para cada aluna, no formato de uma régua. Poderia ser mais ou menos assim:

  3. 3.

    Se desejar, designe algumas jovens para apresentarem histórias, escrituras ou citações.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

A Preparação para o Dia do Senhor Enriquece as Bênçãos Desse Dia

Atividade escrita

Dê lápis e papel a cada aluna. A classe deverá dobrar a folha ao meio, no sentido vertical, formando duas colunas, intitulando a primeira “O que Fiz Domingo Passado”. Esta atividade não deverá durar mais de cinco minutos. Peça-lhes que guardem suas folhas, para usá-las mais tarde.

História

Leia a seguinte história:

“Lembro-me de ter perguntado a mim mesma: `O que há de errado comigo? Detesto o domingo. Estou confusa. Tenho dor de cabeça. Choro. Discuto com meus pais. Embora vá à Igreja regularmente, parece-me não estar ganhando nada com isso. Onde estão todas as bênçãos prometidas? Tento santificar o Dia do Senhor. Não vou ao cinema, não faço compras. Assisto a todas as reuniões. O que há de errado comigo?’ Bem, descobri o que estava errado.

Sabia, em meu coração, que quando fazia a lição de casa no domingo, ou assistia à televisão, ou costurava, ou mesmo visitava amigas para bater papo como todas as jovens fazem, não estava realmente santificando o domingo. O Dia do Senhor era quase como outro dia qualquer.

“Bem, depois de certa aula sobre o Dia do Senhor resolvi mudar as coisas. Decidi dar uma boa olhada em mim mesma. Tendo tomado uma decisão, senti-me inspirada sobretudo a tornar o domingo um dia especial. A lição sugeria que fizéssemos uma lista das coisas que poderiam ser feitas com antecedência, em preparação para o domingo. Uma vez feita a lista, tudo entrou nos eixos.”

Tempestade cerebral (Debate rápido)

Peça às jovens que se refiram às listas que fizeram no início da aula. Pergunte-lhes o que poderiam fazer no sábado, para tornar o domingo um dia mais especial. Diga que o domingo é um dia santificado, e devemos preparar-nos especialmente para ele. Divida as alunas em grupos. Cada grupo deve escolher uma participante para tomar notas. Dê a cada grupo uma das seguintes perguntas para que troquem idéias durante cinco minutos. As listas de atividades domingueiras poderão ajudá-las nesta atividade.

  1. 1.

    Que preparativos devem ser feitos no sábado, para que o domingo seja um dia especial?

  2. 2.

    O que deveria ser eliminado das atividades comuns do Dia do Senhor, para torná-lo mais espiritual?

  3. 3.

    Que preparativos poderiam ser feitos, para que sobrasse tempo no domingo para atividades familiares?

A aluna que tomou notas para cada grupo deverá relatar suas conclusões para a classe.

Debate com uso do quadro-negro

• Que bênçãos poderíamos receber, preparando-nos antecipadamente para o domingo? (Contentamento; expectativa quanto ao domingo; tempo para pensar, meditar, orar e ler as escrituras; laços familiares mais fortes, maior proximidade com o Pai Celestial.) Aliste as respostas no quadro-negro.

Escritura

Explique-lhes que quando guardamos o Dia do Senhor somos abençoados por obedecermos a um mandamento do Pai Celestial. Peça a uma aluna que leia Êxodo 20:8-11.

Adoração Pode Ser Expressa por Palavras, Pensamentos, Música e Ações

Debate com uso de escritura

Doutrina e Convênios 59:9-10 nos diz aonde devemos ir no Dia do Senhor. Peça a alguém que leia esses versículos.

• Aonde devemos ir no domingo?

• Qual deve ser nossa atitude, quando freqüentamos a reunião sacramental?

• A freqüência às reuniões, com a família, fortalece laços e relacionamentos? Como?

