Encontrar Alegria Agora

Moças – Manual 1, 1992


Objetivo

Cada aluna sentirá a alegria de ser uma jovem SUD.

Preparação

  1. 1.

    Providenciar papel e lápis para cada aluna.

  2. 2.

    Arranjar um espelho pequeno.

  3. 3.

    Preparar um cartaz ou um pedaço grande de papel com as seguintes palavras do Presidente Harold B. Lee: “A felicidade não depende do que acontece ao nosso redor, mas do que acontece dentro de nós.”

  4. 4.

    Designar uma jovem para ler a passagem intitulada “Criação”

  5. 5.

    Se desejar, designe algumas jovens para apresentarem histórias, escrituras ou citações.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

Introdução: Reflexões

Lição com uso de objeto Passe um espelho pequeno entre os membros da classe. Peça a cada jovem que pense silenciosamente nestas perguntas enquanto olha o seu reflexo no espelho:

  • O que vêem no espelho?

  • A jovem que vêem no espelho é feliz? Por que?

  • A jovem que vêem é aquela que desejam ser?

  • O que vocês mais apreciam na jovem que vêem?

  • O que gostariam de mudar nessa jovem?

  • Quais são os talentos e bênçãos da jovem que estão vendo no espelho?

  • O que desejam para essa jovem?

Felicidade é…

Atividade de avaliação

Entregue uma folha de papel e um lápis a cada aluna. Peça-lhes que desenhem uma linha vertical bem ao centro do papel e marquem duas colunas intituladas “Felicidade e Alegria Duradouras” e “Divertimento e Satisfação Temporários”. Leia a seguinte lista de atividades para a classe e diga-lhes que escrevam cada atividade na coluna que acham que melhor descreve seus sentimentos pessoais a respeito dela. A lista poderá ser adaptada, de maneira que se enquadre nos interesses e experiências de sua área e alunas. 1. Nadar 2. Comer uma sobremesa 3. Ajudar alguém 4. Fazer compras 5. Obter boas notas na escola 6. Orar 7. Criar alguma coisa 8. Costurar 9. Caminhar 10. Tomar conta de uma criança 11. Limpar sua casa ou apartamento 12. Conversar com uma amiga 13. Ler as escrituras 14. Vencer uma competição 15. Ler um bom livro 16. Terminar uma grande tarefa 17. Ouvir música 18. Fazer uma comida de que gosta muito 19. Dançar 20. Falar com alguém a respeito do evangelho Depois que as moças tiverem terminado de avaliar as atividades, peça-lhes que pensem em outras atividades agradáveis e acrescentem-nas a uma das colunas. Diga à classe que suas listas e respostas serão variadas, porque todas as pessoas têm interesses individuais e não reagem da mesma forma.

O Pai Celestial Deseja que Tenhamos Alegria

Definições e debate

Depois que as alunas terminarem a atividade de avaliação, diga-lhes que definam as seguintes palavras: divertimento, satisfação, felicidade, alegria.

Debata com a classe as diferenças que existem entre esses sentimentos e relacione-os à avaliação feita por elas.

Debata com uso de escritura

Pergunte às alunas se elas se lembram do que o Pai Celestial disse a respeito de alegria e felicidade. Explique-lhes que as escrituras usam esses dois termos alternadamente. Depois que aquilo de que as jovens se lembram for discutido pela classe, escreva as seguintes referências escriturísticas no quadro-negro. Peça-lhes que localizem essas passagens nas obras-padrão e que as leiam em voz alta, juntas. Ressalte que o Pai Celestial quer que tenhamos alegria e felicidade.

Referências: 2 Néfi 2:24-25; João 13:15,17; Alma 41:10.

Debate com uso de escritura

• Podemos ter essa alegria atualmente, ou só a teremos no futuro?

Dirija as respostas da classe de maneira que cheguem ao entendimento de que as jovens podem ser felizes agora e que devem esforçar-se por alcançar essa alegria no presente.

• Quem tem a responsabilidade de fazer com que vocês tenham alegria e felicidade agora?

Para responder a essa pergunta, peça às jovens que localizem D&C 58:27-28 e leiam a passagem em voz alta. Saliente a frase “pois neles está o poder”, indicando que cada jovem tem o poder de trazer a felicidade para sua própria vida.

Cartaz

Apresente o cartaz contendo as palavras do Presidente Harold B. Lee: “ A felicidade não depende do que acontece ao nosso redor, mas do que acontece dentro de nós.” (“A Sure Trumpet Sound: Quotations from President Lee”, Ensign, fevereiro de 1974, p.78.) Debata por alguns instantes a veracidade dessa declaração e como se aplica a cada uma das alunas.

Debate com uso de quadro-negro

Explique-lhes que muitas vezes nos sentimos infelizes, embora tenhamos dentro de nós o poder de controlar nossas atitudes. Pergunte à classe por que muitas vezes nos tornamos infelizes. Quais as razões? Escreva as respostas do lado esquerdo do quadro-negro. Deixe o lado direito livre para registrar as maneiras de vencermos a infelicidade, o que será abordado mais tarde, nesta mesma aula. A seguir damos exemplos dessas razões:

Coisas que Nos Deixam Infelizes

  1. 1.

    Desobediência ao Senhor

  2. 2.

    Falta de metas ou propósito

  3. 3.

    Ansiedade e medo

  4. 4.

    Auto-imagem negativa

  5. 5.

