Casamento no Templo

Moças – Manual 2, 1993


Objetivo

Fazer com que cada jovem entenda o propósito divino do casamento.

Preparação

  1. 1.

    Gravura 11, Uma Sala de Ordenança do Templo; gravura 5, O Templo de Salt Lake (62433 059), encontradas no final do livro; ou uma figura do templo de sua área.

  2. 2.

    Prepare uma silhueta de uma jovem, uma de um rapaz e uma de várias criancinhas.

  3. 3.

    Designe algumas jovens para apresentarem as escrituras, histórias e citações que desejar.

Sugestão para o desenvolvimento da lição

O Casamento É Ordenado por Deus para um Propósito Divino

Testemunho da professora (optativo)

Mostre a gravura de uma sala de ordenança do templo. Diga o que sente com relação à beleza do interior do templo e o espírito que existe lá. Manifeste a esperança de que todas as jovens da classe vivam dignamente para que venham a entrar no templo e a se casar para o tempo e para toda a eternidade.

Debate de escritura

Peça a uma jovem que leia Doutrina e Convênios 49:15.

• O que significa ser o casamento ordenado por Deus? (O casamento é um mandamento de Deus.)

Explique-lhes que o Senhor uniu Adão e Eva e realizou uma cerimônia de casamento para torná-los marido e mulher. Esse é o exemplo que toda pessoa deve planejar seguir.

Citação

Leia a seguinte citação:

“O casamento é talvez a mais importante de todas as decisões e que tem os efeitos de mais longo alcance, pois está relacionado não apenas à felicidade imediata, mas também à alegria eterna. Afeta não somente as duas pessoas envolvidas, mas também a família e particularmente os filhos, e os filhos dos filhos por muitas gerações.” [Spencer W. Kimball, Marriage and Divorce (Casamento e Divórcio), (Salt Lake City: Deseret Book Co., 1976), p. 10.]

• Qual é um dos propósitos divinos do casamento? (Ter filhos, ensiná-los e treiná-los de maneira que voltem a viver com o Pai Celestial e Jesus.)

Debate de escritura

Leia o mandamento dado a Adão e Eva, em Gênesis 1:28.

• Qual a importância de se ter filhos? (É um mandamento.)

Explique-lhes que as pessoas que vivem dignamente e não têm o privilégio e bênção de se casarem e terem filhos nesta vida, receberão essas e todas as outras bênçãos da vida eterna no mundo vindouro.

O Casamento Celestial É o Início de um Reino Eterno

Citação

Diga que o casamento é bom aos olhos de Deus; contudo, somente o casamento celestial pode proporcionar-nos certas bênçãos.

O Presidente Spencer W. Kimball disse:

“Este é o tema do mormonismo hoje, e que estamos espalhando por todo o mundo: casamento, família, lar, filhos, netos e tudo o que é belo e glorioso…

É natural que as jovens olhem para os rapazes e estes olhem para as jovens, pedindo-as em casamento na época apropriada—a fim de se casarem e serem selados para a eternidade.

Isto é natural; foi assim que o Senhor fez.” (Discurso proferido numa reunião do Comitê Geral das Moças, 28 de abril de 1977, Church News, 7 de maio de 1977, p. 6.)

Debate de escritura

Peça a uma jovem que leia Doutrina e Convênios 131:1–4 em voz alta para a classe ouvir as bênçãos eternas do casamento celestial.

• O que devemos fazer para ter “progênie”, isto é, filhos para sempre? (Casarmos no templo.)

Debate com uso de gravura

Mostre a gravura de um templo. Diga que o casamento no templo dá a marido e mulher a possibilidade de alcançarem o mais alto grau de glória no Reino Celestial.

• O que mais devemos fazer, a fim de assegurar que estaremos juntos no Reino Celestial, além de nos casarmos no templo? (Viver dignamente, guardar os mandamentos do Pai Celestial e perseverar até o fim.)

Escrituras

Leia as partes de Doutrina e Convênios 132:15–17, 19 que acha que as jovens entenderão.

Leia João 14:2. Explique-lhes que cada família é uma unidade e pode herdar uma morada ou mansão no reino do Pai Celestial.

Debate com uso do quadro-negro

Coloque a silhueta de uma jovem no quadro-negro, sob o título “Na Casa de Meu Pai Há Muitas Moradas”. Ao lado da silhueta da jovem, coloque a do rapaz. Diga que algum dia, toda jovem irá escolher um rapaz para companheiro. Para que esta união dure eternamente, o casal deve selar-se no templo. Coloque as silhuetas das crianças junto às outras. Diga que essas figuras simbolizam um reino eterno. Por meio de sua dignidade, toda jovem e seu companheiro podem herdar uma morada ou mansão no reino do Pai Celestial.

A Preparação para o Casamento Celestial Requer Compromisso e Esforço

Debate

• Quando vocês devem começar a se preparar para o casamento celestial? (Agora.) Por quê?

• De que maneira a decisão hoje por um casamento celestial afetará seu futuro? Sua vida eterna?