Citação e debate

Leia a seguinte citação:

“É comum adorar e fazer nossas ofertas sem tentar preparar-nos interiormente com o mesmo grau de perfeição que conseguimos em nossas roupas e aparência pessoal.” (Robert L. Simpson, Improvement Era, dezembro de 1966, p.1.148.)

Estudos de caso

• Como podemos preparar-nos interiormente para o Dia do Senhor? Apresente os seguintes estudos de caso para serem analisados e debatidos pelas alunas: (Ajude as jovens a entenderem que há muitas maneiras de santificar o domingo e muitas de não fazê-lo.)

  1. 1.

    Helena e Sílvia foram sentar-se no último banco da capela quando o bispo anunciou a primeira oração. Cochicharam durante toda a reunião sacramental e ficaram passando bilhetinhos uma para a outra.

    • Como o comportamento de Helena e Sílvia poderia influenciar a adoração das pessoas ao redor?

  2. 2.

    Durante o hino sacramental, Emília afundou no banco, fechou os olhos e segurou o hinário fechado, sem cantar.

    • Como a letra e a música dos hinos podem contribuir para o bom espírito de uma reunião?

  3. 3.

    Sônia sentou-se ao lado de Marina durante a reunião sacramental. Enquanto o sacramento era abençoado e distribuído, sua mente estava no filme a que assistira na véspera. Levou um susto quando Marina lhe deu uma cutucada para avisar que devia tomar o sacramento.

    • Como comparariam a reverência aparente de Sonia com seus sentimentos interiores?

    • O que as jovens poderiam fazer, durante o sacramento, para terem um maior sentimento de adoração?

  4. 4.

    Teresa ficou muito interessada no sermão que o bispo estava fazendo. Ele estava falando sobre o arrependimento e ela sentiu muita paz, sabendo que esta era uma belíssima parte do evangelho.

    • Como Teresa demonstrou atitude de adoração?

    • Que bênçãos podemos receber, quando temos uma atitude de verdadeira adoração? 5. Elaine foi convidada a visitar Karen no domingo e ouvir um novo disco muito em voga, mas como soubera que Ana, uma outra amiga, estava doente, e, lembrando-se de que ajudara a mãe a fazer biscoitos no sábado, decidiu que levaria alguns para Ana no domingo, em vez de ir à casa de Karen.

    • Como o que Elaine fez refletiu uma atitude de adoração?

    • Como poderia ter perdido seu sentimento de adoração, indo à casa de Karen?

Faça um resumo, salientando que podemos adorar por meio de palavras, de bons pensamentos, de música espiritual e de boas ações. Explique-lhes que a adoração é viver e fazer obedecendo ao nosso Pai Celestial.

Citação

Leia a declaração do Presidente Benson:

“O propósito do Dia Santificado é elevar nosso espírito, para renovação de nossos convênios, para adoração, para descanso, para oração. Tem o intuito de alimentar nosso espírito, para que nos conservemos limpos das manchas do mundo, obedecendo ao mandamento de Deus.” (Ezra Taft Benson, God, Family, Country: Our Three Great Loyalties, Salt Lake City: Deseret Book Co., 1974, pp. 10-14.)

Devemos Avaliar as Atividades Que Realizamos no Dia do Senhor

Debate

• Como podemos saber o que fazer e o que não fazer no domingo?

• Gostariam de ter uma lista do que fazer e do que não fazer no domingo?

Diga que os antigos judeus não seguiram as diretrizes que haviam recebido quanto à santificação do sábado. Para ajudá-los a saber especificamente o que podiam e o que não podiam fazer, foram criadas leis rabínicas muito estritas. Eis algumas delas:

  1. 1.

    “Certos tipos de nós não deveriam ser atados nem desatados. Era lícito desatar um nó que pudesse ser desfeito com uma só mão.

  2. 2.

    Um fogo não deveria ser apagado ou aceso.

  3. 3.

