Tal Como um Facho

Letra

  1. 1. Tal como um facho de luz vem ardendo
    O Espírito Santo do meu Salvador;
    Os dons e visões do passado, volvendo,
    Revelam aos homens a lei do Senhor!
  2. Cantemos, clamemos, com hostes celestes:
    Hosana, hosana ao Deus de Belém.
    A ele sejam glória, poder e domínio,
    De hoje para sempre. Amém e amém!
  3. 2. Estende, ó Pai, sobre nós tua bênção,
    Tal qual no princípio restaura o poder;
    Que teus missionários os povos convençam
    E o véu da descrença consigam romper!
  4. Cantemos, clamemos, com hostes celestes:
    Hosana, hosana ao Deus de Belém.
    A ele sejam glória, poder e domínio,
    De hoje para sempre. Amém e amém!
  5. 3. Faremos depressa, em solene convênio,
    O reino do céu se restabelecer;
    Bem logo entre nós estará o Milênio,
    A glória de Cristo iremos rever!
  6. Cantemos, clamemos, com hostes celestes:
    Hosana, hosana ao Deus de Belém.
    A ele sejam glória, poder e domínio,
    De hoje para sempre. Amém e amém!
  7. 4. Que dia ditoso em que os cordeiros
    Com feros leões sem temor viverão;
    Serão reunidos na terra os herdeiros
    E juntos louvores a Cristo darão!
  8. Cantemos, clamemos, com hostes celestes:
    Hosana, hosana ao Deus de Belém.
    A ele sejam glória, poder e domínio,
    De hoje para sempre. Amém e amém!
  9. Letra: William W. Phelps, 1792–1872.
    Música: Anônimo, aprox. 1844
    Incluído no primeiro hinário SUD, 1835. Cantado na dedicação do Templo de Kirtland, em 1836.