História

O Presidente Spencer W. Kimball relatou a seguinte história verídica:

“Há alguns anos, um jovem casal que morava no norte de Utah veio à Salt Lake City para se casar. Não queriam preocupar-se com o casamento no templo, ou talvez não se achassem dignos. De qualquer forma, casaram-se no civil. Após o casamento, entraram no carro e partiram rumo ao norte para uma festa em sua casa. No caminho, entretanto, sofreram um acidente e, quando tudo terminou, havia um rapaz morto e uma moça morta. Estiveram casados por apenas uma ou duas horas. O casamento terminou ali. Eles achavam que se amavam. Desejavam viver juntos para sempre, mas não guardaram os mandamentos que tornariam isso possível. E assim veio a morte e terminou aquela relação. Talvez eles tenham sido bons jovens; eu não sei, mas serão anjos no céu, se o forem. Não serão deuses e deusas, sacerdotes e sacerdotisas, porque não cumpriram os mandamentos e não fizeram as coisas requeridas de suas mãos.

Às vezes ouvimos pessoas dizerem: ‘Ora, algum dia irei ao templo, mas ainda não estou preparado. Se eu morrer, alguém realizará as ordenanças para mim.’ Isto deve ficar muito claro para todos nós. Os templos são para os vivos e para os mortos apenas quando não puderem realizar as ordenanças. Vocês acham que o Senhor será escarnecido e concederá a este jovem casal que o ignorou, as suas bênçãos? O Senhor disse: ‘Pois todos os contratos que não forem realizados com esse propósito, têm fim quando os homens morrem.’ (D&C 132:7)” (Conference Report, Conferência de Área do Japão 1975, pp. 61–62.)

Perguntas para ponderar

Peça às jovens que reflitam sobre as seguintes perguntas:

  • O casamento no templo é importante para você? Por quê?

  • Até que ponto você está decidida a se casar no templo?

  • Uma jovem que assumiu o compromisso pessoal de se casar no templo terá mais cuidado na escolha dos rapazes que irá namorar?

História e debate

Élder LeGrand Richards contou a seguinte história:

“Esta história é sobre uma jovem filha de uma das famílias que eu presidia, quando era presidente de estaca na Califórnia (…).

Ela começou a sair com um rapaz que se havia batizado na Igreja, mas que não estava ativo. Ele logo passou a levar o namoro a sério e pediu-a em casamento. Sabem o que ela disse? ‘Jamais me casarei com um homem que não honra seu sacerdócio e sua Igreja. Quero dizer a meus filhos: ‘Sigam seu pai.’

O namoro terminou ali. Ele não estava disposto a pagar o preço.” [How You Can Best Honor Your Parents (Como Podeis Honrar Vossos Pais da Melhor Forma), Speeches of the Year (Provo, 29 de out. de 1963), pp. 4–5.]

• Quando vocês acham que essa jovem tomou a decisão de se casar no templo?

• Como seu compromisso de se casar no templo afetou a decisão que tomou a respeito do rapaz?

Explique-lhes que, quando uma jovem toma a decisão definitiva de se casar no templo, pode despender o esforço necessário à realização de sua meta.

Debate com uso do quadro-negro

• O que vocês podem fazer agora, a fim de preparar-se para o casamento no templo? À medida que as jovens forem respondendo, escreva as respostas no quadro-negro sob o título: “O que Farei Agora, a Fim de Preparar-me para Meu Casamento do Templo.” (As respostas poderão incluir: ser moralmente pura, respeitar e apoiar o sacerdócio, pagar o dízimo, jejuar, ser honesta, obedecer à Palavra de Sabedoria, dar um bom exemplo, usar uma linguagem limpa, orar regularmente, honrar os pais.) Assegure às jovens que o Senhor as ajudará a cumprir seu compromisso de se casar no templo, se elas cumprirem Seus mandamentos.

Citações

Leia as seguintes citações para a classe:

“Os jovens devem começar hoje mesmo a organizar sua vida de modo que sejam dignos de ir, no devido tempo, à Casa do Senhor, sendo edificados e santificados pela cerimônia do templo.” [Harold B. Lee, “Enter a Holy Temple” (“Entrai num Templo Sagrado”), Improvement Era, junho de 1967, p. 144.]

“Creio que nenhum jovem santo dos últimos dias, homem ou mulher, deve poupar esforços para ir à casa do Senhor com seu companheiro, para iniciar a vida juntos (…).

As bênçãos e promessas recebidas por aqueles que começam uma vida juntos para o tempo e a eternidade num templo do Senhor não podem ser obtidas de nenhuma outra forma. Os jovens que assim iniciam sua vida em comum descobrirão que essa sociedade eterna, firmada sob o convênio eterno, torna-se a base da paz, da felicidade, da virtude, do amor e de todas as outras verdades eternas da vida, aqui e no mundo vindouro.” [Heber J. Grant, “Begining Life Together” (Começando a Vida a Dois), Improvement Era, abril de 1936, pp. 198–99.]

Testemunho da professora

Diga que deseja que todas as suas alunas ajoelhem-se no altar do templo e sejam seladas para o tempo e a eternidade a um rapaz digno, a fim de estabelecerem um reino eterno. Preste testemunho da divindade do casamento e de que o casamento no templo é a vontade do Senhor, sendo a única forma de se conseguir a felicidade eterna.

Atividade Sugerida

Convide uma mulher casada no templo para falar, numa atividade realizada durante a semana, sobre o tema: “O Início de um Reino.” Eis algumas idéias para a apresentação:

  1. 1.

    Fotografias da família.

  2. 2.

    O que sente a respeito da experiência de ser casada no templo.

  3. 3.

    A influência que seu casamento no templo teve em sua vida conjugal.

  4. 4.

    As bênçãos do casamento no templo.

  5. 5.

    Alguns desafios do casamento.

  6. 6.

    Algumas experiências espirituais.