    Não estar realizando nada

  6. 6.

    Não amarmos e não nos Celestial sentirmos amadas

  7. 7.

    Vida familiar insatisfatória

  8. 8.

    Falta de amigos

  9. 9.

    Solidão

  10. 10.

    Egoísmo

  11. 11.

    Relacionamento insatisfatório com o Pai

Podemos Ter Alegria Agora

Debate com uso do quadro-negro

• Como jovens SUD, o que conhecem ou possuem que poderia ajudá-las a vencer cada uma dessas coisas que provocam infelicidade e a obter maior alegria?

Solicite às alunas que elaborem uma lista de sugestões de coisas que poderiam fazer para alcançar alegria agora. Complete a lista do quadro-negro, registrando suas respostas e pedindo às alunas que façam o mesmo no verso de suas folhas. Dirija essa atividade no sentido de ajudá-las a sentir a alegria de serem o que são neste momento - moças SUD. Oriente o debate de maneira positiva, acentuando as seguintes áreas:

  1. 1.

    Cada jovem é um individuo, amada e valorizada por seu Pai Celestial e por sua família.

  2. 2.

    Cada uma tem algo a partilhar, que pode ajudar outras pessoas.

  3. 3.

    Cada jovem pode desenvolver seus talentos de maneira que lhe possa trazer grande satisfação.

  4. 4.

    Cada jovem tem o poder e a responsabilidade de mudar e dirigir sua própria vida para os caminhos da retidão e felicidade.

  5. 5.

    As jovens SUD têm oportunidades especiais que as ajudam a alcançar essas metas.

Conclua, dizendo que a alegria e a felicidade devem tornar-se parte de sua vida agora — não apenas como uma antecipação do que terão no futuro.

Citação

Peça à aluna previamente designada que leia a seguinte citação, para salientar as coisas que podem proporcionar alegria a uma pessoa, no presente. O mundo está cheio de encantos que podem e devem tornar-nos felizes.

Criação

“No princípio (mas não realmente o princípio — somente em determinado momento de minha existência, que é eterna), aprendi a respeito de um plano do Pai Celestial para mim e meus irmãos espirituais. Sendo ele um ser exaltado, perfeito e santo, desejava que tivéssemos a oportunidade de seguir o seu caminho. Seu primogênito, nosso irmão mais velho, Jesus, organizaria um mundo onde poderíamos viver, crescer e aprender a amar e a realmente nos importarmos. Seria uma experiência difícil, em um mundo de homens imperfeitos e leis irrevogáveis, onde teríamos que decidir se seguiríamos a Deus.

E assim,…eu disse `Sim’. E aguardei minha vez.

(Jesus) começou a organizar um mundo para nós, os filhos do Pai Celestial. E então, certo dia, deixei um lugar do qual agora não consigo lembrar-me, para vir para cá, e iniciar a união de minha vida com a terra.

No esplendor enevoado que é a infância, aprendi a reconhecer as primeiras formas de beleza — o aroma dos eucaliptos, os primeiros encontros com o mar, o sol, a areia e a neblina — gotas d’água em meu rosto, uma abelha, flores, e ciprestes balançando estranhamente ao vento.

E enquanto crescia, o mundo tornou-se ainda mais maravilhoso; e lá no meu íntimo, começou a aparecer uma dorzinha quente e doce, que é o amor à terra.

(Jesus) criou a luz que se derrama suavemente como um manto de prata durante a noite e forma vultos movidos pela brisa-luz, azul-dourada e suave nos dias de sol primaveril - e luz que espalha suas cores, primeiramente um vermelho esmaecido, depois laranja, e depois ouro, para dissipar o azul escuro que é noite - alvorada. E eu tenho olhos para ver.

E criou o vento que murmura suavemente no arvoredo, a cintilante corrente de água límpida que passa cantando e tropeçando a caminho do mar e os pássaros que enchem o ar matinal com seus trinados melodiosos. E eu tenho ouvidos para ouvir.

Ele fez mãos que se tocam no calor de um `Como vais?’ ou `Eu te ajudo’, ou `Estou começando a te amar’; e olhos para falar, para enxergar além das palavras, para compreender e descobrir.

E deu-me um coração que vê e ouve, que sente a terra que ele fez; e, lá no íntimo de meu ser, o amor à terra cresce e transborda. Ele me deu lágrimas de alegria para verter.

Vocês também possuem essas coisas. Elas são dons — bênçãos que ultrapassam nossa capacidade de receber.

E um dia, quando encontrar novamente Jesus e meu Pai acolher-me de volta, espero, ao lado de meu companheiro, poder começar a construir um mundo como este. E nossos filhos contemplarão, na doçura fria da luz da manhã, o céu de sua terra, com olhos brilhantes de lágrimas brotadas do amor à terra e dirão: `Obrigado, Pai’.” (Ann Busath, “Creation”, Improvement Era, setembro de 1967, p.56.)

Conclusão

Preste testemunho da importância de ser uma pessoa feliz agora e da alegria que podemos receber se formos fiéis aos padrões de uma jovem SUD. Seja entusiástica e encoraje as alunas a se prepararem para assumir agora a responsabilidade de sua própria felicidade.

Aplicação da Lição

Peça à classe que selecione uma ou duas maneiras que possam ajudá-las a encontrar alegria agora. Sugira que escolham um ou dois itens para focalizar durante a próxima semana.