    As viagens eram restritas a uma distância um pouco maior do que um quilômetro e meio. Esta distância, que se tornou conhecida como `uma jornada do dia de sábado`, foi estabelecida mendindo-se a distância do tabernáculo da época de Moisés até as tendas mais distantes do campo e voltando-se novamente ao ponto inicial. Se uma pessoa viajasse mais do que essa distância, estaria trabalhando e, portanto, em pecado.” (“O que Era Lícito ou Não Fazer no Dia do Senhor de acordo com a Lei Judaica”, O Novo Testamento, Seminário — Estudo no Lar, 1977, p.2, Unidade 3/2.)

  4. 4.

    Havia também uma dúvida quando a comer ovo posto no sábado por uma galinha que não conhecia a lei. Um rabino o permitia e um outro não. (Ver Albert E. Bailey, Daily Life in Bible Times [New York: Charles Scribner’s Sons, 1943], p.225).

Citação

Explique-lhes que, em vez de termos instruções assim restritas quanto ao cumprimento da lei, recebemos instruções nestes últimos dias quanto ao Dia Santificado.

“Em nossos dias, o Senhor tem dado grande ênfase à observância do dia santificado…

Por vivermos numa sociedade violadora do dia do Senhor, temos de…viver no mundo sem ser do mundo…

Não precisamos fazer compras no dia do Senhor. Isto não existirá na cidade de Sião no dia do Senhor.

Não precisamos participar de programas recreativos, nem caçar ou pescar no dia do Senhor.

Se tencionarmos realmente magnificar nossos chamados… passaremos o dia santificado dentro dos limites traçados pelo Senhor nessa seção de Doutrina e Convênios.” (Marion G. Romney “Sede Puros, Vós que Portais os Vasos do Senhor”, A Liahona, setembro de 1974, p.41.)

• De acordo com Doutrina e Convênios 59:9, qual é um dos principais propósitos do Dia do Senhor? (Conservar-nos limpos das manchas do mundo.)

• Como podemos decidir se uma atividade nos manterá limpos das manchas do mundo?

Avaliação pessoal

Escreva as seguintes perguntas no quadro-negro e peça às alunas que as anotem na coluna à direita, em seus papéis:

  1. 1.

    A atividade está transmitindo algo bom?

  2. 2.

    É espiritualmente edificante?

  3. 3.

    Jesus faria isto?

Peça às alunas que avaliem as atividades que geralmente desenvolvem aos domingos, respondendo às três perguntas.

Apresentação pela professora

Essas diretrízes dão uma medida a ser usada quando precisarmos decidir se uma atividade é apropriada para o domingo. Essa decisão requer mais maturidade do que ter uma regra para cada situação. Se tivermos em mente o propósito do Dia do Senhor e nossa meta de permanecermos limpos das manchas do mundo, poderemos mais facilmente regular nossas atividades domingueiras.

Citação

Depois que as alunas tiverem debatido essas três perguntas, leia a citação de um dos líderes da Igreja:

“Quer em casa quer na Igreja, seus pensamentos e sua conduta devem estar sempre em harmonia com o espírito e propósito do Dia do Senhor. Os lugares de recreação e diversão, embora em momentos apropriados possam atender a uma necessidade, não conduzem a um crescimento espiritual e não nos manterão limpos das manchas do mundo, mas nos negarão a plenitude da terra, prometida aos que cumprem a lei do Dia do Senhor. Aquele que viola a lei do dia santificado e faz disso um hábito, ao deixar de fazer dele um dia santificado, está perdendo a plenitude da alegria em troca de uma parcela mínima de prazer. Está dando demasiada atenção aos seus desejos físicos, em prejuízo de sua saúde espiritual.” (Harold B. Lee, Decision for Successful Living, Salt Lake City: Deseret Book Co., 1973, pp. 147-148.)

Material a ser distribuído

Entregue a cada jovem uma régua antecipadamente preparada em uma folha de papel e incentive-as a obedecer à lei do Dia do Senhor mais plenamente, avaliando atividades segundo as três diretrizes. Preste testemunho da importância e das bênçãos de santificar o Dia do Senhor.